Exercícios sobre Poluição Hídrica

01. Poluição Hídrica: CEETPS-SP Numa comunidade de uma lagoa, houve despejo de esgoto industrial contendo um composto químico com efeito cumulativo. Após algum tempo, haverá maior concentração desse composto nos seguintes membros da cadeia alimentar:
a) fitoplancton e peixes.
b) fitoplancton e moluscos.
c) moluscos e larvas de insetos.
d) moluscos e peixes.
e) peixes e aves aquáticas.

 

 

02. UFCE Uma forma comum de poluição das águas é causada pelo lançamento de dejetos humanos nos rios, lagos e mares. Esses resíduos levam ao aumento da quantidade de nutrientes disponíveis no ambiente, fenômeno denominado eutroficação. Quando esses resíduos atingem uma massa de água, ocorre uma cadeia de eventos, que culminam com graves problemas. Sobre esses eventos e suas conseqüências, é correto afirmar que:
a) os resíduos causam a proliferação de microrganismos, que levará à escassez de oxigênio, proporcionando a morte de organismos aeróbicos, tanto autótrofos quanto heterótrofos;
b) os resíduos levarão à escassez de fósforo e nitrogênio, o que culminará com o desaparecimento das plantas e algas;
c) as bactérias degradam os resíduos, liberando nitratos e fosfatos, que são tóxicos aos peixes, causando, assim, a morte desses animais;
d) o excesso de fósforo e nitrogênio impedirá o crescimento das algas e, como conseqüência, haverá redução da fauna aquática que as consome;
e) os resíduos levarão à proliferação de organismos fotossintetizantes, que serão responsáveis pela produção excessiva de oxigênio, causando intoxicação e morte nos organismos aeróbicos.

 

 

03. PUC-RJ Segundo dados da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a Lagoa de Camorim apresenta uma concentração de 8 milhões de coliformes fecais para cada 100 mL de água, e a Lagoa de Marapendi 180.000 coliformes para cada 100 mL de água, quando o padrão adotado no Brasil é de 1.000 coliformes para cada 1.000 mL de água.
As razões dessa situação são:
1. os despejos de resíduos orgânicos que provocam o avançado processo de assoreamento das lagoas;
2. os dejetos “in natura” lançados nas lagoas pelos condomínios residenciais que não utilizam os equipamentos adequados no tratamento de esgoto;
3. lançamento do esgoto e do lixo pelas populações de baixa renda que não dispõem de infra-estrutura de serviços básicos urbanos nas áreas onde residem;
4. as substâncias lançadas nas lagoas pelas empresas industriais e de prestação de serviços instaladas no entorno das lagoas.

ranking de poluição em lagoas

Estão corretas as afirmativas:
a) 1 e 3
b) 2 e 3
c) 1, 2 e 4
d) 2, 3 e 4
e) 1, 2, 3 e 4

 

 

04. Poluição Hídrica: UFPR
“…Neste ano, cerca de 3 milhões de moradores da Grande São Paulo serão afetados, em razão da queda na produção do sistema de abastecimento de água de Guarapiranga, que opera com 45% da sua capacidade normal… A justificativa oficial para o atual racionamento são índices de chuva abaixo do normal nos meses de março e abril…”
Folha de S.Paulo, 25/05/00. p.C-6.
Além dos baixos índices pluviométricos, outro motivo que vem sendo apontado como responsável pela diminuição nos níveis da represa de Guarapiranga e de outras que abastecem a Grande São Paulo é a ocupação urbana e conseqüente desmatamento de áreas de mananciais em que se situam essas represas. Sobre este assunto, julgue as afirmativas:
( ) com a ocupação urbana e a decorrente impermeabilização do solo, chega ao lençol freático uma menor quantidade de água; consequentemente, diminui a vazão das nascentes que abastecem as represas;
( ) a redução da diversidade da fauna e da flora determina a diminuição do fluxo de água para as represas;
( ) o efeito estufa, intensificado pelo desmatamento de áreas ao redor dos mananciais, é responsável pelos baixos níveis de água das represas;
( ) o desmatamento intensifica a erosão do solo e o assoreamento das represas, diminuindo sua capacidade;
( ) o desmatamento causa uma diminuição na disponibilidade de água porque altera o ciclo de carbono, reduzindo a quantidade de plantas que fazem fotossíntese.

 

Exercícios sobre Poluição Ambiental.

 

05. Poluição Hídrica: UnB-DF Os riachos que deságuam no lago Paranoá possuem graus variados de poluição. Uma das formas de avaliar a poluição é observar organismos, tais como algas, protozoários, plantas e animais, cujas populações variam em função de mudanças ambientais. Um grupo de pesquisadores avaliou a qualidade da água de riachos do Distrito Federal a partir de organismos indicadores da boa qualidade da água. O gráfico abaixo mostra o total médio de tais organismos coletados de janeiro a dezembro em dois riachos que deságuam no lago Paranoá.

organismos bioindicadores ao longo dos meses

Com o auxílio das informações acima, julgue os itens a seguir, a respeito da poluição do lago Paranoá e seus afluentes.
Coloque C = certo ou E = errado.
( ) A presença de organismos muito sensíveis à poluição indica a boa qualidade da água de um rio.
( ) A qualidade da água do riacho A é melhor na estação seca.
( ) A qualidade da água do riacho B permanece quase inalterada durante todo o ano.
( ) Comparando-se os dois riachos, pode-se afirmar que o riacho B contribui mais para o aumento da poluição do lago Paranóa que o riacho A.

 

 

06. UFRN
“E toda a água do Nilo se transformou em sangue. Os peixes do Nilo morreram, e o rio exalou um odor tão pestilento que os egípcios já não podiam beber de suas águas. Então houve sangue em todo o território do Egito”, assim diz a Bíblia.”
Êxodo, 7:2-21.
Esse texto é, provavelmente, a primeira referência escrita sobre um fenômeno que vem constituindo um problema cada vez mais freqüente, relacionado à:
a) contaminação das águas nas zonas costeiras, propiciando multiplicação excessiva de dinoflagelados, o que pode causar perdas econômicas, pela morte maciça de peixes;
b) formação de manchas de cores variadas, causada por uma diversidade de organismos marinhos, devido à falta de oxigênio;
c) circulação deficiente de nitratos e fosfatos essenciais aos peixes, o que provoca a morte de grande número deles, a ponto de formar uma mancha de sangue na água;
d) eutrofização das águas, devido a detritos orgânicos, ocasionando um fenômeno conhecido como “maré planctônica”, decorrente do envenenamento de bivalves.

 

 

Texto para as questões 07 e 08
Entre os metais que poluem os ambientes aquáticos, o mercúrio é um dos mais danosos.
Embora esse metal seja de difícil absorção pelos seres vivos, sua forma metilada – o metilmercúrio – produzida por ação de bactérias, solúvel nos lipídios e facilmente absorvida pelas células, ligando-se a proteínas celulares, é tóxica para os organismos.
Reservatórios de hidrelétricas, em áreas de garimpagem, são freqüentemente contaminados pelo mercúrio que aí encontra condições favoráveis à sua metilação. Esses reservatórios são construídos com o alagamento de grandes áreas, geralmente recobertas por vegetação que, submersa, se constituirá em fértil substrato para o crescimento de populações de decompositores. Em um desses reservatórios, como o de Tucuruí, foi constatada a contaminação pelo mercúrio tanto de organismos da comunidade aquática que mantêm, entre si, relações alimentares, quanto do homem, que geralmente se alimenta de peixes. As taxas de concentração encontradas estão registradas na tabela a seguir.
07. U. Salvador-BA O aumento da concentração do mercúrio nos organismos através das relações ecológicas, ao longo da cadeia alimentar, decorrente das baixas taxas de excreção do metal, é identificado como um fenômeno de:
a) magnificação trófica;
b) polimerização;
c) isomerização;
d) eutrofização;
e) tautomerização.

 

 

08. U. Salvador-BA A presença de grande quantidade de matéria vegetal submersa desequilibra a biota aquática, entre outras razões, porque:
a) aumenta a intensidade fotossintética das plantas que foram submersas;
b) causa um déficit no suprimento de oxigênio dissolvido na água;
c) proporciona alimentação suplementar para os consumidores de ordem elevada;
d) reduz a disponibilidade de nutrientes inorgânicos para o fitoplâncton;
e) provoca a reflexão total da luz incidente.

 

🔵 >>> Veja a nossa lista completa de exercícios sobre Ecologia.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Ecologia sobre Poluição Hídrica:

01. e;
02. a;
03. e;
04. V – F – F – V – F;
05. C – E – C – E;
06. a;
07. a;
08. b

Deixe um comentário