Simulado de Geografia sobre as Atividades Agrícolas

Questão 01. Atividades Agrícolas: (Enem–2010) No século XIX, para alimentar um habitante urbano, eram necessárias cerca de 60 pessoas trabalhando no campo. Essa proporção foi se modificando ao longo destes dois séculos. Em certos países, hoje, há um habitante rural para cada dez urbanos.
SANTOS, M. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo: EDUSP, 2008.

O autor expõe uma tendência de de aumento de produtividade agrícola por trabalhador rural, na qual menos pessoas produzem mais alimentos, que pode ser explicada:
A) pela exigência de abastecimento das populações urbanas, que trabalham majoritariamente no setor primário da economia.

B) pela imposição de governos que criam políticas econômicas para o favorecimento do crédito agrícola.

C) pela incorporação homogênea dos agricultores às técnicas de modernização, sobretudo na relação latifúndio-minifúndio.

D) pela dinamização econômica desse setor e utilização de novas técnicas e equipamentos de produção pelos agricultores.

E) pelo acesso às novas tecnologias, o que fez com que áreas em altas latitudes, acima de 66°, passassem a ser grandes produtoras agrícolas.


Questão 02. (Enem–2010) Os últimos séculos marcam, para a atividade agrícola, com a humanização e a mecanização do espaço geográfico, uma considerável mudança em termos de produtividade: chegou-se, recentemente, à constituição de um meio técnico-científico-informacional, característico não apenas da vida urbana, mas também do mundo rural, tanto nos países avançados como nas regiões mais desenvolvidas dos países pobres.
SANTOS , M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2004 (Adaptação).

A modernização da agricultura está associada ao desenvolvimento científico e tecnológico do processo produtivo em diferentes países. Ao considerar as novas relações tecnológicas no campo, verifica-se que a:
A) introdução de tecnologia equilibrou o desenvolvimento econômico entre o campo e a cidade, refletindo diretamente na humanização do espaço geográfico nos países mais pobres.

B) tecnificação do espaço geográfico marca o modelo produtivo dos países ricos, uma vez que pretendem transferir gradativamente as unidades industriais para o espaço rural.

C) construção de uma infraestrutura científica e tecnológica promoveu um conjunto de relações que geraram novas interações socioespaciais entre o campo e a cidade.

D) aquisição de máquinas e implementos industriais, incorporados ao campo, proporcionou o aumento da produtividade, libertando o campo da subordinação à cidade.

E) incorporação de novos elementos produtivos oriundos da atividade rural resultou em uma relação com a cadeia produtiva industrial, subordinando a cidade ao campo.


Questão 03. PUCCamp-SP – Considere o texto apresentado abaixo.

Na Amazônia, as madeireiras abrem brechas enormes na vegetação. Espaços de pastagens homogêneas substituem a mata. Culturas agrícolas de mercado se espalham extensivamente sobre antigas áreas florestadas. A vegetação original não se regenera e a erosão pluvial age de forma destruidora.
Assinale a alternativa que exprime o conteúdo do texto.
a) A coexistência da floresta com as atividades produtivas tem representado um dos obstáculos ao desenvolvimento da Amazônia.

b) O ecossistema amazônico, muito resistente, tem impedido a ocupação efetiva de seu espaço e tornado a região pouco atraente aos investimentos.

c) A rápida ocupação empresarial e capitalista, na Amazônia, tem provocado interferências profundas e irreversíveis no meio amazônico.

d) As condições ambientais ligadas ao clima quente e muito úmido têm acentuado a dificuldade de ocupação permanente da Amazônia.

e) O aumento do número de pequenas e médias propriedades para o desenvolvimento de atividades produtivas na Amazônia tem representado verdadeiros desastres ecológicos.


Questão 04. Atividades Agrícolas: (UFTM-MG–2010) Observe o gráfico:
Quem é o agricultor comercial brasileiro: Maiores dificuldades

gráfico maiores dificuldades produtor brasileiro

<www.cna.org.br>.

Sobre os dados do gráfico, pode-se constatar que:
A) no moderno modelo de produção no campo, fatores como acesso ao crédito e aquisição de implementos agrícolas têm maior peso do que os fatores naturais, como o clima e o solo.

B) no Brasil, apesar da boa qualidade dos solos e do clima adequado à produção agrícola, a maior parte dos produtores, por estarem em regiões isoladas, não têm acesso ao crédito.

C) o tamanho da propriedade não influi na capacidade de produção, pois o acesso ao crédito e à tecnologia é difícil tanto para pequenos quanto para grandes proprietários.

D) o fraco mercado interno representa uma grande barreira para a expansão da produção agrícola no país, pois inviabiliza o aumento de investimentos financeiros no campo.

E) apesar das transformações ocorridas nas formas de produzir no campo, fatores naturais climáticos e pedológicos ainda têm grande importância na rentabilidade das propriedades.


Questão 05. Atividades Agrícolas: (UEL-PR–2011) Observe a ilustração, o esquema e a tabela a seguir:
Perda de solo versus usos

Perda de solo versus usos

GUERRA, A. J. T.; SILVA, A. S.; BOTELHO, R. G. M. Erosão e conservação dos solos. Rio de Janeiro: Bertrans Brasil, 1999. p. 309.

Atividades humanas e implicações no processo de degradação das terras.

esquema Atividades humanas e implicações no processo de degradação das terras

GUERRA, A. J. T.; SILVA, A. S.; BOTELHO, R. G. M. Erosão e conservação dos solos. Rio de Janeiro: Bertrans Brasil, 1999. P. 307.

Efeitos de distintas coberturas vegetais e sistemas de uso da terra na erosão em Campinas-SP

Uso da terraErosãoRunoff
Floresta0,0011,1
Pastagem11,6
Café1,41,6
Algodão368,2

Com base na ilustração, no esquema e na tabela, considere as afirmativas a seguir.
I. A degradação das terras por erosão em áreas agrícolas não pode ser justificada pela eliminação da capa superficial do solo, pois ela não intensifica o escoamento superficial (runoff).

II. A eliminação da capa superficial do solo é o maior causador da erosão em terras com vocação agrícola, por isso a erosão deve ser controlada desde seu início.

III. As consequências da erosão não se limitam à quantidade de solo perdida; refletem-se também na degradação física e na perda da fertilidade do solo.

IV. A degradação progressiva do solo, assim como do ambiente como um todo, tem sido gerada, principalmente, pelas atividades ligadas à produção de alimentos e de outros bens de consumo.

Assinale a alternativa CORRETA.
A) Somente as afirmativas I e II são corretas.
B) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
C) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.


Questão 06. (Enem–2005) Considerando os conhecimentos sobre o espaço agrário brasileiro e os dados apresentados no gráfico, é correto afirmar que, no período indicado,

Produção de grãos*

gráfico Produção de grãos e área plantada

*Soja, Trigo, Milho, Arroz e Algodão / **Previsão Obs: Há ainda 13 milhões de hectares utilizados por plantações das chamadas culturas permanentes, como hortifrutigranjeiros.
Fonte: Censo Agropecuário, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Ministério da Agricultura

A) ocorreu um aumento da produtividade agrícola devido à significativa mecanização de algumas lavouras, como a da soja.

B) verificou-se um incremento na produção de grãos proporcionalmente à incorporação de novas terras produtivas.

C) registrou-se elevada produção de grãos em virtude do uso intensivo de mão de obra pelas empresas rurais.

D) houve um salto na produção de grãos, a partir de 91, em decorrência do total de exportações feitas por pequenos agricultores.

E) constataram-se ganhos tanto na produção quanto na produtividade agrícolas resultantes da efetiva reforma agrária executada.


Questão 07. Atividades Agrícolas: (Enem–2007)

Álcool, crescimento e pobreza
O lavrador de Ribeirão Preto recebe em média R$ 2,50 por tonelada de cana cortada. Nos anos 80, esse trabalhador cortava cinco toneladas de cana por dia. A mecanização da colheita o obrigou a ser mais produtivo. O corta-cana derruba agora oito toneladas por dia. O trabalhador deve cortar a cana rente ao chão, encurvado. Usa roupas mal-ajambradas, quentes, que lhe cobrem o corpo, para que não seja lanhado pelas folhas da planta. O excesso de trabalho causa a birola: tontura, desmaio, cãibra, convulsão. A fim de agüentar dores e cansaço, esse trabalhador toma drogas e soluções de glicose, quando não farinha mesmo. Tem aumentado o número de mortes por exaustão nos canaviais. O setor da cana produz hoje uns 3,5% do PIB. Exporta US$ 8 bilhões.
Gera toda a energia elétrica que consome e ainda vende excedentes. A indústria de São Paulo contrata cientistas e engenheiros para desenvolver máquinas e equipamentos mais eficientes para as usinas de álcool. As pesquisas, privada e pública, na área agrícola (cana, laranja, eucalipto etc.) desenvolvem a bioquímica e a genética no país.

ÁLCOOL: O MUNDO DE OLHO EM NOSSA TECNOLOGIA

charge ÁLCOOL: O MUNDO DE OLHO EM NOSSA TECNOLOGIA

–Ah, fico meio encabulado em ter de comer com a mão diante de tanta gente!
FOLHA DE S. PAULO, 11 mar. 2007 (Adaptação).

Confrontando-se as informações do texto com as da charge, conclui-se que:
A) a charge contradiz o texto ao mostrar que o Brasil possui tecnologia avançada no setor agrícola.

B) a charge e o texto abordam, a respeito da cana-de-açúcar brasileira, duas realidades distintas e sem relação entre si.

C) o texto e a charge consideram a agricultura brasileira avançada, do ponto de vista tecnológico.

D) a charge mostra o cotidiano do trabalhador, e o texto defende o fim da mecanização da produção da cana-de-açúcar no setor sucroalcooleiro.

E) o texto mostra disparidades na agricultura brasileira, na qual convivem alta tecnologia e condições precárias de trabalho, que a charge ironiza.


Questão 08. UEL-PR
Os processos erosivos básicos são de importância fundamental para que se compreenda como a erosão ocorre e quais as suas conseqüências. Dessa forma, uma análise de erosão dos solos como um problema agrícola depende não apenas da compreensão das taxas de perda do solo mas também do quanto ainda está disponível para a agricultura.
Guerra, A. J. T. e Cunha, S. P. Geomorfologia, uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994. p. 165

Em relação ao tema, considere as seguintes afirmativas:
I. Como os solos se renovam constantemente, as perdas por erosão deixam de ser importantes para a agricultura.
II. A erosão é um processo que pode ser intensificado pelo manuseio incorreto do solo.
III. No Sul e no Sudeste do Brasil, os processos erosivos mais importantes são devidos à ação eólica.

Assinale a alternativa correta.
a) Apenas as afirmativas II e III são corretas.
b) Apenas a afirmativa III é correta.
c) Apenas a afirmativa II é correta.
d) Apenas as afirmativas I e III são corretas.
e) Apenas as afirmativas I e II são corretas.


Questão 09. Mackenzie-SP – Práticas agrícolas inadequadas, com excesso de defensivos, processo de mineração indiscriminado, queimadas, má administração da produção de energia a partir da biomassa.

Esse conjunto de aspectos relacionados à exploração dos solos, entre outros, tem contribuído para o que hoje é considerado um dos graves problemas ambientais de muitos países do planeta, entre eles os EUA e o Brasil; trata-se:
a) da destruição da camada de ozônio.
b) da poluição atmosférica.
c) do efeito estufa.
d) da desertificação.
e) da contaminação dos lençóis freáticos.


Questão 10. Fuvest-SP – A partir da década de oitenta do século XX, programas agrícolas promoveram o desenvolvimento da região Centro-Oeste do Brasil. Isso foi realizado com grande aplicação de capital e utilização de técnicas agrícolas avançadas. Podemos afirmar que a substituição das formações do cerrado pela agricultura mecanizada, entre outras características:

a) foi favorecida pela grande fertilidade de suas terras planas, próprias dos chapadões.

b) aumentou a tendência natural de processos erosivos por interferências antrópicas, como a compactação do solo.

c) desnudou extensas áreas de mares de morros, provocando assoreamento de rios, como o Araguaia.

d) gerou poucos impactos ambientais, tendo em vista a substituição de uma cobertura vegetal por outra.

e) eliminou as queimadas naturais e antrópicas na região com o uso de irrigação por gotejamento.


🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.


Gabarito com as respostas das atividades de Geografia sobre Atividades Agrícolas:

01. D;
02. C;
03. C;
04. A;
05. E;

06. A;
07. E;
08. C;
09. D;
10. B

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário