Exercícios sobre Migrações e Indicadores Sociais

Questão 01. Migrações e Indicadores Sociais: (FGV-SP–2009) Nos cadernos internacionais dos principais jornais, já se tornou rotina a leitura de notícias sobre a travessia, em barcos toscos e frágeis, de africanos que tentam vencer o Mediterrâneo e chegar às terras europeias. Os que sobrevivem, em geral, são presos e obrigados a fazer o caminho de volta. A Europa não quer mais imigrantes.

Refletindo sobre o conteúdo do texto, é CORRETO afirmar que:
A) o ciclo migratório africano e mundial está em fase de esgotamento, pois a automação crescente das atividades econômicas não prevê mão de obra pouco qualificada.

B) os acordos econômicos e diplomáticos entre os países de emigração e os de imigração têm sido postos em prática para coibir a movimentação, sobretudo de homens jovens.

C) as propostas civilizatórias europeias destinadas aos imigrantes, em vigor durante todo o século XX, estão sendo abolidas frente às crises econômicas.

D) os países europeus, em processo de transição demográfica e em plena fase de 3ª Revolução Industrial, já não admitem a entrada de imigrantes.

E) a globalização neoliberal promove a livre circulação de capitais e de mercadorias, mas fecha as fronteiras para a força de trabalho.


Questão 02. (UEG–2007) Movimentos de grupos sociais dentro do país, fecundidade e emigrações em busca de ascensão social e econômica são indicadores do atual mapa populacional brasileiro.

Sobre o tema citado, é INCORRETO afirmar:
A) Reidratação oral, aleitamento materno, programas de prevenção à saúde e assistência médico-hospitalar são fatores responsáveis pela diminuição da mortalidade infantil a partir dos anos de 1970.

B) Campanhas de combate a doenças sexualmente transmissíveis, aumento do uso de preservativos e disponibilidade no Sistema Único de Saúde (SUS) de contraceptivos de emergência são alguns dos motivos da queda da taxa de fecundidade.

C) De meados do século XIX até as primeiras décadas  do século XX, o Brasil pode ser caracterizado como um país receptor de imigrantes. A partir dos anos de 1980, ocorreu a inversão, brasileiros emigram para outros países.

D) Os anos de 1920 são marcados pelos fluxos migratórios da população rural brasileira para as  cidades da região Sul e, a partir de 1980, os estados do Centro-Oeste e do Norte tornam-se áreas de absorção de migrantes originários principalmente do Nordeste e do Sudeste.


Questão 03. Migrações e Indicadores Sociais: (FUVEST-SP–2011) O Relatório de Desenvolvimento Humano de 2009, preparado pela ONU, traz informações sobre posicionamentos de governos de países desenvolvidos quanto à imigração. Nesse relatório, consta que ao menos uma parte desses países reconhece o fato de que imigrantes não qualificados vêm  contribuindo significativamente para suas sociedades.

Esse reconhecimento, contudo, difere das políticas de imigração atualmente adotadas pelos países mais ricos que, em geral:
A) querem evitar, principalmente, a entrada de imigrantes qualificados, pois acreditam que tais imigrantes possam ocupar os mais importantes postos de trabalho em detrimento da população local.

B) querem receber, sem restrição, os imigrantes não qualificados, pois acreditam que tais imigrantes ocupam os postos de trabalho que são, em geral, recusados pela população local.

C) têm restringido apenas a entrada de imigrantes qualificados, preocupados, principalmente, com a perda de identidade cultural que tais imigrantes possam trazer.

D) têm adotado medidas mais restritivas de imigração, principalmente, voltadas aos imigrantes não qualificados, acreditando que tais imigrantes possam, entre outros motivos, aumentar o desemprego e diminuir o nível salarial da população local.

E) têm proibido totalmente a entrada de imigrantes, sejam eles qualificados ou não, preocupados com a diminuição do crescimento vegetativo da população, com a atual crise econômica que os atinge e com questões de xenofobia.


Questão 04. (UFRN–2007) A existência de um abismo entre ricos e pobres, nas principais metrópoles brasileiras, pode ser explicada pela:

A) elevada migração de populações de baixa renda em direção a essas metrópoles e pela redução de postos de trabalho em virtude do avanço tecnológico.

B) dinâmica do crescimento econômico dessas metrópoles, fundamentado na indústria de base e de bens de consumo.

C) priorização do crescimento econômico, centrado na agricultura cafeeira e na indústria alimentícia.

D) reestruturação produtiva nos diversos setores econômicos, decorrente da organização social da classe trabalhadora.


Questão 05. Migrações e Indicadores Sociais: (FUVEST-SP) O Indicador de Desenvolvimento Humano (IDH) vem substituindo o Produto Interno Bruto por habitante (PIB / hab.) como parâmetro mais adequado para avaliar o nível médio de prosperidade e bem-estar da população de um país. O IDH leva em conta o PIB / hab., corrigido pela diferença do poder de compra em cada país, e os respectivos níveis médios de instrução e saúde. A tabela mostra, para alguns países da Opep, sua posição na classificação, feita em ordem decrescente, de cada um desses indicadores.

País PIB / hab. IDH
Emirados Árabes Unidos 16º 62º
Catar 22º 56º
Kwait 26º 51º
Arábia Saudita 31º 67º
Omã 35º 92º

Analisando-a e usando conhecimentos gerais sobre a geografia desses países, é possível afirmar que as diferenças sistemáticas entre as duas classificações têm como origem comum:
A) o fracasso da Opep em conseguir um preço justo para o petróleo bruto no mercado internacional.

B) uma elevada densidade demográfica, que dificulta um atendimento satisfatório aos problemas de saúde e instrução.

C) a submissão ao poder dos grupos transnacionais que controlam a comercialização do petróleo.

D) uma estrutura socioeconômica arcaica que, privilegiando a concentração de renda, agrava as desigualdades sociais.

E) a ocorrência de grandes extensões desérticas, impróprias para a agricultura e pecuária.


Questão 06. Migrações e Indicadores Sociais: (UFSM-RS–2010 – Modificado) Em relação aos setores econômicos, mercado de trabalho e desemprego, é CORRETO afirmar:

A) O mercado de trabalho é integrado por todos os trabalhadores empregados e também por aqueles que, estando desempregados, continuam a procurar trabalho, o que se caracteriza como população economicamente ativa – PEA.

B) A esfera da circulação de bens, serviços e informações compõe o setor terciário que é livre de regulação pelas leis trabalhistas.

C) O setor de atividade da economia denominado primário compõe a esfera da produção e é ele o regulador da oferta e do preço da força de trabalho.

D) A automação industrial, a robótica e a introdução de novas tecnologias, como a informática, diminuíram as taxas de desemprego.

E) A maior integração do comércio e das economias, além das fusões das grandes corporações, proporcionou a solução para a questão do desemprego.


Questão 07. Migrações e Indicadores Sociais: (UFMG) Com base em indicadores sociais dos seus diversos países-membros, a ONU estabelece e publica, anualmente, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). De acordo com a publicação de 1999, é INCORRETO afirmar que:

A) a elevação do IDH brasileiro, nos últimos anos, foi influenciada, entre outros fatores, pelo aumento do PIB per capita.

B) a média do IDH no Brasil é influenciada positivamente pelo desempenho econômico-social dos Estados concentrados na metade Sul do país.

C) o IDH brasileiro é, segundo os analistas da ONU, o mais elevado do conjunto de países latino-americanos.

D) o IDH exclui o Brasil do grupo de países que destinam grande parte de seus recursos à educação e à saúde.


Questão 08. Migrações e Indicadores Sociais: (Unimontes-MG–2008) Analise os mapas:

mapas do fluxo de migrações no brasil entre 1960 até atualmente

Por meio da análise dos mapas, podemos afirmar que, nos períodos em questão:
A) o Nordeste brasileiro permaneceu como região repulsora de população, apesar de ter ocorrido variação tanto na quantidade quanto no destino dos migrantes.

B) a Amazônia caracterizou-se como uma região receptora que atraiu migrantes oriundos de todas as regiões do país.

C) a região Centro-Sul do país destacou-se como uma área onde predominou a emigração em detrimento da imigração.

D) os movimentos migratórios mais recentes continuam a ter as áreas metropolitanas como principal foco de atração.


Questão 09. (UERJ–2009)
Cresce a proporção de latinos nos EUA

Já se sabe que a população latina está mudando a face dos Estados Unidos, e os números confirmam: a cada 30 segundos nasce no país uma pessoa dessa origem.
Os latinos são 14,2% da população, 40,5 milhões de pessoas. De acordo com os dados do censo americano, os latinos representam o segmento mais jovem.
MARRERO, Pilar. Disponível em:<http://politicainternacionaljorge.blogspot.com>. (Adaptação).

O texto faz referência ao aumento da proporção de hispânicos na população estadunidense. Além da imigração elevada, esse aumento é consequência direta do seguinte aspecto demográfico característico desse grupo:
A) Estrutura etária associada a altas taxas de natalidade.
B) Taxa de emigração marcada por percentual elevado de idosos.
C) População economicamente ativa concentrada nas áreas rurais.
D) Altas taxas de mortalidade masculina gerada por condições precárias de trabalho.


Questão 10. Migrações e Indicadores Sociais: (UERJ–2011) Evolução da taxa de mortalidade infantil no Brasil e nas regiões Nordeste e Sudeste

Evolução da taxa de mortalidade infantil no Brasil e nas regiões Nordeste e Sudeste

gráfico da Evolução da taxa de mortalidade infantil no Brasil e nas regiões Nordeste e Sudeste

Disponível em: <www.ibge.gov.br>.

A taxa de mortalidade infantil é um dos indicadores demográficos que permite avaliar as condições de vida das populações.

Um dos principais fatores que explicam os diferentes níveis das taxas de mortalidade infantil observados no gráfico está relacionado à:
A) primazia da atividade agrícola.
B) predominância do analfabetismo.
C) permanência da concentração de renda.
D) recorrência de problemas geoclimáticos.


🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.


Gabarito com as respostas das questões de geografia sobre Migrações e Indicadores Sociais:

01. E;
02. D;
03. D;
04. A;
05. D;

06. A;
07. C;
08. A;
09. A;
10. C;

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário