Simulado sobre a Revolução Inglesa com Gabarito

01. Simulado sobre a Revolução Inglesa: (PUC-SP–2010) O Ato de Navegação de 1651 foi editado por Oliver Cromwell, no contexto das chamadas Revoluções Inglesas do século XVII. Era uma forma de:

A) assegurar mercado consumidor para produtos ingleses e impedir a concorrência de novas potências industriais, como a França e a Alemanha.

B) obter maior controle sobre a circulação marítima comercial e, dessa forma, ampliar a presença britânica sobre os mares.

C) beneficiar os interesses da nobreza britânica, que finalmente conseguia se impor à burguesia nas lutas religiosas, sociais e políticas internas.

D) impedir as exportações francesas para a América do Norte e, dessa forma, impedir a autonomia econômica das colônias inglesas na região.

E) facilitar o acesso às colônias do norte da África, para assegurar o fornecimento de carvão e de minérios para as fábricas inglesas.

 

 

02. (UFMG) O século XVII é decisivo na história da Inglaterra.

É a época em que a Idade Média chega ao fim.

HILL, Christopher. O eleito de Deus. São Paulo: Companhia das Letras, 1988. p. 13.

 

Considerando-se que o marco tradicional do final da Idade Média é o século XV, tal afirmação sobre esse período da história inglesa justifica-se em razão da:

A) derrota da Igreja Católica, com a ascensão do anglicanismo e sua adoção como religião oficial do Estado.

B) instauração da república liberal e presidencialista, que se consolidou no poder, apesar da oposição monárquica.

C) unificação da Inglaterra que, sob um monarca absoluto, superou a fragmentação política feudal.

D) vitória da Revolução Inglesa, que aboliu direitos feudais e submeteu o rei ao poder do Parlamento.

 

 

03. (FGV) O século XVII é decisivo na história da Inglaterra […] Toda a Europa enfrentava uma crise em meados do século XVII e ela se expressava por meio de uma série de conflitos, revoltas e guerras civis.

HILL, Christopher. O eleito de Deus: Oliver Cromwell e a Revolução Inglesa. p. 13.

A esse respeito, é CORRETO afirmar:

A) Durante o século XVII, a Inglaterra foi a única região que passou ao largo das turbulências político-sociais que sacudiram as monarquias europeias.

B) A “Declaração de Direitos” (Bill of Rights), elaborada em 1689, estabeleceu a monarquia absolutista na Inglaterra, condição fundamental para o poderio britânico que se verificaria nos séculos XVIII e XIX.

C) A chamada Revolução Gloriosa de 1688 consolidou a emergência dos grupos radicais, denominados niveladores e cavadores, em detrimento do poder da aristocracia senhorial inglesa.

D) O resultado final da Revolução Inglesa foi a adoção de um pacto político e religioso entre a burguesia e a nobreza proprietária de terras, que garantiu o reconhecimento da supremacia papal sobre os assuntos religiosos da monarquia.

E) Após a chamada Revolução Puritana, que resultou na execução do rei Carlos I, e da Revolução Gloriosa, que levou à deposição de Jaime II, a monarquia teve seu poder limitado, tendo que cumprir as leis votadas pelo Parlamento.

 

 

04. Simulado sobre a Revolução Inglesa: (FGV-SP) A Declaração de Direitos de 1689 (Inglaterra) é o(a)

A) documento que legitima o poder absoluto da monarquia após a Revolução Gloriosa.

B) base jurídica da República Puritana do Governo Cromwell.

C) estopim do conflito que leva a Inglaterra à guerra civil.

D) documento que instaura a subordinação do rei ao Parlamento.

E) documento fundador da curtíssima experiência republicana inglesa após a Revolução Gloriosa.

 

Lista de Exercícios sobre o Absolutismo e o Mercantilismo.

 

05. Simulado sobre a Revolução Inglesa: (UFMG–2009) A Revolução Inglesa, no século XVII, foi longa e bastante significativa para a consolidação do mundo político moderno. Nesse processo revolucionário, podem ser identificados dois grandes momentos: a Revolução de 1640, ou Revolução Puritana, e a Revolução de 1688, ou Revolução Gloriosa.

1. O adjetivo utilizado para identificar, ou nomear, cada um desses dois momentos da Revolução Inglesa é bastante sugestivo para a caracterização deles. EXPLIQUE o que, em cada uma das duas fases, levou ao uso do respectivo adjetivo para a identificação do momento.

2. ANALISE duas implicações políticas decorrentes do processo revolucionário inglês do séculoXVII.

06. (UFG) Sob o domínio dos Tudor (1485-1603), o absolutismo inglês firmou-se, principalmente, durante o reinado de Elizabeth I (1558-1603). Com a ascensão dos Stuart, inicia-se um período de tensão que desencadeou uma fase revolucionária, em muitos aspectos, típica dos conflitos políticos da modernidade. Acerca da Revolução Puritana (1649-1660), responda:

A) Qual a liderança que organizou o Exército puritano na luta contra o absolutismo?

B) IDENTIFIQUE os aspectos políticos e sociais da Revolução Puritana.

 

 

07. UEMS A Revolução Inglesa do século XVII foi uma disputa entre o Rei e o Parlamento.

Essa revolução foi também chamada de Revolução Gloriosa e significou:

a) a vitória da Igreja Anglicana

b) a vitória do Parlamento inglês

c) o fortalecimento do Estado absolutista

d) o enfraquecimento da burguesia

e) o fortalecimento do poder real

 

 

08. Simulado sobre a Revolução Inglesa: PUC-SP As Revoluções Inglesas do século XVII e a Revolução Francesa são, muitas vezes, comparadas. Sobre tal comparação, pode-se dizer que:

a) é pertinente, pois são exemplos de processos que resultaram em derrota do absolutismo monárquico; no entanto, há muitas diferenças entre elas, como a importante presença de questões religiosas no caso inglês e o expansionismo militar francês após o fim da revolução.

b) é equivocada, pois, na Inglaterra, houve vitória do projeto republicano e, na França, da proposta monárquica; no entanto foram ambas iniciadas pela ação militar das tropas napoleônicas que invadiram a Inglaterra, rompendo o tradicional domínio britânico dos mares.

c) é pertinente, pois são exemplos de revolução social proletária de inspiração marxista; no entanto os projetos populares radicais foram derrotados na Inglaterra (os “niveladores”, por exemplo) e vitoriosos na França (os “sans-culottes”).

d) é equivocada, pois, na Inglaterra, as revoluções tiveram caráter exclusivamente religioso, e, na França, representaram a vitória definitiva da proposta republicana anticlerical; no entanto ambas foram movimentos antiabsolutistas.

e) é pertinente, pois são exemplos de revoluções burguesas; no entanto, na Inglaterra, as lutas foram realizadas e controladas exclusivamente pela burguesia, e, na França, contaram com grande participação de camponeses e de operários.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas do Simulado sobre a Revolução Inglesa:

01. B;

02. D;

03. E;

04. D;

05. 1. A Revolução Puritana foi assim definida pela concentração de deputados puritanos no Parlamento inglês, em especial na Câmara dos Comuns, órgão responsável pela condução do processo revolucionário e pelo consequente fim do poder real. O líder desse movimento foi o deputado puritano Oliver Cromwell.

Já a Revolução Gloriosa leva esse nome pelo complemento do processo revolucionário que se iniciou em 1640 e que chegava ao seu auge em 1688, sendo marcada pela ausência de conflitos violentos e pela consolidação do poder do Parlamento.

2. Implicação 1: Ocorreu a liquidação do absolutismo e a afirmação da monarquia parlamentarista na qual a Câmara dos Comuns, por meio da escolha do primeiro-ministro, exercia o poder.

Implicação 2: O processo revolucionário criou condições para a ascensão de novos grupos sociais políticos ao poder, entre os quais, a burguesia e a gentry.

06. A) O Exército puritano foi liderado por Oliver Cromwell, que foi nomeado lorde protetor após a instalação de um governo republicano com a deposição e a execução do rei Carlos I.

B) Os puritanos representavam a burguesia inglesa ligada ao comércio e às manufaturas, discriminada politicamente pelo governo anglicano.

07. B;

08. A

Deixe um comentário