Atividades de Geografia sobre o Comércio Regionalizado

01. Comércio Regionalizado: (PUC Minas–2006) Países que pretendem conciliar seus interesses no comércio internacional podem criar blocos de mercados comuns. NÃO constitui fator que interfere nas tendências de organização de blocos mundiais de poder:

A) Permitem que as empresas disponham de mercados mais amplos que a sua nação de origem.

B) Incrementam as políticas econômicas e geopolíticas preocupadas com a abertura e expansão de fronteiras comerciais entre os países-membros.

C) Favorecem internamente o fortalecimento de um poder econômico descentralizado, capaz de promover a integração do comércio global.

D) Propõem a incorporação de avanços científicos e tecnológicos dos parceiros, beneficiando-se mutuamente.

 

 

02. (PUC-SP–2006) Comparando-se o Mercosul e a União Europeia, é CORRETO afrmar que

A) enquanto a União Europeia conheceu ampla integração territorial por meio das infraestruturas (ferrovias, rodovias, hidrovias) antes mesmo de sua institucionalização, o Mercosul passou a expandir tais infraestruturas somente após sua criação e ainda assim em ritmo bastante lento.

B) não são passíveis de comparação, pois a União Europeia resultou de um tratado amplo e antigo entre países desenvolvidos e o Mercosul é um acordo de livre-comércio entre países subdesenvolvidos que nunca visou a qualquer tipo de integração regional.

C) a integração regional da União Europeia atinge as esferas econômica, social, política e cultural do mesmo modo que o Mercosul, que projeta para o futuro a plena integração comercial em todos os setores da economia e uma moeda comum ainda para 2006.

D) nos dois casos verificou-se que, após as tentativas de integração regional, as relações comerciais entre os países-membros praticamente não foram afetadas, pondo em dúvida a eficácia dessas organizações supranacionais.

E) a União Europeia tem colhido fracassos em razão de ser composta de países que têm um histórico recente de conflitos armados, ao passo que os sucessos do Mercosul devem-se à harmonia natural de países vizinhos sem histórico de conflitos.

 

 

03. Comércio Regionalizado: (UFMG–2006) É INCORRETO afirmar que a atual política externa brasileira e o papel geopolítico do país, hoje, no mundo, representam:

A) uma aproximação do Nafta, em razão da necessidade de se concretizarem os tratados comerciais entre esse bloco e o Mercosul, tendo-se em vista a implementação da Alca.

B) um reforço em sua posição econômica e, possivelmente, um novo papel geopolítico no mundo, graças à qualidade de potência regional do Brasil na América do Sul.

C) um repúdio à ocupação do Iraque e, por outro lado, um apoio à criação do Estado da Palestina, posições formalmente defendidas nos foros internacionais de que o Brasil participa.

D) uma defesa da ideia do perdão, tanto pelo Brasil quanto pelos países centrais, da dívida dos países mais pobres do mundo – especialmente os africanos.

 

 

04. (UFRGS) Em relação às negociações de implementação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca), são feitas as seguintes afirmações:

I. O Brasil é contrário à criação da Alca, entre outras razões, porque ela prevê a proibição do estabelecimento de acordos bilaterais e sub-regionais entre as nações signatárias, o que acarretaria a abolição e a revogação do Mercosul e de outros acordos.

II. O Chile é o país sul-americano mais reticente em relação  aos possíveis benefícios da Alca, já que enfrentaria sérias dificuldades em competir com os produtos agrícolas norte-americanos, altamente subsidiados.

III. O governo brasileiro alega que a entrada de seus produtos no mercado norte-americano é prejudicada pelas barreiras não tarifárias, como o antidumping e os direitos compensatórios, que favorecem os interesses comerciais dos Estados Unidos.

Quais estão CORRETAS?

A) Apenas I.

B) Apenas II.

C) Apenas III.

D) Apenas I e II.

E) Apenas II e III.

 

 

05. Comércio Regionalizado: (UFG–2010) A geopolítica no continente americano sofreu mudanças consideráveis na década atual, modificando projetos institucionais que visavam maior influência econômica dos Estados Unidos. Como contraponto a essas iniciativas, o governo da Venezuela propôs a criação de um novo bloco. Esse bloco, que conta atualmente com a adesão de vários países, é:

A) o Mercosul, que visa a estreitar as relações com os países do Cone Sul.

B) o Nafta, que busca aproximar os países da América do Norte e Central.

C) o Pacto Andino, que surge do chamado Acordo de Cartagena, com objetivo de integração econômica.

D) a Unasul, que objetiva criar mecanismos de proteção aos países da América do Sul.

E) a Alba, que propõe a unificação política e econômica entre os países da América do Sul e da América Central.

 

Exercícios de Geografia sobre o Comércio Multilateral.

 

06. Comércio Regionalizado: (UFTM-MG–2009) Considere o texto a seguir para responder à questão.

Um choque petrolífero pode, com um intervalo de tempo, provocar uma desaceleração ou uma recessão numa região do mundo e, simultaneamente, estimular a economia numa outra região. No total, uma transferência de atividades intensivas em energia dos países do Norte para os países emergentes soma-se a um aumento do tráfego mundial de mercadorias para acrescer finalmente o consumo de energia. As pretensas “economias do conhecimento” pós-industriais da OCDE (organização que reúne os 30 países mais ricos do mundo) repousam numa transferência maciça da sua base material e energética para as “economias emergentes”.

Disponível em: <resistir.info/energia/y_cochet_11jul05. html#notas>.

“As pretensas ‘economias do conhecimento’ pós-industriais da OCDE repousam numa transferência maciça da sua base material e energética para as ‘economias emergentes’.” Pode-se citar, como exemplo dessa transferência:

A) os Tigres Asiáticos, que se tornaram destino de investimentos de empresas multinacionais japonesas e norte-americanas a partir da década de 1980, interessadas nas facilidades de importação / exportação e na mão de obra barata, porém qualificada.

B) a instalação de agroindústrias multinacionais no Brasil, a partir da década de 1970, para atuarem na produção do álcool combustível no Sul e Sudeste, aproveitando-se dos incentivos fscais governamentais do programa Proálcool.

C) o incentivo dos países ricos às políticas de nacionalização de reservas e empresas petrolíferas, realizadas por países subdesenvolvidos, que passam a arcar sozinhos com os custos de pesquisa e exploração do petróleo.

D) a transferência das culturas tropicais, de banana e tabaco, do sul dos Estados Unidos para os países da América Central, como estratégia do governo norte-americano para incentivar esses países a integrarem-se ao projeto da Alca, junto com o México.

E) a industrialização do Canadá e do México, que passaram a receber as unidades fabris de empresas multinacionais norte-americanas, interessadas nas facilidades de circulação de mercadorias a partir da formação do Nafta, em 1990.

 

 

07. (FURG-RS–2009) Assinale a alternativa CORRETA sobre a formação dos blocos econômicos no século XX.

A) A criação do GATT (Acordo Geral de Tarifas e Comércio), em 1947, representou um atraso nas relações internacionais, superado apenas em 1995 com a criação da OMC (Organização Mundial do Comércio).

B) O Alca (Acordo de Livre Comércio entre as Américas)foi criado em 1995 para fortalecer a economia da América Latina, abrangendo todos os paises latino-americanos.

C) A União Europeia, fundada em 1991, visava a criação de uma moeda única, o euro, para facilitar as transações comerciais entre os países-membros.

D) O Nafta ( Tratado do Norte-Americano de Livre-Comércio), que entrou em vigor em 1994, abrange o Canadá, os Estados Unidos e o México e visa a livre circulação de mercadorias e trabalhadores entre os países-membros.

E) Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai assinaram o Tratado de Assunção, em 1991, visando a uma aliança comercial para o fortalecimento da região.

 

 

08. Comércio Regionalizado: (UERJ-2008 – MODIFICADO) Nafta – Em 1988, Estados Unidos e Canadá assinaram um acordo de livre-comércio que recebeu a adesão do México em 1992. Estava criado o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), que entrou em vigor em 1 de janeiro de 1994. Um dos principais pontos do acordo é eliminar tarifas alfandegárias e obstáculos para o livre trânsito de bens e serviços.

ALMEIDA, Lúcia M. A. de; RINGOLIN, Tércio B. Fronteiras da globalização. São Paulo: Ática, 2004 (Adaptação).

 

A criação desse bloco aponta para uma das contradições socioeconômicas mais marcantes da globalização. São elementos constituintes dessa contradição:

A) Poder das empresas globais / desorganização da sociedade civil.

B) Incentivo à integração econômica / fragmentação política pelo nacionalismo.

C) Facilidade para a circulação de riquezas / restrição à circulação de pessoas.

D) Democracia nos países desenvolvidos / autoritarismo nas nações subdesenvolvidas.

 

 

09. Comércio Regionalizado: (UFRRJ–2007) Seguindo uma tendência mundial de organização de blocos econômicos, os países sul-americanos criaram o Mercosul (Mercado Comum do Sul). Analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa CORRETA.

A) O Mercosul foi criado na década de 1980 através do Tratado de Assunção assinado pelos países-membros ou Estados partes: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.

B) Após a criação do Mercosul, mais sete países aderiram ao tratado como países associados: Bolívia,  Chile, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela e Guiana Francesa.

C) A presidência do Mercosul é exercida por rotação dos estados-membros, em ordem alfabética, pelo período de um ano.

D) Os Estados Unidos não têm interesse no sucesso do Mercosul porque este poderia atrasar a consolidação da ALCA (Área de Livre Comércio nas Américas).

E) Um dos maiores motivos do sucesso do Mercosul está relacionado à economia diversificada e aos parques industriais venezuelano e brasileiro.

 

 

10. Comércio Regionalizado: (UNESP-SP) Mercosul, Nafta, União Europeia são os exemplos mais conhecidos de blocos econômicos ou organizações internacionais definidas por um processo de integração econômica. Para que o processo se concretize, a teoria do comércio internacional defne quatro situações clássicas de integração econômica. São elas:

A) União aduaneira, mercado comum, polos de atração de investimentos do mundo e zona de preferências tarifárias.

B) Zona de livre comércio, potencial agrícola, investimentos na área de infraestrutura física e união aduaneira.

C) União econômica e monetária, zona de preferências tarifárias, zona de livre comércio, investimentos na área de infraestrutura física.

D) Zona de preferências tarifárias, zona de livre comércio, união aduaneira e polos de atração de investimentos do mundo.

E) Zona de livre comércio, união aduaneira, mercado comum e união econômica e monetária.

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas do simulado de geografia sobre Comércio Regionalizado:

01. C;

02. A;

03. A;

04. C;

05. E;

06. A;

07. E; 

08. C; 

09. D;

10. E

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário