O Segundo Reinado Brasileiro Exercícios Respondidos

01. Segundo Reinado Brasileiro: (UERJ) No final do século XIX, já existiam condições para o início da industrialização que desencadeou gradativamente o capitalismo. No Brasil, para que esse processo ocorresse, foram decisivos a mão-de-obra disponível – sobretudo de imigrantes -, um mercado interno e a existência de:

a) escravos tecnicamente capacitados.
b) fundições de ferro e siderurgia.
c) capitais oriundos do café.
d) ferrovias interligadas.
e) tecnologias de ponta.


02. (UFF) “A primeira geração de proletários brasileiros convivera, nas fábricas e nas cidades, com trabalhadores escravos durante várias décadas. Este fato caracteriza toda a fase inicial do processo de formação do proletariado como classe no Brasil”.
(FOOT, F.; LEONARDI, V. História da Indústria e do Trabalho no Brasil. São Paulo: Global, 1992. p. 111.)

Assinale a opção que se refere incorretamente à questão focalizada pelo texto na segunda metade do século XIX.
a) Os trabalhadores nacionais, tidos como preguiçosos, deviam ser controlados pelo aparato policial e judicial.
b) O regime escravista propiciava a formação de ideologias que valorizavam o trabalho manual, considerado honroso para o homem e fonte da riqueza nacional.
c) A política de repressão à vadiagem era direcionada, principalmente, ao liberto, a ser reeducado numa nova ética do trabalho.
d) A imagem ideal do trabalhador era representada pelo estrangeiro, portador em potencial da civilização e da modernização do país.
e) Dentre as primeiras categorias de proletários brasileiros, formados no século XIX, encontravam-se os ferroviários, estivadores, portuários e têxteis.


03. Segundo Reinado Brasileiro: (Unirio) A imigração para o Brasil de expressivos contingentes de europeus, na segunda metade do século XIX, pode ser associada à:

a) ampliação da força de trabalho artesanal nas cidades para atender à produção de exportação.
b) introdução do sistema de parceria na produção de café, garantindo a continuidade da produção do Vale do Paraíba.
c) substituição do trabalho escravo na lavoura, o qual entrou em declínio a partir da proibição do tráfico.
d) Lei Áurea, que, ao abolir a escravidão, permitiu a introdução de trabalhadores livres no país.
e) valorização do trabalho agrícola, impedindo o desenvolvimento do setor industrial.


04. (Cesgranrio) A figura de Irineu Evangelista de Souza, Barão e Visconde de Mauá, simboliza as transformações da economia no século XIX, em razão da sua atividade de:

a) empresário envolvido em atividades capitalistas como bancos, indústrias e estradas de ferro.
b) comerciante de escravos, representando, no Rio de Janeiro, os principais traficantes internacionais.
c) representante dos principais importadores de produtos ingleses no Brasil.
d) parlamentar defensor das políticas protecionistas adotadas pelo Império.
e) produtor de café no vale do Paraíba fluminense.


05. Segundo Reinado Brasileiro: (UFRJ) “Num mundo onde os grande empresários privados costumavam ter uma única empresa, Mauá apostou na diversificação. No país onde agricultura parecia destino manifesto, ele montava uma indústria atrás da outra.”
(CALDEIRA, Jorge. Mauá: empresário do Império. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 18.)

Na segunda metade do século XIX, o Brasil destaca-se por uma vocação essencialmente agrária. Neste sentido, o texto acima aponta para o exemplo de uma ação individual empreendida em direção à abertura de indústrias durante o Império. Nessa perspectiva:
a) aponte dois aspectos da estrutura econômica brasileira no Segundo Reinado.
b) indique duas características da tentativa de industrialização empreendida por Irineu Evangelista de Sousa, o Visconde de Mauá.


06. Segundo Reinado Brasileiro: (Cesgranrio) No Brasil, a expansão cafeeira, na segunda metade do século XIX, pode ser identificada a partir das seguintes características:

a) expansão do consumo externo, progressos técnicos, abertura de créditos, desenvolvimento das ferrovias e introdução da mão-de-obra escrava.
b) expansão das áreas cultivadas na Província Fluminense, tráfico interprovincial de escravos, avanços  tecnológicos, créditos externos e maior consumo interno.
c) expansão ferroviária, crescimento do Oeste Novo paulista, aumento do tráfco negreiro, maior consumo interno e externo e chegada dos imigrantes.
d) incentivos estatais à produção, créditos do Banco do Brasil, introdução do trabalho livre, desenvolvimento ferroviário e aumento das áreas cultivadas em Minas Gerais.
e) substituição do escravo pelo imigrante, capitais ingleses, introdução de máquinas modernas, elevação dos preços e rápida urbanização.


07. (Cesgranrio) “Na 2.ª metade do século XIX e particularmente os últimos anos do Império, é inegável que o setor urbano da economia tenha começado a atingir um desenvolvimento e uma importância capazes de diferenciá-lo significativamente do setor rural (…). O grande fazendeiro paulista fazia parte de uma dinâmica econômica muito mais próxima daquilo que chamaríamos de Capitalismo. Mais acostumados com as finanças, com os créditos, possuía seus próprios esquemas de comercialização do café, não vivia nas fazendas, mas tinha sua residência nas vistosas mansões dos Campos Elíseos ou de Higienópolis, na cidade de São Paulo.”
(MARANHÃO, Ricardo; MENDES JR., Antônio. Brasil Histórico.)

A partir dos seus conhecimentos e da leitura do texto, deduz-se que o cultivo do café não possibilitou:
a) um predomínio econômico dos plantadores paulistas sobre os plantadores fluminenses.
b) um crescimento urbano populacional significativo.
c) um atrelamento dos fazendeiros paulistas aos setores mais dinâmicos da produção.
d) uma instrumentalização do comércio praticada pelas camadas médias da sociedade.
e) um ganho de “foros de nobreza”, mesmo que não pelo nascimento, pelos fazendeiros paulistas.


08. Segundo Reinado Brasileiro: (Cesgranrio) Na segunda metade do século XIX, a introdução, de forma crescente, de trabalhadores livres na economia brasileira está ligada à:

a) crise da escravidão, principalmente após o fim do tráfico negreiro.
b) restrição de diversos países europeus à imigração de seus excedentes nacionais.
c) forma pacífca como foi encaminhada a Abolição, permitindo a utilização do antigo escravo como trabalhador livre.
d) acelerada criação de indústrias de base que não utilizavam trabalho escravo.
e) política contrária à escravidão, adotada pelo governo imperial ao longo de toda a sua história.


09. (Fuvest) “… o que de coração desejo é ver concluída esta maldita guerra, que já tanto tem arruinado nosso país.”
(Ofício confdencial de Caxias dirigido ao Ministro da Guerra brasileiro, em Tuiuti, 10 de junho de 1867.)

a) A que guerra Caxias se refere? Que países estavam nela envolvidos?
b) Quais as repercussões dessa guerra para o Brasil?


10. Segundo Reinado Brasileiro: (Unirio) O envolvimento do Brasil em sucessivos conflitos na região platina, na segunda metade do século XIX, pode ser explicado pela(o):

a) tradicional rivalidade entre Brasil e Argentina com vistas ao controle do estuário do Prata, culminando com a derrubada de Rosas naquele país.
b) neutralidade do Império em relação à política uruguaia, obrigação assumida quando da Independência da Cisplatina.
c) independência do Paraguai, apoiada pela Argentina, e suas pretensões expansionistas sobre o território brasileiro.
d) apoio inglês, à restauração do Vice-Reino do Prata, criando uma unidade de domínio na região.
e) conflito do Império Brasileiro com os países platinos em torno da competição no comércio de produtos pecuários.


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas dos exercícios sobre o Segundo Reinado Brasileiro:

01. C;
02. B;
03. C;
04. A;


05. a) O modelo agrário exportador com o café como base da economia naquele momento; a decadência da monocultura cafeeira no vale do Paraíba e a expansão para o oeste paulista; o fm do tráfico negreiro e a introdução da mão-de-obra do imigrante de origem europeia etc.
b) A fundação, em 1846, de uma fundição e um estaleiro em Ponta de Areia, em Niterói; a criação da Companhia de Gás do Rio de Janeiro, em 1851; a participação na construção de ferrovias; a instalação do primeiro cabo submarino ligando Brasil à Europa, em 1872 etc.


06. E;
07. D;
08. A;


09. a) Guerra do Paraguai, envolvendo Brasil, Argentina e Uruguai contra o Paraguai.
b) Representou o crescimento da dívida externa e o início da crise do Império.


10. A

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário