As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro

01. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (UFG) Durante o 2º Reinado, as relações entre o Brasil e a Inglaterra ficaram tensas. Nesse clima, a Questão Christie (1863) foi deflagrada pela:

a) resistência das elites escravistas brasileiras em extinguir o tráfico de africanos, gerando descontentamento entre os diplomatas ingleses.

b) decisão do governo brasileiro de não renovar o tratado de comércio com a Inglaterra, favorecendo a situação financeira do governo imperial.

c) aprovação da lei Bill Aberdeen pelo Parlamento inglês, proibindo o tráfico de escravos no Atlântico, sob pena da apreensão de navios negreiros.

d) pilhagem da carga de um navio inglês naufragado no Brasil e pelo aprisionamento, pela Inglaterra, de navios brasileiros no Rio de Janeiro.

e) instabilidade nas relações comerciais do Brasil com a Inglaterra, decorrente da entrada de produtos industrializados, principalmente dos Estados Unidos.


02. (UFMS) Vizinhos e atuais parceiros no Mercosul, Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai foram protagonistas do mais sangrento conflito do continente. Ao longo de seis anos, entre 1864 e 1870, aproximadamente 130 mil pessoas morreram nos quatro países. À exceção da Argentina, que chegou a cobrar impostos sobre os suprimentos enviados para as tropas aliadas, as nações envolvidas sofreram consequências econômicas atrozes. O Brasil enterrou nos campos de batalha um total de 614 mil contos de réis, o equivalente a 11 anos do orçamento imperial, resultando num déficit público que se arrastaria pelos vinte anos seguintes.
(Revista Nossa História, ano 2, n° 13, novembro de 2004).

Sobre o conflito a que se refere o texto, assinale a alternativa correta.
a) Trata-se da Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai.
b) Trata-se da Guerra da Província Cisplatina contra o Uruguai.
c) Trata-se da Confederação do Equador contra a Argentina.
d) Trata-se da Batalha de Guararapes contra o Paraguai.
e) Trata-se da Guerra do Chaco contra o Paraguai.


03. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (PUCCAMP) Leia os trechos do poema.

O Leão Britânico ruge,
Impera,
Domina,
Quer o mundo a seus pés;
(…)
O Leão não admite concorrência,
Para isso tem dentes ávidos,
Estômago de máquina a vapor,
Cérebro capaz de gerar navios,
Frotas, esquadras inteiras,
Ele próprio ancorado
No canal da Mancha.
O Leão se alimenta de ouro, prata,
De toneladas de algodão,
Devora carne humana
Com sua boca de fornalha.
Que é esse esquilo
Que incomoda a sua cauda?
Essa república insubmissa
Fora do controle de suas unhas?
(…)
Com intrigas e chacinas,
Há que se jogar irmão contra irmão
Na América Latina.
(Raquel Naveira. “Guerra entre irmãos”.  Campo Grande: s/ed., 1993, p. 17-8)

O poema traduz uma interpretação do envolvimento direto da Inglaterra na Guerra
a) da Cisplatina, disputa entre Argentina e Brasil para decidir a quem pertenceria a chamada “Banda Oriental” (atual Uruguai).

b) do Pacífico, um conflito entre Argentina e Paraguai pela disputa de uma saída para o Oceano Pacífico.

c) do Paraguai, momento em que a Tríplice Aliança desencadeia uma luta contra o interesse do Paraguai de obter acesso ao Oceano Atlântico.

d) contra Aguirre, quando as forças militares do governo brasileiro invadiram o Uruguai, em razão dos conflitos de terra na fronteira entre os dois países.

e) contra Rosas, marcando um intenso conflito entre Brasil e Argentina pela anexação do Uruguai e Paraguai.


04. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (FGV) Na segunda metade do século XIX, ocorreu uma série de conflitos internacionais na Região do Prata. Entre esses conflitos, podemos identificar a:

a) Guerra do Paraguai – como é conhecida entre os brasileiros – ou Guerra do Brasil – conforme a denominação paraguaia, provocada pelas disputas em torno do controle da Bacia Platina.

b) Guerra dos Farrapos, que representou um movimento separatista no sul do Brasil, apoiado pelos governos do Paraguai, Argentina e Uruguai como represália ao expansionismo brasileiro.

c) Guerra do Paraguai, provocada pelos interesses expansionistas paraguaios, que provocou uma alteração na política de não interferência do governo brasileiro em assuntos estrangeiros.

d) Revolução Farroupilha, movimento republicano inspirado no caudilhismo paraguaio de Solano López, defensor de um projeto federalista que reunisse os demais Estados do Cone Sul.

e) Guerra do Paraguai, provocada pela aliança entre Paraguai, Chile e Argentina, contra as pretensões brasileiras e uruguaias de controlar as atividades agropecuárias na região.


05. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (FGV/2010) Uma abordagem crítica desse conflito revela crimes de guerra cometidos por Caxias, pelo conde d’Eu; põe a nu a matança de meninos de nove a quinze anos (…) dá-nos o perfil inteiro do massacre de um povo e, mais do que isso, mostra o Império do Brasil a serviço da Inglaterra, esmagando um país livre para não desequilibrar o sistema de dominação que o imperialismo inglês mantinha na América do Sul.
(Júlio José Chiavenato, A guerra contra o Paraguai)

Na primeira década de 1860, o governo paraguaio (…)
buscou ter participação ativa nos acontecimentos platinos, apoiando o governo uruguaio hostilizado pela Argentina e pelo Império [do Brasil]. (…) A Guerra do Paraguai foi, na verdade, resultado do processo de construção dos Estados nacionais no Rio da Prata e, ao mesmo tempo, marco nas suas consolidações.
(Francisco Doratioto, Maldita guerra)

Os fragmentos permitem que se conclua que:
a) a Guerra do Paraguai foi um evento sobre o qual é possível a construção de interpretações diversas, muitas vezes conflitantes.

b) os interesses britânicos foram os únicos responsáveis pela Guerra do Brasil, como esse conflito é conhecido no Paraguai.

c) as repúblicas sulamericanas objetivavam destruir o Império brasileiro, pela ligação deste com os interesses do capitalismo inglês.

d) a reunificação do Prata, apoiada pelo Império brasileiro, fez aguçar as tensões diplomáticas com a Argentina e o Uruguai.

e) a maior guerra da América do Sul teve início com agressão uruguaia ao Paraguai, devido aos acordos secretos dessa nação com a Argentina.


06. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (UFRRJ) Leia o texto a seguir sobre a Guerra do Paraguai.
Enquanto o café seguia sua marcha no Oeste Paulista e as propostas de abolição gradual da escravatura davam os primeiros passos, um acontecimento internacional iria marcar profundamente a história do segundo Império. Esse acontecimento foi a Guerra do Paraguai, travada por mais de cinco anos, entre 11 de novembro de 1864, quando ocorreu o primeiro ato das hostilidades, e 1 de março de 1870. Ela é conhecida, na América espanhola, como Guerra da Tríplice Aliança.
BORIS, F. “História do Brasil”. São Paulo: Edusp, 1995. p. 208.

A declaração de guerra do Paraguai ao Brasil deu início ao mais longo conflito em território americano. Pode-se afirmar que a Guerra do Paraguai

a) resultou do acirramento da competição na região do Prata, especialmente pelo controle da produção de charque.

b) foi incentivada pelo apoio da Inglaterra ao Paraguai, na tentativa de fortalecimento do controle econômico sobre a região do Prata.

c) teve como consequência a demonstração de poder político da Inglaterra, especialmente após a Questão Christie.

d) levou à formação da Tríplice Aliança, unindo Brasil, Argentina e Uruguai, contra o Paraguai de Francisco Solano López.

e) ocasionou uma nova composição de forças, envolvendo Brasil, Argentina e Bolívia, após o aprisionamento do navio brasileiro “Marquês de Olinda”, pelo Uruguai.


07. (FURG-RS) Um dos fatores que levaram à deflagração da Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai foi

a) o interesse paraguaio em ampliar o seu território em direção ao Peru.
b) a questão de fronteiras entre a Argentina e o Chile.
c) a necessidade do Rio Grande do Sul em expandir a produção pecuário charqueadora em direção ao mercado paraguaio.
d) o interesse brasileiro na navegação em águas fluviais que passavam pelo território paraguaio.
e) a intenção paraguaia de expandir seu território a ponto de restabelecer o antigo Vice-Reino do Peru, do qual fizera parte à época colonial.


08. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (UNESP) Durante o século XIX, as relações do Brasil com os países fronteiriços foram marcadas por várias tensões. Indique, excetuando a guerra contra o Paraguai, duas destas relações conflituosas.


09. As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro: (Unesp-SP) “Guerra do Paraguai” ou “Guerra da Tríplice Aliança”? Não só os nomes variam. Até hoje essa guerra, que causou um forte impacto nas relações entre as partes diretamente envolvidas – Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai –, é ensinada de modo diferente aos jovens desses países.
(Rosendo Fraga, Nossa História, novembro de 2004.)

Para o Brasil, entre as decorrências desse conflito, pode-se apontar:
a) um grande endividamento externo com a Inglaterra e o fortalecimento do Exército.
b) a conquista de amplos territórios e a decadência da produção agro-exportadora.
c) o enfraquecimento do Exército e um aumento substancial da produção industrial.
d) uma forte crise diplomática com a Inglaterra e a extinção do tráfico negreiro.
e) o recrudescimento da escravidão e a conciliação entre conservadores e liberais.


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas das questões de História do Brasil sobre As Questões Externas no Segundo Reinado Brasileiro:

01. d;

02. a;

03. c;

04. a;

05. a;

06. d;

07. d;

08. A intervenção militar brasileira na Argentina e no Uruguai em 1852, contra Rosas e Uribe, respectivamente, além da invasão do Uruguai em 1864, constituem-se em exemplos das tensões que caracterizaram as relações do Brasil com os países platinos no século XIX.

09. a

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário