O Papel da Igreja nas Colônias Americanas Atividades

01. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (UFC) As reformas religiosas tiveram seus reflexos no Brasil. A atuação de diversas ordens religiosas na colônia e a forte presença da Igreja Católica na estrutura administrativa montada por Portugal exemplificam essas influências.

a) Cite qual foi a principal ordem religiosa a se instalar no Brasil, a partir do século XVI, e identifique dois de seus objetivos na colônia, considerando sua relação com as reformas religiosas.
b) Por que a ação da Igreja Católica no Brasil foi importante para a consolidação do poder do Estado português na colônia?


02. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (UEL/2014) Leia o texto a seguir. Afluente da margem direita do Rio Vermelho, ao norte de Cambé, próximo ao Distrito da Prata, o Rio Palmeira forma um vale onde a mata nativa ainda concentra reservas. Ali, séculos atrás havia um lago. Era um ponto estratégico com água, peixe, caça e floresta subtropical. Ali, em 1625 foi construída a redução jesuítica de San Joseph – o termo missão foi adotado pelos portugueses,  enquanto espanhóis e pesquisadores preferem redução.
(Jornal de Londrina, 3 mar. 2013. p.21.)

Recentemente no município de Cambé, localizado no norte do Paraná, foram descobertas ruínas de fundações da Redução Jesuítica, que comportou cerca de 200 pessoas, com fácil acesso à água e aos produtos oriundos da floresta.

As Reduções ou Missões Jesuíticas no Brasil estão associadas:
a) às ações das bandeiras, que buscavam, nas Reduções, mão de obra indígena para a escravização.
b) às atividades mercantis de minérios e de drogas do sertão que abasteciam a metrópole.
c) à cristianização facultativa dos indígenas pelos irmãos jesuítas com o apoio da Santa Sé.
d) à libertação dos indígenas do jugo católico, conquistando a autonomia para professarem a sua fé.
e) ao desenvolvimento de práticas agrícolas e de pecuária extensiva que vieram a abastecer o comércio metropolitano.


03. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (PUCRJ/2011) “Depois de esfolado, toma-o um homem e corta-lhes as pernas, acima dos joelhos, e os braços, junto ao corpo. Vêm então as quatro mulheres, apanham os quatro pedaços, comem com eles em torno das cabanas, fazendo grande alarido, em sinal de alegria”.
(Hans Staden, 1557)

“E são tão cruéis e bestiais, que assim matam aos que nunca lhes fizeram mal, clérigos, frades, mulheres (…). Sujeitando-se o gentio (…), terão os homens escravos legítimos, tomados em guerras justas”.
(Padre Manoel da Nóbrega, 1558)

“Fui à outra aldeia de 150 casas e fiz ajuntar os moços (…).
Achei alguns aqui mui hábeis e de tal capacidade que bem ensinados e doutrinados podiam fazer muito fruto, para o que temos necessidade de um colégio nesta Bahia para ensinar os filhos dos índios”.
(Padre Azpicuelta Navarro, 1551)

Sobre as concepções dos colonizadores europeus acerca das populações indígenas com as quais se depararam na América, examine as afirmativas abaixo:

I. A criação de escolas e os aldeamentos missionários preparavam os índios para viver em Portugal.
II. O canibalismo, ao lado do incesto e da nudez, demonstrava a sua falta de humanidade.
III. Os costumes demoníacos e a irreligiosidade justificavam a sua escravização.
IV. A vida desregrada e os costumes exóticos justificavam o extermínio dos nativos em guerras justas.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente I e II são corretas.
b) Somente III e IV são corretas.
c) Somente I e IV são corretas.
d) Somente II e III são corretas.
e) Somente I e III são corretas.


04. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (UPE/2011) A conquista e a colonização da América não estavam unicamente ligadas ao processo de expansão mercantilista da Europa moderna. Faziam parte, também, da ação da igreja tridentina no combate ao protestantismo e na luta em prol da ampliação do número de fies católicos. Nessa perspectiva:

a) a catequese dos povos americanos não teve destaque na ação das coroas portuguesa e hispânica no Novo Mundo.

b) a instituição do padroado régio na Espanha e em Portugal assim como em suas possessões no além-mar comprova o caráter religioso da conquista da América.

c) a ação dos jesuítas na catequese dos ameríndios e na colonização ibérica na América se restringiu aos territórios hispânicos.

d) a presença massiva de protestantes na América colonial sob a tutela das monarquias ibéricas ressalta a pequena atuação da igreja católica na colonização do Novo Mundo.

e) na América Portuguesa, os jesuítas não tiveram espaço para a atuação catequética, cabendo essa ação, nos territórios lusos da América, a outras ordens, como os franciscanos e beneditinos.


05. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (Mackenzie/2009) “Há dois lados na Divisão Internacional do Trabalho: um, em que alguns países se especializam em ganhar e, outro, em que se especializaram em perder. Nossa comarca do mundo, que hoje chamamos de América Latina, foi precoce: especializou-se em perder desde os remotos tempos em que os europeus do Renascimento se abalançaram pelo mar e fincaram os dentes em sua garganta”
(Eduardo Galeano. “As veias abertas da América Latina”, RJ, Paz e Terra, 1978)

I. A economia colonial da América Latina tinha um caráter complementar em relação às suas metrópoles europeias.
II. O exclusivo metropolitano resultava em superávit comercial para as colônias.
III. A opção pela plantation de cana de açúcar, em diferentes áreas da América Latina, respondia aos propósitos estabelecidos pela política Mercantilista.

Considerando I, II e III acima, a tese defendida pelo autor do texto se reforça:
a) somente em I.
b) somente em III.
c) somente em I e em III.
d) somente em II e em III.
e) somente em I e em II.


06. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (FUVEST/2008) Com relação ao período colonial, tanto na América Portuguesa quanto na América Espanhola, considere as seguintes afirmações:

1. a mão de obra escrava africana, empregada nas atividades econômicas, era a predominante.
2. as Coroas controlavam as economias por intermédio de monopólios e privilégios.
3. os nascidos nas Américas não sofriam restrições para ascender nas administrações civis e religiosas.
4. a alta hierarquia da Igreja Católica mantinha fortes laços políticos com as Coroas.
5. as rebeliões manifestavam as insatisfações políticas de diferentes grupos sociais.

Das afirmações apresentadas, são verdadeiras apenas
a) 1, 2 e 3.
b) 1, 3 e 4.
c) 2, 3 e 5.
d) 2, 4 e 5.
e) 3, 4 e 5.


07. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (UNIFESP/2006) Convém ter muita advertência nas prisões que fizer nas pessoas que hão de sair ao auto público, que se faça tudo com muita justificação pelo muito que importa à reputação e crédito do Santo Ofício e a honra e fazenda das ditas pessoas, as quais depois de presas e sentenciadas não se lhes pode restituir o dano que se lhes der.
(Do Inquisidor-Geral ao primeiro Visitador na colônia, em 1591.)

Essa afirmação indica que, na Colônia, a Inquisição:
a) testou métodos de tortura que depois passou a utilizar na Metrópole.
b) cuidou de não se entregar aos excessos repressivos a que se habituara na Metrópole.
c) relaxou seu controle, conformando-se ao “não existe pecado abaixo do equador”.
d) utilizou procedimentos que pouco diferiam dos empregados na Metrópole.
e) trabalhou em conjunto com a sua congênere espanhola, visando maior eficácia.


08. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (UNB/2012) Leia o texto a seguir.
Sem colonização não há uma boa conquista e, se a terra não é conquistada, as pessoas não serão convertidas. Portanto, o lema do conquistador deve ser colonizar.
(Francisco López de Gómara. Historia general de las Indias. Madri: 1852, p. 181)

A apreciação acima, proferida por um eclesiástico do século XVI, expõe aspectos envolvidos no assentamento e desenvolvimento do império espanhol na América. Acerca desses aspectos, assinale a opção correta:

a) Na região andina, desde o primeiro momento, houve forte resistência ao avanço da conquista espanhola, principalmente nas cidades de Potosí e La Plata.

b) A área que atualmente pertence ao Chile foi a que menos resistência ofereceu à colonização espanhola, em virtude de sua baixa densidade demográfica e do caráter tribal da população.

c) A mesoamérica, onde havia uma organização político-administrativa pré-colombiana, é exemplo de colonização de sucesso, uma vez que, nesse território, os espanhóis deram continuidade às estruturas existentes.

d) No vice-reino do Peru, os espanhóis permitiram que o cargo de gobernador fosse exercido por membros das famílias da elite indígena, estratégia que perdurou até o fm da era colonial.


09. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (FGV/2012) “Na ilha Espanhola que foi a primeira, como se disse, a que chegaram os espanhóis, começaram as grandes matanças e perdas de gente, tendo os espanhóis começado a tomar as mulheres e filhos dos índios para deles servir-se e usar mal e a comer seus víveres adquiridos por seus suores e trabalhos, não se contentando com o que os índios de bom grado lhes davam, cada qual segundo sua faculdade, a qual é sempre pequena porque estão acostumados a não ter de provisão mais do que necessitam e que obtêm com pouco trabalho. E o que pode bastar durante um mês para três lares de dez pessoas, um espanhol o come ou destrói num só dia.

Depois de muitos outros abusos, violências e tormentos a que os submetiam, os índios começaram a perceber que esses homens não podiam ter descido do céu. Alguns escondiam suas carnes, outros suas mulheres e seus filhos e outros fugiam para as montanhas a fm de se afastar dessa Nação. Os espanhóis lhes davam bofetadas, socos e bastonadas e se ingeriam em sua vida até deitar a mão sobre os senhores das cidades.”
(Frei Bartolomeu de Las Casas, O Paraíso Destruído (1502). São Paulo: L&M Pocket, 2001, pág. 32 e 33)

Assinale a alternativa que interpreta corretamente o texto acima.
a) Frei Bartolomeu de Las Casas faz referência aos atos violentos praticados pelos cruzados castelhanos, aragoneses e leonenses – aqui vagamente chamados de “espanhóis” – ao tomarem Jerusalém, a Terra Santa.

b) O excerto refere-se à chegada dos navegadores espanhóis, durante o reinado de Felipe II, às ilhas Filipinas, que receberam tal nome em homenagem ao monarca.

c) Trata-se de uma crítica da Igreja Católica à escravidão de africanos na Ilha de Madagascar, na África Oriental, iniciada quando Vasco da Gama ultrapassou o Cabo das Tormentas, em 1488 d.C.

d) Frei Bartolomeu de Las Casas denuncia o massacre físico, cultural e ideológico das populações autóctones americanas, praticado pelos conquistadores espanhóis, que atingiram a região em 1492.

e) Frei Bartolomeu de Las Casas refere-se aos métodos de conquista e colonização efetivados pela Coroa Espanhola, sobretudo na Índia, razão pela qual se denominou a possessão.


10. O Papel da Igreja nas Colônias Americanas: (UEPA/2012) Os povos tupi correspondiam no século XV a um enorme conjunto populacional étnico-linguístico que se espalhava por quase toda a costa atlântica sul do continente americano, desde o atual Ceará, até a Lagoa dos Patos, situada nos dias de hoje no Rio Grande do Sul. De acordo com registros de missionários jesuítas e de exploradores portugueses dos primeiros anos da colonização portuguesa, os povos tupi se  disseminaram pelo que é hoje a costa brasileira, numa dinâmica combinada de crescimento populacional e fragmentação sociopolítica. Ao mesmo tempo, uma utopia ancestral cultivada pelos diversos grupos tupi da busca de uma “terra sem males”, teria contribuição para sua expansão territorial. Os tupi chegaram no início do século XVI à Amazônia, ocupando a Ilha Tupinambarana como ponto final de sua peregrinação.

No caminho percorrido, os povos tupi viviam numa atmosfera de guerra constante entre si e com outros povos não tupi. Guerras, captura e canibalização dos inimigos alimentavam a fragmentação, a dispersão territorial e o revanchismo. Em termos simbólicos, o sentido da antropofagia, resultante do enfrentamento entre indígenas pouco antes do início da colonização portuguesa, tem relação com:

a) a necessidade de exterminar os inimigos na totalidade, inclusive pela ingestão física, de modo a interditar lhes qualquer forma de sobrevivência ou resquício material.

b) o interesse em assimilar as potencialidades guerreiras e a bravura dos inimigos, bem como incorporar seu universo social e cosmológico adicionado ao grupo do vencedor.

c) a profunda diferença sociocultural entre os povos tupi, que ao longo da expansão tendiam a considerar-se como estrangeiros, habitando regiões contíguas.

d) a interferência de navegadores europeus que alimentavam as dissensões entre os povos indígenas como meio de conquistá-los posteriormente.

e) a disputa territorial com os povos não-tupi, que foram praticamente expulsos da costa e obrigados a adentrar o interior do continente.


🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.


Gabarito com as respostas das questões de história para Enem e vestibular sobre O Papel da Igreja nas Colônias Americanas:

01. A Companhia de Jesus foi fundada em 1534 e em 1549 os primeiros jesuítas chegaram ao Brasil. Suas atividades eram orientadas basicamente por dois objetivos: a catequese dos indígenas e a educação dos nativos. Essas ações visavam conquistar para a Igreja Católica as populações indígenas ainda não atingidas pela expansão protestante.

b) A Igreja Católica estava presente no cotidiano e na vida dos habitantes da colônia. Tal proximidade garantiu que a Igreja pudesse veicular e consolidar a ideia de obediência, mais precisamente, de obediência ao poder do Estado.

02. a;

03. d;

04. b;

05. c;

06. d;

07. d;

08. d;

09. d;

10. b

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário