Fotoperiodismo Simulado Completo com Gabarito – 03

20. FCC-SP. Fotoperiodismo Simulado:

Medindo as velocidades de crescimento – em função da concentração de auxinas – de um caule e de uma raiz, que mostram, respectivamente, fototropismo positivo e negativo, construiu-se o seguinte gráfico:

exercicios-fotoperioidismo-01_thumb

Esses dados permitem concluir que a concentração de auxina:

a) ótima para o caule é máxima para a raiz.

b) mínima para o caule é máxima para a raiz.

c) ótima para a raiz é máxima para o caule.

d) máxima para o caule é ótima para a raiz.

e) mínima para a raiz é ótima para o caule.

 

 

21. PUC-SP

O esquema mostra duas plântulas de alpiste recém-germinadas. O ápice da plântula I é coberto com papel-alumínio e o ápice da plântula II é deixado descoberto:

a) Qual o comportamento apresentado pelas plântulas I e II, sabendo-se que recebem luz de todos os lados e com a mesma intensidade?

b) Qual o comportamento dessas mesmas plântulas, caso sejam iluminadas lateralmente?

c) Como você explicaria o fenômeno observado na situação II?

 

 

22. Vunesp. Fotoperiodismo Simulado:

Considere uma plântula sendo iluminada lateralmente como indica a figura adiante, desde o ápice da folha até a extremidade da raiz.

a) Para que lado se inclinarão o caule e a raiz, durante o crescimento dessa plântula?

b) Por quê?

 

 

23. UEL-PR A figura a seguir mostra parte de um pé de maracujá.

A estrutura apontada pela seta, quando encontra um suporte, prende-se a ele. Essa resposta é um caso de:

a) fototropismo.

b) geotropismo.

c) hidrotropismo.

d) geotactismo.

e) tigmotropismo.

 

 

24. UFBA. Fotoperiodismo Simulado:

O esquema a seguir demonstra a interação da auxina e da gravidade no crescimento da raiz e do caule.

Os números 1, 2, 3 e 4 referem-se, respectivamente, a:

a) auxina inibe, auxina inibe, raiz cresce mais depressa deste lado, caule cresce mais devagar deste lado.

b) auxina estimula, auxina inibe, raiz cresce mais devagar deste lado, caule cresce mais devagar deste lado.

c) auxina inibe, auxina estimula, raiz cresce mais devagar deste lado, caule cresce mais devagar desde lado.

d) auxina estimula, auxina inibe, raiz cresce mais depressa deste lado, caule cresce mais depressa deste lado.

e) auxina estimula, auxina estimula, raiz cresce mais depressa deste lado, caule cresce mais depressa deste lado.

 

 

25. FCC-SP. Fotoperiodismo Simulado:

A Mimosa pudica L., planta da família das leguminosas, chamada também “sensitiva”, ao receber uma excitação, como, por exemplo, o toque da mão de uma pessoa, reage dobrando para cima os seus folíolos. Com referência a esse fenômeno estão relacionadas, a seguir, cinco afirmações. Assinale a que considera correta.

a) O dobramento dos folíolos é um caso de movi-mento verificado nos vegetais e que depende da direção da excitação. Em vista disso, esse dobramento das folhas na Mimosa pudica L. só se verifica se o toque for dado na parte superior dos folíolos.

b) O fenômeno verificado na Mimosa pudica L. é o que se denomina nastia, e é produzido pela presença de células sensoriais na superfície do vegetal que, ao serem tocadas, provocam o dobramento dos folíolos.

c) Esse fenômeno está relacionado com a intensidade luminosa e, portanto, com a fotossíntese. Por isso não ocorre durante a noite ou quando o vegetal se encontra num lugar muito sombrio.

d) Ao se tocarem os folíolos da Mimosa pudica L., automaticamente se abrem todos os estômatos, ocorendo uma perda excessiva de água. Por isso os folíolos se dobram para cima, procurando evitar a saída do líquido.

e) Essse fenômenno está relacionado com a turgescência do parênquima existente na articulação dos folíolos. Qualquer abalo sofrido pelo vegetal provoca excitação das articulações dos folíolos, que perdem a turgescência do lado superior e, em consequência, se dobram.

 

Fotossíntese Questões com Respostas – 03.

 

26. Fuvest-SP. Fotoperiodismo Simulado:

Descreva o mecanismo responsável pelo movimento das flores de certas leguminosas, tais como o feijão e a sensitiva. Cite dois tipos de agentes capazes de desencadear esses movimentos.

 

 

27. UFMG. Fotoperiodismo Simulado:

Foi montado um experimento com cinco grupos de coleóptilos de aveia. O grupo A cresceu em condições normais. Os coleóptilos dos grupos B, C, D e E foram submetidos às condições representadas nos desenhos:

Descreva o aspecto esperado para os coleóptilos de cada grupo 48 horas após o início do experimento e explique os fenômenos ocorridos em cada situação.

 

 

28. PUCCamp-SP. Fotoperiodismo Simulado:

Considere o experimento esquematizado a seguir, em que uma planta colocada em posição horizontal desenvolve movimentos geotrópicos, positivo na raiz e negativo no caule.

Considere também o gráfico que mostra os efeitos das diferentes concentrações do ácido indolil-acético (AIA) sobre o crescimento da raiz e do caule.

Assinale a alternativa que associa corretamente os processos nas regiões I, II, III da planta com os intervalos a, b e c do gráfico.

a) Ia – IIa – IIIb

b) Ia – IIb – IIIc

c) Ia – IIb – IIIb

d) Ib – IIc – IIIa

e) Ic – IIa – IIIb

 

 

29. Unisa-SP. Fotoperiodismo Simulado:

Um dos fatores adaptativos para os vegetais é a luz. Experiências feitas com várias espécies de plantas permitiram agrupá-las em três tipos: as de dia longo, as de dia curto e as independentes. As de dia longo florescem quase sempre em meados do verão, enquanto as de dia curto o fazem no fim do verão, outono ou começo da primavera. O tempo de luz e escuro sobre as plantas é importante, portanto, para a sua floração. Esse fenômeno é chamado:

a) fototactismo.

b) fotodeterminismo.

c) fotonastismo.

d) fotoperiodismo.

e) fototropismo.

 

 

30. UFPA

O fotoperiodismo é um fenômeno observado em certas plantas. Esse fenômeno lhes permite, principalmente:

a) reduzir a traspiração durante os períodos de seca intensa.

b) aumentar a abertura fotoativa dos estômatos.

c) intensificar as etapas fotoquímicas e químicas da fotossíntese.

d) aumentar o fluxo de hormônios do ápice para a base do vegetal.

e) iniciar o fenômeno de floração.

 

 

31. PUC-PR. Fotoperiodismo Simulado:

Observando a planta no vaso, conclui-se que se trata de um caso de:

a) fototropismo negativo.

b) quimiotropismo.

c) geotropismo positivo.

d) geotropismo negativo.

e) fototropismo positivo.

 

🔵 >>> Confira também a segunda parte desta lista de questões.

<<< Primeira parte.

 

🔵 >>>  Confira a lista completa de exercícios sobre Fisiologia.

 

Gabarito com as respostas do simulado sobre Fotoperiodismo Simulado:

21. a) Ambas crescem vertical-mente.

b) A plântula I cresce ver-ticalmente; a plântula II recurva-se em direção à fonte de luz (fototropismo positivo).

c) A luz promove migração da auxina para a face não-iluminada, que cresce mais acentuadamente, o que resulta na curvatura em direção à fonte de luz. O fato de o ápice da plântula I estar coberto impede que as auxinas ali geradas distribuam-se irregularmente em razão da iluminação unilateral.

22. a) O caule se inclina em direção à fonte luminosa enquanto a raiz se afasta da luz.

b) O ácido indolacético (AIA) se desloca para o lado me-nos iluminado e estimula a distensão celular na região caulinar. O efeito na raiz é a inibição no crescimento celular.

23. E 24. E 25. E

26. O movimento é um nastismo, provocado pela variação no turgor (quantidade de água) das células foliares. No feijão, decorre da intercorrência dia-noite; na sensitiva, é estimula-do pelo contato.

27. O coleóptilo B crescerá recurvando-se em direção à fonte de luz, devido à maior concentração de auxina na face escura em decorrência da iluminação unilateral. O coleóptilo C sofrerá curvatura para a direita, pois a lâmina de mica impede que a auxina se desloque pelo lado direito, ficando o lado esquerdo commais hormônio, o que deter-mina maior crescimento. O coleóptilo C não crescerá, devido à remoção do ápice, região que produz o hormônio de crescimento. O coleóptilo D sofrerá curvatura para a direita porque o lado oposto, para o qual ficou deslocado o ápice, cresce mais.

28. C 29. D 30. E 31. E

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.