Conflitos do Oriente Médio Exercícios com Gabarito

01. (UEPB–2010) Nas últimas décadas, o Oriente Médio tem sido palco de violentos conflitos. O fato vem sendo amplamente noticiado pela mídia internacional. Revistas brasileiras de destaque vêm registrando manchetes em suas capas e matérias em suas páginas sobre a Guerra que impera na Faixa de Gaza. Logo:

I. Entre os conflitos do mundo moderno, o mais prolongado é o que envolve israelenses e libaneses, em torno da existência e do reconhecimento do Estado de Israel.
II. Os palestinos constituem o maior contingente de refugiados do mundo. Segundo dados da ONU, são milhares de pessoas sem um território reconhecido pelo Estado.
III. Atualmente, 1,5 milhão de palestinos se espremem na Faixa de Gaza (uma faixa de terra com 45 km de comprimento e 10 km de largura), que tem uma das densidades demográficas maiores do planeta, vivendo com alto índice de pobreza.
IV. O Hamas, movimento islâmico fundamentalista, reconhecido pelos Estados Unidos e pela União Europeia como terrorista, não reconhece o Estado de Israel e luta pela formação de um Estado Islâmico em toda a Palestina. As condições precárias da população facilitam a influência de grupos radicais como esse.

Estão CORRETAS:
A) apenas as proposições II e III.
B) apenas as proposições I e II.
C) apenas as proposições II, III e IV.
D) todas as proposições.
E) apenas as proposições I e IV.


02. (UERJ) Israel quer pôr argentinos em territórios ocupados por palestinos  O governo de Israel está aproveitando o momento de crise vivido na Argentina para incentivar a imigração de argentinos membros da comunidade judaica ao país. No entanto, gera polêmica em Buenos Aires o fato de duas cidades propostas para a fixação de argentinos estarem localizadas na Cisjordânia e nas colinas de Golã, territórios que se encontram ocupados por palestinos e têm sido palco de intensos conflitos nos últimos meses.
(SANDRINI, João. Folha Online, 18 fev. 2002.)

A intenção de Israel em localizar os estrangeiros justamente em áreas de intenso conflito pode ser, do ponto de vista político, interpretada como:
a) resposta à emigração palestina nas terras mencionadas.
b) tentativa de assentar mediadores para o conflito no local.
c) estratégia de afirmação da presença judaica nas áreas contestadas.
d) promoção de maior diversidade social em um espaço culturalmente indefinido.


03. Conflitos do Oriente Médio: (PUC-Rio) As afirmativas abaixo referem-se aos conflitos entre árabes e israelenses, após a Segunda Guerra Mundial.

I. Após a guerra, a partir de uma resolução da ONU, o mapa político da Palestina foi refeito dando origem
a dois Estados, um árabe e outro judeu. Essa resolução não foi suficiente para os interesses israelenses que, apoiados pelo governo norte-americano, declararam guerra, unilateralmente, à Liga Árabe.
II. A criação do estado de Israel levou à evacuação da população árabe nas áreas pertencentes agora ao novo país. As vitórias nas guerras contra os países árabes e a consequente ampliação do território de Israel agravou o problema dos refugiados e deu origem à chamada Questão Palestina.
III. A ação contínua dos guerrilheiros palestinos, nas últimas décadas, dividiu a sociedade israelense em dois grupos: o dos que defendiam a criação de um estado palestino multiétnico, englobando árabes e israelenses; e o dos que recusavam a existência de um estado palestino na região, defendendo, por extensão, uma guerra para o extermínio da população árabe.
IV. Na década de 1950, entre os refugiados palestinos, começaram a surgir os primeiros grupos de guerrilheiros que tinham como proposta a fundação de um Estado palestino e a devolução por Israel de todos os territórios ocupados.

Assinale:
a) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas;
b) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas;
c) se somente as afirmativas I, II e IV estiverem corretas;
d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas;
e) se somente as afirmativas II e IV estiverem corretas.


04. (UERJ) “(…) é de assustar o número de partidos que vêm se formando e ganhando apoio popular em diversos países muçulmanos, usando muitas vezes a violência para alcançar seus objetivos. A Argélia e o Afeganistão são apenas os exemplos mais evidentes desta situação, e a contínua existência de grupos fundamentalistas entre a população palestina é prova da vitalidade de suas ideias. Da mesma forma, Israel, hoje, vive as consequências do profundo dissenso  ideológico e cultural entre judeus seculares e fundamentalistas. Acirrando um conflito que teve origem no próprio momento de fundação do Estado, opostos à paz com os árabes e à pluralidade política e religiosa, os judeus fundamentalistas são a maior ameaça à consolidação da democracia em Israel. (…) Isto muda completamente a situação com a qual israelenses e árabes estavam acostumados a lidar há quase um século, quando o inimigo era o vizinho. Agora,
o inimigo está do lado de dentro.”
(CRINBERG, Keila. In: REIS FILHO, D. et al. (Org.). O Século XX: o tempo das dúvidas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.)

Segundo a ideia central deste texto, as dificuldades para a consolidação da paz, neste momento, no Oriente Médio, estão relacionadas, de forma geral:
a) à permanência de divergências entre árabes e judeus.
b) às disputas internas no mundo muçulmano e em Israel.
c) à dissolução do fundamentalismo religioso na Argélia e no Afeganistão.
d) o enfrentamento entre os partidos da esquerda na Argélia e em Israel.


05. Conflitos do Oriente Médio: (UFRJ) “O governo de Sua Majestade encara favoravelmente o estabelecimento de um Lar Nacional para o povo judeu e fará o possível para a realização deste objetivo, ficando claramente entendido que nada será feito que possa prejudicar os direitos civis e religiosos das comunidades não-judaicas na Palestina”(…)
(BALFOUR, Arthur J. Ministro do Exterior Britânico, 2 nov. 1917.)

A célebre Declaração de Balfour tornou-se uma das bases para a ação do nacionalismo judaico.
a) Explique como se concretizou o pensamento de Balfour após a Segunda Guerra Mundial.
b) Explique uma das causas do não-cumprimento da Declaração Balfour em relação aos Palestinos.


06. Conflitos do Oriente Médio: (UFRN) Desde o século XIX até os dias atuais, a presença ocidental no mundo islâmico vem assumindo formas diversas, seja na disputa pelo controle do petróleo, na interferência para a criação de um Estado no seio dos territórios árabes, ou mesmo na disseminação de valores e formas de vida estranhos à cultura muçulmana. O quadro conflituoso decorrente é agravado pela coexistência, em um mesmo espaço, de três grandes religiões (judaísmo, cristianismo e islamismo). Esse conjunto de circunstâncias transforma o Oriente Médio e áreas vizinhas em palco de inúmeras tensões que, às vezes, se desdobram em conflitos de repercussão internacional. À luz dessas ideias:

a) descreva uma situação de tensão ou conflito ocorrida no Oriente Médio e áreas vizinhas, identificando os países diretamente envolvidos e a principal razão dessa tensão ou conflito.
b) analise o papel da religião nos movimentos de reação à presença ocidental no mundo islâmico e o modo como esses movimentos atuam para alcançar seus objetivos.


07. (UFPB). Conflitos do Oriente Médio:

mapas do crescimento territorial de Israel

Os mapas acima descrevem o crescimento territorial de Israel muito além do que a ONU havia estipulado em 1947.
(KAMAL, Leandro de. Oriente Médio. São Paulo: Scipione, 1994. p. 26. Adaptado.)

Dentre as alternativas, marque a que não constitui causa dessa expansão.
a) A aliança dos países árabes nunca significou uma estratégia unificada, apesar de Israel ser seu inimigo comum.
b) Os EUA nunca deixaram de favorecer o exército israelense, em que pesem as ambiguidades e o jogo duplo com os árabes.
c) A Inglaterra sempre se mostrou simpática à criação de um “lar judeu” na região, embora mantivesse o controle sobre a Palestina desde a Primeira Guerra.

d) A URSS, apesar dos seus desentendimentos com os EUA, apoiou, incondicionalmente, com armas e munições, o avanço do exército israelense.
e) A grande Lei do Retorno, assinada em 1950, proporcionou uma imigração em massa do povo judeu para Israel, garantindo a manutenção das áreas conquistadas.


08. Conflitos do Oriente Médio: (UEL) Um dos grandes conflitos do Oriente Médio tem sido o confronto árabe-israelense, cujas origens remontam ao período que segue à:

a) Segunda Guerra Mundial, quando os países vencedores apoiaram a Liga Árabe a invadir o território de Gaza.
b) Primeira Guerra Mundial, quando a Liga das Nações, pressionada pelos Estados Unidos, dividiu o território Palestino para criar o Estado de Israel.
c) Segunda Guerra Mundial, quando a ONU, por meio das forças de paz, obrigaram Israel a abandonar o Sinai, garantindo o controle do Canal de Suez ao Egito.
d) Primeira Guerra Mundial, quando a Liga das Nações aprovou a Declaração Balfour, colocando a Palestina sob o governo da Inglaterra.
e) Segunda Guerra Mundial, quando a ONU, retirando suas tropas da região, permitiu a ocupação da colina de Golan e dos territórios da Cisjordânia.


09. Conflitos do Oriente Médio: (Fatec) “O principal símbolo de intolerância política da Alemanha Oriental era o muro de Berlim, erguido em 1961 para impedir a passagem de alemães orientais para a parte ocidental. Este muro só foi derrubado em novembro de 1989.” A consequência desse fato foi:

a) a modernização da indústria arcaica da Alemanha Ocidental.
b) a democratização do socialismo.
c) a assinatura de um acordo de livre trânsito entre os dois povos.
d) a reunificação da Alemanha.
e) a transferência da capital da Alemanha Oriental para BONN.


10. Conflitos do Oriente Médio: (Fatec) “Eles acham que se as forças do mercado agirem livremente a produção aumentará, beneficiando a todos. São favoráveis, também, à privatização das empresas estatais, da assistência médica, das escolas e da previdência social com o objetivo de acabar com os gastos públicos excessivos. Acreditam ainda que, com a diminuição dos impostos, os empresários terão mais recursos para investir e que a liberação das importações e a abertura total da economia para o capital estrangeiro serão benéficas para a economia do país.” O texto retrata, em linhas gerais, o ideário e a postura dos:

a) neoliberais.
b) nacionalistas.
c) mercantilistas.
d) neocolonialistas.
e) economistas clássicos.


🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.


Gabarito com as respostas dos exercícios de História sobre os Conflitos do Oriente Médio:

01. C;
02. C;
03. E;
04. B;


05. a) A criação, em 1948, do estado de Israel.
b) As recomendações da ONU que previam a criação de um estado Palestino não foram cumpridas em
decorrência de antagonismos religiosos, culturais, econômicos e ideológicos entre israelenses e palestinos, o que acabou gerando a discriminação e a perseguição, no Oriente Médio, de milhares de palestinos.


06. a) O conflito árabe-israelense envolvendo judeus e muçulmanos palestinos, cujas origens remontam a 1948, quando foi criado o estado de Israel, ganhou notoriedade recentemente com o reinicio da Intifada (“Guerra das Pedras”) pelo lado palestino, diante dos obstáculos por parte de Israel à efetiva criação do estado Palestino, que inclui a cessão de territórios da Cisjordânia e da faixa de Gaza. O conflito que já envolveu guerras como a “dos Seis Dias” (1967) e do “Yon-Kippur” (1973), tem se caracterizado pelo recrudescimento das partes, sem perspectivas de paz para breve.
b) Grupos radicais islâmicos, sob o pretexto da Djihad (“Guerra Santa”), contra os inimigos de Alá, recorrem a ações terroristas que incluem suicidas considerados mártires. As ações têm como alvo principalmente cidadãos de governos considerados aliados de Israel, sobretudo dos Estados Unidos da América.


07. D;
08. D;
09. D;
10. A;

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário