O Brasil e a Globalização Exercícios Respondidos

1. (FGV). O Brasil e a Globalização: A respeito da criação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca), pode-se afirmar que:

a) as resistências do Brasil à criação dessa área residem somente em abolir as barreiras não tarifárias e os efeitos da lei de cotas (ambos impostos pelos EUA), que afetam exclusivamente o setor de suco de laranja.
b) a contradição de
global trader do Brasil acabou pesando na decisão de o país retirar-se das negociações para a criação dessa área, voltando-se ao fortalecimento do Mercosul.
c) a estratégia brasileira tem sido, entre outras medidas, a de resistir à investida norte-americana para acelerar a criação dessa área e de fortalecer o Mercosul, para dialogar com os EUA em posição mais favorável.
d) assim como outros países do continente, o Brasil não assumiu compromissos como o reconhecimento de padrões internacionais de trabalho e a proteção ao meio ambiente.
e) setores produtivos do Brasil, como os de calçados, têxteis, siderúrgicos e suco de laranja desejam acelerar a criação dessa área por serem competitivos e não sofrerem sanções tarifárias e da lei de cotas impostas pelos EUA.

 


2. (Mackenzie) O Brasil e a Globalização: Considere as afrmações sobre o Mercosul e suas relações com os EUA:
I. Entre os países-membros não há nenhum polo gerador de tecnologias. Brasil e Argentina são as economias mais industrializadas, mas muito dependentes de capitais e equipamentos estrangeiros; dessa forma não há como conseguir autossuficiência industrial no interior do Mercosul.
II. O Brasil pretende transformar-se num
global trader (país que comercializa com o mundo todo) e não pretende concentrar os negócios do Mercosul com
poucos países, especialmente os EUA.
III. O interesse brasileiro é o de adiar a adesão à Alca (Área de Livre Comércio das Américas), para dar tempo aos setores produtivos de modernizarem-se para enfrentar a concorrência dos EUA.
IV. Os EUA querem apressar a adesão à Alca, pois visam ter um mercado cativo na América do Sul, ao mesmo tempo que restringiriam os interesses da União Europeia na região.

São verdadeiras:
a) I, II, III e IV.
b) apenas II e III e IV.
c) apenas II e III.
d) apenas I e III e IV.
e) apenas III e IV.

 


3. (Cesgranrio). O Brasil e a Globalização: Em 1999, os esforços de integração regional, por meio do Mercosul, vêm sofrendo ameaças de crise, em virtude de:
a) ingresso de economias frágeis no Bloco, como o Chile e a Bolívia.
b) agravamento da longa crise política do Paraguai e do Uruguai.
c) desvalorização do real e retaliações entre Brasil e Argentina.
d) queda da produção agropecuária argentina e brasileira.
e) suspensão de parte das exportações para os Estados Unidos.

 


4. (FEI) Um dos fatos que mais chamam a atenção no mundo contemporâneo é a formação dos chamados blocos econômicos. O Brasil vem aprofundando os
entendimentos com os seus parceiros do Mercosul para melhor operacionalizar essa união. São parceiros do Brasil no Mercosul:
a) Argentina, Uruguai, Chile e Venezuela.
b) Argentina, Bolívia e Paraguai.
c) Uruguai, Argentina, Peru e Venezuela.
d) Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela.
e) Chile, Paraguai e Argentina.

 


5. (PUC-Campinas). O Brasil e a Globalização: As tentativas de integração regional na América Latina não são recentes e o Brasil sempre esteve presente. Em 1960, foi criada a ALALC, substituída pela ALADI, na década de 1980. Mais recentemente, já na década de 90, Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai criaram o Mercosul com a expectativa de que este bloco, considerado o 4.o do mundo, possa dar resultados favoráveis. Sobre a formação dessas organizações é correto afirmar que:
a) tradicionalmente, sempre objetivaram aumentar as relações comerciais com os Estados Unidos e, desse modo, reforçar a ajuda norte-americana sobre o
continente.
b) foram geradas na expectativa de frear a disputa entre os Estados Unidos e a ex-União Soviética, pelo domínio político e econômico sobre a América Latina.

c) foram incentivadas pelos Estados Unidos, como estratégia para reduzir o avanço das negociações comerciais entre o Mercado Comum Europeu e a América Latina.
d) representaram uma opção estratégica de sair da influência dos Estados Unidos e uma forma de inserir a América Latina na economia mundial.
e) reforçaram o papel dos países latino-americanos como fornecedores de matérias-primas industriais para as grandes potências do mundo capitalista.

 

As Indústrias no Brasil Exercícios com Gabarito.


6. (UERJ). O Brasil e a Globalização: “Quem sabe, então, se não seria conveniente, do ponto de vista do interesse nacional, direcionar nossos esforços para a consolidação do Mercosul,  como forma de resgatar o velho sonho de integração econômica latino-americana, concebida originariamente – e com surpreendente atualidade nos dias de hoje – em oposição aos mesmos que agora tratam de nos impingir a Alca.”
(TAVARES, Maria da Conceição. Folha de S. Paulo, 29 mar. 1998)
A crítica de economistas brasileiros sobre a formação da Alca, ao mesmo tempo em que defendem a consolidação do Mercosul, justifica-se principalmente porque:
a) o pequeno porte das empresas do setor de serviços nos conduziria a uma situação vantajosa no mercado externo.
b) o fm das barreiras comerciais no continente nos colocaria numa situação de falência do setor industrial de capital estrangeiro.
c) a estrutura industrial e agrária subordinada aos países centrais nos levaria ao confronto com outras organizações supranacionais.
d) a abertura indiscriminada às exportações norte americanas nos reduziria à condição de produtores de bens primários e de
commodities.

 

7. (UFF) Depois de crescer de 1 bilhão de dólares, em 1990, para 20 bilhões, em 1997, o comércio interno no Mercosul estagnou em 1998 e, no primeiro semestre de 1999, apresentou uma queda de 30%. (Royal Institute of Internacional Affairs)
Pode-se mencionar, dentre os motivos da queda no movimento comercial do Mercosul:
a) as medidas de desvalorização da moeda brasileira e a grave recessão econômica na Argentina.
b) a forte concorrência dos produtos asiáticos com livre ingresso na bacia Platina.
c) a resistência dos agricultores do sul do Brasil contra a entrada do trigo uruguaio e argentino.

d) a guerra fiscal na região fronteiriça entre o Paraguai e o Brasil.
e) a entrada de novos parceiros com diferentes realidades socioeconômicas, a exemplo do Chile e do Equador.

 


8. (UFMG). O Brasil e a Globalização: Todas as alternativas apresentam aspectos que evidenciam a progressiva consolidação do Mercosul, exceto:
a) a ampliação da área geográfica de geração do PIB (Produto Interno Bruto).
b) a expansão do raio de consumo da produção dos centros mais dinâmicos dessa organização.
c) o aumento do fluxo de veículos e a diversificação da rede de transportes.
d) o crescente controle da economia pelo setor agropecuário registrado nos últimos anos.

 


9. O Brasil e a Globalização: (UFMG) Visto, hoje, como uma alternativa para a sobrevivência das economias no mundo globalizado, o processo de integração regional, a despeito de resultados positivos comprovados, é responsável pelo aparecimento ou pelo aprofundamento de problemas de ordem econômica nos países-membros dos diferentes blocos.
No caso do Mercosul, todos os seguintes problemas acompanham o processo de integração regional,
exceto:
a) a crise econômico financeira enfrentada pelo Brasil no primeiro semestre de 1999 contribuiu para o desaquecimento da economia da Argentina, provocando o fechamento de unidades produtivas e a elevação do desemprego neste país.
b) a integração econômica pressupõe uma integração política, que, entre outras consequências, limita a soberania do Estado, tendo-se em vista a adoção de políticas comuns de defesa externa frente aos interesses do bloco.
c) a sobrevalorização do Real, até os primeiros meses de 1999, abriu o mercado consumidor brasileiro aos produtos agrícolas e industriais dos demais países-membros desse bloco econômico, em detrimento da produção nacional.
d) as multinacionais, beneficiando-se das facilidades conferidas pelo processo de integração regional, concentram suas atividades produtivas em um ou outro país membro, afetando os mercados de trabalho à revelia das decisões nacionais.

 


10. (UFPE). O Brasil e a Globalização: “Muito do que já se escreveu sobre o Mercosul é marcado pelo otimismo redundante que costuma acompanhar a leitura superficial da globalização. No entanto, não se avançará muito (nem na teoria nem na prática política da integração regional) apresentando uma visão simplista do processo. É mais conveniente, sob qualquer ponto de vista, reconhecer os conflitos reais e potenciais, até para enxergar melhor as possibilidades de superação dos mesmos.”
(ALIMONDA, Héctor. Revista Ciência Hoje, v. 26, n.151)
Em relação ao Mercosul, analise as afirmativas a seguir.
( ) As potencialidades do processo de integração regional dos países que compõem o Mercosul são muito grandes; no entanto, estas não vêm sendo exploradas de maneira mais intensa.
( ) Até os anos 1980, os países sul-americanos não conseguiram alcançar êxitos previstos na área econômica, mas o projeto de integração nesta área começou
a mostrar avanços consideráveis no plano político diplomático a partir do eixo Brasil Argentina.
( ) A integração regional representada pelo Mercosul acabou por provocar sérias rivalidades entre os países que o compõem, acelerando a grave crise econômica em que se encontram mergulhados.
( ) O acordo Mercosul estabelece sérias restrições ao livre comércio de produtos industrializados produzidos no Brasil e no Paraguai, o que dificulta consideravelmente o processo de integração econômica regional.
( ) O tratado que deu origem ao Mercosul estabelece como metas fundamentais a inserção competitiva dos países que dele fazem parte, o estímulo ao fluxo de comércio com o resto do mundo e, em especial, à integração da América Latina.

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as resposta dos exercícios de geografia sobre O Brasil e a Globalização:

1. C;
2. A;
3. C;
4. D;
5. D;
6. D;
7. A;
8. D;
9. B;
10. V, V, F, F, V

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário