Exercícios sobre Concordância Verbal e Nominal

01. Concordância Verbal e Nominal: (CGU – 2012)

Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto abaixo.

1 O bom desempenho do lado real da economia proporcionou um período

de vigoroso crescimento da arrecadação. A maior lucratividade das

empresas foi decisiva para os resultados fiscais favoráveis. Elevaram-se,

de forma significativa e em valores reais, deflacionados pelo Índice de

5 Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), as receitas do Imposto de Renda

Pessoa Jurídica (IRPJ), a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL),

e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). O

crescimento da massa de salários fez aumentar a arrecadação do Imposto

de Renda Pessoa Física (IRPF) e a receita de tributação sobre a folha da

10 previdência social. Não menos relevantes foram os elevados ganhos de

capital, responsáveis pelo aumento da arrecadação do IRPF.

(Adaptado de http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/publicacoes/cartaconjuntura/carta05/7, acesso em 29/4/2012)

a) Na linha 1, emprega-se o singular em “proporcionou” para respeitar as regras de concordância com “economia”(ℓ.1).

b) Na linha 4, o uso do plural em “valores” é responsável pela flexão de plural em “deflacionados”(ℓ.4).

c) O plural em “resultados”(ℓ.3) é responsável pela flexão de plural em “Elevaram-se”(ℓ.3).

d) O singular em “a arrecadação”(ℓ.8) é responsável pela flexão de singular em “fez aumentar”(ℓ.8).

e) A flexão de plural em “foram”(ℓ.10) justifica-se pela concordância com “relevantes”.

 

 

02. (CGU – 2012)

Assinale a opção em que foi inserido erro gramatical na transcrição do texto abaixo.

Deve-se rejeitar o argumento de que(A) uma das causas da baixa competitividade da indústria seja(B) o alto custo do trabalho. Não se combate a perda(C) de competitividade com redução de direitos trabalhistas. Pelo contrário, foi(D) precisamente a elevação(E) dos salários e a crescente formalização do trabalho os fatores responsáveis pelo aumento do poder aquisitivo da população e a ampliação de nosso mercado interno.

(Adaptado de Júlio Miragaya, Desindustrialização e baixo crescimento econômico – Correio Braziliense, 23 de abril de 2012)

a) (A)

b) (B)

c) (C)

d) (D)

e) (E)

 

 

03. Concordância Verbal e Nominal: (ATA-RFB – 2012)

Assinale a opção que corresponde a erro gramatical inserido na transcrição do texto.

Juros altos, pobreza de planejamento financeiro e facilidade excessiva para obter crédito levam ao superendividamento do consumidor, conforme(1) pesquisa da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste).

Avaliação semelhante fez o Fundo Monetário Internacional (FMI), em julho, em contraste com(2) o otimismo do Banco Central (BC). O presidente do BC defende os estímulos da Fazenda ao crédito e ao consumo para ajudar a empurrar a atividade econômica. As dívidas comprometem, em média, 42% da renda familiar — muito além dos 30% considerados pela Proteste como limite. O levantamento, baseado em entrevistas com 200 famílias de São Paulo e do Rio, constataram(3) que na classe C o endividamento está acima(4) da média e compromete 46,2% da renda familiar. Em média, cada pesquisado tem três dívidas diferentes. E pelo menos uma é no cartão de crédito, cujos(5) juros são exorbitantes, da ordem de 238% ao ano. Muitos devedores declaram não ter condições de pagar as faturas no vencimento.

(Adaptado de O Estado de S. Paulo, 19/8/2012)

a) conforme (1)

b) em contraste com (2)

c) constataram (3)

d) acima (4)

e) cujos (5)

 

 

04. (MDIC – 2012)

Os trechos a seguir compõem um texto adaptado do Editorial do Valor Econômico de 29/3/2012.

Assinale a opção em que o fragmento foi transcrito de forma gramaticalmente incorreta.

a) Parece cada vez mais claro que a tendência de valorização do real vai durar um bom tempo. Há demanda futura garantida para as commodities que o país exporta e enormes possibilidades de novos negócios.

b) Toda a estrutura de defesa comercial deveria ser aperfeiçoada e acelerada para barrar a concorrência desleal. Os instrumentos disponíveis para isso não têm sido usados intensamente como seria necessário. Resta, porém, a competitividade.

c) A bonança encontrou o país com uma carga de impostos maior do que a de competidores emergentes do mesmo porte, gargalos enormes na infraestrutura e, ainda por cima, uma taxa de juros astronômica — a conhecida conspiração de custos contra as empresas nacionais.

d) A valorização agravou problemas crônicos, em detrimento da indústria. A licença para se proteger que o Brasil pede agora já existe de alguma forma e ela deveria se voltar prioritariamente contra a China, cuja mágica de formação dos preços dos bens exportados é poderosa.

e) O investimento externo direto mudou de patamar. Até o ano passado eles cobriam praticamente o déficit em conta corrente, ao que limitava o efeito, para explicação da valorização da moeda, de tsunamis monetários e capitais especulativos.

 

 

05. Concordância Verbal e Nominal: (MDIC – 2012)

Os trechos a seguir compõem um texto adaptado do Editorial da Folha de S. Paulo de 29/3/2012.

Assinale a opção em que o fragmento foi transcrito de forma gramaticalmente correta.

a) Houveram muitas mudanças nas condições externas e internas da economia, que contribuíram para a estagnação da indústria brasileira. Do lado externo, os altos preços das matérias-primas exportadas pelo Brasil encorpam a entrada de divisas e valoriza o real.

b) Internamente, a renda do trabalho ampliada por políticas salariais e previdenciárias generosas, estimula o consumo e o setor de serviços. O resultado seria a especialização da economia nos setores primário e terciário, cuja forte geração de emprego, em troca de menor competitividade industrial.

c) A perda de mercado para importações, por sua vez, não seriam um problema, já que boa parte delas seria compras de bens de capital para investimento e modernização do parque industrial.

d) Não se deve considerar que exportações de poucos produtos primários sejam confiáveis, pois uma inversão de preços traria problemas às contas externas. No que se refere às importações de bens de capital, é fato que o uso de equipamentos importados melhora a produtividade, mas a perda da base de conhecimento é uma ameaça para o futuro do país.

e) É temerário considerar que, um país de renda média e com baixa escolaridade, como o Brasil possa manter tal padrão de crescimento. Serviços que geram renda, hoje, são atividades complexas como design industrial e marketing, de alto conteúdo intelectual.

 

Exercícios sobre Sintaxe da oração: Pontuação.

 

06. Concordância Verbal e Nominal: (AFT – 2010)

Assinale a opção que corresponde a palavra ou expressão destacada no texto abaixo que foi empregada de acordo com as regras de concordância.

Como nunca antes, a ordem e a cultura do capital mostram inequivocamente o seu rosto inumano, revelam a lógica perversa que as(1) dominam(2) internamente e que, antes, podiam ser escamoteadas(3) a pretexto do confronto com o socialismo: criam, por um lado, grande riqueza e concentração de poder à custa da devastação da natureza, da exaustão da força de trabalho e de uma estarrecedora pobreza. A utilização crescente da informatização e da robotização criam(4), ao dispensar o trabalho humano, os desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma-se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.

(Adaptado de Leonardo Boff. Depois de 500 anos: que Brasil queremos? Petrópolis, RJ: Vozes, 2000, p.41.)

a) (1)

b) (2)

c) (3)

d) (4)

e) (5)

 

 

07. (MI – 2012)

1 A vida em um país nórdico, como a Finlândia, nos faz refletir mais

profundamente sobre a relação entre liberdade, igualdade, autonomia e

formatos sociais que podem propiciar vidas mais plenas e felizes aos seus

cidadãos. Para alguém habituado a desigualdades, uma sociedade

5 igualitária, com amplo respeito pela vida humana, excelentes índices de

educação, burocracia inteligente e serviços públicos voltados (de fato)

para melhorar a vida do cidadão, soa como um caminho para a produção

de seres humanos mais plenos e sociedades mais inspiradoras. Talvez não

seja assim. Quando nos referimos à igualdade, não tratamos de mera

10 distribuição equitativa da renda. A igualdade e a dignidade humana que

uma sociedade pode produzir referem-se à possibilidade de o cidadão ter

condições materiais e subjetivas à sua disposição, para que, atendidas

suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com

questões outras que a sobrevivência. Essas necessidades básicas de bem

15 estar incluem uma ilimitada oferta de bens públicos: de excelentes

creches, escolas, universidades, sistema de saúde e previdência a todos,

piscinas públicas, parques, transporte confortável e excelente, seguro desemprego por tempo indefinido, licença maternidade de 10 meses,

muitas bibliotecas públicas…

20 No entanto, a Finlândia tornou-se uma sociedade tão igualitária quanto

apática. Pouco criativa, reproduz o mundo com extrema facilidade, mas

tem limitada capacidade transformadora. A maioria de seus educados

cidadãos são seres pouquíssimo críticos: questionam pouco a vida que

levam e são fisicamente contidos. E isso não parece ter forte relação com

25 o frio. É um acomodamento social, um respeito quase inexorável pelas

regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social

igualitário. Em outros termos, não foi a igualdade que deixou o país

apático. Ademais, sociedades desiguais podem ser tão ou mais acríticas e

reprodutoras. O ponto que nos intriga é que a igualdade, o respeito e a

30 dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento

criativo e crítico, e a processos transformadores.

(Adaptado de Isabela Nogueira, Do bem-estar ao pensamento crítico: um olhar sobre o norte,outubro 3, 2009 por Coletivo Crítica Econômica http://criticaeconomica.wordpress.com/2009/10/03/ – acesso em 12/12/2011)

 

Assinale a opção correta a respeito das relações de concordância no texto.

a) A flexão de singular em “soa” (ℓ.7) justifica-se pela concordância com “uma sociedade igualitária” (ℓ.4,5).

b) Nas linhas 2 e 3, a enumeração de vários elementos, “liberdade, igualdade, autonomia e formatos sociais” justifica a flexão de plural em “podem”.

c) Devido ao uso do pronome “se”, o plural em “referem-se” (ℓ.11) é opcional: estaria igualmente correto empregar o singular: refere-se.

d) Por se referir a “sociedades desiguais” (ℓ.28), o infinito em “podem ser” (ℓ.28) admitiria também a flexão de plural, serem.

e) Na linha 30, o plural no pronome “todos” justifica a flexão de plural em “levaram”.

 

 

08. Concordância Verbal e Nominal: (MPOG – 2009)

Assinale a opção que corresponde a erro gramatical.

O surto de pânico que acometeu (1) as instituições financeiras passou, mas desse trauma restou um padrão bem mais (2) criterioso, da parte dos bancos, na concessão de empréstimos. Grandes empresas, capazes de oferecer mais garantias de pagamento, sofrem menos. Para as companhias menores, mais afetadas, o governo, há duas semanas, criou, por medida provisória, fundos que (3) na prática farão as vezes de avalistas de empréstimos tomados por essa categoria de firmas. A ideia do Planalto, agora, é repetir o modelo na agricultura, e instituir ali um fundo de aval. Normalizar a oferta de crédito nesse setor certamente trará (4) benefícios na próxima safra — embora questões bem mais decisivas para a agricultura, como o estabelecimento de um seguro com regras claras e escala nacional, continua pendente. (5)

(Adaptado de Folha de S. Paulo, Editorial, 23/06/2009)

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) 5

 

 

09. (DNIT – 2013)

1 Ônibus lotados, alguns em péssimo estado, engarrafamentos, demora em

chegar ao local desejado. A péssima qualidade do transporte coletivo é

um problema que atinge muitas capitais brasileiras. Para especialistas em

planejamento urbano, o crescimento desordenado pode ser apontado

2 como o responsável por essa situação. Isso gera uma fragmentação de

espaços que exige que as pessoas façam longos deslocamentos.

Consequentemente, a maioria das grandes cidades hoje no Brasil, por

terem essa característica, geram esses problemas de congestionamentos

e transporte públicos lotados. Resolver estes problemas é alguns dos

10 grandes desafios dos prefeitos nas médias e grandes cidades. Cabe a eles

garantir a mobilidade das pessoas nos lugares onde elas vivem. O

transporte público coletivo é responsabilidade das prefeituras e o usuário

espera que funcione.

Assinale a opção em que a flexão do verbo está no singular porque deve concordar com um sujeito sintático em forma de oração.

a) “é”(ℓ.2)

b) “gera”(ℓ.5)

c) “exige”(ℓ.6)

d) “é”(ℓ.9)

e) “é”(ℓ.12)

 

 

10. (AFRFB – 2014)

Duas pesquisas divulgadas recentemente revelam que os brasileiros não são tão solidários quanto parece. Uma delas aponta ainda que, quando abrimos a mão, a preferência é pelos pedintes, a quem se destinam 30% da ajuda. As organizações não governamentais (ONGs) levam só 14%. Além disso, poucos contribuintes sabem que é possível abater impostos através de doações – embora o complicado processo afaste também quem conhece o sistema.

(Adaptado de IstoÉ, 19/3/2014.)

Assinale a opção em que a substituição da forma verbal usada no texto provoca erro gramatical e/ou incoerência textual.

a) “aponta” (ℓ. 2) > apontam

b) “parece” (ℓ. 2) > parecem

c) “destinam” (ℓ. 3) > destina

d) “abrimos” (ℓ. 2) > abrem

e) “abater” (ℓ. 5) > abaterem

 

🔵 >>> Confira nossa lista com todos os exercícios de Português.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Português sobre Concordância Verbal e Nominal:

01. B; 02. D; 03. C; 04. E; 05. D; 06. A; 07. A; 08. E; 09. D; 10. A