Sintaxe do Período Composto Exercícios sobre a Relação entre Orações

01. Relação entre Orações: (G1) Todos os períodos dados a seguir são compostos por coordenação. Separe as orações de cada um deles e classifique-as.

a) Todos prometeram ajudar; muitos, porém, não cumpriram a promessa.
b) “O homem ao meu lado acende outro cigarro, dá uma tragada e joga-o pela janela”. (Stanislaw Ponte Preta)
c) Ele trabalhava durante o dia e estudava à noite.
d) A criança ora cantava, ora se punha a correr pela sala.


02. Relação entre Orações: (UEL) Ele pensava numa nova edição do seu romance pela mesma editora; NÃO, PODERIA, POIS, TER RESCINDIDO O CONTRATO COM ELA.” A oração destacada classifica-se como:

a) subordinada adverbial final.
b) subordinada adverbial consecutiva.
c) subordinada adverbial condicional.
d) coordenada assindética explicativa.
e) coordenada sindética conclusiva.


03. Relação entre Orações: (FUVEST) Considerando-se a relação lógica existente entre os dois segmentos dos provérbios adiante citados, o espaço pontilhado NÃO poderá ser corretamente preenchido pela conjunção MAS, apenas em:

a) Morre o homem, (…) fica a fama.
b) Reino com novo rei (…) povo com nova lei.
c) Por fora bela viola, (…) por dentro pão bolorento.
d) Amigos, amigos! (…) negócios à parte.
e) A palavra é de prata, (…) o silêncio é de ouro.


04. Relação entre Orações: (ESPCEX-AMAN) Leia os versos abaixo e assinale a alternativa que apresenta o mesmo emprego das vírgulas no primeiro verso.

“Torce, aprimora, alteia, lima
A frase; e, enfim,”
(Olavo Bilac)

a) “E, ao vir do sol, saudoso e em pranto”
b) “O alvo cristal, a pedra rara,/ O ônix prefro.”
c) “Acendeu um cigarro, cruzou as pernas, estalou as unhas,…”
d) “Uns diziam que se matou, outros, que fora para o Acre.”
e) “Mocidade ociosa, velhice vergonhosa.”


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

Pneumotórax
Febre, hemoptise, dispneia e suores noturnos.
A vida inteira que podia ter sido e que não foi.
Tosse, tosse, tosse.
Mandou chamar o médico:
– Diga trinta e três.
– Trinta e três… trinta e três… trinta e três…
– Respire.
– O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado.
– Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?
– Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino.
(Manuel Bandeira, Libertinagem)

05. Relação entre Orações: (UNIFESP) Em uma de suas ocorrências, no poema “Pneumotórax”, a conjunção “e” poderia ser substituída por “mas”, sem prejuízo semântico. Essa possibilidade verifca-se em

a) dispneia, e suores noturnos.
b) trinta e três… trinta e três.
c) Diga trinta e três.
d) pulmão esquerdo e o pulmão direito…
e) ter sido e que não foi.


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

A incapacidade de ser verdadeiro
Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões da independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas.
A mãe botou-o de castigo, mas na semana seguinte ele veio contando que caíra no pátio um pedaço de lua, todo cheio de buraquinhos, feito queijo, e ele provou e tinha gosto de queijo. Desta vez Paulo não só fcou sem a sobremesa como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.
Quando o menino voltou falando que todas as borboletas da Terra passaram pela chácara de Siá Elpídia e queriam formar um tapete voador para transportá-lo ao sétimo céu, a mãe decidiu levá-lo ao médico. Após o exame, o Dr. Epaminondas abanou a cabeça:
– Não há o que fazer, Dona Coló. Este menino é mesmo um caso de poesia.
(ANDRADE, Carlos Drummond de. O sorvete e outras histórias. São Paulo: Ática, 1993)

05. Relação entre Orações: (INSPER) O período “Desta vez Paulo não só ficou sem a sobremesa como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias” foi corretamente parafraseado em

a) Desta vez Paulo ficou sem a sobremesa porque foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.
b) Desta vez Paulo não ficou sem a sobremesa, contudo foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.
c) Desta vez Paulo não ficou sem a sobremesa, portanto foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.
d) Desta vez Paulo ficou sem a sobremesa e foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.
e) Desta vez Paulo ficou sem a sobremesa, quando foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.


TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES

Transforma-se o amador na cousa amada,
por virtude do muito imaginar;
não tenho, logo, mais que desejar,
pois em mim tenho a parte desejada.
Se nela está minh’alma transformada,
que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si somente pode descansar,
pois consigo tal alma está liada.
Mas esta linda e pura semideia,
que, como um acidente em seu sujeito,
assi co a alma minha se conforma,
está no pensamento como ideia:
e o vivo e puro amor de que sou feito,
como a matéria simples busca a forma.
(Camões, ed. A. J. da Costa Pimpão)

07. Relação entre Orações: (FUVEST) A relação semântica expressa pelo termo LOGO no verso “Não tenho, LOGO, mais que desejar” ocorre igualmente em:

a) Não se lembrou de ter um retrato do menino. E LOGO o retrato que tanto desejara.
b) Acendia, tão LOGO anoitecia, um candeeiro de querosene.
c) É um ser humano, LOGO merece nosso respeito.
d) E era LOGO ele que chegava a esta conclusão.
e) Adoeceu, e LOGO naquele mês, quando estava cheio de compromissos.


08. (FUVEST) A conjunção MAS, que aparece no início do primeiro terceto, é usada para:

a) apresentar uma síntese das ideias contidas nos quartetos, que funcionam como tese e antítese.
b) opor à satisfação expressa nos quartetos a insatisfação trazida por uma ideia incompleta e pelo conformismo.
c) substituir o conectivo E, assumindo valor aditivo, já que não há oposição entre os quartetos e os tercetos.
d) iniciar um pensamento conclusivo, podendo ser substituído pelo conectivo PORTANTO.
e) introduzir uma ressalva em relação às ideias que foram expressas nos quartetos.


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

E disse [Deus]: Certamente tornarei a ti por este tempo da vida; e eis que Sara tua mulher terá um filho. E Sara escutava à porta da tenda, que estava atrás dele.
E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres.
Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho? (…)
E concebeu Sara, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha falado.
(www.bibliaonline.com.br, Gn 18, 10-12; 21, 2.)

09. Relação entre Orações: (UNIFESP) Em

– Assim, POIS, riu-se Sara consigo…
– … que Deus LHE tinha falado.
a conjunção POIS tem valor ……….. e o pronome LHE refere-se ao termo …………

Os espaços devem ser preenchidos, respectivamente, com:
a) conclusivo e Abraão.
b) explicativo e Sara.
c) causal e Sara.
d) explicativo e Abraão.
e) condicional e Abraão.


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

A ameaça de uma bomba atômica está mais viva do que nunca. Os conflitos 5étnicos mataram quase 200 chineses só no mês de julho. Agora uma boa notícia: a paz mundial pode estar a caminho. Segundo estimativas de pesquisadores, o mundo está bem menos sangrento do que já foi. Cerca de 250 mil pessoas morrem por ano em consequência de algum conflito armado. É bem menos do que no século 20, que teve 800 mil mortes anuais em sua 2ª. metade e 3,8 milhões por ano até 1950.

O que aconteceu? O psicólogo Steven Pinker 6diz que o aumento do número de democracias ajudou. Assim como a nossa saúde1: como a expectativa de vida subiu, temos mais medo de 3arriscar o pescoço. 4Até a globalização teria contribuído2: um mundo mais integrado é um mundo mais tolerante, diz Pinker.
Revista Superinteressante

10. Relação entre Orações: (MACKENZIE) Os dois pontos utilizados nas referências 1 e 2 podem ser substituídos, sem prejuízo do sentido original do texto, por:

a) “portanto” (ref. 1) e “porém” (ref. 2).
b) “pois” (ref. 1) e “uma vez que” (ref. 2).
c) “logo” (ref. 1) e “conquanto” (ref. 2).
d) “embora” (ref. 1) e “não obstante” (ref. 2).
e) “porém” (ref. 1) e “porque” (ref. 2).

🔵 >>> Confira nossa lista com todos os exercícios de Língua Portuguesa.

Gabarito com as respostas dos exercícios de Língua Portuguesa sobre a Sintaxe do Período Composto e as Relação entre Orações:

Gabarito do exercício 01. a) Todos prometeram ajudar: oração coordenada assindética muitos, porém, não cumpriram… : oração coordenada sindética adversativa.
b) O homem ao meu lado acende outro cigarro: assindética dá uma tragada: assindética e joga-o pela janela: sindética aditiva.
c) Ele trabalhava durante o dia: assindética e estudava à noite: sindética aditiva.
d) A criança ora cantava: sindética alternativa ora se punha a correr pela sala: sindética alternativa.

Gabarito do exercício 02. e;

Gabarito do exercício 03. b;

Gabarito do exercício 04. c;

Gabarito do exercício 05. e;

Gabarito do exercício 06. d;

Gabarito do exercício 07. c;

Gabarito do exercício 08. e;

Gabarito do exercício 09. a;

Gabarito do exercício 10. b

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário