10 Exercícios sobre Microbiologia e Parasitologia

Questão 01 sobre Microbiologia e Parasitologia: UFBA – O diagrama apresenta um modelo ecológico que inclui elementos intervenientes – biológicos e ambientais – para diversas endemias relacionadas a mosquitos, com ocorrência no Brasil, que têm assumido, por diversas vezes, um caráter epidêmico, com índices de mortalidade e morbidade significativos.

epidemia e endemia gráfico mapa diagrama

Com base na análise do diagrama, pode-se depreender:
01. A dependência da água é uma característica do ciclo de vida dessas populações vetoras.

02. Cada um dos elementos biológicos é, em si, suficiente para a manifestação da patologia.

04. A ocorrência de populações imunes levará, a longo prazo, à extinção das populações vetoras.

08. O ciclo de vida dos patógenos da malária, da dengue e da febre amarela expressa o seu caráter estritamente parasitário.

16. Diferenças fisiológicas entre os mosquitos estão na base da especificidade dos patógenos que eles podem abrigar.

32. O controle das endemias pressupõe ações participativas que envolvem os diferentes segmentos da sociedade.

64. A origem de espécies causadoras de doenças em populações humanas pode ser explicada pela existência de condições sanitárias inadequadas.

Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.


Questão 02. UFPR. No ano 6000 a.C., a população do planeta Terra era numericamente inferior àquela que hoje habita as cidades de Tóquio e Nova Iorque. Estes residentes pré-históricos, habitando as vastas regiões de clima mais ameno do planeta, tinham por ameaças microbianas aquelas oriundas de parasitas presentes nos alimentos ou na água, ou de insetos vetores locais. Embora testemunhando, desde os tempos pré-históricos, a presença de pragas e pestes que dizimaram vidas ao longo de todo este tempo, a humanidade quer acreditar que a história aconteceu apenas para “eles”, nos tempos “remotos”, ao invés de se sentir parte desta história. Nesta virada de milênio, a população do planeta Terra atinge números bilionários, congregada em centros urbanos superpovoados, com bolsões de miséria e doença, em meio a algumas regiões mais protegidas. A história no nosso tempo será marcada por episódios recorrentes de doenças recentemente descritas (como hantavírus, no Oeste Americano), por epidemias de doenças em migração para novas áreas (cólera, na América Latina), por doenças que assumem uma importância em decorrência dos recursos e tecnologias do mundo moderno (a síndrome do choque tóxico, provocada pelos absorventes internos, e a doença dos legionários, provocada pelas torres de refrigeração de água dos equipamentos de ar condicionado central) e por doenças que se disseminam para o homem através de insetos e animais em decorrência da degradação ambiental produzida pelo homem, com toda a sua sabedoria. Vivemos na era da globalização da economia e do mercado, e pouco se fala da globalização da saúde. E assim, o que se vê, mais frequentemente, é a globalização da doença.

Sobre o assunto, julgue as afirmativas:
( ) As doenças ocorrem como um castigo dos deuses.

( ) A humanidade precisa mudar sua postura com relação à Terra se pretende sobreviver às próximas pragas.

( ) O homem terá que pensar a vida no planeta, portanto muito além de sua vizinhança, sua cidade, seu estado e seu país.

( ) Os micróbios e seus vetores não reconhecem nenhuma das fronteiras artificiais estabelecidas pelo homem.

( ) São poucos os limites para os micróbios, em razão de sua motilidade e capacidade de tolerar grandes variações nas condições de temperatura, luz, oxigênio ou pH.

( ) As doenças podem ser combatidas apenas través dos medicamentos modernos.

( ) A tecnologia moderna poderá resolver todos os problemas relativos à saúde.


Questão 03. F.M. Itajubá-MG. As águas do Sapucaí deixaram o seu leito natural e inundaram de modo cruel as cidades de Itajubá, Piranguinho e Santa Rita do Sapucaí. Inundações também castigaram a Venezuela e cidades do Centro Oeste brasileiro. O mundo acabará mesmo no ano 2000 e em um grande dilúvio?

Muitas doenças podem ocorrer durante ou após o desaparecimento das inundações. As seguintes doenças são habitualmente transmitidas por água contaminada, exceto:
a) Hepatite por vírus
b) Disenteria
c) Cólera
d) Febre tifóide
e) Dengue


Questão 04 sobre Microbiologia e Parasitologia: U.E. Ponta Grossa-PR. Sobre vírus, assinale o que for correto.

01. O Vírus é o único ser vivo acelular.
02. Seu material genético é exclusivamente o RNA.
04. AIDS, raiva, tétano, coqueluche e sífilis são todas doenças causadas por vírus.
08. Os vírus também causam várias doenças aos animais e às plantas.
16. Os vírus não manifestam atividade vital fora da célula hospedeira.

Dê como resposta a soma das alternativas corretas.


Questão 05. UnB-DF. O município de Bauru, no interior de São Paulo, registrou o primeiro caso de leishmaniose em cão.
O médico veterinário que atendeu à ocorrência disse que se tratava de leishmaniose visceral, doença grave porque é transmissível para humanos e mata na maioria dos casos. O primeiro cão com a doença foi sacrificado pelo veterinário. A suspeita que está sendo investigada é de um segundo cão, que vivia no mesmo quarteirão. Se a doença for confirmada na sua forma mais grave, Bauru será a segunda região do Estado a ter o registro. O município de Araçatuba já sacrificou este ano 908 cães doentes. A cidade registrou no último mês o primeiro caso no Estado da doença em um ser humano.
Bauru tem suspeita de leishmaniose visceral. In: Folha de S. Paulo. 22/5/99 (com adaptações).

A partir do texto acima, julgue os itens a seguir, usando (C) certo ou (E) errado.
( ) O adjetivo “visceral” é derivado do substantivo víscera que, anatomicamente, é qualquer órgão alojado na cavidade craniana, torácica ou abdominal.

( ) No ciclo da leishmânia, existem dois hospedeiros, um deles vertebrado e o outro, invertebrado.

( ) A incidência da leishmaniose no interior do Estado de São Paulo indica que essa doença é decorrente da expansão agroindustrial.

( ) Os cães portadores de leishmaniose devem ser sacrificados, pois são vetores dessa doença.


Questão 06. UFRN. Analise as figuras abaixo:

número de casos de uma doença X, em Natal, no período de 1980 a 1989
número de casos de uma doença Y, em Natal, no período de 1980 a 1989

A opção que apresenta a análise correta é:
a) O aumento súbito do número de casos da doença X, no final do período analisado, indica um surto epidêmico.

b) A pequena variação no número de casos, na figura 2, sugere que a doença Y foi uma grande epidemia.

c) As doenças X e Y podem ser caracterizadas como surtos endêmicos, pois as variações observadas se devem às peculiaridades de cada uma delas.

d) O aumento do número de casos das doenças X e Y, em diferentes momentos, caracteriza endemias, embora isso esteja mais claro na figura 1.


Questão 07. UFRS. Leia o texto abaixo.

No Rio Grande do Sul, o índice de toxoplasmose na população é alarmante, destacando-se as lesões oftálmicas e as malformações fetais causadas por esta doença. Além da contaminação através de animais domésticos, principalmente do gato, o homem pode adquirir a doença por meio da ingestão de lingüiças e carnes mal cozidas que estejam contaminada.

Já a leptospirose é uma zoonose causada por roedores, podendo o homem ser infectado ao entrar em contato com a urina dos ratos.

Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, os agentes causadores da toxoplasmose e da leptospirose.
a) Protozoário – vírus
b) Inseto – verme
c) Protozoário – bactéria
d) Verme – protozoário
e) Bactéria – vírus


Texto para as questões de 08 a 10 sobre Microbiologia e Parasitologia:

O vírus da encefalite que contaminou trinta e sete pessoas e matou outras quatro na costa leste dos EUA pode chegar ao Brasil trazido por pássaros migratórios que vêm do Hemisfério Sul. O vírus, conhecido como “Oeste do Nilo” é transmitido por mosquitos Culex sp, que picam pássaros contaminados.

Ele é comum na África e no Oriente Médio e nunca havia sido detectado nas Américas.
Folha de S. Paulo, p. 739.

Questão 08 sobre Microbiologia e Parasitologia: U. Católica de Salvador-BA. O agente transmissor do vírus da encefalite – o mosquito Culex –, integra uma categoria sistemática que:

a) agrupa espécies semelhantes entre si;
b) representa o nível menos numeroso na natureza;
c) forma o grupo imediatamente superior à família;
d) é específica para reunir organismos do reino animal;
e) ocupa a posição mais abrangente na hierarquia do sistema Lineano.


Questão 09. U. Católica de Salvador-BA. A relação entre vírus e células de diferentes organismos revela a:

a) completa autonomia dos ácidos nucléicos virais nos processos de replicação;
b) identidade estrutural dos sistemas viral e celular;
c) dependência de um sistema metabólico para a perpetuação do genoma viral;
d) habilidade dos vírus em sintetizar proteínas no interior das células;
e) ausência de especificidade dos vírus como agentes infectantes.


Questão 10 sobre Microbiologia e Parasitologia: U. Católica de Salvador-BA. Uma interpretação ecológica da situação descrita no texto permite afirmar:

a) O vírus do Oeste do Nilo integra cadeias alimentares em diversos ecossistemas.
b) Entre pássaros e homem, estabeleceu-se, no curso da evolução, uma relação de mutualismo.
c) Pássaros migratórios atuam como hospedeiros de mosquitos.
d) Existe uma tendência de a encefalite permanecer endêmica.
e) O ciclo reprodutivo dos mosquitos está relacionado à interação que estabelece com pássaros e homem.


🔵 >>> Veja a nossa lista completa de exercícios simulados sobre Microbiologia.


Gabarito com as respostas dos 10 exercícios de Microbiologia e Parasitologia:

01. 01 + 08 + 16 + 32 = 64;

02. F – V – V – V – V – F – F;

03. e;

04. 1+ 8 + 16 = 25;

05. C – C – E – E;

06. a;

07. c;

08. a;

09. c;

10. e

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário