Exercícios sobre Som e efeito Doppler

01. Som e efeito Doppler: (Fatec-SP) Ondas sonoras são compressões e rarefações do meio material através do qual se propagam. Podemos dizer que:

A) o som pode propagar-se através do vácuo.

B) o som não pode propagar-se através de um sólido.

C) o som somente se propaga através do ar.

D) as ondas sonoras transmitem-se mais rapidamente através de líquidos e de sólidos do que através do ar.

E) para as ondas sonoras, não se verificam os fenômenos de interferência nem de difração.

 

 

02. (UFMG) Ao tocar um violão, um músico produz ondas nas cordas desse instrumento. Em consequência, são produzidas ondas sonoras que se propagam no ar. Comparando-se uma onda produzida em uma das cordas do violão com a onda sonora correspondente, é CORRETO:

afirmar que as duas têm

A) a mesma amplitude.

B) a mesma frequência.

C) a mesma velocidade de propagação.

D) o mesmo comprimento de onda.

 

 

03. Som e efeito Doppler: (PUC Minas) As vozes de dois cantores, emitidas nas mesmas condições ambientais, foram representadas em um osciloscópio e apresentaram os aspectos geométricos indicados a seguir:

ondas sonoras físicas

A respeito dessas ondas, foram feitas várias afirmativas:

1. As vozes possuem timbres diferentes.

2. As ondas possuem o mesmo comprimento de onda.

3. Os sons emitidos possuem alturas iguais.

4. As ondas emitidas possuem a mesma frequência.

5. Os sons emitidos possuem a mesma intensidade.

6. As ondas emitidas possuem amplitudes diferentes.

7. O som indicado em A é mais agudo do que o indicado em B.

8. Os períodos das ondas emitidas são iguais.

 

O número de afirmativas CORRETAS é igual a:

A) 3.

B) 4.

C) 5.

D) 6.

E) 7.

 

 

04. (FMABC-SP) Um violonista obtém diferentes notas musicais tocando uma mesma corda, prendendo-a em pontos diferentes do braço do violão. Desse modo, ele varia o comprimento da parte que vibra da corda conseguindo, assim, emitir sons de diversas frequências.

Isto ocorre porque:

A) a frequência do som é tanto menor quanto maior for o comprimento da parte que vibra (da corda).

B) a frequência do som é tanto maior quanto menor for a força tensora da parte que vibra.

C) a frequência do som será tanto maior quanto maior for a massa da corda.

D) a frequência do som não depende da massa da corda vibrante.

E) a frequência do som não depende da força tensora na corda vibrante.

 

 

05. Som e efeito Doppler: (PUCPR) As qualidades fisiológicas do som são altura, intensidade e timbre.

I. A altura é a qualidade que permite distinguir um som forte de um fraco de mesma frequência.

II. Intensidade é a qualidade que permite distinguir um som agudo de um som grave.

III. Timbre é a qualidade que permite distinguir dois sons de mesma altura emitidos por fontes diferentes.

A) Somente I é correta.

B) Somente II é correta.

C) Todas estão corretas.

D) I e II estão corretas.

E) Somente III é correta.

 

Exercícios sobre Ondas Estacionárias.

 

06. Som e efeito Doppler: (UFMG) Uma onda sonora de uma determinada frequência está se propagando dentro de um tubo com gás. A figura representa, em um dado instante, a densidade de moléculas do gás dentro do tubo: região mais escura corresponde à maior densidade. Se a fonte sonora que emitiu esse som aumentar sua intensidade:

o que são ondas sonoras

A) a densidade do gás na região M aumenta e a densidade em N diminui.

B) a densidade do gás na região M diminui e a densidade em N aumenta.

C) a distância entre as regiões M e N aumenta.

D) a distância entre as regiões M e N diminui.

 

 

07. (PUC Minas) Em linguagem técnica, um som que se propaga no ar pode ser caracterizado, entre outros aspectos, por sua altura e por sua intensidade. Os parâmetros físicos da onda sonora que correspondem às características mencionadas são, respectivamente,

A) comprimento de onda e velocidade.

B) amplitude e velocidade.

C) velocidade e amplitude.

D) amplitude e frequência.

E) frequência e amplitude.

 

 

08. Som e efeito Doppler: (UFF-RJ) Ondas sonoras emitidas no ar por dois instrumentos musicais distintos, I e II, têm suas amplitudes representadas em função do tempo pelos gráficos a seguir.

o que é ondas sonoras

A propriedade que permite distinguir o som dos dois instrumentos é

A) o comprimento de onda.

B) a amplitude.

C) o timbre.

D) a velocidade de propagação.

E) a frequência.

 

 

09. (FCMMG–2009) Antes de começar um concerto, os músicos afinam seus instrumentos. Quando o violinista afrouxa uma das cordas de seu instrumento, tentando ajustá-la, vibrando a corda, o novo som emitido terá menor:

A) comprimento de onda.

B) frequência.

C) velocidade.

D) amplitude.

 

 

10. Som e efeito Doppler: (UEM-PR) O violão é um instrumento de cordas cujas extremidades são fixas. Quando tangidas, as cordas vibram, provocando compressões e rarefações no ar. O som emitido pelas cordas é amplificado pela caixa do instrumento, que vibra juntamente com elas e com o ar contido em seu interior. Considere um violão com cordas do mesmo material, mas de diferentes espessuras, e assinale a alternativa CORRETA.

A) Ao tanger uma das cordas livres do violão, ela vibrará com uma determinada frequência; se o músico tanger a mesma corda pressionada em alguma altura do braço do violão, esta vibrará com uma frequência maior.

B) Quanto maior a tensão a que uma corda está sujeita, menor será a frequência de vibração da mesma.

C) As cordas do violão possuem o mesmo comprimento e diferentes espessuras para que possam vibrar na mesma frequência quando sujeitas à mesma tensão.

D) A frequência não depende do comprimento da corda tangida.

E) A velocidade do som na corda é diretamente proporcional à densidade da corda.

 

 

11. (UFRN) A intensidade de uma onda sonora, em W/m2, é uma grandeza objetiva que pode ser medida com instrumentos acústicos sem fazer uso da audição humana. O ouvido humano, entretanto, recebe a informação sonora de forma subjetiva, dependendo das condições auditivas de cada pessoa. Fato já estabelecido é que, fora de certo intervalo de frequência, o ouvido não é capaz de registrar a sensação sonora. E, mesmo dentro desse intervalo, é necessário um valor mínimo de intensidade da onda para acionar os processos fisiológicos responsáveis pela audição. Face à natureza do processo auditivo humano, usa-se uma grandeza mais apropriada para descrever a sensação auditiva. Essa grandeza é conhecida como nível de intensidade do som (medida em decibel). A figura a seguir mostra a faixa de audibilidade média do ouvido humano, relacionando a intensidade e o nível de intensidade com a frequência do som.

1. Limiar da audição (intensidade mais baixa do som onde começamos a ouvir).
2. Limiar da dor (intensidade sonora máxima que nosso ouvido pode tolerar).
3. Região da fala.

Considerando as informações e o gráfico anterior, é CORRETO afirmar que:
A) na faixa de 2 000 Hz a 5 000 Hz o ouvido humano é capaz de perceber sons com menor intensidade.
B) a frequência máxima de audição do ouvido humano é 10 000 Hz.
C) acima da intensidade 10–12 W/m2 podemos ouvir qualquer frequência.
D) ao falarmos geramos sons no intervalo aproximado de frequência de 200 Hz a 20 000 Hz.

 

 

12. (FCMMG–2007) Numa piscina artificial, uma estrutura gera pulsos retos na superfície da água, na razão de 2 pulsos por segundo, criando ondas que se deslocam a uma velocidade de 1,0 m/s. Rafael nada com a velocidade de 1,5 m/s, indo de encontro às ondas produzidas, como está representado na figura. A frequência com que Rafael perceberá as ondas retas será de:

A) 1,0 Hz.
B) 2,0 Hz.
C) 2,5 Hz.
D) 5,0 Hz.

 

 

13. Som e efeito Doppler: Para que uma pessoa possa ouvir as conversas de uma outra, são necessários alguns parâmetros: a frequência e a intensidade do som emitido pela pessoa e os valores máximos e mínimos da frequência e da intensidade sonora que o ouvinte consegue captar. O limiar de audição caracteriza, para cada frequência, os valores mínimos da intensidade sonora capazes de sensibilizar o sistema auditivo de uma pessoa. O gráfico a seguir mostra, numa mesma escala, as frequências e os níveis de intensidade sonora de uma pessoa que está falando (A) e de outra que está ouvindo (B).

De acordo com o gráfico, o ouvinte (B) consegue captar todos os sons emitidos pela pessoa que está falando (A), desde que esteja perto dela, porque, necessariamente:
A) as pessoas com audição normal são capazes de escutar tudo aquilo que as outras pessoas falam, independentemente da frequência e da intensidade dos sons emitidos.
B) todos os sons pronunciados têm nível de intensidade maior do que o limiar de audição do ouvinte (B) dentro da faixa de frequências emitidas.
C) todos os sons pronunciados têm frequência menor do que as frequências que o ouvinte B pode perceber dentro da faixa de níveis de intensidade emitidos.
D) a faixa correspondente à região da fala do emissor (A) é composta de frequências que estão dentro da faixa de audição do receptor (B).
E) a intensidade, a frequência e o timbre sonoro dos sons emitidos são maiores do que aqueles que o ouvinte (B) é capaz de perceber na situação descrita pelo gráfico.

 

Confira também a primeira parte deste Simulado sobre Efeito Doppler e Ondas Sonoras.

 

🔵 >>> Verifique todos os nossos exercícios e atividades de Física.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Física sobre Som e efeito Doppler:

01. D;

02. B;

03. D;

04. A;

05. E;

06. A;

07. E;

08. C;

09. B;

10. A;

11. A;
12. D;
13. B

Deixe um comentário