Formação de Novas Espécies e Genética das Populações Exercícios

01. Formação de novas espécies: (Modelo Enem) Em algumas regiões brasileiras, existem exemplares de Euphorbia heterophylla, uma planta daninha bastante prejudicial à lavoura de soja e que pode ser resistente a herbicidas. Se, após alguns anos, não existir mais o fluxo de genes entre as plantas susceptíveis e resistentes a herbicidas dessa espécie, então ocorrerá:

a) seleção natural.
b) irradiação adaptativa.
c) isolamento geográfico.
d) recombinação gênica.
e) isolamento reprodutivo.


02. Formação de novas espécies: Comportamentos que favorecem a dispersão também promovem, geralmente, a especiação. É CORRETO afirmar que, entre os comportamentos que costumam favorecer a especiação, se inclui:

a) a ocupação de novos nichos.
b) a territorialidade.
c) o cuidado com a prole.
d) o sedentarismo.


03. Qual a condição inicial básica para que ocorra o processo de formação de raças?

a) Isolamento reprodutivo
b) Isolamento geográfico
c) Seleção natural
d) Esterilidade dos descendentes
e) Superioridade do híbrido


04. Formação de novas espécies: Assinale a complementação correta para a frase abaixo.

Duas populações de uma mesma espécie, vivendo em ambientes diferentes e isoladas geograficamente:
a) poderão formar duas espécies, se persistir o isolamento.
b) terão obrigatoriamente o mesmo conjunto gênico (genético).
c) não poderão alterar seus conjuntos gênicos com o passar do tempo por estarem isoladas.
d) nunca poderão formar raças diferentes
e) obrigatoriamente terão que se extinguir.


05ENEM 2005. Formação de novas espécies:
Há quatro séculos alguns animais domésticos foram introduzidos na Ilha da Trindade como “reserva de alimento”. Porcos e cabras soltos davam boa carne aos navegantes de passagem, cansados de tanto peixe no cardápio. Entretanto, as cabras consumiram toda a vegetação rasteira e ainda comeram a casca dos arbustos sobreviventes. Os porcos revolveram raízes e a terra na busca de semente. Depois de consumir todo o verde, de volta ao estado selvagem, os porcos passaram a devorar qualquer coisa: ovos de tartarugas, de aves marinhas, caranguejos e até cabritos pequenos. Com base nos fatos acima, pode-se afirmar que:

a) a introdução desses animais domésticos, trouxe, com o passar dos anos, o equilíbrio ecológico.
b) o ecossistema da Ilha da Trindade foi alterado, pois não houve uma interação equilibrada entre os seres vivos.
c) a principal alteração do ecossistema foi a presença dos homens, pois animais nunca geram desequilíbrios no ecossistema.
d) o desequilíbrio só apareceu quando os porcos começaram a comer os cabritos pequenos.
e) o aumento da biodiversidade, a longo prazo, foi favorecido pela introdução de mais dois tipos de animais na ilha

 


06.  ENEM 2011. Não é de hoje que o homem cria, artificialmente, variedade de peixes por meio da hibridação. sta é uma técnica muito usada pelos cientistas e pelos piscicultores porque os híbridos resultantes, em geral, apresentam maior valor comercial do que a média de ambas as espécies parentais, além de reduzir a sobrepesca no ambiente natural. Terra da Gente, ano 4,n.47, mar.2008 (adaptado).

Sem controle, esses animais podem invadir rios e lagos naturais, se reproduzir e
a) originar uma nova espécie poliploide.
b) substituir geneticamente a espécie natural.
c) ocupar o primeiro nível trófico no hábitat aquático.
d) impedir a integração biológica entre as espécies parentais.
e) produzir descendentes com o código genético modificado.


07. Formação de novas espécies: Numa população em equilíbrio Hardy-Weinberg a frequência do alelo dominante para um dado lócus autossômico é 0,6. Portanto, a frequência dos heterozigotos para este locus será:

a) 0,24
b) 0,48
c) 0,60
d) 1,20
e) 2,40


08. A frequência do gene a, que determina o albinismo, é de 30% em uma certa população em equilíbrio. Em uma amostra de 500 pessoas desta população, quantas se espera encontrar com albinismo?

a) 5
b) 15
c) 45
d) 60
e) nenhuma das anteriores


09.  ENEM 2009. Formação de novas espécies:
Os ratos Peromyscus polionotus encontram-se distribuídos em ampla região na América do Norte. A pelagem de ratos dessa espécie varia do marrom claro até o escuro, sendo que os ratos de uma mesma população têm coloração muito semelhante. Em geral, a coloração da pelagem também é muito parecida à cor do solo da região em que se encontram, que também apresenta a mesma variação de cor, distribuída ao longo de um gradiente sul-norte. Na figura, encontram-se representadas sete diferentes populações de P. polionotus. Cada população é representada pela pelagem do rato, por uma amostra de solo e por sua posição geográfica no mapa.

distribuição população ratos

 

O mecanismo evolutivo envolvido na associação entre cores de pelagem e de substrato é
a) a alimentação, pois pigmentos de terra são absorvidos e alteram a cor da pelagem dos roedores.
b) o fluxo gênico entre as diferentes populações, que mantém constante a grande diversidade interpopulacional.
c) a seleção natural, que, nesse caso, poderia ser entendida como a sobrevivência diferenciada de indivíduos com características distintas.
d) a mutação genética, que, em certos ambientes, como os de solo mais escuro, têm maior ocorrência e capacidade de alterar significativamente a cor da pelagem dos animais.
e) herança de caracteres adquiridos, capacidade de organismos se adaptarem a diferentes ambientes e transmitirem suas características genéticas aos descendentes.

Confira mais alguns exercícios sobre evolução:

🔵 >>> Veja a lista completa com todos os exercícios sobre Evolução.

 

Gabarito com as respostas dos exercícios sobre Formação de Novas Espécies e Genética das Populações:

Gabarito do exercício 01. E;

Gabarito do exercício 02. A;

Gabarito do exercício 03. B;

Gabarito do exercício 04. A;

Gabarito do exercício 05. B;

Gabarito do exercício 06. B;

Gabarito do exercício 07.A;

Gabarito do exercício 08.C;

Gabarito do exercício 09. C

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário