Expansão Marítima Europeia Exercícios com Gabarito

01. Expansão Marítima Europeia: (Cesgranrio) Com a expansão marítima dos séculos XV/ XVI, os países ibéricos desenvolveram a ideia de “Império ultramarino” significando:

a) a ocupação de pontos estratégicos e o domínio das rotas marítimas, a fim de assegurar a acumulação do capital mercantil.
b) o estabelecimento das regras que definem o Sistema Colonial nas relações entre as Metrópoles e as demais áreas do “Império” para estabelecer as ideias de liberdade comercial.
c) a integração econômica entre várias partes de cada “Império” através do comércio intercolonial e da livre circulação dos indivíduos.
d) a projeção da autoridade soberana e centralizadora das respectivas coroas e sobre tudo e todos situados no interior desse “Império”.
e) a junção da autoridade temporal com a espiritual através da criação do Império da cristandade.


02.  Expansão Marítima Europeia: (Cesgranrio) Foram inúmeras as consequências da expansão ultramarina dos europeus, gerando uma radical transformação no panorama da história da humanidade. Sobressai como uma importante consequência:

a) a constituição de Impérios coloniais embasados pelo espírito mercantil.
b) a manutenção do eixo econômico do mar Mediterrâneo com acesso fácil ao Oceano Atlântico.
c) a dependência do comércio com o Oriente, fornecedor de produtos de luxo como sândalo, porcelanas e pedras preciosas.
d) o pioneirismo de Portugal, explicado pela posição geográfica favorável.
e) a manutenção dos níveis de afluxo de metais preciosos para a Europa.


03.  Expansão Marítima Europeia: (FGV) “Desdobramento da expansão comercial e marítima dos tempos modernos, a colonização significava a produção de mercadorias para a Europa, naquelas áreas descobertas em que as atividades econômicas dos povos ‘primitivos’ não ofereciam a possibilidade de se engajarem em relações mercantis vantajosas aos caminhos do desenvolvimento capitalista europeu. Assim, passava-se da simples comercialização de produtos já encontrados em produção organizada, para a produção de mercadorias para o comércio”.
(Novais, Fernando. Portugal e Brasil na crise do Antigo Sistema Colonial, p.73.)

Neste texto, o autor descreve:
a) a integração de áreas do território americano ao mercado europeu, a partir do século XVI.
b) as relações econômicas entre a Europa Ocidental e a Europa do Leste, no século XVI, quando prevaleceu o capitalismo comercial.
c) as diferenças entre a colonização da América e a da África.
d) a organização, na Ásia, do antigo Sistema Colonial.
e) a incorporação dos povos indígenas ao capitalismo europeu.


04.  Expansão Marítima Europeia: (FGV) Leia atentamente as afirmações abaixo sobre a expansão marítima e comercial moderna e assinale a alternativa correta.

I. O papel pioneiro na expansão marítima e comercial moderna foi dos países ibéricos, tendo Portugal iniciado o feito.
II. O papel pioneiro na expansão marítima e comercial moderna foi dos países ibéricos, tendo a Espanha iniciado o feito.
III. As conquistas espanholas em África (Ilhas Canárias) durante o século XIV, demonstraram a força da invencível armada às demais nações europeias.
IV. A Revolução de Avis foi um marco antecedente fundamental para essa expansão.
V. Bartolomeu Dias, navegador português, foi o responsável pela passagem pelo sul da África e pela chegada às Índias.

a) Apenas as afrmações I, III e V estão corretas.
b) Apenas as afrmações I e IV estão corretas.
c) Apenas as afrmações II e V estão corretas.
d) Apenas as afrmações I, IV e V estão corretas.
e) Apenas as afrmações III, IV e V estão corretas.


05.  Expansão Marítima Europeia: (Cesgranrio).
“E também as memórias gloriosas Daqueles que foram dilatando
A Fé, o Império, e as terras viciosas
De África e de Ásia andaram devastando;
E aqueles que por obras valorosas
Se vão da lei da morte libertando
Cantando espalharei por toda a parte,
Se a tanto me ajudar o engenho, e arte.”
(CAMÕES, Luís Vaz de. Os Lusíadas. Canto Primeiro, estrofe 2.)

A obra épica de Camões nos remete ao século das conquistas portuguesas. Nos seus primórdios, a expansão ultramarina de D. João I foi possível em virtude dos seguintes fatores:
I. Formação do Estado nacional.
II. Expulsão dos árabes da Península Ibérica.
III. Associação com a burguesia mercantil.
IV. Retomada de Constantinopla.
V. Conquista do Cabo Bojador.

Estão corretos os fatores:
a) III, IV e V, apenas.
b) II, III e V apenas.
c) I, IV e V apenas.
d) I, II e IV apenas.
e) I, II e III, apenas.


O texto a seguir refere–se às questões 6 e 7.

Expansão Marítima Europeia:  (UFRJ)”À frente do projeto de expansão do lusocristianismo estavam os monarcas portugueses, aos quais, desde meados do século XV, os papas haviam concedido o direito do padroado (…) Quando se iniciou o ciclo das grandes navegações, Roma decidiu confiar aos monarcas da Península Ibérica o padroado sobre as novas terras descobertas”.
(AZZI, Riolando. A Cristandade Colonial: Mito e Ideologia. Petrópolis: Vozes, p. 64, 1987.)

As relações entre os Estados nascentes e a igreja católica constituíram-se em um dos mais importantes eixos de conflito ao longo da etapa final da Idade Média.
Ao contrário de outras regiões, na Península Ibérica a resolução do problema implicou o estreitamento das interações entre uma e outra instituição.


06. Indique a principal fonte de arregimentação de recursos para a realização das tarefas que, por meio do padroado, estavam a cargo das Coroas Ibéricas na América nos séculos XVI e XVII.


07. Cite duas das atribuições das Coroas Ibéricas contidas na delegação papal do padroado, cujo fim último era a expansão do catolicismo nas terras recém descobertas da América.


08.  Expansão Marítima Europeia: (Unicamp) O recente episódio das eleições livres no Timor Leste oficializou a independência daquele território após longo processo de dominação; seus primórdios situam-se no século XVI e coincidem com as primeiras viagens marítimas dos europeus ao Oriente.

a) Qual a nacionalidade dos europeus que chegaram pioneiramente no arquipélago onde hoje se situa o Timor Leste e qual o episódio histórico relacionado a esse empreendimento?
b) Cite duas razões para o interesse dos europeus pelo Oriente, no século XVI.
c) Que semelhança há entre a formação histórica de Timor Leste e a do Brasil?


09.  Expansão Marítima Europeia: (PUC-SP)
”Quem quer passar além do Bojador, Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.”
(PESSOA, Fernando: Mar Português, in: Obra poética. Rio de Janeiro, Editora José Aguilar, p. 19, 1960.)

O trecho de Fernando Pessoa fala da expansão marítima portuguesa. Para entendê-lo, devemos saber que:
a) “Bojador” é o ponto ao extremo sul da África e que atravessá-lo significava encontrar o caminho para o Oriente.
b) a “dor” representa as doenças, desconhecidas dos europeus, mas existentes nas terras a serem conquistadas pelas expedições.
c) o “abismo” refere-se à crença, então generalizada, de que a Terra era plana e que, num determinado ponto, acabaria, fazendo caírem os navios.
d) a menção a “Deus” indica a suposição, à época, de que o Criador era contrário ao desbravamento dos mares e que puniria os navegadores.
e) o “mar” citado é o Oceano Índico, onde estão localizadas as Índias, objetivo principal dos navegadores.


10.  Expansão Marítima Europeia: (Unicamp) Os 450 anos compreendidos entre a chegada de Vasco da Gama, em 1498, e a retirada das forças britânicas da Índia, em 1947, constituem um verdadeiro período histórico.
(K. M. Pannikar, A dominação Ocidental na Ásia. São Paulo, Paz e Terra, p. 19, 1977. Adaptado.)

a) Explique o que representou para europeus e indianos a chegada de Vasco da Gama à Índia em 1498.
b) Caracterize o processo de descolonização da Índia, que culminou com a retirada dos ingleses em 1947.
c) Defina, a partir do enunciado acima, o que é um período histórico.


🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.


Gabarito com as respostas dos exercícios de História Mundial sobre Expansão Marítima Europeia:

01. D;
02. A;
03. A;
04. B;

05. E;


06. O dízimo era a principal fonte de arregimentação de recursos. A Coroa, mediante o padroado, passava a recolher e administrar o equivalente à décima parte da
riqueza social.


07. Os reis da Espanha e de Portugal deviam enviar missionários para as suas conquistas, construir igrejas e conventos, fundar paróquias e dioceses, subvencionar o culto, bem como remunerar o clero diocesano, escolher bispos, párocos e missionários, financiar expedições evangelizadoras, preencher cargos e, em circunstâncias especiais, fornecer ajuda aos religiosos, como no caso dos aldeamentos indígenas.


08. a) Os portugueses, no contexto da Expansão Marítima e Comercial europeia no século XVI.
b) A obtenção de especiarias e metais preciosos no Oriente no século XVI foi motivada pelo desenvolvi mento das atividades comerciais na Europa na baixa  Idade Média e pelo fechamento do Mediterrâneo ao comércio oriental após a tomada de Constantinopla em 1453 pelos turcos-otomanos.
c) A colonização portuguesa, cujas influências se mantêm até os dias atuais nos dois países.


09. C;


10. a) Para os europeus, sobretudo os portugueses, a expansão das atividades comerciais e o início do domínio colonial na Ásia e para os indianos a submissão em todos os níveis ao domínio europeu.
b) O processo de descolonização da Índia está intimamente ligado a desagregação do império britânico após a Segunda Guerra Mundial, destacando-se Gandhi com a defesa da não violência para conquista da Independência.
c) Entende-se por período histórico a manutenção, por um determinado período de tempo, de estruturas econômicas, sociais, políticas e culturais que  caracterizam um povo, segundo critérios de um historiador.

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário