Lista de Exercícios sobre o Relevo Terrestre

01. Relevo Terrestre: (UESC–2006) Os conhecimentos sobre o tectonismo e sua atuação possibilitam afirmar:

A) As correntes de convecção são responsáveis pelo deslocamento das placas convergentes que, quando se chocam, dão origem às falhas ou aos dobramentos.

B) As dobras se formam quando as pressões verticais atuam sobre as rochas de maior resistência.

C) O vulcanismo é o fenômeno exógeno que ocorre no interior das placas tectônicas, atua na formação do relevo, mas só dá origem às depressões.

D) A ausência de falhas geológicas no Sul e no Sudeste brasileiro pode ser explicada pela formação antiga do relevo.

E) As falhas geológicas dão origem a várias formas de relevo, como escarpas e vales amplos e abertos.

 

 

02. (UEM-PR) Assinale o que for CORRETO a respeito dos movimentos orogênicos (ou orogenéticos) e epirogênicos (ou epirogenéticos) e da dinâmica das formas de relevo.

01. As formas e a dinâmica do relevo terrestre estão associadas à ação dos movimentos tectônicos e ao intemperismo das rochas.

02. As grandes cadeias de montanhas como o Himalaia, os Alpes e os Andes formaram-se por ação dos movimentos orogênicos, durante a Era Terciária.

04. Os movimentos epirogênicos, que movimentam as placas tectônicas horizontalmente, são responsáveis pela formação dos vulcões e das montanhas cristalinas.

08. No Brasil, os planaltos Atlântico e Meridional estão associados à atividade vulcânica, que resultou em extensos derrames de lavas.

16. À erosão provocada pelas águas dos rios e das torrentes, dá-se o nome de erosão fluvial. À erosão provocada pelas águas da chuva, que pode criar sulcos e ravinas, dá-se o nome de erosão pluvial.

Soma ( )

 

 

03. (FGV-SP) A combinação CORRETA entre o ambiente climático, processos erosivos e formas de relevo resultantes dessa interação está contida na alternativa:

A) Ambiente climático: tropical (quente e úmido); processo exógeno predominante: intemperismo químico das águas fluviais e pluviais; exemplos de formas de relevo: topos arredondados nas áreas de serras e planaltos.

B) Ambiente climático: árido e semiárido; processo exógeno predominante: intemperismo químico maior que a ação eólica; exemplos de formas de relevo: campos, dunas e inselbergs surgidos após a pediplanação.

C) Ambiente climático: tropical (quente e úmido); processo exógeno predominante: intemperismo físico decorrente das variações térmicas; exemplos de formas de relevo: vales em U e depressões interplanálticas.

D) Ambiente climático: frio e seco; processo exógeno predominante: intemperismo químico maior que a ação eólica; exemplos de formas de relevo: topos arredondados nas áreas de serras e planaltos.

E) Ambiente climático: árido e semiárido; processo exógeno predominante: intemperismo químico das águas fluviais e pluviais; exemplos de formas de relevo: vales em U e depressões interplanálticas.

 

 

04. (Enem–2000) O continente africano há muito tempo desafia geólogos porque toda a sua metade meridional, a que fica ao sul, ergue-se a mais de 1 000 metros sobre o nível do mar. […] Uma equipe de pesquisadores apresentou uma solução desse desafio, sugerindo a existência de um esguicho de lava subterrânea “empurrando o planalto africano de baixo para cima.

SUPERINTERESSANTE. São Paulo: Abril, novembro 1998, p. 12. (Adaptação).

Considerando a formação do relevo terrestre, é CORRETO afirmar, com base no texto, que a solução proposta é:

A) improvável, porque as formas do relevo terrestre não se modificam há milhões de anos.

B) pouco fundamentada, pois as forças externas, como as chuvas e o vento, são as principais responsáveis pelas formas de relevo.

C) plausível, pois as formas do relevo resultam da ação de forças internas e externas, sendo importante avaliar os movimentos mais profundos no interior da Terra.

D) plausível, pois a mesma justificativa foi comprovada nas demais regiões da África.

E) injustificável, porque os movimentos mais profundos no interior da Terra não interferem nos acidentes geográficos que aparecem na sua superfície.

 

 

05. Relevo Terrestre: (Enem) Analise a capa de uma revista de publicação mensal brasileira:

Geo o inferno na terra

GEO BRASIL. São Paulo: Editora Escala. Edição nº 9, 2010. (Capa).

O relevo terrestre não se distribui pela superfície de forma aleatória. Forma-se devido à ação conjunta de uma série de forças internas e externas. A reflexão possível pela interpretação da manchete da revista nos permite concluir que:

A) as forças endógenas, apesar de poderosas, pouco interferem em nosso cotidiano.

B) vulcões e terremotos se relacionam às forças exógenas.

C) o homem apresenta uma grande capacidade de controle dessas forças.

D) as forças apresentadas pela capa da revista são grandes responsáveis pela modelagem do relevo terrestre.

E) as atividades, presentes na capa, estão associadas principalmente às bordas das placas tectônicas.

 

Lista de Exercícios sobre Estruturas Geológicas.

 

06. Relevo Terrestre: (UFPel-RS–2008 / Adaptado) Observe a imagem a seguir:

colombia, venezuela

Com relação ao Nevado del Huila, é CORRETO afirmar que está localizado:

A) totalmente na Placa Sul-Americana; trata-se de um maciço montanhoso onde já ocorreram várias erupções.

B) entre a Placa Sul-Americana e a Placa do Pacífico, onde, através de uma fratura, o magma chega à superfície, em um processo vulcânico resultante de sua localização.

C) na Placa de Nazca e se origina do movimento de afastamento e choque dessa Placa com a do Pacífico.

D) na zona de subducção, onde uma placa entra por debaixo da outra e origina o processo vulcânico.

E) no famoso “Círculo de Fogo do Pacífico” e é resultante dos agentes exógenos responsáveis pela elevação da crosta.

 

 

07. (Enem) Os tsunamis

Um tsunami é uma onda marinha desencadeada por um evento submarino, como um terremoto ou um deslizamento, ou pela erupção de um vulcão oceânico (um nome popular para um tsunami é “onda de maré” – um uso infeliz, porque os tsunamis não têm relação alguma com marés). Esses eventos empurram ou deslocam uma grande massa de água sobrejacente e essa perturbação é transformada em uma onda que percorre o oceano com velocidades de até 800 km/h. No meio do mar, onde a coluna-d’água é profunda, os tsunamis dificilmente são perceptíveis. Entretanto, quando se aproximam de águas costeiras rasas, as ondas tornam-se íngremes e empilham-se até se tornarem destrutivamente enormes – às vezes, com mais de 20 m.

Em 2004, um grande tsunami formou-se no Oceano Índico a partir das proximidades da ilha de Sumatra, causando diversos danos e perdas de vidas humanas. A partir deste ocorrido, especialistas no tema buscaram implantar alternativas para tentar reduzir as mortes causadas pelo fenômeno, sugerindo como proposta realmente efetiva de previsão:

A) o monitoramento do recuo das águas do litoral, indicativo de tsunami.

B) a observação das ondas gigantes em alto-mar, dando tempo para alertas.

C) a construção de torres de observação de ondas nas áreas litorâneas.

D) a previsão das causas do fenômeno, isto é, dos sismos que os desencadeiam.

E) a instalação de um sistema regional de monitoramento de tsunamis.

 

 

08. (Enem–2010) Muitos processos erosivos se concentram nas encostas, principalmente aqueles motivados pela água e pelo vento. No entanto, os reflexos também são sentidos nas áreas de baixada, onde geralmente há ocupação urbana. Um exemplo desses reflexos na vida cotidiana de muitas cidades brasileiras é:

A) a maior ocorrência de enchentes, já que os rios assoreados comportam menos água em seus leitos.

B) a contaminação da população pelos sedimentos trazidos pelo rio e carregados de matéria orgânica.

C) o desgaste do solo em áreas urbanas, causado pela redução do escoamento superficial pluvial na encosta.

D) a maior facilidade de captação de água potável para o abastecimento público, já que é maior o efeito do escoamento sobre a infiltração.

E) o aumento da incidência de doenças como a amebíase na população urbana, em decorrência do escoamento de água poluída do topo das encostas.

 

 

09. (UFV-MG–2010) O relevo terrestre é extremamente dinâmico e está sujeito às ações de forças endógenas e exógenas. Em relação ao relevo terrestre e seus agentes de formação, assinale a afirmativa INCORRETA:

A) Intemperismo é um conjunto de processos físicos, químicos e biológicos que operam na superfície terrestre ocasionando a desintegração e decomposição das rochas.

B) Os agentes climáticos têm forte influência na desagregação mecânica e química das rochas, deixando como consequência um espesso manto de intemperismo.

C) As bacias sedimentares recebem material produzido pela ação do intemperismo químico, físico e biológico disponibilizados pelos efeitos dos agentes endógenos.

D) Os movimentos tectônicos verticais são chamados de orogênese, tendo sido as grandes cordilheiras atuais formadas por esses movimentos.

 

 

10. (UFPE–2010 / Adaptado) As rochas quando afloram passam a ser submetidas a um conjunto de processos, que as alteram física e quimicamente, denominado intemperismo ou meteorização.

Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que:

( ) A alteração dos minerais e das rochas é grandemente controlada pelos animais, pelas plantas e até pelos micro-organismos; os organismos vivos atuam, contudo, até certa profundidade.

( ) Os liquens, vegetais criptogâmicos, estão entre os primeiros organismos a colonizar uma superfície rochosa, exposta e que será intemperizada.

( ) A ação do crescimento do sistema radicular das plantas é o principal responsável pela meteorização química das rochas; esse fato é percebido sobretudo nos ambientes tropicais úmidos.

( ) Entre os principais processos que acarretam a meteorização mecânica das rochas estão a hidrólise e a hidratação; a ação desses processos é marcantemente observada nas áreas desérticas e subdesérticas.

( ) Nas áreas quentes e úmidas, como por exemplo a Zona da Mata de Pernambuco, o manto de intemperismo é profundo, ao contrário do que se observa no Sertão do São Francisco.

 

 

11. (Enem–2010) O esquema a seguir representa um processo de erosão em encosta. Que prática realizada por um agricultor pode resultar em aceleração desse processo?

boçoroca sulcos ou ravinas

TEIXEIRA, W. et al. (Orgs). Decifrando a Terra. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2009.

A) Plantio direto.

B) Associação de culturas.

C) Implantação de curvas de nível.

D) Aração do solo, do topo ao vale.

E) Terraceamento na propriedade.

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas da lista de atividades sobre o Relevo Terrestre:

01. D;

02. Soma = 26;

03. A;

04. C;

05. E;

06. A;

07. E;

08. A;

09. D;

10. V, V, F, F, V;

11. D

Deixe um comentário