Exercícios sobre a Descolonização Afro-Asiática

01. Descolonização Afro-Asiática: (UFTM-MG–2010) Leia um trecho do Comunicado Final da Conferência de Bandung, de abril de 1955. Em verdade, todas as nações deveriam ter o direito de escolher livremente seus próprios sistemas político e econômico e seu próprio modo de vida, conforme os princípios e objetivos das Nações Unidas.

MATTOSO, Kátia M. de Q. Textos e documentos para o estudo da história contemporânea: 1789-1963.

O trecho revela que essa conferência norteou-se:

A) pela ideia de que a economia de mercado mostra-se compatível com as nações desenvolvidas, mas não cabe às subdesenvolvidas.

B) pela defesa intransigente do liberalismo econômico como único caminho possível para a superação da dependência econômica.

C) pelos interesses das antigas potências imperialistas na preservação dos tradicionais espaços de exploração econômica.

D) pelo não alinhamento automático às políticas das duas grandes potências do Pós-Guerra: Estados Unidos e União Soviética.

E) pela concepção pacifsta de que as independências afro-asiáticas deveriam ser construídas em negociação com as metrópoles.

 

 

02. (PUC Minas–2006) Em 1955, realizou-se na Indonésia a Conferência de Bandung, quando os governantes dos países afro-asiáticos se reuniram para tomar posição diante da bipolarização do mundo, produzida pela Guerra Fria. É CORRETO afirmar que essa Conferência resultou:

A) na indicação dos rumos da política a ser seguida pelos países não alinhados, para se aproximarem dos interesses das grandes potências.

B) no alinhamento dos países do chamado “Terceiro Mundo” ao bloco socialista contra a hegemonia norte americana.

C) na garantia de neutralidade dos países participantes frente às disputas que envolviam as duas superpotências.

D) no apoio à política externa norte-americana para impedir que o modelo socialista se estendesse pela América Latina.

 

 

03. Descolonização Afro-Asiática: (PUC Minas) A descolonização da África negra tem relação com os seguintes fatores, EXCETO:

A) o apoio dado aos países africanos pela ONU, visando, inclusive, a evitar um novo conflito mundial.

B) a ação desempenhada na ONU pelos países africanos já independentes, reivindicando o fm do colonialismo.

C) o vertiginoso crescimento dos movimentos nacionalistas africanos contra a permanência da dominação das metrópoles europeias.

D) o estímulo dado pela emancipação da Índia, então sob o domínio inglês, e dos países do Sudeste Asiático.

E) a iniciativa do governo português, que concedeu a independência para as suas colônias na África, mediante acordos pacíficos.

 

 

04. (Unimontes-MG–2010) A honra da Índia foi simbolizada por um punhado de sal na mão de um homem da não violência. O punho que contém o sal pode ser cortado, mas não largará o sal.

GANDHI, Mohandas. Apud ARRUDA, J. J. A.; PILETTI, N. Toda a história. São Paulo: Ática, 1997. p. 339.

Acerca do processo histórico que culminou com a independência da Índia, considere as afirmativas seguintes:

I. A luta pela independência incluía, entre outros fatores, a recusa em consumir produtos de origem inglesa.

II. A “filosofa” pacifista de Gandhi fazia concessões ao uso da violência quando esta era usada como legítima defesa.

III. A execução de Gandhi pelos colonizadores, mesmo após a independência, mostra o limite da eficácia da sua estratégia pacifista.

IV. As divisões internas entre muçulmanos e hindus foi um dos obstáculos à mobilização nacional e resultaram na divisão entre Índia e Paquistão, após a saída dos ingleses.

Está(ão) CORRETA(S) a(s) afirmativa(s):

A) I, apenas.

B) I e IV, apenas.

C) III e IV, apenas.

D) II e III, apenas.

 

 

05. Descolonização Afro-Asiática: (UEMG–2008) Observe atentamente a charge e a seguir responda à questão sobre a História da África. Diálogo entre países ricos e pobres:

Descolonização Afro-Asiática para enem

Disponível em: <www.uol.com.br/angeli>.

Em todos os conflitos africanos, a seguir focalizados, a violência foi estimulada por ressentimentos provocados pela interferência estrangeira dos países ricos. Assinale a alternativa que apresenta um conflito cujo componente étnico-cultural foi mais signifcativo do que a herança do domínio estrangeiro.

A) Processo de guerra civil após a independência de Angola, iniciado após a Revolução dos Cravos, na década de 1970, onde grupos políticos de esquerda MPLA e UNITA tinham ligações com a produção de petróleo e diamantes.

B) Conflito e perseguição coordenada pelas milícias janjaweed no Sudão, patrocinadas pelas influentes correntes terroristas muçulmanas dispostas a erradicar minorias cristãs no sul do país em Darfour, onde existe uma forte produção de petróleo.

C) Massacres étnicos entre hutus e tutsis em Ruanda, apoiados sobre crenças fundamentalistas de caráter nativista, que eclodiu em 1994 com uma guerra civil por disputa de fronteiras.

D) Extremismo islâmico na Argélia, ex-colônia francesa fornecedora de petróleo em grandes quantidades e que, após a independência em 1962, tornou-se, após o Irã, a segunda república islâmica no mundo.

 

Exercícios de História sobre os Estados Unidos e o Década de 80.

 

06. Descolonização Afro-Asiática: (UFES) O presidente sul-africano ficou surpreso ao saber que, no Brasil, o maior país de população negra fora da África, se fala uma só língua e se pratica o sincretismo religioso.

O GLOBO – 23 set. 1998.

O texto se refere à visita ao Brasil do presidente sul-africano Nelson Mandela, que combateu duramente os sérios problemas enfrentados pela África do Sul após se libertar da sujeição efetiva à Inglaterra. Uma das dificuldades por que passou o país foi a política de Apartheid, que consistia no(a):

A) resistência pacífica, que previa o boicote aos impostos e ao consumo dos produtos ingleses.

B) radicalismo religioso, que não permitia aos brancos professar a religião dos negros, impedindo o sincretismo religioso que interessava aos ingleses.

C) manutenção da igualdade social, que facilitava o acesso à cultura a brancos e negros, desde que tivessem poder econômico e político.

D) segregacionismo oficial, que permitia que uma minoria de brancos controlasse o poder político e garantisse seus privilégios diante da maioria negra.

E) desarmamento obrigatório para qualquer instituição nacional e exigência do uso exclusivo do dialeto africano nas empresas estrangeiras.

 

 

07. (UNIRIO-RJ) A descolonização do continente africano, a partir de 1950, libertou nações do imperialismo. Entretanto, não solucionou os problemas estruturais de diversos países do continente. Sobre os países africanos descolonizados, é CORRETO afirmar que:

A) em Ruanda, ao processo de independência, conquistada em 1962, seguiu-se a criação de um governo de coalizão popular que, apoiado por investimentos ocidentais, extinguiu as rivalidades étnicas e as guerras tribais.

B) em Angola, a prolongada guerra civil após a independência, em 1975, provocou a intervenção da ONU no conflito, com a participação de soldados brasileiros, cujo objetivo era desarmar a guerrilha e auxiliar na reconstrução do país.

C) em Moçambique, que alcançou a independência em 1975, o movimento guerrilheiro de inspiração socialista FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique), apoiado pela União Soviética, conquistou a gestão das regiões auríferas da Rodésia.

D) na Argélia, independente em 1962, após o fracasso das tentativas de estabelecimento da democracia com as recentes eleições, ocorreu o golpe de estado dos fundamentalistas muçulmanos.

E) na Namíbia, a fraqueza política e econômica dos governos posteriores à independência, ocorrida em 1990, facilitou a invasão militar, com a anexação de seu território pela África do Sul.

 

 

08. Descolonização Afro-Asiática: O processo de descolonização afro-asiática foi determinado por eventos que se desenharam na Segunda Guerra Mundial, entre eles a criação da ONU, a participação das colônias na Guerra ao lado de suas metrópoles e a própria bipolarização mundial. Diante dessas mudanças promovidas pela Segunda Guerra, podemos afirmar que as independências da Ásia e da África foram favorecidas pelo(a):

A) apoio recebido das superpotências, Estados Unidos e União Soviética, que desejavam conquistar áreas de influência para suas ideologias.

B) falta de apoio da Organização das Nações Unidas, uma vez que esta era comandada pelas potências que detinham domínio colonial na África e na Ásia.

C) ausência das colônias no conflito mundial, o que lhes deu tempo de preparar as lutas contra o domínio das metrópoles que participavam da Guerra.

D) falta de interesse dos Estados Unidos, principal potência mundial, em apoiar as independências, uma vez que sua preocupação era conter o avanço soviético.

E) atraso econômico dessas regiões, que não despertavam o interesse econômico das grandes potências capitalistas vitoriosas na Segunda Guerra.

 

 

09. (Enem–2010)

Descolonização Afro-Asiática simulado

Disponível em: www.culturabrasil.org.br. Acesso em: 28 abr. 2010.

A foto revela um momento da Guerra do Vietnã (1965-1975), confronto militar cuja cobertura jornalística utilizou, em grande escala, a fotografa e a televisão. Um dos papéis exercidos pelos meios de comunicação na cobertura dessa guerra, evidenciado pela foto, foi:

A) demonstrar as diferenças culturais existentes entre norte-americanos e vietnamitas.

B) defender a necessidade de intervenções armadas em países comunistas.

C) denunciar os abusos cometidos pela intervenção militar norte-americana.

D) divulgar valores que questionavam as ações do governo vietnamita.

E) revelar a superioridade militar dos Estados Unidos da América.

 

 

10. Descolonização Afro-Asiática: […] toda a cultura de dominação branca foi substituída por uma nova cultura de celebração da liberdade e da igualdade racial. Os museus, os nomes das ruas, as instituições públicas, tudo está hoje voltado a esclarecer às gerações presentes sobre os crimes do Apartheid e os horrores da escravidão que levou da África 8 milhões de negros e em cuja captura morreram outros 40 milhões. […]

Disponível em: <http://www.redebrasilatual.com.br/revistas/24/apartheid-nunca-mais>. Acesso em: 13 out. 2010.

Descolonização Afro-Asiática questões com gabarito

Disponível em: <http://www.portalhoje.com/segregacaonaoapartheid-nunca-mais/1434516>. Acesso em: 13 out. 2010.

O Apartheid terminou, porém algumas de suas marcas ainda permanecem na sociedade sul-africana. É considerada uma herança desse período:

A) a predominância de população branca sobre a população negra na África do Sul.

B) a exclusividade de brancos nos altos escalões do governo sul-africano em detrimento dos negros.

C) a persistência de altos índices de pobreza e criminalidade entre a população negra.

D) a persistência de bairros de brancos e outros de negros em que o livre trânsito não é permitido.

E) a proibição, por parte do governo, da entrada de negros oriundos de outros países na África do Sul.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas das atividades de História sobre Descolonização Afro-Asiática:

01. D; 02. C; 03. E; 04. B; 05. C; 06. D; 07. B; 08. A; 09. C; 10. C

Spread the love