Exercícios sobre Biodiversidade e Devastação da Vegetação

01. Vegetação: (UERJ)

Atalho Para a Biodiversidade

Corredor ecológico de 800 km interligará parques do Centro-Oeste do Brasil

Considerando-se a implantação de corredores ecológicos, é INCORRETO afirmar que:

A) os parques, na falta desses corredores, constituem ilhas isoladas de ampliação da biodiversidade e de formação de novas espécies.

B) esse tipo de ligação permite o fluxo gênico entre indivíduos da mesma espécie e a manutenção de seus ciclos biológicos.

C) alguns animais favorecidos, nas regiões assim interligadas, são a onça-pintada, o lobo-guará, a ema e o veado-campeiro.

D) os animais e plantas dependentes desses corredores são espécies sensíveis a ambientes alterados.

 

 

02. (UERJ) As matas ciliares, apesar de protegidas por lei, continuam sendo derrubadas para implantação de lavouras em áreas férteis, num procedimento que provoca inúmeras modificações ambientais. Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE algumas dessas modificações.

A) Aumento do número de espécies de angiospermas e da oferta alimentar para a ictiofauna.

B) Diminuição de processos erosivos e aumento da diversidade de nichos para a avifauna.

C) Diminuição do risco de agrotóxicos e adubos atingirem os cursos-d’água e aumento do número de espécies de angiospermas.

D) Aumento da oferta alimentar para a ictiofauna e diminuição da exposição do solo aos processos erosivos.

E) Diminuição da diversidade de nichos para a avifauna e aumento do assoreamento dos cursos-d’água.

 

 

03. Vegetação: (PUC Minas–2006) “A biosfera é o espaço terrestre onde se desenvolve a vida” (Troppmair, 2004). Ela envolve todo o globo terrestre e possui espessura variável. A abundância e a diversidade da vida são funções da disponibilidade de energia. Assim, pode-se afirmar que constitui padrão geográfico da biodiversidade em função da disponibilidade de energia:

I. A diversidade e abundância da vida diminuem à medida que ocorre o afastamento em relação ao Equador sobre as superfícies continentais.

II. A diversidade e a abundância de vida são elevadas nas zonas desérticas quentes, onde abunda energia solar.

III. A diversidade e a abundância da vida possuem o mesmo padrão geográfico de distribuição nas superfícies continentais e oceânicas, em latitudes iguais.

A afirmativa está CORRETA em:

A) I apenas. C) I e III apenas.

B) II e III apenas. D) I, II e III.

 

 

04. (UFMG–2007) Leia este trecho:

As Caatingas

Então, a travessia das veredas sertanejas é mais exaustiva que a de uma estepe nua. Nesta, ao menos, o viajante tem o desafogo de um horizonte largo e a perspectiva das planuras francas. Ao passo que a Caatinga o afoga; abrevia-lhe o olhar; agride-o e estonteia-o; enlaça-o na trama espinescente e não o atrai; repulsa-o com as folhas urticantes, com o espinho, com os gravetos estalados em lanças; e desdobra-se-lhe na frente léguas, imutável no aspecto desolado: árvores sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados, apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo,  lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante. Embora esta não tenha as espécies reduzidas dos desertos – mimosas tolhiças ou eufórbias ásperas sobre o tapete de gramíneas murchas – e se afgure farta de vegetais distintos, as suas árvores, vistas em conjunto, semelham uma só família de poucos gêneros, quase reduzida a uma espécie invariável, divergindo apenas no tamanho, tendo todas a mesma conformação, a mesma aparência de vegetais morrendo, quase sem troncos, em esgalhos logo ao irromper do chão.

CUNHA, Euclides da. Os sertões. São Paulo: Francisco Alves / Publifolha, 2000. p. 37-38.

A partir dessa leitura, é INCORRETO afirmar que, no trecho transcrito, o autor:

A) apresenta a Caatinga como uma vegetação de reduzida biodiversidade, embora de significativa multiplicidade de formas adaptativas.

B) caracteriza a vegetação da Caatinga como repulsiva, agressiva, por causa dos espinhos, galhos retorcidos, folhas urticantes.

C) deixa entrever o caráter decidual da vegetação quando fala de árvores sem folhas, de galhos estorcidos e secos.

D) descreve a vegetação sertaneja no período das secas; daí, as expressões que remetem à agonia, morte, desolação.

 

 

05. Vegetação: (UFSJ-MG–2010) Analise as charges a seguir, que fazem referência ao desmatamento ilegal da Amazônia.

exercícios sobre vegetação com gabarito 

Disponível em: <http://elusion-pedion.blogspot.com/2008/05amazm-nossa.html>. Acesso em: 12 abr. 2009. (Adaptação).

Com base nessa análise, assinale a alternativa que apresenta uma medida viável que contribuiria para diminuir esse desmatamento:

A) Fechamento das madeireiras que atuam na região amazônica e reflorestamento das áreas desmatadas, para recomposição da biodiversidade.

B) Novas leis proibindo totalmente o desmatamento e maior fiscalização nas estradas para evitar que a madeira saia da Amazônia e chegue às serrarias.

C) Transformação da Amazônia em uma área de preservação permanente, impedindo, assim, a exploração econômica dessa região.

D) Exigência, por parte do consumidor final, de documentos que comprovem que a madeira possui certificação, ou seja, que foi retirada da floresta seguindo um plano de manejo.

 

Focos de Tensão na América Latina Exercícios.

 

06. Vegetação: (UEPB–2011)

Herdeiro da Pampa Pobre

Mas que pampa é essa que eu recebo agora

Com a missão de cultivar raízes

Se dessa pampa que me fala a história

Não me deixaram nem sequer matizes?

Passam às mãos da minha geração

Heranças feitas de fortunas rotas

Campos desertos que não geram pão

Onde a ganância anda de rédeas soltas

Se for preciso, eu volto a ser caudilho

Por essa pampa que ficou pra trás

Porque eu quero deixar pro meu filho

A pampa pobre que herdei do pai.

Vaine Darde

 

A composição que fez sucesso com os Engenheiros do Hawaii adverte para os problemas ambientais. Identifique entre as proposições a alternativa que se relaciona CORRETAMENTE com a composição apresentada:

A) O Complexo do Pantanal, um verdadeiro santuário ecológico na maior planície alagada do Brasil, hoje se encontra ameaçado pelo avanço da agropecuária, pelo turismo desordenado e a caça e a pesca predatórias.

B) O Cerrado do Centro-Oeste, o segundo maior bioma brasileiro, cuja vegetação de savana tem sido destruída com a introdução da monocultura intensiva de grãos, da pecuária extensiva e a mineração que polui seus rios torna esse bioma um dos mais ameaçados do planeta e é classificado como um hotspot por merecer atenção especial

C) A Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro, de solos rasos e chuvas escassas sujeito a processo de desertificação que é agravado com a devastação da vegetação para a produção de carvão e lenha e pelo pisoteio do gado, que foi introduzido em sistema ultraextensivo desde o século XVII.

D) A Mata dos Pinhais, típica dos planaltos ondulados do Sul do Brasil, a mais explorada economicamente do país, contribuiu para a completa alteração de sua paisagem pelo desmatamento intenso para a fabricação de móveis, papel e celulose. O pouco que resta dessa vegetação encontra-se em áreas de conservação ambiental.

E) As pradarias mistas do Sul do Brasil, de terras férteis, clima ameno e pastagens naturais, viabilizaram a  ocupação desde o período colonial da pecuária extensiva e a partir do século XIX, com a vinda dos imigrantes, da monocultura de grãos, cuja ocupação acelerada e emprego de técnicas inadequadas têm levado ao processo de desertificação em algumas áreas.

 

 

07. (UFPA–2011) O trecho abaixo é parte do artigo publicado na Folha de São Paulo do dia 16/09/2010 referente ao bioma Cerrado.

Governo brasileiro estuda medidas para conter desmatamento no Cerrado

O Ministério do Meio Ambiente anunciou na última quarta-feira (15) medidas para conter o desmatamento no Cerrado. As iniciativas incluem a criação de uma “lista negra” de até 50 municípios críticos e de um sistema de monitoramento por satélite em tempo real. […]. O PPCerrado (Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e das Queimadas no Cerrado) será o instrumento usado para cumprir a meta brasileira  de reduzir em 40% as emissões de gás carbônico pelo desmatamento no bioma até 2020. A meta, assumida em 2009 na conferência de Copenhague, foi calculada sobre a média verificada entre 2002 e 2008, de 14,2 mil km2 anuais. Para cumpri-la, o governo planeja criar 2,5 milhões de hectares de unidades de conservação, demarcar 5,5 milhões de hectares em terras indígenas e bancar a recuperação de 8 milhões de hectares em pastos degradados. […]

Disponível em: <www.folha.uol.com>. Acesso em: 02 out 2010.

Considerando o texto anterior e demais conhecimentos sobre o tema tratado, assinale a alternativa que explica CORRETAMENTE essa situação:

A) Grande parte da devastação do Cerrado foi provocada pela ocupação humana decorrente das frentes de expansão e povoamento, iniciadas na primeira metade do século XX e impulsionadas por atividades econômicas como a pecuária tradicional e, mais recentemente, o agronegócio da soja.

B) O desmatamento, no Cerrado, data do período da colonização brasileira, quando a vegetação neste bioma foi substituída pela agricultura extensiva para exportação, no início pela cana-de-açúcar e mais tarde, pela monocultura cafeeira.

C) As queimadas e o desmatamento ameaçam a biodiversidade na região do Cerrado. No entanto, em área destinada às unidades de conservação, essas práticas são raras devido à intensa fiscalização. Isso explica o empenho do governo em ampliar essas áreas de proteção do Cerrado na Amazônia.

D) A análise multitemporal realizada por satélite constatou que, nos últimos anos, o aumento do desmatamento do Cerrado é resultado da rápida expansão urbana nos 50 municípios a que o texto se refere.

E) O tipo de solo ácido e a vegetação de tronco retorcido são características naturais favoráveis aos processos de degradação, como a expansão de voçorocas no Cerrado. Entre as medidas de preservação para recuperar essas áreas degradadas, o governo incentiva o plantio de gramíneas para pastagem.

 

 

08. Vegetação: (Unimontes-MG–2008) Leia o texto.

A luta pela preservação da floresta

Aclamado como o país de maior diversidade biológica do mundo, o Brasil tem sua riqueza natural sob constante ameaça. Um exemplo dessa situação é o desmatamento anual da Amazônia, que cresceu 34% de 1992 a 1994. A taxa anual, que era de pouco mais de 11 000 km² em 1991, ficou em 16 926 km² em 1999, conforme dados oficiais. A atividade agrícola de forma não sustentável e a extração madeireira continuam sendo os maiores problemas. A extração tende a aumentar na medida em que os estoques da Ásia se esgotam.

Fonte: WWF, 2007.

Apesar de o Brasil ter uma moderna legislação ambiental, ela não tem sido suficiente para impedir a devastação da floresta. Podem ser citados como fatores que dificultam a proteção da floresta, EXCETO:

A) a insuficiência de pessoal dedicado à fiscalização.

B) o envolvimento das populações locais.

C) as dificuldades em monitorar extensas áreas de difícil acesso.

D) a fraca administração das áreas protegidas.

 

 

09. (UFSM-RS) Observe o mapa:

VESENTINI, J.W. Sociedade e Espaço: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Ática, 1999. p. 261.

Assinale alternativa CORRETA:

A) Os tipos de vegetação originais mais devastados, em ordem decrescente de percentual, foram a floresta tropical latifoliada, a Mata de Araucária, a Caatinga e os Campos.

B) A área dos Cerrados corresponde ao domínio do clima tropical úmido; quase a metade da vegetação original de plantas xeróflas foi desmatada.

C) A floresta tropical latifoliada, com 95% da área desmatada, é típica do clima tropical com uma estação chuvosa e outra seca; ela recobria os relevos montanhosos ao longo do litoral brasileiro.

D) Na região Sul, a floresta original de Araucária foi quase totalmente desmatada pelo extrativismo vegetal; essa floresta dominava vastas extensões do Planalto da Bacia do Paraná.

E) No domínio do clima semiárido, a vegetação original de Cerrados apresenta-se quase totalmente desmatada; essa vegetação ocupava, principalmente, a Depressão Sertaneja e do São Francisco.

 

 

10. Vegetação: (PUCPR) Cerca de 30% de todas as drogas fabricadas no mundo resultam de substâncias extraídas das florestas: de plantas ou de animais. As florestas tropicais e equatoriais são as principais fornecedoras, não havendo ainda qualquer compensação para os respectivos países. É fácil avaliar a importância da biodiversidade dos ecossistemas da zona intertropical:

A) notadamente no Canadá e Alasca, onde a vegetação de coníferas ocupa extensão impressionante.

B) representados, por exemplo, pela vegetação que recobre a maior parte das Penínsulas Balcânica e Escandinava.

C) existentes na metade norte da África, onde estão o Marrocos, a Argélia e a Líbia.

D) onde se destacam o Brasil, a Indonésia e a República Democrática do Congo com as maiores selvas equatoriais e tropicais do mundo.

E) particularmente na Taiga siberiana, que contém a mais extensa região florestal da Terra.

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas das questões de Geografia sobre Vegetação:

01. A; 02. E; 03. A; 04. A; 05. D; 06. E; 07. A; 08. B; 09. C; 10. D

Spread the love