Lista de Exercícios sobre Sucessão Ecológica com Gabarito

Exercícios sobre Sucessão Ecológica:  11 – (Unesp 2014) A figura mostra uma antiga área de cultivo em processo de recuperação ambiental.

área de cultivo em processo de recuperação ambiental

Já os gráficos representam alterações que ocorrem nessa área durante o processo de recuperação.

gráfico de alterações em área de cultivo em processo de recuperação ambiental

Durante o processo de sucessão secundária da área, em direção ao estabelecimento de uma comunidade clímax florestal, os gráficos que representam o número de
espécies de gramíneas, a biomassa, o número de espécies de arbustos e a diversidade de espécies são, respectivamente:
a) II, III, III e II.
b) III, I, III e II.
c) II, I, III e II.
d) I, III, II e I.
e) I, III, I e III.

 

12 – (UFJF 2012) A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) adquiriu, em 2009, uma grande área de floresta urbana (Sítio Malícia – Mata do Krambeck) no município
de Juiz de Fora, para implantação de seu Jardim Botânico. Grande parte dessa área, que no passado (há pelo menos 50 anos) era cafezal e pasto bovino, está ocupada, hoje, por cerca de 800.000m2 de floresta nativa, originada a partir do abandono dessas atividades
agrícolas. Considerando a localização da área e os processos ecológicos que atuaram na regeneração florestal, responda às questões:
a) Essa área está inserida em qual bioma brasileiro?

b) Qual o tipo de sucessão ecológica ocorreu na regeneração florestal da área? Justifique.
c) Considerando a grande pressão exercida pelo homem nas florestas naturais, especialmente próximas a ambientes urbanos, cite DOIS aspectos que ressaltam a importância dessa área como unidade de preservação.

 

 

13 – (UFJF 2010) Recifes de corais são conhecidos por sua beleza e grande diversidade. O Programa de Recifes Artificiais de Corais do Paraná instalou estruturas pré-fabricadas de concreto na região costeira do Estado. O objetivo é atrair peixes e organismos marinhos, criando ecossistemas artificiais semelhantes aos substratos rochosos, beneficiando as atividades de mergulho, pesca esportiva e profissional, contribuindo
para a conservação da biodiversidade e dos recursos pesqueiros através da criação de áreas de proteção.

Esse projeto tem sua sustentação teórica no processo de sucessão ecológica.
a) Em que consiste o processo de sucessão ecológica?

O gráfico a seguir mostra o que acontece com a produção primária bruta, produção primária líquida, respiração e biomassa ao longo de uma sucessão ecológica.

gráfico rodução primária bruta, produção primária líquida, respiração e biomassa ao longo de uma sucessão ecológica

b) Considerando apenas a absorção de gás de efeito estufa, qual período (ano) da sucessão seria mais benéfico ao ecossistema? Justifique.

c) Qual a diferença entre as sucessões ecológicas que ocorrem nos recifes artificiais e o que ocorre na boca de quem fica sem escovar os dentes por alguns dias?

 

 

14 – (Unifesp 2010) As citações:
I. “A floresta Amazônica deve ser preservada a qualquer custo. Afinal ela é o verdadeiro pulmão do mundo”.
II. “Diante das demandas promissoras dos mercados de carbono, algumas áreas de plantio na Amazônia têm sido abandonadas para dar lugar a uma nova dinâmica de recolonização nessas áreas”. Foram extraídas, a primeira, de uma propaganda de TV de cunho ambientalista, e a segunda, de uma revista de divulgação científica.
Considerando tais citações:
a) pode se falar em erro conceitual, quando se faz referências a florestas maduras como a Amazônia, como “pulmão do mundo”? Justifique sua resposta.

b) indique duas diferenças básicas encontradas entre comunidades de início e de final de sucessão relacionadas com a dinâmica dos processos ecofisiológicos em um ecossistema florestal.

 

 

15 – Exercícios sobre Sucessão Ecológica:  (Unicamp) “O agronegócio responde por um terço do PIB, 42% das exportações e 37% dos empregos. Com clima privilegiado, solo fértil, disponibilidade de água, rica biodiversidade e mão de obra qualificada, o Brasil é capaz de colher até duas safras anuais de grãos. As palavras são do Ministério da Agricultura e correspondem aos fatos. Essa é, no entanto, apenas metade da história. Há uma série de questões pouco debatidas: Como se distribui a riqueza gerada no campo? Que impactos o agronegócio causa na sociedade, na forma de desemprego, concentração de renda e poder, êxodo rural, contaminação da água e do solo e destruição de biomas? Quanto tempo essa bonança vai durar, tendo em vista a exaustão dos recursos naturais? O descuido socioambiental vai servir de argumento para a criação de barreiras não-tarifárias,
como a que vivemos com a China na questão da soja contaminada por agrotóxicos?”
O texto apresentado faz referência à destruição de biomas. Sabe-se que a destruição de biomas tem causado grande polêmica entre os ambientalistas e os defensores do agronegócio. Entre 1950 e 1980, com o aumento da cultura da soja, ocorreu a destruição de grandes áreas da Mata Atlântica. Durante as décadas de 1980 e 1990, a produção de soja se expandiu para a Região Centro-Oeste e ocupou grande área do Cerrado, e atualmente se observa uma crescente pressão de desmatamento sobre as áreas florestais tropicais no Pará para o seu cultivo. O processo de regeneração natural das áreas desflorestadas é lento e difícil. Um estudo desenvolvido por quatro anos em uma clareira no estado do Pará mostrou que, nesse período, o número de plantas herbáceas, especialmente gramíneas, foi dominante.
a) Explique essa dominância, considerando que está havendo um processo de sucessão.

b) Áreas não degradadas dos biomas apresentam vegetação com características típicas. Indique duas diferenças entre as formações vegetais do Cerrado e as da Floresta Amazônica.
c) Indique uma semelhança entre a vegetação da Mata Atlântica e a da Floresta Amazônica.

 

Relações Ecológicas Questões com Gabarito.

 

16 – Exercícios sobre Sucessão Ecológica:  (UERJ) Três grupos de espécies vegetais nativas de Mata Atlântica – 1, 2 e 3 – estão adaptadas a três estágios diferentes de sucessão ecológica. No gráfico a seguir, estão mostradas as curvas de saturação luminosa desses três grupos.

gráfico luminosidade três estágios diferentes de sucessão ecológica

Considere um programa de reflorestamento em uma região antes ocupada pela Mata Atlântica.
a) Indique, dentre esses grupos de espécies, o mais recomendado para iniciar o programa em uma área de pastagem com pouco sombreamento. Justifique sua indicação.

b) Suponha que, com o reflorestamento, estágios mais avançados da sucessão ecológica tenham sido alcançados. Nesta situação, indique o comportamento da produtividade primária líquida e da biomassa da comunidade vegetal.

 

 

17 – Exercícios sobre Sucessão Ecológica:  (Unicamp) Em um frasco (Fig. I) contendo uma cultura estável (clímax) de uma comunidade constituída de 6 espécies de organismos microscópicos planctônicos (ver legenda) foi acrescentada uma certa quantidade do mesmo meio de cultura, dando início a uma nova sucessão ecológica. Após 7, 15 e 22 dias (Figs. II, III e IV respectivamente) foram analisados o número de indivíduos de cada espécie, a produção líquida por biomassa (P/B) e a diversidade de espécies. (Obs: espécies com número menor que 100 indivíduos não estão representadas nas figuras dos frascos).

experimento com um comunidade constituída de 6 espécies de organismos microscópicos planctônicos

a) Que curva do gráfico acima representa a relação P/B e que curva representa a diversidade de espécies? Explique.

b) Indique uma situação possível de ocorrer na natureza que corresponda a este experimento.

 

 

18 – (UFRJ) No processo de sucessão ecológica, considerando os vegetais de um dado ecossistema, a relação produtividade primária/biomassa (P/B) se modifica ao longo do tempo. A produtividade primária, que é basicamente a incorporação de carbono orgânico através da fotossíntese, varia pouco durante o processo de sucessão.
Comparando um ecossistema em início de sucessão ecológica com um ecossistema em fase avançada de sucessão, qual terá a menor relação P/B? Justifique sua resposta.

 

19 – Exercícios sobre Sucessão Ecológica:  (Fuvest) Considere dois estágios, X e Y, de um processo de sucessão ecológica.
No estágio X, há maior biomassa e maior variedade de nichos ecológicos.
No estágio Y, há maior concentração de espécies pioneiras e a comunidade está sujeita a variações mais intensas.
a) Qual dos dois estágios representa uma comunidade clímax?

b) Em qual dos estágios há maior biodiversidade? Justifique sua resposta.
c) Descreva o balanço entre a incorporação e a liberação de carbono nos estágios X e Y.

 

Veja a nossa lista completa de exercícios sobre Ecologia.

 

Veja a primeira parte desta lista aqui.

 

Gabarito com as respostas dos Exercícios sobre Sucessão Ecológica:

11 – [E] Durante o processo de sucessão ecológica secundária, o número de espécies de gramíneas aumenta e, em seguida, diminui (gráfico I). A biomassa aumenta e permanece relativamente constante ao final do processo (gráfico III). O número de espécies de arbustos aumenta a, a seguir, decresce (gráfico I), e a diversidade de espécies aumenta até a comunidade chegar ao estágio clímax (gráfico III).

 

12 – a) Floresta (ou Mata) Atlântica.

b) Sucessão secundária, pois é aquela que ocorre em regiões já povoadas anteriormente (terras agrícolas abandonadas).

c) Conservação da biodiversidade (fauna e flora), regulação climática, banco genético para reflorestamento, educação (e/ou conscientização) ambiental.

 

13 – a) Processo gradativo de colonização de um ambiente, em que as comunidades vão se sucedendo ao longo do tempo.

b) Sexto ano, porque é nesse ano que ocorre maio fixação de CO2 durante o processo de fotossíntese, conforme valores de produção primária líquida.

c) Nos recifes artificiais temos sucessão primária uma vez que eles não eram habitados antes de instalação. Nos dentes dessa pessoa temos sucessão secundária, pois existia uma comunidade anteriormente.

 

14 – a) Sim. Em comunidades clímax, como a Floresta Amazônica, a produção de gás oxigênio (O2) pela atividade fotossintética é praticamente anulado pelo consumo de gás carbônico (CO2), não sendo correta a comparação entre a floresta e o órgão respiratório.

b) Em comunidades de início de sucessão (pioneiras) há uma baixa biodiversidade (número pequeno de espécies) e uma alta produtividade primária líquida. Em comunidades de final de sucessão (clímax) há uma alta biodiversidade (grande número de espécies) e uma baixa produtividade primária líquida.

 

15 – a) Gramíneas são plantas resistentes, conseguem se desenvolver em ambientes inóspitos, por exemplo, locais muito ensolarados ou com pouca água.

b) Cerrado: apresenta árvores de pequeno porte e súber bem desenvolvido.

Floresta Amazônica: rica em epífitas, árvores de pequeno porte e elevado, troncos retos, pluriestratificada, etc.

c) Dentre as semelhanças, podem ser citadas:

– muitos estratos na vegetação;

– folhas com cutícula delgada;

– elevada biodiversidade;

– riqueza em epífitas.

 

16 – a) Grupo 3. Estas espécies realizam maior produção de matéria orgânica em intensidades luminosas mais altas, em consequência da maior taxa de fotossíntese.

b) A produtividade primária líquida tende a estabilizar-se porque, embora ocorra um aumento da produtividade primária bruta, passa também a haver um aumento proporcional da respiração. A biomassa tende a aumentar.

 

17 – a) A curva A representa a diversidade das espécies. Durante a sucessão ecológica verifica-se um aumento do número de espécies ao longo do tempo até o estágio clímax. Nesta fase observa-se a maior biodiversidade. A curva B representa a produção líquida de matéria orgânica (P/B), que é alta no início da sucessão, diminui à medida que esta ocorre e atinge o mínimo no estágio climax.

b) O experimento representa uma sucessão secundária. Na natureza, poderá ocorrer numa região onde os seres vivos foram eliminados naturalmente ou pela ação humana. Exs.: uma floresta destruída pela ação do fogo, a recuperação da mata após a queda de uma árvore de grande porte, etc.

 

18 – As árvores têm mais biomassa que plantas herbáceas, logo o valor do denominador tende a aumentar e a relação P/B tende a diminuir.

 

19 – a) X.

b) Há maior diversidade no estágio X. Na comunidade clímax há o maior número possível de nichos ecológicos.

c) Em X há equilíbrio entre a produtividade e o consumo. Em Y a produtividade é maior do que o consumo pois representa os estágios iniciais da sucessão ecológica.

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário