Exercícios sobre o Regionalismo brasileiro Região Sudeste

01. Regionalismo brasileiro Região Sudeste:(UFMG) Considerando-se a organização espacial da indústria na região Sudeste brasileira, é INCORRETO afirmar que:

A) a concentração geográfica da indústria no espaço intrarregional foi responsável, em décadas recentes, pelos processos de deseconomia de aglomeração na região.

B) o transporte ferroviário constituiu a principal via de integração do espaço oriental brasileiro, viabilizando a expansão do mercado interno da produção industrial do Sudeste.

C) a moderna industrialização do campo foi introduzida nessa região, de forma pioneira no país, com o desenvolvimento da agroindústria de soja e de laranja em São Paulo.

D) o processo de industrialização, ainda em sua etapa inicial, recebeu suporte do Governo pela implantação de empresas estatais no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

 

 

02. (UFTM-MG–2009) São Carlos, município do interior de São Paulo, apresenta peculiaridades que o destacam no quadro nacional. Apresenta grande concentração de pesquisadores: 1 para cada 180 habitantes. Abriga cerca de 39 cursos de graduação, escolas técnicas e centros de pesquisa. Um grande número de empresas instaladas é considerado de alta tecnologia. Uma fundação é responsável por incentivar a transferência de tecnologias desenvolvidas nas universidades e centros de pesquisa para as empresas. Com base nessas características, o município pode ser considerado:

A) um tecnopólo. D) uma conurbação.

B) uma cidade mundial. E) um enclave.

C) um centro metropolitano.

 

 

03. Regionalismo brasileiro Região Sudeste: (UFU-MG) Considere o mapa a seguir:

Distribuição Espacial da Indústria em Minas Gerais

IBGE. Atlas Geográfico. Rio de Janeiro: FAE, 1991. p. 39 (Adaptação).

Sobre a industrialização do estado de Minas Gerais, analise as afirmações apresentadas.

I. No Triângulo Mineiro, devido à presença de um grande número de usinas hidrelétricas na Bacia do Rio Paranaíba e do Rio Grande, destacam-se as indústrias eletrônicas, de materiais elétricos e de automotores.

II. No sul de Minas, nem mesmo a duplicação da Rodovia Fernão Dias conseguiu ampliar o setor industrial da região, que se baseia na produção de derivados de leite, pois a pecuária constitui-se como a principal atividade econômica.

III. A Região Metropolitana de Belo Horizonte possui indústrias têxteis, automobilísticas, de confecção, de material elétrico, alimentícias e de refinação de petróleo, devido à presença da Refinaria de Gabriel Passos e da Petrobras.

IV. Os recursos minerais existentes no estado possibilitaram a formação de uma importante zona siderúrgica e metalúrgica no Vale do Rio Doce, onde se produzem ferro e aço para as indústrias brasileiras e para a exportação.

Assinale a alternativa que apresenta somente assertivas CORRETAS.

A) II e III C) III e IV

B) I e III D) II e IV

 

 

04. (UFMG–2010) Analise, neste mapa de Minas Gerais, a localização das regiões I e II:

A partir da análise desse mapa e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que:

A) na região I, a rede hidrográfica é parte integrante da Bacia do Paraná e apresenta caráter perene, enquanto, na região II, alguns contribuintes do Rio Jequitinhonha são ribeirões e córregos intermitentes.

B) na região I, o dinamismo econômico é responsável por sua transformação em polo atrativo de população, enquanto, na região II, o quadro socioambiental é fator de expulsão populacional, em especial, da mão de obra masculina.

C) na região I, o grau de modernização do espaço agrícola é reduzido, enquanto, na região II, a tecnificação da agricultura, poupadora de mão de obra, é empregada no cultivo de grãos destinados ao mercado externo.

D) na região I, o plantio da soja ocupa posição de destaque na economia, enquanto, na região II, essa posição é desempenhada pela pecuária extensiva e pela agricultura de subsistência.

 

 

05. Regionalismo brasileiro Região Sudeste: (Mackenzie-SP–2010)

A desconcentração industrial muda o Sudeste brasileiro

O fenômeno da desconcentração industrial está modificando o perfil da economia da região Sudeste.

Durante boa parte do século XX, de cada quatro indústrias, três ficavam no Sudeste. Hoje, embora ainda exista forte concentração de empresas,

a realidade é outra. As indústrias estão se espalhando pelo país.

ALMANAQUE ABRIL, 2009

 

Desconcentração industrial Número de indústrias conforme a região do Brasil*, em 2006

*Total: 6 144 500 indústrias

Fonte: Cadastro Central de Empresas 2006 / IBGE

Em relação à desconcentração industrial brasileira nos últimos anos, considere I, II e III, a seguir.

I. Os governos estaduais oferecem vantagens, como isenção de impostos e mais infraestrutura, às empresas que se instalem em seu território. A competição é chamada de “Guerra Fiscal”.

II. Os mercados das regiões Norte e Nordeste tornaram-se mais exigentes nas últimas décadas, buscando maior qualidade e diversidade comercial. Assim sendo, as empresas se mobilizam com vistas a rendimentos regionais.

III. Os estados da região Sul e o Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste, ficam mais próximos dos integrantes do bloco Argentina, Uruguai e Paraguai, o que facilita o transporte de mercadorias, ampliando as relações comerciais com o Mercosul.

Dessa forma:

A) apenas I está correta.

B) apenas I e II estão corretas.

C) apenas II e III estão corretas.

D) apenas I e III estão corretas.

E) I, II e III estão corretas.

 

Exercícios sobre o Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste.

 

06. Regionalismo brasileiro Região Sudeste: (PUC-Campinas-SP)

atividades Regionalismo brasileiro Região Sudeste enem

Assinale a alternativa que analisa o conteúdo geográfico das duas fotos.

A) A origem e a evolução da Av. Paulista, enquanto área urbanizada, estiveram fundamentalmente associadas às políticas de planejamento.

B) O espaço urbanizado da Av. Paulista demonstra, em vários momentos históricos, a importância e a hegemonia do capital nacional.

C) O uso do solo da Paulista, pelo setor fnanceiro, representou duro golpe na burguesia nacional, que privilegiou o caráter residencial da avenida.

D) A organização do espaço da Av. Paulista é uma representação que evidencia em metrópoles industrializadas, como São Paulo, que não há segregação espacial.

E) A formação e transformação, ao longo do século XX, do uso e ocupação do solo da Av. Paulista estão fortemente relacionadas à presença do capital.

 

 

07. (UFSC–2010)

Brasil: Valor da produção industrial (Distribuição por unidades da Federação)

Regionalismo brasileiro Região Sudestes simulado

Fonte: IBGE. Anuário Estatístico do Brasil, jan. 2001 (Adaptação).

Com base no gráfico “Brasil: Valor da produção industrial”, pode-se afirmar CORRETAMENTE que:

01. os estados da região Sudeste participam com o maior valor gerado pela atividade industrial no Brasil.

02. a baixa participação da região Sul no valor total da produção industrial brasileira deve-se sobretudo à forte presença de indústrias transnacionais.

04. os estados mais industrializados do Brasil estão concentrados no Complexo Regional do Centro-Sul.

08. as condições climáticas, a falta de mão de obra qualificada e a carência de matérias-primas justificam a baixa participação do estado do Amazonas no valor total da produção industrial brasileira.

16. Bahia e Pernambuco, na região Nordeste, contribuem mais do que os estados do Sul para o valor da produção industrial do Brasil.

Soma ( )

 

 

08. Regionalismo brasileiro Região Sudeste: (UFMG–2009) Analise este gráfico:

Brasil: Distribuição percentual da população ativa, segundo segmentos de atividades econômicas – 2000

Fonte: IBGE. Atlas do Censo Demográfico – 2000. Rio de Janeiro: IBGE, 2003. p. 108 (Adaptação).

A partir da análise desse gráfico e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que:

A) em todas as regiões brasileiras, a predominância do setor de serviços e comércio independe do grau de desenvolvimento econômico alcançado, isoladamente, por elas.

B) no Brasil, as maiores variações inter-regionais do percentual de população ocupada estão relacionadas às atividades agrícolas e industriais.

C) no Centro-Oeste, a expressiva participação da população no setor de serviços e comércio está ligada, entre outros fatores, à presença de Brasília e da metrópole goiana.

D) no Sudeste, a reduzida parcela da população ocupada na atividade agrícola torna esse setor pouco atrativo aos investimentos de capital.

 

 

09. (UFOP-MG–2009) Analise o mapa das mesorregiões de Minas Gerais, em que está indicado o trajeto percorrido por alguém que partiu do Rio de Janeiro com destino ao Nordeste do país.

Regionalismo brasileiro Região Sudeste

Assinale a alternativa que contém informações geográficas INCORRETAS sobre as mesorregiões.

A) Antes de chegar ao Centro de Minas, o viajante percorreu duas regiões, que, no século XVIII, foram zonas de passagem das tropas para a região mineradora de extração do ouro.

B) Ao penetrar no nordeste do estado, o viajante percebeu que as características geográficas do vasto território tornavam a região uma das mais desenvolvidas e de melhores indicadores socioeconômicos do estado.

C) Na primeira mesorregião de Minas percorrida pelo viajante o povoamento foi fortemente impulsionado ao longo do século XIX pela expansão da lavoura cafeeira.

D) O viajante observou que a industrialização da mesorregião central é estimulada tanto por sua forte base mineral como pelos impulsos recebidos da própria capital.

 

 

10. Regionalismo brasileiro Região Sudeste: (UNESP–2010)A cidade de São Paulo comemorou 456 anos. Cortada pelos rios Tamanduateí, Pinheiros, Tietê e afluentes, vem apresentando problemas estruturais que agravam as enchentes que ocorrem em seus leitos. Há relatos desses períodos de cheias, em 1820, escritos por José Bonifácio, indicando preocupação com o transbordamento de suas margens: “miserável estado em que se acham os rios Tietê e Tamanduateí, sem margens nem leitos fxos, sangrados em toda parte por sarjetas, que formam lagos que inundam esta bela planície”.

O ESTADO DE S. PAULO, 24 jan. 2010 (Adaptação).

A partir da leitura do texto, identifique os problemas estruturais, que poderiam acentuar as enchentes.

I. Despejo desordenado do lixo urbano.

II. Impermeabilização do solo urbano.

III. Ampliação de áreas verdes.

IV. Crescimento de loteamentos junto aos cursos fluviais.

V. Expansão da rede de circulação viária em avenidas de fundo de vale.

Assinale a alternativa que indica todos os reais problemas estruturais apresentados que acentuam as enchentes da cidade de São Paulo no século XXI:

A) I, IV e V. D) II, III e IV.

B) II, III, IV e V. E) I, III e V.

C) I, II, IV e V.

 

🔵 >>> Confira todos os nossos simulados com exercícios sobre a Geografia do Brasil.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia do Brasil sobre Regionalismo brasileiro Região Sudeste:

01. B; 02. A; 03. C; 04. C; 05. D; 06. E; 07. Soma = 5; 08. D; 09. B; 10. C