Exercícios de História sobre a Crise Mundial de 1929

01. Crise Mundial de 1929: (UFMG) […] Há neste momento nos Estados Unidos cerca de 14 milhões de desempregados, e, como muitos deles têm família, 20 a 30 milhões de homens e mulheres vivem de esmolas, privadas ou públicas […] O espetáculo de uma grande nação de que um quarto se encontra reduzido à impotência produz emoções bem mais fortes do que uma estatística em preto e branco. Desde que põe pé neste país, o estrangeiro compreende de repente que em nenhum momento a Europa imaginou a dolorosa intensidade da depressão dos Estados Unidos.
MAUROIS, André. Estaleiros americanos. 1933.

A recuperação econômica dos EUA, após a Crise de 1929, ocorreu através do New Deal (1933-1938). Todas as alternativas apresentam instrumentos de ação do New Deal, EXCETO:
A) A administração de reassentamento, que transferiu famílias que ocupavam terras de qualidade inferior.
B) A Lei Antitruste, que proibia o controle de 60% do mercado por uma empresa ou associação de empresas.
C) A Lei da Cerveja e do Vinho e da Vigésima Primeira Emenda, que puseram fim à Lei Seca.
D) A Lei de Assistência Civil à Conservação e ao Reflorestamento, que criava frentes de trabalho para os jovens e desempregados.
E) A Lei do Ajustamento Agrícola, que subsidiava os fazendeiros que reduzissem a sua produção.

 

 

02. (UFRGS) No período chamado de Entre-Guerras, um acontecimento norte-americano alcançou repercussão mundial. Trata-se da Quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em outubro de 1929. Foram causas dessa Crise econômica a(o):
A) intervenção do Estado na economia, contrariando o ideal do liberalismo, profundamente arraigado na cultura norte-americana.
B) retomada da produção europeia, o aumento do preço do petróleo no mercado internacional e a redução do consumo interno.
C) explosão do consumo, o aumento das taxas de juros e uma sequência de nacionalizações de empresas estrangeiras.
D) aumento das exportações e dos preços dos produtos, sem que houvesse um aumento de produção de matérias-primas.
E) superprodução agrícola e industrial, a diminuição nos níveis de exportação e a queda nos preços no mercado interno.

 

 

03. (UFPE) Após a Primeira Guerra Mundial, a febre de negócios baseada na especulação provocou a Crise de 1929. Identifique, nas alternativas a seguir, os principais fatos que a produziram.
A) Aparecimento de ideologias como o fascismo e o nazismo.
B) Superprodução de mercadorias e saturação dos mercados consumidores.
C) Retraimento do crédito e proibição das exportações.
D) Equilíbrio entre a agricultura e o comércio.
E) Má colheita e demanda ilimitada da indústria.

 

 

04. (Mackenzie-SP) A partir do ano de 1932, o presidente norte-americano F. D. Roosevelt adotou um conjunto de medidas, o New Deal, com o objetivo de resgatar o crescimento econômico interrompido pelo Crack de 1929.
Entre essas medidas, destacam-se:
A) Incentivo à construção de obras públicas, intervenção estatal na economia e controle da produção visando à manutenção dos preços dos produtos.
B) Venda de empresas estatais e incentivo ao aumento da produção de produtos agrícolas.
C) Privatização da previdência social, aumento da jornada de trabalho e proibição da construção de obras públicas.
D) Redução dos salários dos empregados e fim do seguro-desemprego.
E) Desenvolvimento da previdência social e fim da intervenção estatal na economia.

 

 

05. Crise Mundial de 1929: (PUC-Campinas-SP) Considere as afirmações a seguir:
I. Paralisação do crescimento alemão, que vinha se verificando desde 1925, graças aos investimentos norte-americanos.
II. Redefinição da ordem mundial em favor das superpotências: os Estados Unidos, que confirmam a sua hegemonia no bloco capitalista, e a URSS, que emerge como potência de primeira grandeza, exercendo uma considerável influência na Europa Oriental.
III. Fortalecimento dos ideais liberais e democráticos, em todos os países europeus.
IV. Colapso do comércio internacional, o que leva a uma restrição ainda maior da produção mundial, tanto de matérias-primas e produtos agrícolas, como de produtos industrializados.
V. Necessidade de reciclagem das chamadas economias periféricas, que apresentavam um nítido caráter cíclico. […] A partir de então, os países da América Latina, notadamente Brasil, México e Argentina, aceleraram seu processo de industrialização, através de tarifas protecionistas, desvalorização cambial e mesmo decisão política dos Estados.

O período Entre-Guerras (1919-1939) foi marcado pela maior crise até então enfrentada pelo capitalismo: a Crise de 1929, crise de superprodução que atingiu em maior ou menor intensidade todos os países. Identificam os efeitos dessa Crise somente:
A) I, II e III.
B) I, III e IV.
C) I, IV e V.
D) II, III e V.
E) II, IV e V.

 

Exercícios de História sobre o que foi o New Deal.

 

06. Crise Mundial de 1929: (Enem–2009) A depressão econômica gerada pela Crise de 1929 teve no presidente americano Franklin Delano Roosevelt (1933-1945) um dos seus vencedores. New Deal foi o nome dado à série de projetos federais implantados nos Estados Unidos para recuperar o país, a partir da intensificação da prática da intervenção e do planejamento estatal da economia. Juntamente com outros programas de ajuda social, o New Deal ajudou a minimizar os efeitos da depressão a partir de 1933. Esses projetos federais geraram milhões de empregos para os necessitados, embora parte da força de trabalho norte-americana continuasse desempregada em 1940. A entrada do país na Segunda Guerra Mundial, no entanto, provocou a queda das taxas de desemprego e fez crescer radicalmente a produção industrial. No final da Guerra, o desemprego tinha sido drasticamente reduzido.
EDSFORD, R. Americas’s response to the Great Depression. Blackwell Publishers, 2000 (Adaptação).

A partir do texto, conclui-se que:
A) o fundamento da política de recuperação do país foi a ingerência do Estado, em ampla escala, na economia.
B) a Crise de 1929 foi solucionada por Roosevelt, que criou medidas econômicas para diminuir a produção e o consumo.
C) os programas de ajuda social implantados na administração de Roosevelt foram ineficazes no combate à crise econômica.
D) o desenvolvimento da indústria bélica incentivou o intervencionismo de Roosevelt e gerou uma corrida armamentista.
E) a intervenção de Roosevelt coincidiu com o início da Segunda Guerra Mundial e foi bem sucedida, apoiando-se em suas necessidades.

 

 

07. Crise Mundial de 1929: Mackenzie-SP
As causas da crise de 1929 foram:
a) aumento das taxas de juros, explosão de consumo, quebra da produção agrícola e nacionalização de empresas.
b) consolidação do nazifascismo, aumento do consumo, valorização do mercado financeiro e aumento das exportações.
c) Crack da Bolsa de Nova Iorque, aumento dos preços do petróleo, redução dos salários.
d) intervenção do Estado na economia, contradição entre capacidade de consumo e produção e concorrência com produtos asiáticos.
e) superprodução agrícola e industrial, diminuição do consumo, crack da Bolsa de Nova Iorque e diminuição das exportações.

 

 

08. Nova Iorque, 29 (UP) – A Bolsa de Títulos abriu com uma baixa de proporções sem precedentes. Porém, logo a seguir, manifestaram-se os efeitos do mais poderoso apoio bancário que jamais fora prestado ao mercado. As cotações estabilizaram-se e chegouse mesmo a verificarem-se algumas altas. Mais de 3.250.000 ações foram vendidas nas primeiras horas de funcionamento do mercado. A firma corretora John J. Bell, não conseguindo enfrentar os compromissos assumidos, suspendeu as suas transações. É esta a primeira falência (…)
Folha da Manhã, 30 outubro, 1929.

Sobre a crise citada no texto, é correto afirmar que:
a) nasceu do violento intervencionismo estatal, característico das economias capitalistas após a Primeira Guerra Mundial.
b) foi precipitada pela inadimplência dos países emergentes, produtores de matérias-primas.
c) foi reflexo da expansão do movimento socialista no mundo todo, ameaçando a economia capitalista.
d) refletiu a destruição material e de capitais provocada pela Segunda Guerra Mundial.
e) surgiu da violenta especulação da Bolsa de Valores, em decorrência da expansão econômica norteamericana após a Primeira Guerra Mundial.

 

 

09. Cesgranrio-RJ. Sobre a crise que se instalou na economia e na sociedade norte-americanas, após a quebra da Bolsa de Nova Iorque, em outubro de 1929, são corretas as afirmações a seguir, com exceção de uma.
a) Agravamento das tensões sociais, em face do grande número de desempregados nos centros urbanos e nas áreas rurais, pois a crise atingiu a todos os setores da economia: comércio, finanças, agricultura e indústria.
b) A realização de reforma agrária que limitou a extensão da propriedade, assegurando-se, então, a distribuição de parcelas entre as famílias desempregadas.
c) O agravamento das dificuldades no período de 1929/32, revelando a insuficiência das medidas adotadas pelo governo Hoover (republicano), criou condições para a vitória do candidato do Partido Democrata (F. D. Roosevelt).
d) A adoção da política do New Deal, que sofreu críticas de alguns segmentos da sociedade, desconfiados com a forma como foi enfrentada a questão social, quer pela garantia de assistência governamental aos desempregados, quer pelo apoio do governo federal aos sindicatos.
e) A adoção do New Deal, ampliando a esfera de participação do Estado nos assuntos econômicos, permitiu que a sociedade norte-americana se recuperasse sem prejuízo do regime capitalista e da democracia.

 

 

10. UFJF-MG
Leia atentamente o texto exposto:
Na verdade, mesmo os orgulhosos EUA, longe de serem um porto seguro das convulsões de continentes menos afortunados, se tornaram o epicentro deste que foi o maior terremoto global medido na escala Richter dos historiadores econômicos (…). Em suma: entre as guerras, a economia mundial capitalista pareceu desmoronar. Ninguém sabia exatamente como se poderia recuperá-la.
HOBSBAWN, Eric. A era dos extremos. São Paulo, Companhia das Letras, 2000, p. 91.

Assinale a alternativa correta:
a) Após a crise de 1929, fortaleceu-se o liberalismo econômico.
b) Enquanto a crise da economia capitalista acentuava-se no entre-guerras, fortaleciam-se os regimes democráticos.
c) A Europa, principal credor dos Estados Unidos no entreguerras, não foi afetada pela crise de 1929.
d) Uma das principais alterações na ordem capitalista, após 1930, foi o aumento da intervenção do Estado na economia.
e) Atingindo fundamentalmente o sistema bancário, a crise de 1929 não alcançou a produção industrial, estimulada pelo crescimento do consumo.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

Gabarito com as respostas das questões de História sobre a Crise Mundial de 1929:

01. B;
02. E;
03. B;
04. A;
05. C;
06. A;
07. E;
08. E;
09. B;
10. D;

Deixe um comentário