Os Conflitos Mundiais Lista de Exercícios com Gabarito

Questão 01. (Fuvest). Os Conflitos Mundiais: No mapa a seguir os números 1, 2, 3, e 4 referem-se, respectivamente, aos seguintes focos de tensão nacional e internacional:

mapa dos focos de tensão nacional e internacional

a) Cartel de Medellín (Colômbia); movimento separatista da Irlanda do Norte; independência da Ucrânia; movimento contra a junta militar em Myanma (ex-Birmânia);

b) Sendero Luminoso/tráfico de cocaína (Peru); conflito separatista da Irlanda do Norte; problema dos curdos, principalmente no Iraque; lutas internas nas Filipinas;

c) guerrilhas internas na Bolívia; movimento separatista basco; independência da Lituânia, Estônia e Letônia; lutas internas nas Filipinas;

d) Cartel de Medellín (Colômbia); movimento de autonomia da Islândia; lutas internas de croatas e sérvios; emancipação de Hong-Kong do domínio inglês;

e) Sendero Luminoso / tráfico de cocaína (Peru); movimento separatista basco; lutas internas no Eslovênia; unificação da Coreia do Norte e do Sul.


Questão 02. (PUC-Campinas). Os Conflitos Mundiais: Em função do quadro das grandes transformações ocorridas no mundo a partir do final dos anos 1980:

a) aponta-se para novos programas de reconstrução que, à semelhança do Plano Marshall, tenderiam a instalar projetos especiais com vistas a obter a prosperidade econômica nas áreas pobres do Sul;

b) questiona-se a validade da expressão Terceiro Mundo para designar os países pobres, pois com o final da Guerra Fria, deixou de existir a tradicional divisão de Primeiro e de Segundo Mundo;

c) promove-se um realinhamento dos principais países devedores no sentido de implantar ajustes econômicos, capazes de promover melhoria qualitativa do padrão de vida e ampliação do mercado interno dessas nações;

d) estabelece-se um novo período de prosperidade econômica generalizada nos países industrializados, que se traduz pelo crescimento da produção e queda do desemprego;

e) acentua-se a tendência à universalização das instituições democráticas, ampliando-se os índices de desenvolvimento humano.


Questão 03. (UFMG). Os Conflitos Mundiais: Atualmente o problema dos refugiados chama a atenção da opinião pública mundial. Todas as afirmativas sobre a questão dos refugiados estão corretas, exceto:

a) o termo refugiado, no sentido estrito, aplica-se à pessoa que, na fuga de seu país de origem, ultrapassa uma fronteira internacional reconhecida e tem necessidade de assistência e proteção imediatas;

b) a legislação de países que têm recebido refugiados, elaborada geralmente com preocupações humanitárias, permite aceitar indivíduos que saem de seus países de origem motivados por situações de intensa crise econômica;

c) à medida que o número de refugiados aumenta, a taxa de sua aceitação definitiva diminui, como é o caso de países de forte tradição de acolhimento, que temem a diversidade cultural e a pressão econômica;

d) o movimento de refugiados tem envolvido nos últimos tempos, principalmente, países asiáticos, africanos e europeus, e se estende, também, à América do Norte, em particular, aos Estados Unidos;

e) o número de refugiados aumentou consideravelmente na última década em razão do agravamento ou surgimento de conflitos de natureza política e étnica, no interior e entre Estados.


Questão 04. (UFV). Os Conflitos Mundiais: Em julho de 1990, no bojo das transformações ocorridas com a derrocada do comunismo no Leste Europeu, efetivou-se a unificação da Alemanha  Ocidental com a Oriental. Passados mais de cinco anos, pode-se concluir que a unificação resultou:

a) no fortalecimento do processo de unificação europeia como um todo, por meio da efetivação do Mercado Comum Europeu;

b) num episódio com significado mais político do que econômico já que, nesse aspecto particular, as duas Alemanhas apresentavam praticamente o mesmo PIB;

c) no aumento significativo do padrão de vida na exRDA, pois a população passou a ter acesso aos produtos industrializados do Ocidente;

d) na desmontagem pura e simples das indústrias instaladas na ex-Alemanha Oriental, com o consequente desemprego em massa;

e) num processo exemplar de privatização, na medida em que as empresas do lado oriental, antes totalmente estatizadas, foram vendidas com grandes lucros.


Questão 05. (Fuvest). Os Conflitos Mundiais: Neste final de século, especialmente após o encerramento da Guerra Fria, recrudesceram, em vários países da Europa e da Ásia, conflitos de natureza étnica. Considere os conjuntos a seguir, um incluindo grupos em conflito entre si e o outro regiões da Europa e da Ásia.

tabela de grupos e regiões de conflitos

Assinale a alternativa que contém somente associações corretas.
a) I e Y, II e Z, III e S.
b) I e S, III e Y, IV e R.
c) I e Y, II e Z, III e R.
d) I e Y, III e S, IV e R.
e) I e Z, III e R, IV e Y.


Questão 06. (Enem). Os Conflitos Mundiais: Os efeitos abomináveis das armas nucleares já foram sentidos pelos japoneses há mais de 50 anos (1945). Vários países têm, isoladamente, capacidade nuclear para comprometer a vida na Terra. Montar o seu sistema de defesa é um direito de todas as nações, mas um ato irresponsável ou um descuido pode desestruturar, pelo medo ou uso, a vida civilizada em vastas regiões. A não proliferação de armas nucleares é importante. No 1.º domingo de junho de 1998, Índia e Paquistão rejeitaram a condenação da ONU, decorrente da explosão de bombas atômicas pelos dois países, a título de teste nuclear e comemoradas com festa, especialmente no Paquistão. O governo paquistanês (país que possui maioria da população muçulmana) considerou que a condenação não levou em conta o motivo da disputa: o território de Caxemira, pelo qual já travaram três guerras desde sua independência (em 1947, do Império Britânico, que tinha o Subcontinente Indiano como colônia).

Dois terços da região, de maioria muçulmana, pertencem à Índia e 1/3, ao Paquistão. Sobre o tempo e os argumentos podemos dizer que:
a) a bomba atômica não existia no mundo antes de o Paquistão existir como país;
b) a força não tem sido usada para tentar resolver os problemas entre Paquistão e Índia;
c) Caxemira tornou-se um país independente em 1947;
d) os governos da Índia e Paquistão encontram-se numa perigosa escalada de solução de problemas pela força;
e) diferentemente do século anterior, no início do século XX o Império Britânico não tinha mais expressão mundial.


Questão 07. (PUC-SP). Os Conflitos Mundiais: O atentado ao World Trade Center, nos EUA, multiplicou, na imprensa brasileira, as caracterizações de grupos terroristas. Eis algumas delas:

1. Al-Qaeda: seguidores de Osama Bin Laden, que lutam pela expansão do Islã e contra invasores não islâmicos da península arábica. Embora tenham recebido ajuda dos EUA no passado, identificam os americanos como inimigos, entre outras razões, pelo apoio ao estado de Israel.

2. ETA (Pátria Basca e Liberdade): grupo fundado em 1959, que luta pela transformação do país Basco em Estado independente. Ocupa áreas do norte da Espanha e sul da França.

3. Hamas (Movimento da Resistência Islâmica): um dos principais grupos contrários à existência do estado de Israel e ao processo de paz entre árabes e israelenses.

4. IRA (Exército Republicano Irlandês): organização católica da Irlanda do Norte (Ulster), que luta para que a região se una à República da Irlanda (Eire), o que contraria os protestantes (60% da população), que desejam a permanência da subordinação à Grã-Bretanha.

Supondo tais informações como corretas e admitindo a veracidade das ações atribuídas aos grupos descritos, podemos afirmar que:
a) apenas o IRA e o Hamas executam ações terroristas locais, visto que suas reivindicações são particulares, contra governos locais específicos e, por
isso, eles não identificam inimigos externos;

b) a ETA tem suas ações circunscritas à escala nacional, visando apenas a um novo desenho geopolítico em sua região geográfica, enquanto que à Al-Qaeda atribuem-se objetivos difusos e responsabilidade por atentados em escala global;

c) tanto a Al-Qaeda quanto o Hamas e a ETA lutam por reivindicações clássicas do jogo geopolítico, quais sejam: a conquista de territórios e independência para formar novos estados nacionais;

d) Hamas e a Al-Qaeda são organizações islâmicas que se constituem como inimigas dos EUA e Israel em função de sua ideologia comunista e radicalmente anticapitalistas;

e) tanto o IRA quanto a ETA estão engendrando ações em colaboração com os grupos terroristas islâmicos, visando uma unificação global das redes terroristas, o que as tornaria organizações mais poderosas.


Questão 08. (PUC-Campinas). Os Conflitos Mundiais: Indique a alternativa que apresenta conflitos nacionais na Europa, Ásia e África em que ocorreu a intervenção da ONU/Otan.

a) Europa – País Basco (Espanha); Ásia – Curdistão (Turquia, Irã e Iraque); África – Domínios Tribais (Serra Leoa).
b) Europa – Kosovo (Iugoslávia); Ásia – Timor Leste (Indonésia); África – Saara Ocidental (Marrocos).
c) Europa – Irlanda do Norte (Reino Unido); Ásia – Timor Leste (Indonésia); África – Saara Ocidental (Marrocos).
d) Europa – Kosovo (Iugoslávia); Ásia – Curdistão (Turquia, Irã e Iraque); África – Domínios Tribais (Argélia).
e) Europa – Ossétia do Sul (Geórgia); Ásia – Talibãs (Afeganistão); África – Saara Ocidental (Marrocos).


Questão 09. (UFSM). Os Conflitos Mundiais: A nova ordem geopolítica mundial, que tem prevalecido ao longo da década de 1990, caracteriza-se pela:

I. Ascensão de uma ordem bipolar, marcada pela rivalidade entre dois tipos de economia – a planificada e a de mercado – e pela oposição Leste × Oeste.
II. Disputa militar, política, econômica e ideológica entre as duas superpotências mundiais, a fim de aumentar as suas zonas de influência.
III. Rivalidade/parceria entre os três polos ou centros econômicos e tecnológicos e pelo agravamento das disparidades entre os países do norte, ricos, e os países do sul, pobres.

Está(ão) correta(s):
a) apenas I;
b) apenas I e II;
c) apenas III;
d) apenas II e III;
e) I, II e III.


Questão 10. (UFRRJ). Os Conflitos Mundiais: “…os líderes da Otan devem esboçar um programa claro para a expansão da aliança em direção leste, para incluir os Estados da Europa central e do  leste e a ex União Soviética, especialmente a Rússia democrática. Se isso não acontecer, a aliança mais bem-sucedida na história se destina a seguir o caminho da ameaça que a criou, que a levaria para a lata de lixo da história. As populações da Rússia, da Polônia, da Hungria, da República Tcheca e das outras democracias emergentes serão as espectadoras mais atentas e mais importantes da cúpula da Otan. Elas esperam que a Otan lhes ofereça uma chance para se juntar à aliança…”
BAKER III, James A. Folha de S. Paulo, 1993.

As considerações de James Baker, ex-secretário de Estado do governo Bush, só poderiam mesmo ser feitas na década de 1990, em função:
a) da existência relativamente recente da Otan, surgida no final da década de 1980;
b) da inviabilidade desse tipo de expansão da Otan, durante a Guerra Fria;
c) de que essa intenção da Rússia democrática era impedida pela ex União Soviética;
d) de que inicialmente essa aliança envolvia apenas os países da Europa central;
e) de que a aliança, quando criada, envolvia apenas os países da Europa oriental.

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

Gabarito com as respostas da lista de exercícios sobre Os Conflitos Mundiais:

Resposta do exercício 01. B;
Resposta do exercício 02. B;
Resposta do exercício 03. B;
Resposta do exercício 04. C;
Resposta do exercício 05. D;

Resposta do exercício 06. D;
Resposta do exercício 07. B;
Resposta do exercício 08. B;
Resposta do exercício 09. C;
Resposta do exercício 10. B

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário