Exercícios sobre Sintaxe da Oração do Período Composto por Subordinação Substantiva e Adjetiva

01. Sintaxe da oração, do período composto por subordinação substantiva e adjetiva: (AFRFB – 2012)

Assinale o segmento que dá sequência ao texto, respeitando a coerência entre as ideias e a correção gramatical.

Quando a maré sobe, ergue todos os barcos, diz o velho adágio. Nos anos de crescimento acelerado e excesso de capitais financeiros na economia mundial, mesmo as embarcações de casco avariado tiraram proveito da maré favorável. O Brasil, como grande exportador de matérias-primas e um dos principais destinos dos dólares investidos internacionalmente, foi um dos países mais beneficiados. Os efeitos foram ainda mais sentidos …………………………………………………………………………………………..

(Ana Luiza Daltro e Érico Oyama, “As razões do pibinho”. Veja, 13/06/2012, p. 76/77)

a) por causa das reformas econômicas levadas a efeito na década passada.

b) devido a ótima fase de comercialização de nossas matérias-primas.

c) a despeito dos acertos internos na condução de reformas econômicas.

d) enquanto se aguarda o aumento na taxa de investimento.

e) graças à onerosa carga tributária sobre o setor produtivo.

 

 

02. (MI – 2012)

1 A teoria econômica evoluiu muito desde 1776, quando Adam Smith, em

célebre obra investigou as causas das riquezas das nações. A teoria

mostrou como funcionam os mercados, o papel da produtividade, as

formas de aumentá-la e a função das instituições. Contribuiu, assim, para

5 a formulação das políticas que trouxeram mais desenvolvimento e bemestar. No Brasil, os economistas também contribuem para o

desenvolvimento. Acontece que, se defenderem reformas em favor das

maiorias, que causam perdas a minorias, os economistas serão rotulados

de socialmente insensíveis. Quando um médico prescreve um tratamento,

10 o objetivo é o bem-estar do paciente. Ninguém dirá que ele planeja o

sofrimento. Mas, se os economistas sugerem medidas de austeridade para

resolver desequilíbrios e restabelecer o crescimento sustentável, diz-se

que eles propugnam ações para promover a recessão, o desemprego e a

destruição de conquistas sociais. O receituário do médico incorpora

esperança e simpatia, pois se sabe que o objetivo dele é a cura da doença.

Sua ação é mais percebida por todos. A expectativa maior é de êxito. O

diagnóstico é mais preciso, especialmente com os avanços da tecnologia.

O economista não tem essas vantagens. No tratamento de crises, lida com

incertezas, complexidades e situações inéditas. Os economistas tendem a

errar mais que os médicos, mas seu foco jamais será a recessão pela

recessão ou a austeridade sem propósito.

(Adaptado de Maílson da Nóbrega, A recessão é uma política ou o efeito? Veja, 14 de dezembro, 2011)

 

Preserva-se a coerência entre os argumentos do texto, bem como sua correção gramatical, ao:

a) empregar um conectivo de valor condicional, como Se, em lugar de “Quando” (ℓ.9).

b) substituir a conjunção condicional “se” (ℓ.7) pelo conectivo caso.

c) explicitar o valor explicativo da oração, inserindo a conjunção pois para ligar a oração iniciada por “Sua ação” (ℓ.16) com a anterior, mudando para minúscula a letra inicial de “Sua”.

d) ligar as orações iniciadas por “O economista…” (ℓ.18) e “No tratamento” (ℓ.18), em um mesmo período sintático, retirando o ponto final e mudando para minúscula a letra inicial maiúscula de “No”.

e) inserir a conjunção Embora no início do último período sintático do texto, mudando para minúscula a letra inicial de “Os” (ℓ.19).

 

 

03. Subordinação Substantiva e Adjetiva: (MF – 2014)

Assinale a opção que completa corretamente as duas lacunas de conectivos no texto.

Constantemente você precisa provar e comprovar que é quem diz ser. ____(1)____ pareça, essa não é uma questão filosófica. A tarefa é prática e corriqueira: RG, CIC, habilitação, cartões de crédito e crachás corporativos, que engordam a carteira de todo cidadão, são requisitos para identificar uma pessoa no mundo físico. No ambiente virtual, combinações de usuário e senha funcionam para dar acesso a e-mail, celular, sistemas corporativos, redes sociais e cadastros em lojas on-line. É _____(2)_____ lidamos com tantas combinações desse tipo que já se fala de uma nova categoria de estresse: a “fadiga de senhas”.

(Adaptado de Você é sua senha, Planeta, fevereiro 2014)

(1) (2)

a) Embora porque

b) Apesar de já que

c) Todavia por que

d) Mesmo que assim

e) Entretanto pois

 

 

04. (ATRFB – 2012)

Assinale a opção que, ao preencher a lacuna do parágrafo, provoca erro gramatical e/ou incoerência na argumentação do texto.

A inflação, que deveria voltar a ser um problema só no ano que vem, vai causar preocupação no curto prazo._____________________________, mais uma vez a taxa vai ficar acima do centro, ainda que permaneça dentro da margem de segurança. A alta foi pequena, mas dá uma ideia do pessimismo que anda dominando os mercados.

(Adaptado de Correio Braziliense, de 7 de agosto de 2012)

a) A serem confirmadas as expectativas do mercado.

b) Apesar de confirmá-las as expectativas do mercado.

c) Se a expectativa do mercado se confirmar.

d) Confirmando-se as expectativas do mercado.

e) Caso sejam confirmadas as expectativas de mercado.

 

 

05. Sintaxe da oração, do período composto por subordinação substantiva e adjetiva: (MF – 2014)

Assinale a opção que corresponde a erro gramatical ou de grafia de palavra na transcrição do texto.

A eficiência no uso dos recursos públicos é, cada vez mais, uma exigência da sociedade. Esta espera que a prestação de serviços governamentais ocorra (1) com qualidade, utilizando racionalmente os recursos dos contribuintes. Nesse sentido, diversos estudos têm (2) surgido afim de (3) discutir a qualidade das administrações públicas. O que se nota é que o maior controle está associado à (4) maior rigidez institucional, o que, se por um lado, pode coibir o comportamento corrupto do gestor público, por outro lado pode também reduzir seu incentivo em adotar comportamento inovador por temer que a inovação seja (5) considerada ilegal, comprometendo sua carreira.

(Adaptado de http://www.brasil-economia-governo.org.br/2012/11/21/gestao-publica-mais-eficiente/)

a) (1)

b) (2)

c) (3)

d) (4)

e) (5)

 

Exercícios de Português sobre Classes de Palavras.

 

06. Sintaxe da oração, do período composto por subordinação substantiva e adjetiva: (TCE-PR – 2003)

Assinale a opção incorreta para preencher as lacunas do texto abaixo.

O Tribunal ________1__________intensificar a cooperação e o intercâmbio de informações com órgãos e entidades nacionais, em especial os de controle de despesas públicas, _____2_____ aprimorar técnicas e procedimentos de fiscalização, _______3_______, no caso dos Tribunais de Contas dos Estados e dos Municípios, com o intuito de desenvolver ações conjuntas de auditoria.

www.tcu.gov.br – Relatório de atividades do tcu /97

1                                2                                     3

a) tem procurado           a fim de                    como também

b) vem procurando        afim de                    mas também

c) está procurando        com o objetivo        de e também

d) procura                      com o fim de           mas também

e) busca                          para bem                 como

 

 

07. (CGU – 2012)

1 O Brasil vive uma situação intrigante: enquanto a economia alterna altos

e baixos, a taxa de desemprego cai de forma consistente. Uma das

possíveis causas é a redução do crescimento demográfico, que desacelera

a expansão da população apta a trabalhar. Com menos pessoas buscando

5 uma ocupação, a taxa de desemprego pode cair mesmo com o baixo

crescimento. Isso é bom? Depende. Por um lado, a escassez de mão de

obra reduz o número de desempregados e aumenta a renda. Por outro,

eleva os custos e reduz a competitividade das empresas, o que pode levá-

las a demitir para reequilibrar as contas. É uma bomba-relógio que só

10 pode ser desarmada com o aumento da produtividade – para manter o

emprego, os trabalhadores precisarão ser treinados para produzir mais.

(Adaptado de Ernesto Yoshida, Outro ângulo. Exame, ano 46, n. 7,18/4/2012)

 

Desconsiderando os necessários ajustes nas letras iniciais maiúsculas e minúsculas, provoca-se erro gramatical e/ou incoerência textual ao:

a) retirar o sinal de dois pontos depois de “intrigante” (ℓ.1) e, ao mesmo tempo, substituir a vírgula depois de “baixos”(ℓ.2) pelo sinal de dois pontos.

b) substituir o sinal de interrogação depois de “bom”(ℓ.6) por um sinal de ponto e vírgula.

c) inserir uma vírgula depois de “cair”(ℓ.5).

d) substituir o ponto depois de “Depende”(ℓ.6) pelo sinal de dois pontos e, ao mesmo tempo, substituir o ponto depois de “renda”(ℓ.7) por ponto e vírgula.

e) substituir o travessão depois de “produtividade”(ℓ.10) pelo sinal de dois pontos.

 

 

08. Subordinação Substantiva e Adjetiva: (AFRFB – 2005)

No texto abaixo foram substituídos sinais de pontuação por números. Assinale a sequência de sinais de pontuação que devem ser inseridos nos espaços indicados para que o texto se torne coerente e gramaticalmente correto.

Desconsidere a necessidade de transformar letras minúsculas em maiúsculas.

Os seres humanos sofrem sempre conflitos de interesse com os ressentimentos, facções, coalizões e instáveis alianças que os acompanham(1) no entanto, o que mais interessa nesses fenômenos conflituosos não é o quanto eles nos separam, mas quão frequentemente eles são neutralizados, perdoados e desculpados. Nos seres humanos(2) com seu extraordinário dom narrativo, uma das principais formas de manutenção da paz é o dom humano de apresentar(3) dramatizar e explicar as circunstâncias atenuantes em torno de violações que ameaçam introduzir conflito na habitualidade da vida(4) o objetivo de tal narrativa não é reconciliar, não é legitimar, nem mesmo desculpar, mas antes(5) explicar.

(Jerome Bruner. Atos de significação, com adaptações)

(1) (2) (3) (4) (5)

a) ;      ,      .      :      ,

b) ;     –      ;      .      ;

c) ,      ;      –      ;      :

d) .      ,      ;      ;      :

e) .      ,      ,      .      ,

 

 

09. (AFRFB – 2012)

1 Uma coisa que me incomoda na discussão política brasileira,

especialmente a mais popular: até parece, quando se fala de mazelas e

malfeitos, que nada temos a ver com os políticos que nós mesmos

elegemos. Parece que eles desembarcaram de Marte.

5 Ora, o fato é que daqui a poucos meses completaremos 30 anos

de eleições seguidas e livres. Em 1982, os brasileiros puderam eleger

governadores de oposição, isto é: puderam votar. O país tinha sido

privado do voto livre desde 1965, quando ocorreram, embora tuteladas,

as últimas eleições para governador de Estado. Na década de 70, as

10 principais prefeituras, centenas na verdade, se tornaram cargos de

nomeação da ditadura. Quase nada restou para o voto.

Mas, agora, são já três décadas de escolha livre, cada vez mais

limpa, dos governantes. Ninguém decide impostos ou penas de prisão se

não tiver sido eleito por nós. A democracia de 1985, aliás, foi além da

15 instituída em 1946, porque permitiu o voto do analfabeto, liberou os

partidos comunistas e, com o voto eletrônico e a propaganda na TV, fez

despencar a fraude e a influência do coronelismo. Então, por que

teimamos em renegar nossa responsabilidade na escolha de maus

políticos?

(Renato Janine Ribeiro, “Os políticos vem de Marte?” Valor Econômico, 02/07/2012)

 

Assinale a proposição incorreta a respeito das estruturas linguísticas e dos sentidos do texto.

a) Uma forma de conferir mais ênfase ao segmento “que nós mesmos elegemos” (ℓ.3,4) é reescrevê-lo assim: que fomos nós mesmos quem elegemos.

b) A conjunção “ora” funciona, no texto, como partícula de transição do pensamento entre o primeiro e o segundo parágrafos, podendo ser substituída por Pois bem.

c) Nas duas vezes em que ocorrem no texto(ℓ.2 e 7), os dois-pontos admitem substituição por vírgula, sem prejuízo da pontuação correta e sem alteração do sentido original.

d) As vírgulas duplas de “centenas na verdade” (ℓ.10) são substituíveis por duplo parêntese, sem prejuízo da pontuação correta e sem alteração do sentido original.

e) O sentido do verbo “renegar”, tal como empregado na penúltima linha do texto, equivale ao de renunciar, rejeitar, prescindir de.

 

 

10. (AFRFB – 2014)

Duas pesquisas divulgadas recentemente revelam que os brasileiros não são tão solidários quanto parece. Uma delas aponta ainda que, quando abrimos a mão, a preferência é pelos pedintes, a quem se destinam 30% da ajuda. As organizações não governamentais (ONGs) levam só 14%. Além disso, poucos contribuintes sabem que é possível abater impostos através de doações – embora o complicado processo afaste também quem conhece o sistema. (Adaptado de IstoÉ, 19/3/2014.)

Preserva-se a coerência textual e o respeito às regras de pontuação ao:

a) inserir uma vírgula depois de “recentemente” (ℓ. 1).

b) substituir o primeiro sinal de parênteses em “(ONGs)” (ℓ. 4) por um travessão, e o segundo por uma vírgula.

c) inserir uma vírgula antes de “que” (ℓ. 5).

d) substituir o travessão antes de “embora” (ℓ. 6) por uma vírgula.

e) inserir uma vírgula depois de “também” (ℓ. 6).

 

🔵 >>> Confira nossa lista com todos os exercícios de Português.

 

Gabarito com as respostas das questões de Português sobre Sintaxe da Oração do Período Composto por Subordinação Substantiva e Adjetiva:

01. A; 02. A; 03. A; 04. B; 05. C; 06. B; 07. B; 08. E; 09. C; 10. D