A Família Real no Brasil Questões com Gabarito

01. Unifenas-MG. A Família Real no Brasil:

O Bloqueio Continental, em 1807, a vinda da família real para o Brasil e a abertura dos portos em 1808 constituíram fatos importantes:

a) na formação do caráter nacional brasileiro.

b) na evolução do desenvolvimento industrial.

c) no processo de independência política.

d) na constituição do ideário federalista.

e) no surgimento das disparidades regionais.

 

 

02. Unifor-CE. A Família Real no Brasil:

…de qualquer modo, o simples crescimento já complica o esquema; a ampliação das tarefas administrativas vai promovendo o aparecimento de novas camadas sociais, dando lugar aos núcleos urbanos etc. As-sim, pouco a pouco vão se revelando oposições de interesse entre colônia e metrópole, e, quanto mais o sistema funciona, mais o fosso se aprofunda. Por outro lado, a exploração colonial, quanto mais opera, mais estimula a economia central, que é o seu centro dinâmico. A industrialização é a espinha dorsal desse desenvolvimento, e, quando atinge o nível de meca­nização da indústria (…), todo o conjunto começa a se comprometer porque o capitalismo não se acomoda (…) com as barreiras do regime…

NOVAIS, Fernando. As dimensões da Independência. In: Guilherme Mota. 1822. Dimensões. São Paulo: Perspectiva, 1972. v. 67.

O texto descreve um fenômeno que identifica, no Brasil, fatores responsáveis:

a) pela implantação do monopólio comercial.

b) pelo êxito da política econômica do mercantilismo.

c) pela criação do governo geral e crise das câmaras municipais.

d) pela crise do sistema colonial e pelos movimentos nativistas.

e) pelo fracasso das capitanias hereditárias e pela ocupação litorânea.

 

 

03. A Família Real no Brasil:

Com respeito à crise do sistema colonial, assinale a alternativa incorreta.

a) Foi gerada a partir da transformação das regras básicas da economia da Idade Moderna, do mer­cantilismo para o liberalismo.

b) A Inglaterra, na busca de novos mercados necessá­rios para a demanda dos seus manufaturados, foi a principal responsável pela quebra do pacto colonial.

c) O liberalismo pregava o livre-comércio e a ma­nutenção do escravismo, a fim de perpetuar a alta concentração de renda, necessária para a aquisição de artigos de luxo.

d) Não foi apenas o sistema colonial mercantilista que ruiu nos fins do século XVIII e no início do século XIX, mas sim todo o Antigo Regime.

e) A Revolução Industrial, a Revolução Francesa e a Independência dos Estados Unidos abrem a crise do Antigo Regime.

 

 

04. UEM-PR

Ao chegar ao Brasil, em 1808, D. João VI decretou a abertura dos portos. Sobre o(s) motivo(s) que explica(m) esse fato, assinale a alternativa correta.

a) O Bloqueio Continental imposto por Napoleão Bonaparte e a influência da doutrina do liberalismo econômico.

b) A descoberta do ouro, em Minas Gerais.

c) A iniciativa da metrópole portuguesa, no final do século XVIII, de abrir mão do monopólio de pro­dutos tropicais do Brasil.

d) O progresso nos sistemas de cultivo dos produtos tropicais, com o aumento da produtividade agrícola e com o uso de técnicas de conservação dos solos.

e) A procura por tecidos de linho e de algodão fabricados no Brasil.

 

 

05. Fuvest-SP. A Família Real no Brasil:

Neste território não poderá haver escravos. A servidão foi abolida para sempre. Todos os homens nascem, vivem e morrem livres…

Todo homem, qualquer que seja sua cor, pode ser admitido em qualquer emprego.

Artigos 3 e 4 da Constituição do Haiti, assinada por Toussaint L’Ouverture, 1801.

Lendo o texto anterior e associando-o ao processo de independência das Américas espanhola e francesa, é possível concluir que:

a) como no Haiti, em todos os demais movimentos, houve uma preocupação dominante com as aspi­rações populares.

b) a independência do Haiti foi um caso especial nas Américas, pois foi liderada por negros e mulatos.

c) Na mesma década da independência do Haiti, as demais colônias do Caribe alcançaram a libertação.

d) o movimento de independência do Haiti foi inspirado pelo modelo dos Estados Unidos.

e) a independência do Haiti foi concedida por Napoleão Bonaparte, com base nos princípios liberais.

 

Independência do Brasil Questões Resolvidas

 

06. Cesgranrio-RJ

No período colonial, surgiram várias rebeliões e movi-mentos de libertação que questionaram a dominação portuguesa sobre o Brasil. A respeito dessas rebeliões, podemos afirmar:

I. Todos os movimentos de contestação visavam à separação definitiva do Brasil de Portugal.

II. Até a primeira metade do século XVIII, os movi-mentos contestatórios exigiam mudanças, mas não o rompimento do estatuto colonial.

III. Desde o final do século XVIII, os movimentos de libertação sofreram influência do Iluminismo e defendiam o fim do pacto colonial.

VI. A luta pela abolição da escravatura era uma das propostas presentes em basicamente todas as rebeliões.

V. Uma das razões de vários movimentos contesta­tórios era o abuso tributário da Coroa portuguesa em relação aos colonos.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II e III. d) II, III e V.

b) I, III e V. e) II, IV e V.

c) II, III e IV.

 

 

07. UFMG. A Família Real no Brasil:

A Revolução Francesa continua sendo o grande modelo de um movimento político que abalou os costumes e as tradições da aristocracia e deu início ao domínio burguês na modernidade. Napoleão Bo­naparte foi exemplo de um governante que atuou, consolidando aspirações da burguesia. Suas vitórias militares contribuíram para a divulgação das idéias liberais.

Entre suas medidas, o Bloqueio Continental, em 1806:

a) visava a isolar a Inglaterra do comércio com suas colônias, favorecendo Portugal e Espanha.

b) obteve êxito inicial com os exércitos franceses, ocupando os domínios portugueses e impedindo a Inglaterra de influenciar no comércio com o Brasil durante décadas.

c) tinha como objetivo isolar a Inglaterra do resto da Europa, trazendo prejuízos para as atividades econômicas inglesas.

d) apenas atingiu Portugal, forçando a fuga da Corte para o Brasil.

e) assegurou a supremacia francesa por um bom período, trazendo o fracasso econômico para as negociações inglesas com os países da Península Ibérica.

 

 

08. A Família Real no Brasil:

A independência do Brasil foi conduzida por forças conservadoras. Justifique essa afirmação.

 

 

09. Fuvest-SP

Da Independência dos Estados Unidos (1776), da Revolução Francesa (1789) e do processo de inde­pendência na América Ibérica (1 808-1824), pode-se dizer que todos esses movimentos:

a) decidiram implementar a abolição do trabalho escravo e da propriedade rural.

b) tiveram início devido à pressão popular radical e terminaram sob o peso de execuções em massa.

c) conseguiram, com o apoio da burguesia ilustrada, viabilizar a Revolução Industrial.

d) adotaram idéias democráticas e defenderam a superioridade do homem comum.

e) sofreram influência das idéias ilustradas, mas varia­ram no encaminhamento das soluções políticas.

 

 

10. UFMG. A Família Real no Brasil:

Nos primeiros anos que se seguiram à chegada da família real portuguesa ao Brasil, uma série de transformações político-econômica se processaram. Apresente o principal fator que impulsionou a família real a deixar o continente europeu na primeira década do século XIX, bem como uma conseqüência para o Brasil.

 

🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.

 

Gabarito com as respostas das questões sobre A Família Real no Brasil:

01. C 02. D
03. C 04. A 05. B
06. D 07. C
08.
Nota-se o caráter conservador na independência do Brasil se verificarmos que, mesmo com a emancipação política em relação a Portugal, manteve-se o sistema monárquico de governo e a escravidão negracontinuou sendo o alicerce do sistema econômico nacional.
09. E
10. A invasão napoleônica de Portugal, em 1807, acelerou o processo de independência do Brasil.

Spread the love

2 comentários em “A Família Real no Brasil Questões com Gabarito”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.