A Origem e Estruturação da Igreja Católica Exercícios

01. Estruturação da Igreja Católica: (UNESP/2013) Leia.
Nos arredores de Assis, dois leprosários […] hospedavam os homens e mulheres de visão repugnante escorraçados por todos: considerava-se que os leprosos eram assim por castigo de Deus, por causa dos pecados cometidos, ou porque tinham sido concebidos em pecado. Por isso, ao se movimentarem, eram obrigados a bater certas castanholas, para que os sãos pudessem evitá-los, fugindo a tempo.
(Chiara Frugoni. Vida de um homem: Francisco de Assis, 2011.)

A lepra e as demais doenças recorrentes durante a Idade Média:
a) resultavam do descuido das vítimas e os médicos se dedicavam apenas aos doentes graves ou terminais.

b) atingiam basicamente as populações rurais, pois as condições de higiene e saneamento nas cidades eram melhores.

c) atacavam e matavam igualmente nobres e pobres, pois não existiam hospitais ou remédios.

d) eram consideradas contagiosas e, devido a isso, não havia pessoas dispostas a cuidar dos enfermos.

e) eram muitas vezes atribuídas à ação divina e as vítimas eram tratadas como responsáveis pelo mal.


02. Estruturação da Igreja Católica: (UPE/2013) Sobre a relação entre cultura e cristianismo na Idade Média, analise as seguintes afirmações:

I. A Baixa Idade Média transcorreu alheia às práticas heréticas em solo europeu.

II. Cidades, como Roma e Santiago de Compostela, eram destinos recorrentes no itinerário dos peregrinos.

III. Os mosteiros e as catedrais podem ser considerados as edificações mais significativas da Igreja medieval.

IV. As universidades foram as primeiras instituições a se preocuparem com o legado clássico na Idade Média.

V. A arte do mosaico se desenvolveu nas igrejas medievais de influência bizantina.

Estão CORRETAS:
a) I, II e IV.
b) II, III e V.
c) I, IV e V.
d) II, III e IV.
e) I, II e III.


03. Estruturação da Igreja Católica: (UEPG/2013) A Igreja Católica exerceu um papel preponderante durante todo o período medieval. Além de orientar espiritualmente os féis, a instituição teve atuação ativa na vida política e nos princípios econômicos que nortearam o mundo feudal. A respeito da Igreja medieval, assinale o que for correto.

(01) A desorganização política e administrativa gerada pelas invasões germânicas e o desmantelamento do Império Romano foram acontecimentos que contribuíram para que a Igreja Católica se projetasse como principal instituição na Europa medieval.

(02) Beneditinos, carmelitas, agostinianos, franciscanos e dominicanos figuram entre as ordens que atuaram na Igreja Católica na Europa medieval.

(04) O poder temporal obtido pela Igreja Católica no mundo medieval resultou no envolvimento da instituição em diversos conflitos e disputas políticas registrados entre monarquias medievais, nas quais a Igreja atuou como mediadora.

(08) O Tribunal da Inquisição foi criado pela Igreja Católica com o objetivo de descobrir e julgar pessoas consideradas hereges. As penas variavam do confisco de bens até a morte na fogueira.

(16) As Cruzadas foram movimentos militares incentivados pela Igreja Católica na luta contra a expansão do islamismo e pela preservação da hegemonia cristã na Europa.


04. Estruturação da Igreja Católica: (UFG/2012) Leia o poema a seguir.

A morte para todos faz capa escura,
E faz da terra uma toalha;
Sem distinção, ela nos serve,
Põe os segredos a descoberto,
A morte libera o escravo,
A morte submete rei e papa
E paga a cada um seu salário,
E devolve ao pobre o que ele perde
E toma do rico o que ele abocanha.
FROIDMONT, Hélinand. Os versos da morte. São Paulo: Ateliê/Imaginário, 1996. p. 50. [Adaptado]

Este poema do século XII refere-se ao impacto das mudanças ocorridas no Ocidente Medieval, relacionadas à expansão urbana e comercial. Tendo em vista esse ambiente, ao transformar a morte em personagem, o poema caracteriza-a com uma atitude:

a) moralizadora, que expressa a necessidade de correção dos costumes na vida terrena.
b) racionalista, que manifesta a retomada do pensamento aristotélico.
c) idealista, que constrói uma imagem sublime do homem como criatura de Deus.
d) heroica, que denota o desejo de incentivar a coragem nos homens.
e) indulgente, que promove a convivência tolerante entre cristãos e pagãos.


05. Estruturação da Igreja Católica: (UFPE/2012) Não existe dominação absoluta. Há, sempre, espaços para dúvidas e transgressões. Na Idade Média, por exemplo, houve protestos e formas diferentes de pensar o mundo. Nesse período, a Igreja Católica:

( ) teve dificuldades de conviver politicamente com a nobreza, pois estava afastada da distribuição das riquezas territoriais da época.

( ) manteve as crenças do Cristianismo romano, dificultando a convivência do catolicismo com a cultura das camadas mais pobres.

( ) sofreu críticas de religiosos que queriam mais simplicidade e coerência na prática social da instituição, tão entusiasmada com as relações de poder.

( ) preocupou-se em firmar suas articulações políticas, controlando as manifestações culturais e interferindo na distribuição dos feudos existentes.

( ) consolidou tradições, disputou poder com a nobreza e procurou censurar aqueles que criticavam suas crenças.


06. Estruturação da Igreja Católica: (FGV/2012) Leia o documento.

Deus criador do universo fixou duas grandes luminárias no firmamento do céu: a luminária maior para dirigir o dia e a luminária menor para dirigir a noite. Da mesma maneira, para o firmamento da Igreja universal, como se se tratasse do Céu, nomeou duas grandes dignidades; a maior para tomar a direção das almas, como se estas fossem dias, a menor para tomar a direção dos corpos, como se estes fossem as noites. Estas dignidades são a autoridade pontifícia e o poder real. Assim como a Lua deriva a sua luz da do Sol e na verdade é inferior ao Sol tanto em quantidade como em qualidade, em posição como em efeito, da mesma maneira o poder real deriva o esplendor da sua dignidade da autoridade pontifícia: quanto mais intimamente se lhe unir, tanto maior será a luz com que é adornado; quanto mais prolongar [essa união], mais crescerá em esplendor.
(Apud Luiz Koshiba, História: origens, estruturas e processos)

No documento – escrito pelo papa Inocêncio III, em 1198 – é correto identificar:
a) a recuperação de um preceito dos primeiros tempos do cristianismo, que defendia a pureza da alma e a pecaminosidade do corpo.

b) uma associação entre a estrutura moral dos monarcas e a aprovação dos seus governos pelas autoridades religiosas.

c) a condenação de todas as teorias que adotavam a cosmologia divina sobre a constituição do poder dos líderes da Igreja Católica.

d) uma determinada visão sobre as relações hierárquicas entre o poder espiritual e o poder temporal no mundo medieval europeu.

e) os resquícios de uma concepção da Antiguidade Oriental que reconhecia a supremacia das religiões monoteístas sobre o paganismo.


07. Estruturação da Igreja Católica: (UPE/2012) Até o início do século XX, os historiadores davam pouca importância ao período final do chamado Mundo antigo, ainda deslumbrados com a grandeza alcançada pela civilização criada pelos gregos e romanos e entristecidos ante à trágica visão de uma Europa barbarizada. Pouco se reconhecia das contribuições trazidas pelos povos germanos para a formação de uma nova sociedade.
(OLIVEIRA, Waldir Freitas. A Antiguidade Tardia. São Paulo: Editora Ática, 1990)

Sobre as modificações ocorridas nesse período de transição, analise as afirmativas a seguir:
I. No século IV, no Ocidente, a Igreja triunfara e se tornara, na prática, a dirigente das mentalidades no Império.

II. As manifestações artísticas da época, a presença de cenas e de figuras ligadas ao cristianismo passam a ser dominantes.

III. Os germanos destruíram a cultura romana e adaptaram a sua à nova sociedade, mudando completamente o cenário.

IV. O surgimento do latim vulgar foi utilizado como língua franca, principalmente pelos proprietários, pelos cobradores de impostos e pelos bispos, o qual vai dar origem às línguas neolatinas.

V. As principais estruturas germânicas que entraram na composição do feudalismo foram: colonato, vilas romanas, direito consuetudinário.

Estão corretas:
a) I, II e III.
b) I, IV e V.
c) I, II e IV.
d) II, III e IV.
e) III, IV e V.


08. Estruturação da Igreja Católica: (UFT/2011) […] o domínio da fé é uno, mas há um triplo estatuto na Ordem. A lei humana impõe duas condições: o nobre e o servo não estão submetidos ao mesmo regime. Os guerreiros são protetores das igrejas. Eles defendem os poderosos e os fracos […]. Os servos por sua vez têm outra condição. Esta raça de infelizes não tem nada sem sofrimento. Quem poderia reconstituir o esforço dos servos, o curso de sua vida e seus numerosos trabalhos? Fornecer a todos alimento e vestimenta: eis a função do servo. Nenhum homem livre pode viver sem ele. […] A casa de Deus que parece una é portanto tripla: uns rezam, outros combatem e outros trabalham.

(LAON, Adalberon de Apud FRANCO JUNIOR, Hilário. O feudalismo. São Paulo: Brasiliense, 1983, p. 34)

Nesse texto, o bispo Adalberon de Laon, por volta do século IX, descreve a integração entre Igreja e poder feudal. Em relação ao poder da Igreja no período medieval é incorreto afirmar que:

a) Com a ruralização da economia, que se estendeu por toda a Alta Idade Média, a Igreja, antes concentrada nas cidades, foi obrigada a se deslocar para o campo, e os bispos e abades se tornaram verdadeiros senhores feudais.

b) O domínio da leitura e da escrita era privilégio quase exclusivo dos bispos, padres, abades e monges. Os membros do clero eram, por isso, as pessoas mais habilitadas para ocupar cargos públicos, exercendo as funções de notórios, secretários, chanceleres.

c) A Igreja constituiu seu próprio Estado na península Itálica, quando Pepino, o Breve, doou ao papado o patrimônio de São Pedro, formado por terras tomadas aos lombardos. Desta forma, o pontífice, que passou a exercer funções de verdadeiro monarca, teve seu poder temporal aumentado de forma considerável.

d) Seu raio de ação limitava-se à vida espiritual. Ao longo dos séculos, a Igreja não acumulou riquezas e nem terras, contudo, possuía vassalos e servos – adquiridos graças a doações feitas pelos féis que desejavam, por seu intermédio, serem libertados da condenação divina.

e) Para manter a soberania espiritual, a Igreja decretou guerra sem tréguas contra os hereges, considerados todos aqueles que interpretavam os ensinamentos cristãos de maneira diferente do que ela pregava. Para reprimi-los, instituiu a excomunhão e o Tribunal do Santo Ofício.


09. (UFRGS/2011) A Idade Média também foi denominada o “tempo das catedrais”. Data deste período da História a construção da catedral de Burgos, na Espanha, reproduzida na figura abaixo.

catedral de burgos

O estilo arquitetônico da catedral de Burgos é o:
a) renascentista.
b) românico.
c) gótico.
d) barroco.
e) moderno.


10. Estruturação da Igreja Católica: (UFPE/2010) O domínio da Igreja Católica foi um traço histórico do mundo medieval europeu. Ela se articulou na cultura, na economia, na política, com a defesa de um teocentrismo exaltado. Sobre sua atuação na cultura, ressalta-se:

( ) a presença dos mosteiros, centro de formação do pensamento católico e de preservação dos manuscritos de valor cultural.

( ) a rica reflexão de santo Agostinho, de grande repercussão no mundo ocidental e na organização do pensamento religioso na Europa Ocidental.

( ) a obediência da população às ordens dos religiosos, inexistindo adversários ao catolicismo dominante e a seus seguidores.

( ) a construção de obras arquitetônicas, que mostravam a criatividade dos estilos românico e gótico da época.

( ) a tese de Tomás de Aquino contra as obras de Aristóteles, que defendia crenças mais místicas e menos racionais.


🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.


Gabarito com as respostas dos exercícios de História sobre a Estruturação da Igreja Católica:

1) e;

2) b;

3) (01 + 02 + 04 + 08 + 16 = 31);

4) a;

5) F F V V V;

6) d;

7) c;

8) d;

9) c;

10) V V F V F

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário