Simulado Completo sobre o Imperialismo com Gabarito

01. Imperialismo: (Cesgranrio) A expansão imperialista do final do século XIX / início do século XX buscou atender aos interesses das diversas potências europeias e, em consequência, aprofundou as divergências entre as mesmas, levando à formação de blocos antagônicos e à eclosão da Primeira Guerra Mundial. As rivalidades franco-germânicas podem ser atribuídas à:

a) construção do canal de Suez, resultado da aplicação de capitais franceses, mas ocupado pela Alemanha, que transformou a região num protetorado.
b) disputa de terras férteis ao sul do continente africano, tendo em vista que a África do Norte já era inglesa e que a região do Sahel estava exposta à desertificação.
c) partilha da China entre as potências europeias, excluídas a Itália e a Alemanha, por estarem em processo de unificação.
d) ocupação da Tunísia pela França, que construiu uma estrada de ferro a qual, seguindo o litoral, alcançava Túnis, inviabilizando definitivamente a permanência
alemã na região.
e) ocupação francesa do Marrocos, pretendido pela Alemanha, que fracassou após as chamadas crises marroquinas, como as de Tânger e Agadir.


02. Imperialismo: (Unirio) “Foi essa consciência de nossa superioridade inata que nos permitiu conquistar a Índia. Por mais educado e inteligente que seja um indígena, por mais valente que ele se manifeste e seja qual for a posição que possamos atribuir-lhe, penso que jamais ele será igual a um oficial britânico.”
(Lord Kitchener. In: PANIKKAR, K. M. A Dominação Ocidental na Ásia. Trad. de Nemésio Salles. Rio de Janeiro: Saga, 1965, p. 160.)

A expansão imperialista europeia sobre o continente asiático, ao longo do século XIX e início do século XX, atingiu uma de suas principais expressões na dominação britânica sobre duas das mais antigas civilizações da Ásia: a China e a Índia. Marque a opção a seguir que apresenta uma característica correta da dominação imperialista inglesa sobre a China ou a Índia.
a) Na Índia, a extinção do sistema religioso de castas favoreceu a inclusão dos indianos na sociedade inglesa, porque foram utilizados como mão-de-obra
barata no parque industrial da Inglaterra.
b) Na China, a vitória militar dos ingleses sobre os exércitos imperiais chineses na Guerra do Ópio (1841) determinou a instalação do monopólio da Inglaterra sobre o comércio chinês de especiarias com o ocidente.
c) Na Índia, a dominação britânica provocou a destruição da economia tradicional voltada para a subsistência e sustentada por manufaturas têxteis
incapazes de concorrer com a produção inglesa de tecidos de algodão.

d) Na China, a hegemonia política e econômica inglesa impediu a atuação de outras potências imperialistas porque isolou o território chinês pelo Tratado
de Pequim (1860).
e) Na Índia, uma alta burocracia de indianos exercia a administração das áreas conquistadas para reduzir os custos elevados gerados pelos gastos militares
com a dominação imperialista.


03. Imperialismo: (UERJ) Se tivéssemos de definir o Imperialismo da forma mais breve possível, diríamos que ele é a fase monopolista do Capitalismo.
(LENIN, V. I. O Imperialismo: fase superior do capitalismo. São Paulo: Global, 1987.)

Melhor seria ver o Imperialismo como uma extensão à periferia da luta política na Europa. No centro, o equilíbrio estava ajustado tão perfeitamente que não era possível nenhuma ação positiva, nenhuma mudança importante no status ou no território de qualquer dos lados. As colônias tornaram-se um modo de sair do impasse.
(FIELDHOUSE. Apud B. J. Cohen. A Questão do Imperialismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.)

Indique, tomando como ponto de referência os textos, dois fatores que estimularam a expansão imperialista entre 1870 e 1914.


04. (UFRRJ) 1899 Nova York Mark Twain propõe mudar a bandeira (…) Em plena euforia imperial, os Estados Unidos celebram a conquista das ilhas do Havaí, Samoa e as Filipinas, Cuba, Porto Rico e uma ilhota que se chama, eloquentemente, dos Ladrões. O oceano Pacífico e o mar das Antilhas viraram lagos norte-americanos, e está nascendo a United Fruit Company; mas o escritor Mark Twain, velho estraga-festas, propõe que se mude a bandeira nacional: que sejam negras, diz, as listas brancas, e que umas caveiras com tíbias cruzadas substituam as estrelas.(…)”
(GALEANO, Eduardo. As Caras e as Máscaras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. p. 341.)

Há exatos cem anos, os Estados Unidos da América estavam inseridos em um processo de dominação territorial e econômica que afetou, igualmente, as grandes potências europeias e o Japão.
a) Nomeie esse processo e cite uma de suas principais características econômicas.
b) Explique as razões de Mark Twain para sua proposta.


05. Imperialismo: (UFRRJ) “Mas, paradoxalmente, o período entre 1875 e 1914 pode ser chamado de Era dos Impérios, não apenas por ter criado um novo tipo de imperialismo, mas também por um motivo muito mais antiquado. Foi provavelmente o período da história mundial moderna em que chegou ao máximo o número de governantes que se autodenominavam ‘imperadores’…”
(HOBSBAWM, Eric. A Era dos Impérios: 1875-1914. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. p. 88.)

O texto do historiador britânico faz referência a um sentido moderno e um sentido tradicional do termo Império, na Europa, na passagem do século XIX para
o século XX.
a) Cite dois dos Impérios europeus existentes na época, sendo um de cada um dos tipos citados acima.
b) Estabeleça uma relação entre Imperialismo e Nacionalismo.


06. Imperialismo: (UFU) Desde meados do século XIX até o início do século XX, as nações industrializadas europeias e os Estados Unidos da América empreenderam uma disputa por territórios na África, Ásia e América Latina. Essa disputa ficou conhecida como Imperialismo ou Neocolonialismo. Compare o imperialismo do século XIX com a expansão mercantilista ocorridas nos séculos XV e XVI, quanto ao processo de colonização.


07. (UFSM) Assinale a afirmativa correta em relação ao processo de colonização da África e da Ásia, realizado pelas principais potências mundiais, nos séculos XIX e XX.

a) O término do Apartheid, na África do Sul, só foi possível pela derrota dos exércitos ingleses na Guerra dos Bôeres.
b) O fm da escravidão, apesar de ser fundamental para a implantação do Capitalismo na África, só ocorreu quando o MPLA (Movimento pela Libertação de Angola) tomou o poder em Angola.
c) A conquista colonial teve a finalidade de transformar a África e a Ásia em fornecedores de matérias-primas, consumidores de produtos industriais e receptores de investimentos das potências mundiais.
d) O Japão foi o país asiático que mais se beneficiou das colônias conquistadas na África, pois nelas instalou o seu excedente populacional, entre outros benefícios.
e) A chamada partilha da África foi consequência direta do Tratado de Paz de Versalhes, firmado entre os vencedores e os perdedores da Primeira Guerra Mundial.


08. Imperialismo: (UEL) Sobre Hong Kong, que foi devolvida ao governo da China Continental no dia 1.º de Julho de 1997, depois de 155 anos de domínio britânico, pode-se afirmar que:

a) o retorno de Hong Kong ao governo chinês resultou de um forte sentimento de Nacionalismo de seus habitantes.
b) a reincorporação de Hong Kong à China decorreu da adesão deste país ao sistema capitalista.
c) a devolução de Hong Kong à China foi consequência do processo de globalização da economia.
d) a presença dos ingleses em Hong Kong pode ser entendida como uma prerrogativa da igreja anglicana.
e) o domínio britânico em Hong Kong decorreu da expansão do Imperialismo inglês.


09. (PUC Minas) Pela Convenção de Madri de 1880, as principais nações europeias reconheceram a autonomia do Marrocos. Em abril de 1914, a França e a Inglaterra estabelecem bilateralmente a chamada “Entende Cordiale”, por meio da qual a Grã-Bretanha teria total liberdade de ação no Egito, enquanto à França era entregue o Marrocos. Pelo exposto, é correto afirmar que, no período em questão:

a) habitualmente os interesses dos povos dominados representavam um fator de peso nas decisões tomadas pelas nações imperialistas.
b) apesar dos dispositivos de caráter internacional, a ação política das potências antes da Primeira Guerra era norteada pela força e pelo arbítrio.
c) era comum que os atritos entre os países europeus fossem superados por meio de uma arbitragem imparcial e inquestionável.
d) tornou-se fundamental garantir a ordem internacional, deslocando-se o poder para os Estados Unidos, país alheio aos problemas europeus.
e) a existência de um organismo supranacional possibilitou que os princípios do direito internacional fossem efetivamente respeitados.


10. Imperialismo: (UFMG) A expansão neocolonial do final do século XIX pode ser associada à:

a) busca de novas oportunidades de investimentos lucrativos para o capital excedente nos países industriais.
b) atração pelo entesouramento permitido pela conquista de regiões com jazidas de metais preciosos.
c) necessidade de expansão da influência da igreja católica frente ao aumento dos seguidores da Reforma.
d) divisão internacional do trabalho entre produtores de matérias primas e consumidores de produtos industrializados.


🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.


Gabarito com as respostas do simulado sobre o Imperialismo:

01. E;
02. C;


03. Dois dentre os motivos:
Grande Depressão de 1873.
necessidade de exportação de mercadorias.
necessidade de exportação de capital.
tensões nacionalistas.
conflitos sociais.
crença na “missão civilizatória”.


04. a) Imperialismo (Domínio violento de mercado externo).
b) Mark Twain discordava dos critérios violentos com que se processavam as conquistas imperialistas em particular aos norte-americanos.


05. a) Inglaterra, França, no primeiro caso, e Rússia, no segundo, por exemplo.
b) O processo de formação dos grandes impérios relaciona-se com à consolidação da ideia de nação, na medida em que as áreas coloniais são alvo de dominação linguística e cultural. Deve se considerar ainda a autoridade soberana do poder imperial por toda a sua extensão territorial.


06. Nos séculos XV e XVI, o sistema colonial inseria-se no contexto de Capitalismo comercial sendo as colônias, sobretudo na América, mercados de suas Metrópoles e áreas fornecedoras de metais preciosos e produtos tropicais destinados à Europa. No século XIX a ação imperialista demandava das necessidades das potências industriais como a obtenção de matérias-primas e a expansão de mercados e de capitais excedentes, sobretudo após a Segunda Revolução Industrial, sendo a África e a Ásia as áreas mais intensamente exploradas.

07. C;

08. E;
09. B;
10. A

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário