Resumo sobre o Processo de Contração Muscular

Resumo sobre o Processo de Contração Muscular

 

A Contração Muscular

  • O impulso nervoso chega as terminações axônicas liberando a acetilcolina;
  • O mediador químico age na membrana da fibra muscular abrindo múltiplos canais de cátions que permitem a difusão de íons de sódio, provocando assim uma despolarização local;
  • Esta despolarização momentânea induz a abertura de canais de sódio dependentes de voltagem, que por sua vez desencadeia um potencial de ação na membrana que é propagado por toda a extensão na membrana da fibra muscular;
  • Grande parte desta eletricidade flui no centro da fibra muscular, estimulando o retículo sarcoplasmático a liberar íons cálcio armazenados em seu interior;
  • Os íons cálcio ativam forças de atração entre os filamentos de actina e miosina, provocando o deslizamento contrátil;
  • Após alguns segundos os íons cálcio sã o bombeados novamente para o retículo sarcoplasmático, ocorrendo então o relaxamento muscular;

 

  • Limiar de excitação: É o estimulo mínimo para propiciar as respostas musculares.
    • Células diferentes possuem também limiar de excitação diferentes.
  • Recrutamento: Ao aumentar a intensidade do estímulo, aumenta o número de células que se contraem.
  • Período de latência: É o período de tempo entre a aplicação do estímulo e o inicio da contração.
  • Somação de contrações: Ocorre quando um segundo estímulo é aplicado antes que o músculo tenha relaxado.
    • Esta segunda contração apresenta uma maior intensidade que a primeira.
  • Tetania ou tétano perfeito: São contrações continuas ocasionadas por estímulos que se repetem em intervalos muito curtos.

 

Amplie seus conhecimento estudados no Resumo sobre o Processo de Contração Muscular praticando através da resolução destes simulados:

 

Continue estudando:

🔵 <<< Voltar – Resumo sobre os Tecidos e o Sistema Muscular.

 

                                   🔵 >>> Avançar – Resumo sobre a Energia para a Contração Muscular.

 

 

Cite este artigo: 

[php_everywhere]

Deixe um comentário