A Expansão Marítima e Comercial Portuguesa Questões

01. Unifesp. A expansão Marítima e Comercial Portuguesa:
Se, como concluo que acontecerá, persistir esta viagem de Lisboa para Calecute, que já se iniciou, deverão faltar as especiarias às Galés venezianas e aos seus mercadores.
Diário de Girolamo Priuli. Julho de 1501

Esta afirmação evidencia que Veneza estava:
a) tomada de surpresa pela chegada dos portugue­ses à Índia, razão pela qual entrou em rápida e acentuada decadência econômica.
b) acompanhando atentamente as navegações portu­guesas ao Oriente, as quais iriam trazer prejuízos ao seu comércio.
c) despreocupada com a abertura de uma nova rota pelos portugueses, pois isto não iria afetar seu comércio e suas manufaturas.
d) impotente para resistir ao monopólio que os portugueses iriam estabelecer no comércio de especiarias pelo Mediterrâneo.
e) articulando uma aliança com outros estados italia­nos para anular os eventuais prejuízos decorrentes das navegações portuguesas.


02. UFC-CE. A expansão Marítima e Comercial Portuguesa:
Dispostos a participar do lucrativo comércio de espe­ciarias, realizado pelos portos do Levante Mediterrâ­neo e controlado pelos venezianos, os portugueses buscaram um caminho alternativo. Em 1498, Vasco da Gama conseguiu chegar à Índia:

a) através dos portos do Poente Mediterrâneo.
b) utilizando as antigas rotas terrestres do Meio Oriente.
c) utilizando o canal do Panamá.
d) através do Estreito de Magalhães.
e) circunavegando a África.


03. Cesgranrio-RJ. A expansão Marítima e Comercial Portuguesa:
O descobrimento do Brasil foi parte do plano imperial da Coroa portuguesa, no século XV. Embora não houvesse interesse específico de expansão para o Ocidente:

a) a posse de terras no Atlântico Ocidental consolidava a hegemonia portuguesa neste oceano.
b) o Brasil era uma alternativa mercantil ao comércio português no Oriente.
c) o desvio da esquadra de Cabral seguia a mesma inspiração de Colombo para chegar às Índias.
d) a procura de terras no Ocidente foi uma reação de Portugal ao Tratado de Tordesilhas, que o afastava da América.
e) essa descoberta foi mero acaso, provocado pelas intempéries que desviaram a esquadra da rota da Índia.


04. UFMG. Todas as alternativas apresentam fatores que explicam a primazia dos portugueses no cenário dos grandes descobrimentos, exceto:

a) a atuação empreendedora da burguesia lusa no desenvolvimento da indústria náutica.
b) a localização geográfica de Portugal, distante do Mediterrâneo Oriental e sem ligações comerciais com o restante do continente.
c) a presença da fé e o espírito da cavalaria e das Cruzadas que atribuíam aos portugueses a missão de cristianizar os povos chamados “infiéis”.
d) o aparecimento pioneiro da monarquia absolutista em Portugal, responsável pela formação do Estado moderno.


05. Fuvest-SP. A expansão Marítima e Comercial Portuguesa:
“Antigamente, a Lusitânia e a Andaluzia eram o fim do mundo, mas agora, com a descoberta das Índias, tornaram-se o centro dele”. Essa frase, de Tomás de Mercado, escritor espanhol do século XVI, referia-se:

a) ao poderio das monarquias francesa e inglesa, que se tornaram centrais desde então.
b) à alteração do centro de gravidade econômica da Europa e à importância crescente dos novos mercados.
c) ao papel que os portos de Lisboa e Sevilha assumiram no comércio com os marajás indianos.
d) ao fato de a América ter passado a absorver, desde então, todo o comércio europeu.
e) ao desenvolvimento da navegação a vapor, que encurtava distâncias.


06. Fuvest-SP. Sobre o Tratado de Tordesilhas, assinado em 7 de junho de 1494, pode-se afirmar que objetivava:

a) demarcar os direitos de exploração dos países ibéricos, tendo como elemento propulsor o desenvolvimento da expansão comercial marítima.
b) estimular a consolidação do reino português, por meio de exploração das especiarias africanas e da formação do exército nacional.
c) impor a reserva de mercado metropolitano, por meio da criação de um sistema de monopólios que atingia todas as riquezas coloniais.
d) reconhecer a transferência do eixo do comércio mundial do Mediterrâneo para o Atlântico, depois das expedições de Vasco da Gama às Índias.
e) reconhecer a hegemonia anglo-francesa sobre a exploração colonial, após a destruição da inven­cível Armada de Filipe II, da Espanha.


07. UEL-PR. A expansão Marítima e Comercial Portuguesa:
Para compreender a expansão marítima nos séculos XV e XVI, é necessário considerar a importância da cartografia. Sobre o tema, é correto afirmar que os cartógrafos representaram o mundo:

a) valendo-se de conhecimentos acumulados e transmitidos por meio da filosofia, da astronomia e da experiência concreta.
b) desconhecendo o valor político de sua arte de cartografar para os rumos da rivalidade castelha­no-portuguesa.
c) ignorando a hagiografia medieval e as crenças na existência de monstros marinhos e de correntes de ventos nos oceanos.
d) confirmando os conhecimentos estáticos sobre o planeta, resultantes da observação direta dos espaços desconhecidos.
e) anotando nos mapas pontos geográficos, longitu­des e latitudes com exímia precisão, em função dos eficazes instrumentos de navegação.


08. Portugal e Espanha foram, no século XV, as primeiras nações modernas da Europa, portanto pioneiras dos grandes descobrimentos marítimos. Identifique as realizações portuguesas e as espanholas, no que diz respeito a esses descobrimentos.

1. Os espanhóis, navegando para o Ocidente, des­cobriam, em 1492, as terras do Canadá.
2. Os portugueses chegaram ao Cabo das Tormen­tas, na África, em 1488.
3. Os portugueses completaram o caminho para as Índias, navegando para o Oriente, em 1498.
4. A Coroa espanhola foi responsável pela primeira circunavegação da Terra, iniciada em 1519 por Fernão de Magalhães. Sebastião del Cano chegou de volta à Espanha em 1522.
5. Os portugueses chegaram àsAntilhas em 1492, con­fundindo o continente americano com as Índias.

Estão corretos apenas os itens:
a) 2, 3 e 4.
b) 1, 2 e 3.
c) 3, 4 e 5.
d) 1, 3 e 4.
e) 2, 4 e 5.


09. Mackenzie-SP. As razões do pioneirismo português na expansão marítima dos séculos XV e XVI foram:

a) a invasão da península Ibérica pelos árabes e a conquista de Calicute pelos turcos.
b) a assinatura do Tratado de Tordesilhas por Portugal e pelos demais países europeus.
c) um Estado liberal centralizado, voltado para a acumulação de novos mercados consumidores.
d) as guerras religiosas, a descentralização política do Estado e o fortalecimento dos laços servis.
e) uma monarquia centralizada, interessada no comércio de especiarias .


10. UFR-RJ. A expansão Marítima e Comercial Portuguesa:
Os portugueses foram os primeiros europeus a lança­rem-se no processo de expansão marítima, no século XV. Isto ocorreu devido a inúmeros fatores de ordem interna, tais como: a precoce centralização política, uma burguesia forte e uma certa experiência em nave­gação. Em relação a outros fatores que favoreceram a expansão marítima portuguesa, podemos citar:

a) a necessidade de descobrir novas jazidas de metais preciosos para cunhagem de moedas e o desejo de chegar às Índias para monopolizar o comércio de especiarias.
b) a necessidade de descobrir novas jazidas de metais preciosos para cunhagem de moedas e a feitura de uma aliança com a Espanha, visando a uma ação conjunta em relação ao descobrimento da América.
c) a necessidade de descobrir novas jazidas de metais preciosos para cunhagem de moedas e o desejo de fundar novas cidades na costa africana, levando-lhes o desenvolvimento técnico dos europeus.
d) a necessidade de expandir a fé católica, bem como a necessidade de se chegar às Índias viajando para o Ocidente, a fim de divulgar os novos pre­ceitos do Calvinismo.
e) a necessidade de descobrir novas jazidas de metais preciosos para cunhagem de moedas e o objetivo de chegar às Índias para desenvolver a cultura de ambos os países.


  🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas das questões sobre A Expansão Marítima e Comercial Portuguesa:

01. B;
02. E;
03. A;
04. B;
05. B;

06. A;
07. A;
08. A;
09. E;
10. A

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário