Evolução e Adaptação dos Seres Vivos Exercícios

11. Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

Qual é a importância evolutiva dos órgãos vestigiais? Dê exemplo.

 

 

12. UFRGS-RS. Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

A presença de estruturas vestigiais numa espécie indica que essa espécie:

a) se encontra em vias de desaparecimento, descendendo de espécie em que aquelas estruturas são normalmente desenvolvidas.

b) é antecessora de espécies em que aquelas estruturas se desenvolvem (ou se desenvolverão).

c) vem mudando de hábito, tornando desnecessárias aquelas estruturas, que tendem a desaparecer.

d) migrou de seu ambiente original, tornando reduzidas aquelas estruturas.

e) descende, com outras que têm aquelas estruturas desenvolvidas, de um ancestral comum.

 

 

13. Unirio-RJ

O citocromo C é uma proteína respiratória que se encontra em todos os organismos aeróbicos, sendo constituída por 104 aminoácidos. No decurso da evolução, as mutações mudaram os aminoácidos em certas posições da proteína, mas o citocromo C de todas as espécies tem, incontestavelmente, estrutura e função semelhantes, tornando-se, para o evolucionismo, uma evidência de ordem:

a) paleontológica.

b) embriológica.

c) citológica.

d) anatômica.

e) bioquímica.

 

 

14. Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

Comente a importância da bioquímica comparada para a evolução biológica.

 

 

15. PUC-MG

Recentes análises do DNA de chimpanzés permitiram concluir que o homem é mais aparentado com eles do que com qualquer outro primata. Isso permite concluir que:

a) o chimpanzé é ancestral do homem.

b) o chimpanzé e o homem têm um ancestral comum.

c) o homem e o chimpanzé são ancestrais dos gorilas.

d) a evolução do homem não foi gradual.

e) os chimpanzés são tão inteligentes quanto o homem.

 

Pirâmides Ecológicas Simulado com Gabarito – Parte 02.

 

16. PUC-SP

Responda à questão com base nos itens numerados de 1 a 4, correspondentes a estudos que são úteis na investigação da evolução biológica de um táxon.

1. Anatomia e embriologia comparadas.

2. Sim ilaridade com o DNA de outros táxons.

3. Registros paleontológicos (fósseis).

4. Existência de órgãos vestigiais.

 

A alternativa que contém o somatório de todos os itens corretos é:

a) 6

b) 7

c) 8

d) 9

e) 10

 

 

17. ENEM. Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

O assunto na aula de Biologia era a evolução humana. Foi apresentada aos alunos uma árvore filogenética, igual à mostrada na ilustração, que relacionava primatas atuais e seus ancestrais.

 

Legenda da ilustração.

1. Símios do Novo Mundo
2. Símios do Velho Mundo
3. Gibão
4. Orangotango
5. Gorila
6. Chimpanzé
7. Homem
I. Hilobatídeos
II. Pongídeos
III. Hominídeos

Lista de exercícios sobre Evolução e Adaptação dos Seres Vivos, com todas as respostas dispostas no gabarito no final do post.

 

Foram feitas comparações entre DNA e proteínas da espécie humana com DNA e proteínas de diversos primatas. Observando a árvore filogenética, você espera que os dados bioquímicos tenham apontado, entre os primatas atuais, como nosso parente mais próximo o:

a) Australopithecus.

b) chimpanzé.

c) Ramapithecus.

d) gorila.

e) orangotango.

 

 

18. FMU-SP

Ao se comparar a estrutura da proteína citocromo C em diferentes espécies, verifica-se que elas apresentam várias diferenças em relação ao citocromo C humano: cão – 11 diferenças; pingüim – 13 diferenças; tartaruga – 15 diferenças; sapo – 18 diferenças; atum – 21 diferenças. O esquema sobre a evolução dos vertebrados que é mais coerente com esses dados é:

 

19. PUC-SP. Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

A análise bioquímica comparativa de uma mesma proteína encontrada entre as espécies cavalo, chimpanzé e homem revelou que a molécula é constituída de 100 aminoácidos, dispostos da mesma maneira ou ordem, no homem e no chimpanzé, enquanto, no cavalo, difere em 10 dos 100 aminoácidos encontrados.

Considerando que o DNA determina a síntese de proteínas na célula através do RNA-mensageiro, como você explicaria a:

a) semelhança entre essa proteína no homem e no chimpanzé?

b) diferença entre essa proteína do cavalo, quando comparada com a do homem e do chimpanzé?

 

 

20. Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

Os estudiosos da evolução hoje não trabalham apenas com fósseis, realizando pacientes trabalhos de campo, seguidos de minuciosos estudos comparativos; cada vez mais as técnicas laboratoriais empregadas na bioquímica, na embriologia e na anatomia permitem investigar o passado da vida na Terra a partir do estudo das espécies atuais. Explique como isso é possível.

 

21. UFU-MG

Estudar a evolução de um determinado grupo de organismo é complexo, difícil mesmo. Como saber quais etapas evolutivas se sucederam na evolução? O que veio inicialmente? Nesse sentido, os cientistas têm buscado na natureza provas da evolução. Essas provas aparecem principalmente da duas maneiras básicas. Pergunta-se: quais são essas duas maneiras principais pelas quais os cientistas têm estudado a evolução?

 

 

22. UFC-CE

A Chapada do Araripe é uma região muito rica em fósseis. Nesse local, foi encontrado o fóssil do dinossauro carnívoro, Santanaraptor placidus (figura a seguir), animal muito ágil que viveu no local há 110 milhões de anos.

a) O que é um fóssil?

b) Se este fóssil pudesse ser encontrado na África, qual seria o processo que explicaria este fato?

c) Qual é a evidência anatômica que permite afirmar que um determinado fóssil foi um carnívoro?

d) Supondo que foram encontradas, preservadas, porções do esqueleto de um dinossauro, qual é o tipo de tecido mais evidente?

 

 

23. UFSC

O quadro, a seguir, mostra a comparação do número de aminoácidos diferentes, nas cadeias polipeptídicas da hemoglobina de vários mamíferos. A análise bioquímica de polipetídeos e proteínas, além de outras evidências, permite aos cientistas traçarem as linhas evolutivas dos diferentes grupos de seres vivos.

Com respeito ao quadro e às evidências da evolução dos seres vivos, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

1. O fato de encontrarmos a enzima tripsina em protozoários e até em mamíferos não serve como evidência bioquímica do processo evolutivo.

2. Além do estudo das proteínas, o seqüenciamento do DNA também permite estudos evolutivos.

04. Quanto à hemoglobina, o quadro mostra que o gorila é uma espécie mais próxima do homem do que o chimpanzé.

08. Análises cromossômicas também permitem traçar linhas evolutivas.

16. Com relação à hemoglobina, o cavalo apresenta maior similaridade com o gorila do que com o homem.

32. O fato de não haver diferenças entre a hemoglobi na do chimpanzé e a do homem nos permite classificá-los como pertencentes ao mesmo gênero. Some os números dos itens corretos.

 

 

Veja a lista completa de exercícios sobre Evolução aqui.

 

🔵 >>> Confira também a segunda parte desta lista de exercícios.

 

Gabarito com as respostas das questões sobre Evolução e Adaptação dos Seres Vivos:

11. Por meio dos órgãos vestigiais é possível inferir parentesco evolutivo. Um exemplo é o apêndice vermiforme humano.

 

12. E

13. E

 

14. DNA, RNA e proteínas são moléculas presentes em todos os seres vivos. Quanto maior for a semelhança na seqüência de bases nitrogenadas dos

ácidos nucléicos, ou, quanto maior a semelhança entre as proteínas, maior será o grau de parentesco entre as espécies.

 

15. B     16. E     17. B      18. E

 

19 . a) Essa similaridade reflete, na realidade, a semelhança entre os genes responsáveis pela fabricação dessa proteína. Isso ainda indica que os humanos e chimpanzés se diferenciam a partir de ancestrais comuns, numa época relativamente recente.

b) A presença de uma proteína semelhante em cavalos, por outro lado, mostra que tiveram ancestrais comuns. No entanto, a separação dos grupos ocorreu há muito mais tempo do que entre humanos e chimpanzés.

 

20. Comparações entre espécies atuais, aparentemente muito diferentes, revelam semelhanças até então insuspeitas, o que é indicação de parentesco evolutivo. Torna-se possível então traçar árvores filogenéticas que elucidam pontos anteriormente nebulosos na pesquisa das relações evolutivas entre as espécies. A bioquímica comparada analisa possíveis semelhanças na seqüência de nucleotídeos do DNA e de aminoácidos das proteínas; a embriologia comparada investiga semelhanças no desenvolvimento embrionário dos organismos; a anatomia comparada considera a estrutura externa e interna de órgãos, freqüentemente utilizados para diferentes finalidades.

 

21. O grau de parentesco e as seqüências evolutivas podem ser determinados pelo estudo de fósseis e comparações bioquímicas (como análise de DNA e de proteínas).

 

22. a) Fósseis são vestígios (fragmentos, rastros, pistas) deixados por seres que viveram em épocas antigas. Os fósseis são evidências biológicas que reforçam a hipótese de que os continentes estiveram unidos no passado.

b) A presença de um determinado fóssil na América do Sul e na África corrobora a hipótese da união dos continentes em épocas remotas, processo denominado deriva continental.

c) Os dentes constituem uma evidência anatômica do hábito carnívoro do animal.

d) O esqueleto dos dinossauros era de natureza óssea e, portanto, o tecido mais evidente é o conjuntivo de sustentação, ou seja, tecido ósseo.

 

23. 10 (02 + 08)

Spread the love

Deixe um comentário