Exercícios de Geografia e Biodiversidade

01. Geografia e Biodiversidade: (Enem–2009) O homem construiu sua história por meio do constante processo de ocupação e transformação do espaço natural. Na verdade, o que variou, nos diversos momentos da experiência humana, foi a intensidade dessa exploração.
Disponível em: <http://www.simposioreformaagraria. propp.ufu.br>. Acesso em: 09 jul. 2009. (Adaptação).

Uma das consequências que pode ser atribuída à crescente intensificação da exploração de recursos naturais, facilitada pelo desenvolvimento tecnológico ao longo da história, é:
A) a diminuição do comércio entre países e regiões, que se tornaram autossuficientes na produção de bens e serviços.
B) a ocorrência de desastres ambientais de grandes proporções, como no caso de derramamento de óleo por navios petroleiros.
C) a melhora generalizada das condições de vida da população mundial, a partir da eliminação das desigualdades econômicas na atualidade.
D) o desmatamento, que eliminou grandes extensões de diversos biomas improdutivos, cujas áreas passaram a ser ocupadas por centros industriais modernos.
E) o aumento demográfico mundial, sobretudo nos países mais desenvolvidos, que apresentam altas taxas de crescimento vegetativo.

 

 

02. (Enem–2007) As florestas tropicais úmidas contribuem muito para a manutenção da vida no planeta, por meio do chamado sequestro de carbono atmosférico. Resultados de observações sucessivas, nas últimas décadas, indicam que a Floresta Amazônica é capaz de absorver até 300 milhões de toneladas de carbono por ano. Conclui-se, portanto, que as florestas exercem importante papel no controle:
A) das chuvas ácidas, que decorrem da liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono resultante dos desmatamentos por queimadas.
B) das inversões térmicas, causadas pelo acúmulo de dióxido de carbono resultante da não dispersão dos poluentes para as regiões mais altas da atmosfera.
C) da destruição da camada de ozônio, causada pela liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono contido nos gases do grupo dos clorofluorcarbonos.
D) do efeito estufa provocado pelo acúmulo de carbono na atmosfera, resultante da queima de combustíveis fósseis, como carvão mineral e petróleo.
E) da eutrofização das águas, decorrente da dissolução, nos rios, do excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera.

 

 

03. (PUCPR–2009) A existência da espécie humana está diretamente ligada à preservação do ambiente natural. Essa integração tem sofrido diversas interferências negativas que começam a ameaçar a existência dos seres vivos. Diante desse cenário, pode-se AFIRMAR que:
I. O ritmo de crescimento da sociedade de consumo é superior e muito mais rápido do que a capacidade de regeneração natural dos recursos existentes no planeta e sabe-se que a poluição ambiental e os impactos que o meio tem sofrido não podem ser eliminados em curto prazo.
II. Os problemas ambientais adquiriram dimensões globais e afetam a biosfera como um todo, pois a fumaça expelida pelos automóveis e fábricas, ou mesmo os dejetos lançados em mares e rios atingem e atingirão a humanidade e o seu meio, sem distinção.
III. A camada de ozônio começa a ser recuperada com ações de proteção ao meio ambiente. Estudos mostram uma diminuição no buraco da camada de ozônio em virtude dos baixos índices do efeito estufa.
IV. Na litosfera existem pequenas moléculas de ozônio, cujo símbolo químico é O2. Essas moléculas filtram os raios ultravioleta provenientes do Sol, prejudiciais ao homem.
V. Sabe-se que a camada de ozônio retém os raios ultravioleta, que são altamente nocivos aos vegetais clorofilados, responsáveis pela fotossíntese e, consequentemente, pelo equilíbrio necessário à preservação da vida na Terra.
A alternativa CORRETA é:
A) I, II e III.
B) II, III e V.
C) III, IV e V.
D) I, II e V.
E) I, III e IV.

 

 

04. (PUC Rio–2009)A “crise ambiental oceânica” é resultado de uma série de fatores, dentre eles o desaparecimento da vida marinha.
Nesse sentido, surgem “zonas mortas”, uma das contribuições para a extinção dos ecossistemas marinhos.
Assinale a única alternativa CORRETA para as origens e causas das zonas mortas.
A) A contaminação das águas litorâneas pelo excesso de chorume (fósforo e oxigênio) contido nos depósitos de lixo litorâneos.
B) As zonas mortas concentram-se, principalmente, nos litorais do Atlântico e do Pacífico dos EUA; dos países africanos; do litoral antártico e dos países banhados pelo Mar de Aral, isto é, onde as atividades industriais e agrícolas são mais marcantes.
C) Nos últimos cinquenta anos, a população mundial dobrou, enquanto o consumo de frutos do mar aumentou cinco vezes. A natureza não está conseguindo repor os estoques pesqueiros além da capacidade de recuperação das populações.
D) Essas zonas são causadas pela redução do oxigênio decorrente da decomposição de algas, que proliferam devido aos resíduos orgânicos, ao fósforo e ao nitrogênio despejados no mar pelas atividades industriais e agrícolas.
E) Uma zona morta surge quando a concentração de nitrogênio é insuficiente para a manutenção da vida, exceto pela presença de algumas bactérias

 

 

05. Geografia e Biodiversidade: (Enem–2009) No presente, observa-se crescente atenção aos efeitos da atividade humana, em diferentes áreas, sobre o meio ambiente, sendo constante, nos fóruns internacionais e nas instâncias nacionais, a referência à sustentabilidade como princípio orientador de ações e propostas que deles emanam. A sustentabilidade explica-se pela:
A) incapacidade de se manter uma atividade econômica ao longo do tempo sem causar danos ao meio ambiente.
B) incompatibilidade entre crescimento econômico acelerado e preservação de recursos naturais e de fontes não renováveis de energia.
C) interação de todas as dimensões do bem-estar humano com o crescimento econômico, sem a preocupação com a conservação dos recursos naturais que estivera presente desde a Antiguidade.
D) proteção da biodiversidade em face das ameaças de destruição que sofrem as florestas tropicais devido ao avanço de atividades como a mineração, a monocultura, o tráfico de madeira e de espécies selvagens.
E) necessidade de se satisfazer as demandas atuais colocadas pelo desenvolvimento sem comprometer a capacidade de as gerações futuras atenderem a suas próprias necessidades nos campos econômico, social e ambiental.

 

Exercícios sobre a Agricultura no Brasil.

 

06. Geografia e Biodiversidade: (Enem–2008)

MINISTÉRIO do Meio Ambiente. Cadastro Nacional de Unidades de Conservação.
Analisando-se os dados do gráfico anterior, que remetem a critérios e objetivos no estabelecimento de unidades de conservação no Brasil, constata-se que:
A) o equilíbrio entre unidades de conservação de proteção integral e de uso sustentável já atingido garante a preservação presente e futura da Amazônia.
B) as condições de aridez e a pequena diversidade biológica observadas na Caatinga explicam por que a área destinada à proteção integral desse bioma é menor que a dos demais biomas brasileiros.
C) o Cerrado, a Mata Atlântica e o Pampa, biomas mais intensamente modificados pela ação humana, apresentam proporção maior de unidades de proteção integral que de unidades de uso sustentável.
D) o estabelecimento de unidades de conservação deve ser incentivado para a preservação dos recursos hídricos e a manutenção da biodiversidade.
E) a sustentabilidade do Pantanal é inatingível, razão pela qual não foram criadas unidades de uso sustentável nesse bioma.

 

 

07. (UFMG) Observe este mapa:
Distribuição da Panthera onca, a onça-pintada, no continente americano

ÂNGELO, Cláudio. Biotecnologia pode salvar onças-pintadas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 6 fev. 2002. Folha Ciência, p. A 16.

A partir da análise e da interpretação desse mapa, é INCORRETO afirmar que:
A) a espécie Panthera onca tem uma larga distribuição geográfica, que abrange zonas climáticas diferentes.
B) a baixa probabilidade de sobrevivência da onça-pintada, a longo prazo, está relacionada basicamente às áreas de fronteiras agrícolas atuais.
C) o mapa contradiz uma tese popular, segundo a qual a Panthera onca é típica de região florestal.
D) a probabilidade de sobrevivência da onça-pintada é explicada pelos diferentes níveis de degradação ambiental.

 

 

08. (UFPel-RS–2006) Leia o texto a seguir:
A palavra “biodiversidade” tem sido constantemente utilizada não apenas nas páginas dos jornais, mas também nos discursos dos ambientalistas, de modo que vem se constituindo em uma verdadeira chave para a compreensão do funcionamento da natureza. Seu verdadeiro sentido engloba todo o patrimônio genético formado pelo hábitat e pelos seus seres vivos.
Com base no texto anterior e em seus conhecimentos sobre biodiversidade, é INCORRETO afirmar que:
A) grande parte das áreas mais ricas em biodiversidade e ameaçadas de destruição se situam na zona intertropical, as quais, no Brasil, abrangem a Mata Atlântica e o Cerrado.
B) a maior ou menor riqueza em biodiversidade não se relaciona com o maior ou menor grau de desenvolvimento econômico de um país.
C) os países com as maiores extensões territoriais são aqueles que possuem as regiões ambientalmente mais ricas e ameaçadas de destruição no planeta.
D) o Brasil é considerado um dos países mais ricos em diversidade biológica, com destaque para a Amazônia. Essa avaliação deve-se ao tamanho dessa região, à sua quantidade de água e à sua importância nos processos globais do clima.
E) as plantas, a partir das quais grande parte dos medicamentos industrializados é produzida, têm origem principalmente das nações subdesenvolvidas, mas fomentam um mercado dominado pelos países desenvolvidos.

 

 

09. Geografia e Biodiversidade: (UERJ–2009) Projeção polar norte

SCALZARETTO, Reinaldo; MAGNOLI, Demétrio. Atlas geopolítico. São Paulo: Scipione, 1996.

(Nova) Guerra Fria sobre o Ártico Mesmo divergindo sobre as causas do fenômeno, a comunidade científica é unânime: o Ártico está derretendo. Segundo um estudo da Arctic Climate Impact Assessment (ACIA), publicado em 2004, 4 998 000 km2 de geleiras desapareceram ao longo dos últimos 30 anos.
Disponível em: <http://diplo.uol.com.br>. (Adaptação).

No mapa e na reportagem, apresentam-se informações que remetem a possíveis alterações na economia e na política da região ártica, fruto da combinação de eventos como a mundialização do capitalismo e o aquecimento global.
Dois significativos interesses estratégicos que podem produzir uma redefinição da geopolítica do Ártico são:
A) instalação de bases militares e monitoramento do tráfego aéreo.
B) aproveitamento da biodiversidade e expansão do mar territorial.
C) exploração de recursos minerais e controle de novas rotas marítimas.
D) utilização de reservas de água potável e aproveitamento da energia hidroelétrica.

 

🔵 >>> Confira todos os nossos simulados com questões sobre a Geografia do Brasil.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia e Biodiversidade:

01. B;
02. D;
03. D;
04. D;
05. E;
06. D;
07. B;
08. C;
09. C

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário