Exercícios sobre os Conflitos no Líbano, Irã e Iraque

01. Conflitos no Líbano, Irã e Iraque: (FGV-SP–2007) Em julho de 2006, tropas israelenses iniciaram uma grande ofensiva no Líbano. Entre as justifcativas do governo israelense para essa ação, pode-se citar:

A) o desmantelamento da estrutura militar e administrativa do Hamas, na cidade litorânea de Tiro.

B) a destruição das células do Al Qaeda, ligadas ao terrorista Bin Laden, localizadas em território libanês.

C) a retomada das fazendas de Chebaa, ainda sob controle libanês, porém reconhecidas pela ONU como pertencentes a Israel.

D) a destruição do poder militar do grupo Hezbollah que, a partir do sul do Líbano, atacava cidades e postos militares de Israel.

E) a captura de terroristas do grupo Fatah, escondidos entre os civis palestinos dos campos de refugiados de Sabra e Chatila.

 

 

02. (UNIFESP–2007)

COURRIER INTERNACIONAL, n. 66, 2006.

A charge, publicada em 07 de julho 2006, faz alusão à:

A) ocupação, por militares dos Estados Unidos, do Iraque, acusado de manter armas nucleares.

B) contraofensiva de Israel ao Líbano, em resposta a agressões promovidas pelo Hezbollah.

C) presença militar do Ocidente no Oriente Médio, para garantir o acesso a recursos energéticos.

D) rejeição às forças de paz da ONU, que não evitaram a eclosão de novos conflitos árabe-israelenses.

E) ação militar de Israel em reação às lideranças do Hamas, que exercem o poder na Palestina.

 

 

03. Conflitos no Líbano, Irã e Iraque: (UFLA-MG) A recente guerra entre EUA e Inglaterra contra o Iraque fez lembrar a Guerra do Golfo Pérsico de 1991, após o Iraque ter invadido e anexado o Kuwait. As alternativas seguintes descrevem uma etapa da Guerra do Golfo de 1991, EXCETO:

A) Envio de tropas dos EUA para a região do Golfo Pérsico.

B) Renúncia do Xá Reza Pahlevi, a pedido dos EUA, para evitar maiores constrangimentos.

C) Decretação do boicote econômico ao Iraque pela ONU.

D) Ataques a Israel e Arábia Saudita promovidos pelo Iraque.

E) Rendição do Iraque.

 

 

04. (PUCPR) […] milhares de libaneses tomaram as ruas de Beirute para exigir a renúncia do governo imposto pela Síria, a própria retirada das tropas sírias estacionadas no país desde 1976 e justiça para os assassinos de Rafk Hariri, cuja morte num atentado tem todo o jeito de ter sido arquitetada em Damasco […] A resposta começou a ser formulada nas ruas de Beirute, agitando bandeiras, meio milhão de libaneses tomou as mesmas ruas centrais da cidade da manifestação anterior, mas desta vez para demonstrar apoio à Síria e detratar Israel e Estados Unidos.

VEJA, 16 mar. 2005.

No complexo contexto geopolítico do Oriente Médio – a reportagem anterior mostra um Líbano dividido entre apoiar ou não a presença militar dos sírios no país –, constituem análises corretas sobre o papel desempenhado pela Síria, EXCETO:

A) Durante a invasão do Iraque, em 2003, a Síria foi acusada pelos países da coalizão que derrubou Saddam Hussein de ter abrigado em seu território muitos membros do governo do ex-ditador iraquiano.

B) A Síria está envolvida numa disputa territorial com o estado de Israel que, na Guerra dos Seis Dias, lhe tomou as Colinas de Golã e nunca mais daí se retirou.

C) A Síria foi uma das mais importantes aliadas soviéticas no Oriente Médio durante o período da chamada Guerra Fria.

D) O governo sírio possui boas relações com a milícia islâmica do Hezbollah, que atua no sul do Líbano e sempre lutou contra o Estado de Israel.

E) A Síria é o país árabe que possui as mais sólidas relações com os EUA, sendo um fel representante dos interesses norte-americanos na região.

 

 

05. Conflitos no Líbano, Irã e Iraque: (UFES) Aproveite a crítica do flme Tempo de embebedar cavalos e observe a situação política e os desdobramentos geográficos para os quais ela aponta.

Tempo de embebedar cavalos

O filme faz uma abordagem lírica do tema: fome e falta de perspectiva de um povo. A história se passa em um pequeno vilarejo, na fronteira entre o Iraque e o Irã, e apresenta ao mundo um recorte do cotidiano da maior nação sem Estado do planeta. Aponta muitos dos problemas enfrentados pelo seu povo, que se encontra espalhado por alguns países, como a Turquia, o Irã, a Síria […] Com língua e cultura próprias, ele vem sendo rechaçado da região, principalmente quando o seu país deixou de existir nos mapas. Praticamente, o único trabalho disponível em certas regiões é o de contrabando de mercadorias entre o Irã e o Iraque.

Além dos riscos dessa atividade ilegal, os habitantes sofrem com a enorme quantidade de minas enterradas nos locais onde transitam. O estranho título vem do hábito de darem vodca aos animais, para que eles possam aguentar o frio intenso e as longas viagens que têm de fazer.

FRANZOIA, A. P. Época, 14 set. 2001. p. 11 (Adaptação).

 

O filme discute a questão curda. O comentário CORRETO sobre esse assunto é:

A) A criação de um Estado é uma reivindicação dos curdos, que representam a maior nação do mundo sem um território defnido.

B) A cultura local é influenciada pela altitude, pelo frio e pela formação florestal densa, que exigem o uso de cavalos.

C) A questão curda é idêntica à dos palestinos, dos judeus e dos bascos, porque possuem língua, cultura, governo nacional, mas falta-lhes o país.

D) A supressão do Estado curdistão permitiu ao Líbano, à Armênia, à Síria e ao lraque a ampliação de seus territórios.

E) O principal motivo da luta dos curdos contra o lraque e o Irã está relacionado à exploração econômica do petróleo nacional.

 

Exercícios sobre os Conflitos na Palestina e o Islamismo.

 

06. Conflitos no Líbano, Irã e Iraque: (UDESC-SC–2011) O Irã é oficialmente uma República Islâmica, conhecido até a primeira metade do século XX apenas como Pérsia. Em 1979 houve uma revolução que fez aquele país sair da condição de Monarquia Autocrática para República Islâmica. Sobre o Irã e a condição de República Islâmica, é INCORRETO afirmar que:

A) o aiatolá Khomeini foi o grande promotor da Revolução Islâmica, que visivelmente começava a se opor à ocidentalização pela qual o Irã passava.

B) a Revolução Iraniana que derrubou o Xá Mohammad Reza Pahlevi contou com apoio de amplos setores sociais num primeiro momento, para em seguida fazer chegar ao poder os aiatolás.

C) o Irã Persa é árabe e, por extensão, islâmico, pois todos os islâmicos são árabes e vice-versa.

D) entre 1980 e 1988, o Irã entrou em sangrento conflito com o Iraque, pouco tempo depois de ter passado pela Revolução.

E) recentemente o Irã foi acusado pela comunidade internacional de possuir armas nucleares.

 

 

07. (UFMG) Observe este mapa:

Oriente Médio

Fonte: IBGE. Atlas Geográfico Escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002. p. 55 (Adaptação).

A partir da interpretação desse mapa e considerando outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que:

A) a proximidade entre várias capitais nacionais – sobretudo Beirute, Tel Aviv, Amã e Damasco – as torna mais vulneráveis em situações de conflitos bélicos, frequentes na região.

B) o Oriente Médio, por sua posição latitudinal e relativa à circulação atmosférica geral, tem clima mediterrâneo, com tendência à semiaridez ou à aridez, responsável pelo impacto nos recursos hídricos, um dos maiores problemas regionais.

C) a região, situada no “fundo” do Mar Mediterrâneo, na junção de três continentes, foi rota de grandes exércitos conquistadores e esteve sob domínio sucessivo de inúmeros grandes impérios.

D) as fronteiras nacionais, definidas há muitos anos, resultaram da existência de obstáculos de natureza física, que impediam o traçado de limites correspondentes ao quadro geopolítico.

 

 

08. Conflitos no Líbano, Irã e Iraque: (UDESC-SC–2011) Analise as proposições relacionadas aos conflitos envolvendo a região do Oriente Médio.

I. Sendo pró-ocidente, Israel, mesmo situado naquela região, mantém uma tradicional política de neutralidade com o mundo árabe.

II. Iraque (árabe) e Irã (persa) viveram um sangrento conflito entre 1980 e 1988.

III. A Revolução Xiita no Irã, no final da década de 1970, ainda hoje tem forte repercussão entre as nações islâmicas.

IV. Durante a Guerra do Golfo em 1991, não foram medidos esforços, dos dois lados, para que as jazidas de petróleo e o meio ambiente fossem preservados.

Assinale a alternativa CORRETA:

A) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.

B) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.

C) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

D) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.

E) Todas as afirmativas são verdadeiras.

 

 

09. (UFBA–2010)

Conflitos Internacionais

Com base nas ilustrações, nos mapas e nos conhecimentos sobre conflitos, nacionalismo e internacionalismo, pode-se concluir:

01. Em I, a maior potência do mundo, ao declarar – através do seu ex-presidente George W. Bush – guerra ao terror, apresentava alvos determinados e estabelecia regras bem definidas, respeitando o direito internacional.

02. Em II, o governo de direita, que dirige o país desde o início deste século, é grande aliado dos Estados Unidos e afirma conduzir uma revolução no país, favorecendo a classe empresarial.

04. III representa a área atacada militarmente por Israel ao final de 2008, território libanês no litoral do Mar Mediterrâneo, numa reação aos frequentes ataques de grupos Fatah, apoiados por seu principal aliado, o Hamas.

08. Em IV, os conflitos já duram três décadas, envolvendo grupos étnicos e inúmeros clãs que lutaram contra os soviéticos em defesa de seus territórios, sendo que, atualmente, os Estados Unidos e seus aliados da OTAN encontram-se nesse país visando conter os ataques do Taliban.

16. Em V, a incessante luta ideológica entre muçulmanos e hindus – que, no final de 2008, alvejou Mumbai – é um dos conflitos que envolvem seu território, além da conturbada relação com os países vizinhos.

32. Em VI, o uso estratégico das riquezas minerais permite à República Democrática do Congo acabar com os conflitos, reconstruir seu território e, consequentemente, ter mais poder de decisão em questões geopolíticas.

Soma ( )

 

 

10. Conflitos no Líbano, Irã e Iraque: (UFBA–2008) Com base na análise do mapa e nos conhecimentos sobre os problemas socioeconômicos, políticos, culturais e religiosos do Oriente Médio, pode-se afirmar:

Oriente Médio

simulado Conflitos no Líbano, Irã e Iraque

01. A predominância do judaísmo e do islamismo no Oriente Médio, nos dias atuais, impede a organização e a sobrevivência das religiões cristãs – católica, ortodoxa e protestante – naquela região.

02. Há muitos grupos religiosos, étnicos e políticos no Iraque, sendo que a grande maioria da população é constituída pelos árabes e está dividida em sunitas e xiitas, ramos da religião islâmica.

04. Os curdos que habitam o norte do Iraque, cristãos grego-ortodoxos, são contra a presença militar estrangeira no país.

08. Os Estados Unidos e a União Europeia, temendo a construção de armas nucleares pelo Irã, incluíram esse país no Eixo do Mal, acentuando a rivalidade existente entre eles, decorrente do fundamentalismo islâmico.

16. A retirada dos colonos judeus da Faixa de Gaza e de alguns assentamentos da Cisjordânia, finalizada em agosto de 2005, foi uma operação realizada sem resistência, promovendo a paz duradoura entre a Jihad Islâmica e os israelenses.

32. As Colinas de Golã, nas quais são encontradas várias fontes de água, inclusive o Rio Jordão, foram ocupadas por Israel desde a Guerra dos Seis Dias e constituem área de discórdia entre o Estado judeu e a Síria.

Soma ( )

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia sobre Conflitos no Líbano, Irã e Iraque:

01. D; 02. E; 03. B; 04. E; 05. A; 06. C; 07. D; 08. D;

09. Total = 24;

10. Total = 42

Spread the love