Exercícios sobre América Latina no século 20

01. América Latina no século 20: (UFOP-MG–2010) Sobre o processo de industrialização na América Latina no início do século XX, é INCORRETO afirmar:
A) O início da expansão industrial nas primeiras décadas do século em economias agroexportadoras e mineradoras ampliou os mercados internos e as concentrações urbanas.
B) A substituição de importações foi o modelo único de industrialização adotado em todos os países da América Latina, inclusive o Brasil, devido às semelhanças históricas entre eles.
C) O processo de industrialização dependeu da modernização da infraestrutura por parte do poder público, como melhoria nos transportes, iluminação e instalações portuárias.
D) A forte dependência dos setores públicos vinculou os processos de modernização industrial e econômica às políticas nacionais de Estado denominadas de populistas.

 

 

02. (UERJ) O caminho para a revolução pela longa guerra de guerrilha foi descoberto um tanto tardiamente pelos revolucionários sociais do século XX […] A própria palavra “guerrilha” não fazia parte do vocabulário marxista até depois da Revolução Cubana de 1959.
HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos: o breve século XX. (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

A guerrilha foi fundamental para a vitória, em Cuba, no ano de 1959, do Movimento 26 de Julho, liderado por Fidel Castro e Che Guevara. O grupo revolucionário cubano fez a opção por essa estratégia por acreditar que:
A) a adesão ao comunismo impunha a luta direta contra o poder estabelecido.
B) a ocupação militar norte-americana anulava outras formas de luta contra a elite política.
C) a ditadura instalada no país eliminava a possibilidade de uma oposição ao regime por via legal.
D) o nacionalismo pequeno-burguês impedia a presença das camadas populares nos partidos de oposição à ditadura.

 

 

03. (FGV-SP) Em 12 de abril de 2002, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, foi deposto por um golpe civil e militar. Alguns dias depois, uma reviravolta política permitiu que Chávez fosse reempossado em suas funções. Apesar das negativas oficiais de que o governo norte-americano tivesse participação no levante, o jornal The New York Times estampou: “Representantes do Governo Bush se encontraram várias vezes nos últimos meses com os líderes da coalizão que derrubou Hugo Chávez e concordaram com eles que Chávez deveria ser removido do poder”.
A respeito da história da América Latina e da participação norte-americana, é CORRETO afirmar:
A) O envolvimento no episódio revela uma mudança da política norte-americana, que, desde o século XIX, adotou uma posição de isolamento em relação aos países da América Latina.
B) O envolvimento no episódio revela uma mudança da política norte-americana, que nunca apoiou ou estimulou golpes contra regimes democraticamente estabelecidos na América Latina.
C) O golpe contra Chávez marca uma alteração na América Latina que, desde o final das ditaduras militares, na década de 1980, não presenciava o afastamento de presidentes eleitos.
D) O golpe contra Chávez revela a instabilidade política da América Latina, e a ação do Governo Bush retoma práticas já utilizadas, no passado, de desestabilização política ou apoio a ditaduras militares.
E) O envolvimento no episódio revela uma mudança da política norte-americana de isolamento do regime de Cuba, liderado por Fidel Castro e principal adversário de Chávez na região do Caribe.

 

 

04. (UFJF-MG–2008) Na década de 1950, Cuba era considerada “quintal” dos Estados Unidos da América (EUA). Em 1952, o general Fulgêncio Batista implantou uma ditadura caracterizada pela corrupção e pela brutalidade com que tratava seus adversários políticos. A reação a esse regime veio através do movimento guerrilheiro, liderado por Fidel Castro e Che Guevara, que foi vitorioso.
Sobre esse contexto, marque a alternativa CORRETA.
A) Che Guevara pretendia expandir a ideia da revolução socialista por todo o continente americano, porém, somente a Bolívia aderiu a essa ideia, em 1967, permanecendo como aliada de Cuba até 1972.
B) O regime cubano socialista alcançou vários resultados sociais, tais como a redução do analfabetismo e os expressivos avanços na medicina e saúde pública, promovendo grandes avanços científicos nessas áreas.
C) Com o fim dos conflitos, Fidel Castro implantou uma democracia social e política, o que contrariou os interesses dos Estados Unidos, que romperam relações diplomáticas com Cuba.
D) Ao chegar ao poder, Fidel Castro lançou as bases de uma ditadura democrática, regime adequado ao povo cubano que estava acostumado com a tradição do caudilhismo da América Espanhola.
E) Fiéis à sua política imperialista, os EUA enviaram seu Exército para combater o regime cubano socialista, que resistiu heroicamente. Porém, nesse conflito, foi morto Che Guevara, que se tornou um ícone da rebeldia latino-americana.

 

 

05. América Latina no século 20: (FGV-SP–2007) Com o afastamento de Fidel Castro do poder, muitos especulam sobre o destino de Cuba sem Fidel. Sobre a história de Cuba, desde a independência, é CORRETO afirmar que;
A) a guerra de libertação contra a Espanha ocorreu somente no final do século XIX, com apoio da Grã-Bretanha, maior investidora de capital na produçãode açúcar na ilha, e também dos Estados Unidos.
B) a imposição da Emenda Platt à Constituição de Cuba assegurou aos Estados Unidos o direito de nomear os presidentes cubanos, de intervir na ilha e de instalar bases, como a de Guantánamo.
C) o movimento guerrilheiro, que derrubou o ditador cubano Fulgêncio Batista, liderado por Fidel Castro e Che Guevara, declarou-se comunista desde o início, o que provocou a imediata oposição norte-americana.
D) a instalação de mísseis soviéticos em Cuba desencadeou, além da invasão à Baía dos Porcos, um conflito militar entre os Estados Unidos e a União Soviética, no auge da Guerra Fria.
E) o fim da União Soviética fez Cuba perder seu grande parceiro comercial, o que agravou os efeitos do bloqueio norte-americano e forçou o país a buscar novos mercados e a atrair o turismo.

 

Exercícios sobre as Consequências da Guerra Fria.

 

06. América Latina no século 20: (Enem–2008) Na América do Sul, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) lutam, há décadas, para impor um regime de inspiração marxista no país.
Hoje, são acusadas de envolvimento com o narcotráfico, o qual supostamente financia suas ações, que incluem ataques diversos, assassinatos e sequestros. Na Ásia, a Al Qaeda, criada por Osama Bin Laden, defende o fundamentalismo islâmico e vê nos Estados Unidos da América (EUA) e em Israel inimigos poderosos, os quais deve combater sem trégua. A mais conhecida de suas ações terroristas ocorreu em 2001, quando foram atingidos o Pentágono e as torres do World Trade Center.
A partir das informações anteriores, conclui-se que:
A) as ações guerrilheiras e terroristas no mundo contemporâneo usam métodos idênticos para alcançar os mesmos propósitos.
B) o apoio internacional recebido pelas Farc decorre do desconhecimento, pela maioria das nações, das práticas violentas dessa organização.
C) os EUA, mesmo sendo a maior potência do planeta, foram surpreendidos com ataques terroristas que atingiram alvos de grande importância simbólica.
D) as organizações mencionadas identificam-se quanto aos princípios religiosos que defendem.
E) tanto as Farc quanto a Al Qaeda restringem sua atuação à área geográfica em que se localizam, respectivamente, América do Sul e Ásia.

 

 

07. (FUVEST-SP–2009) Existem semelhanças entre as ditaduras militares brasileira (1964-1985), argentina (1976-1983), uruguaia (1973-1985) e chilena (1973-1990). Todas elas:
A) receberam amplo apoio internacional tanto dos Estados Unidos quanto da Europa Ocidental.
B) combateram um inimigo comum, os grupos esquerdistas, recorrendo a métodos violentos.
C) tiveram forte sustentação social interna, especialmente dos partidos políticos organizados.
D) apoiaram-se em ideias populistas para justificar a manutenção da ordem.
E) defenderam programas econômicos nacionalistas, promovendo o desenvolvimento industrial de seus países.

 

 

08. (Mackenzie-SP–2010) A estrutura psicológica do ser humano não suporta que a dor e a angústia se mantenham tão vivas na memória como no momento em que ocorreram […] Por isso, agora, ao sairmos desses 20 anos difíceis e doloridos de nossa história, a lembrança de que houve irmãos nossos, nesse período, que perseguiam sem piedade, torturaram e mesmo mataram pessoas pelo simples fato de elas se oporem ao governo que se impôs ao país em 1964, parece mais pesadelo do que realidade.
E, no entanto, esse absurdo ocorreu, aqui em nossa terra, como se um vendaval frio de loucura tivesse gelado esses corações […] Que objetivos justificam tudo isso?
D. Paulo Evaristo Arns

Identifique a alternativa relacionada ao contexto histórico citado.
A) O Brasil, liderado pelos Estados Unidos, vivia guerra aberta contra o narcotráfico que, aliado às Farc, assolava a América do Sul, sobretudo a região de fronteira amazônica.
B) A chamada “guerra das civilizações” entre Ocidente e Oriente ameaçava a hegemonia americana; apoiando ditaduras militares, os EUA procuravam deter o avanço do fanatismo islâmico na América.
C) O mundo encontrava-se em sua ordem bipolar e os Estados Unidos procuravam, por meio do apoio a golpes e a regimes ditatoriais na América Latina, deter o avanço do comunismo.
D) O avanço da ideologia nazista pelo mundo e as pretensões imperialistas alemãs justificam as práticas autoritárias citadas, que garantiriam o sucesso da Doutrina de Segurança Nacional.
E) O crescimento do positivismo entre os líderes populistas ameaçava os ideais neoliberais das Forças Armadas, que tomaram o poder e implantaram um verdadeiro “terror de estado” no país.

 

 

09. (UFF-RJ) O filme Diários de motocicleta colocou em evidência a figura de Ernesto Guevara, médico argentino, líder revolucionário, na década de 1960.
Ao lado do romantismo que envolve a figura de Che, há um processo histórico sangrento e dotado de um sentido de busca da identidade da América Latina, incluído aí o Brasil. Esse sentimento decorreu da exploração imperialista que conduziu o mundo latino-americano ao subdesenvolvimento.
ÉPOCA, 9 ago. 2004.

A partir das referências contidas no texto, assinale a opção que reúne fatos ilustrativos da repressão aos movimentos sociais de oposição à política americana para a América Latina.
A) A vitória de Pinochet no Chile, a intervenção do Exército argentino no Uruguai, a morte de Che Guevara e a Revolução de 1964 no Brasil.
B) A morte de Anastácio Somoza, a intervenção americana na Nicarágua, a Revolução Cubana de 1958 e a formação das Farcs na Colômbia.
C) A morte de Che Guevara, a repressão política pós-Golpe de 1964 no Brasil, a oposição ao governo de Salvador Allende no Chile e a invasão da Baía dos Porcos pelo Exército americano.
D) A Ditadura Militar implantada no Brasil em 1964, a Revolução Cubana de Fidel Castro e a vitória inglesa na Guerra das Malvinas.
E) A vitória inglesa na Guerra das Malvinas, a Revolução Cubana de Fidel Castro, a morte de Che Guevara e a Revolução de 1964 no Brasil.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

Gabarito com as respostas do simulado de História sobre América Latina no século 20:

01. B;
02. C;
03. D;
04. B;
05. E;
06. C;
07. B;
08. C;
09. C;

Deixe um comentário