A Revolução Francesa Questões com Gabarito

1. A Revolução Francesa: (Unicamp) Num panfleto publicado em 1789, um dos líderes da Revolução Francesa afrmava:
“Devemos formular três perguntas:
O que é Terceiro Estado? Tudo.
O que tem ele sido em nosso sistema político? Nada.
O que pede ele? Ser alguma coisa.”
(Apud: HUBERMAN, Leo. História da Riqueza do Homem, 1979.)

Explique as perguntas e respostas contidas nesse panfleto francês.

 


2. (Fuvest) Do ponto de vista social, pode-se afirmar, sobre a Revolução Francesa, que:
a) teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, dirigida e apropriada por uma só classe social, a burguesia, única beneficiária da nova ordem.

b) fracassou, pois, apesar do terror e da violência, não conseguiu impedir o retorno das forças sócio-políticas do Antigo Regime.
c) nela coexistiram três revoluções sociais distintas:  uma revolução burguesa, uma camponesa e umapopular urbana, a dos chamados
sans-culottes.
d) foi um fracasso, apesar do sucesso político, pois, ao garantir as pequenas propriedades aos camponeses, atrasou, em mais de um século, o progresso econômico da França.
e) abortou, pois a nobreza, sendo uma classe coesa, tanto do ponto de vista da riqueza, quanto do ponto de vista político, impediu que a burguesia a concluísse.

 


3. (Unesp) Durante a Revolução Francesa, na fase da Convenção Nacional, destacou-se, como líder revolucionário, Robespierre. Este assumiu a defesa do ideal democrático e se manifestou nestes termos:
“Nos Estados aristocráticos a palavra pátria tem sentido unicamente para as famílias aristocráticas, isto é, para os que se apoderaram da soberania. Somente na
democracia o Estado é realmente a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores, preocupados pela sua causa, tão
grande quanto o número de seus cidadãos.”
Apoiando-se no texto e aplicando seus conhecimentos:
a) dê o nome do agrupamento político que Robespierre liderou nos momentos decisivos da Revolução.
b) copie o trecho do documento anterior que melhor corresponde à teoria da vontade geral e indique o nome do filósofo mentor dessa teoria.

 


4. (Unirio) “O mais extraordinário não é que a Revolução Francesa tenha empregado os processos que a vimos aplicar e concebido as idéias que produziu: a grande novidade é que tantos povos tenham chegado a um ponto em que tais procedimentos pudessem ser empregados com efcácia e tais máximas admitidas com facilidade.”
(TOCQUEVILLE, Alexis de. O Antigo Regime e a Revolução Trad.: Yvonne Jean da Fonseca, Brasília: UNB, 1979. p. 59.)
A Revolução Francesa é um dos principais movimentos sociais da história ocidental. Exerceu forte influência na formação do ideário político e social do ocidente em épocas distintas e em culturas variadas. A Revolução Francesa, em seu processo de mudanças políticas e sociais, caracterizou-se por:
a) derrubar o sistema de representação política da nobreza senhorial, baseado nos Estados Gerais eleitos por sufrágio singular, secreto e universal.
b) fortalecer o Estado estamental baseado no privilégio como fator de distinção social e ascensão econômica.
c) promover o súdito a cidadão por meio de um ordenamento político-jurídico no qual se destaca a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.
d) substituir o sistema constitucional e parlamentar da monarquia francesa do Antigo Regime por uma República Federativa de governo burguês.
e) trocar o modelo institucional da separação dos poderes do Estado Absoluto francês, divididos em Executivo, Legislativo e Judiciário, pelos tribunais revolucionários burgueses.

 

 

5. (UERJ) Os acontecimentos do final do século XVIII deram corpo e alma a uma série de mudanças que possibilitaram o nascimento, embora em ritmos diversos, segundo as regiões do mundo contemporâneo. A gestação da Revolução Industrial inglesa, a Independência dos Estados Unidos e a Revolução Francesa constituíram-se nos marcos dessa modernidade. As ideias e práticas abalaram os alicerces do Antigo Regime, ainda que de formas diversas, tanto na maior parte do continente europeu quanto no universo colonial americano. Explique por que a Revolução Francesa é considerada um importante marco da crise do Antigo Regime.

 

Independência Americana Exercícios com Gabarito.


6. (PUC-Rio) “Que é o Terceiro Estado? Tudo. Que tem sido até agora na ordem política? Nada. Que deseja?
Vir a ser alguma coisa.
Ele é o homem forte e robusto que tem um dos braços ainda acorrentados. Se suprimíssemos a ordem privilegiada, a nação não seria algo de menos e sim alguma
coisa mais. Assim, que é o Terceiro Estado? Tudo, mas um tudo livre e florescente. Nada pode caminhar sem ele, tudo iria infinitamente melhor sem os outros (…).”
(Abade, SIEYES. O que é o Terceiro Estado?).
Considerando o texto apresentado:
a) identifique 2 (dois) grupos sociais que compunham o Terceiro Estado e explique seus descontentamentos às vésperas da Revolução Francesa.
b) cite, a partir dos descontentamentos do Terceiro Estado em relação ao Antigo Regime, duas ações empreendidas pelos revolucionários franceses que tenham contribuído para alterar esta situação.

 

 

7. (UFF) O processo das revoluções democrático-burguesas que animou a Europa e a América nos séculos XVIII e XIX contribuiu, efetivamente, para a institucionalização da vida política contemporânea.
Com relação ao enunciado, pode-se afirmar que:
a) a Revolução Francesa não fez parte do processo das revoluções democrático-burguesas, pois apresentou ideias de vida social incompatíveis ao capitalismo liberal.
b) as revoluções democrático-burguesas, ao conterem a crítica mais radical ao Antigo Regime, desenvolveram as ideias centrais do positivismo e do evolucionismo, contribuindo para o reforço do autoritarismo.
c) a Revolução  Francesa, movimento heterogêneo, que incluiu setores sociais descontentes com o Antigo Regime, promoveu o desenvolvimento das matrizes ideológicas do século XIX: Liberalismo, Socialismo e Conservadorismo.
d) a Revolução Americana, ao ser incluída nas revoluções democrático-burguesas, excluiu-se do processo ocidental, vinculando-se, apenas, às revoluções atlânticas.
e) a Revolução Francesa não representou o processo das revoluções democrático-burguesas, por não aceitar a hegemonia inglesa na expansão das ideias liberais.

 

 

8. (PUC-Rio) ”Invocando o direito natural, tal qual os americanos, a Revolução Francesa conferiu à sua obra um caráter universal que a liberdade britânica não possuía, e afirmou esse caráter com muito mais força. Ela não proclamou apenas a República: instituiu o sufrágio universal. Não liberou apenas os brancos: aboliu a escravidão. Não se contentou com a tolerância: mas reconheceu a liberdade de consciência, admitiu os protestantes e os judeus na cidade e, criando um estado civil, reconheceu a cada um o direito de não aderir a nenhuma religião.”
(LEFEBVRE, Georges. La Place De Ia Révolution Française Dans I’Histoire Du Monde, ANNALES. Économies, Sociétés, Civilisations. 3 eme année, 3 Juillet – Septembre 1948, p. 264.)

Considerando a afirmação acima:
a) Desenvolva duas razões que justifiquem a importância do direito natural para se conferir um caráter universal à Revolução Francesa.
b) Cite um exemplo de restrição à liberdade entre os britânicos e entre os norte-americanos, que suas respectivas Revoluções não eliminaram.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas das questões sobre A Revolução Francesa:

1. O Terceiro Estado era composto por burgueses e o povo em geral. Não tinham direitos políticos, pagavam impostos e seriam a vanguarda do movimento revolucionário.


2. C


3.
a) Jacobinos.
b) “… a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores …” Montesquieu (Espírito das Leis) divisão do Estado
em 3 poderes.


4. C

5. A Revolução Francesa ao implementar, na prática, os temas de uma política liberal, por meio de uma monarquia constitucional, que estabelecia a liberdade, a igualdade civil e a divisão dos três poderes, contribuiu para a crise do Antigo Regime.

6. a) A alta burguesia, formada por banqueiros, grandes comerciantes e grandes manufatureiros que, apesar de se beneficiarem com o monopólio do comércio externo, estavam descontentes por pagarem tributos, não terem privilégios de nascimento; os trabalhadores urbanos assalariados, além de descontentes com o ônus do pagamento de tributos e da exclusão de qualquer participação política, sentiam mais de perto os efeitos da crise do Antigo Regime pelas precárias condições de trabalho e de vida em que viviam nas cidades; e os camponeses livres e servos que, enraizados à terra há séculos, não conseguiam se libertar dessa condição, viviam cada vez mais empobrecidos pelo insuportável custo dos tributos e não tinham acesso à representação política.
b) A defesa dos princípios de liberdade e de igualdade jurídica através da abolição dos privilégios, da Constituição Civil do clero, da liberdade de associação, do confisco dos bens eclesiásticos, da Pro clamação dos Direitos do homem e do cidadão, de medidas adotadas para a implantação de governos representativos (voto censitário, sufrágio universal), da abolição da escravidão nas colônias francesas, entre outras medidas.


7. C

8. a) Na Revolução Francesa (1789), a fase republicana adotou o sufrágio universal (masculino) e estendeu a igualdade não apenas aos brancos, decretando
o fim da ordem aristocrática, mas também aos negros, abolindo a escravidão em suas colônias. Finalmente, reconheceu a liberdade de consciência, aceitando a pluralidade de credos religiosos ou a ausência deles, e inaugurou um estado civil, em que o poder secular e o espiritual foram definitivamente separados.
b) Como exemplos da restrição de liberdade entre os britânicos, a leitura do texto permite-nos identificar a permanência da ordem aristocrática naquela sociedade, bem como a continuidade do regime monárquico, ainda que controlado pelo Parlamento. Como exemplos da restrição da liberdade entre os norte americanos, temos a exclusão da população escrava e dos índios da nova cidadania inaugurada pela República.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.