Energia para a Contração Muscular Exercícios

Questão 01 sobre Energia para a Contração Muscular: Fuvest-SP. Consideremos o seguinte fato: o aumento do consumo de carboidrato no músculo é acompanhado de um aumento imediato e considerável do consumo de O2 e de um aumento paralelo da eliminação de CO2. Qual a explicação para esse fato e por que o músculo é considerado um transformador de energia?

🔴 Está com dúvida? Veja nosso resumo sobre fisiologia da energia para a contração muscular.


Questão 02. FCC-SP. Na contração muscular, funcionam, respectivamente, como material contrátil, fonte imediata de energia, reserva de energia e fonte primária de energia:

a) actomiosina, ATP, fosforil-creatina e glicogênio.
b) actomiosina, glicogênio, ATP e ciclo de Krebs.
c) fibrila muscular, ATP, glicogênio e ciclo de Krebs.
d) fibrila muscular, glicólise, ATP e fosforil-creatina (fosfocreatina).
e) fosforil-creatina, glicólise, ATP e glicogênio.


Questão 03. UERJ. Com o objetivo de demonstrar, em laboratório, a importância de certos fatores no processo de contração da célula muscular estriada, um pesquisador colocou células musculares em recipientes com solução fisiológica, à qual diferentes fatores foram adicionados, conforme está representado no esquema.

células musculares em recipientes com solução fisiológica

O número que indica o recipiente onde se observou a contração muscular é:
a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5


Questão 04 Energia para a Contração Muscular: UEL-PR. As células musculares, quando submetidas a um esforço físico intenso, podem obter energia a partir dos processos de:

a) fermentação e quimiossíntese.
b) respiração e quimiossíntese.
c) digestão e fermentação.
d) digestão e quimiossíntese.
e) respiração e fermentação.


Questão 05. UFR-RJ. Os músculos das pernas da galinha apresentam uma coloração escura e são de contração lenta. A coloração escura destas fibras musculares deve-se à presença de um pigmento chamado:

a) mioglobulina.
b) mioglobina.
c) ferritina.
d) hemossiderina.
e) hemoglobina.


Questão 06. UFPI. O ATP gasto durante a contração muscular é rapidamente reposto graças a uma substância que transfere seu grupo fosfato energético para o ADP, transformando-o em ATP. Essa substância é denominada:

a) adenosina trifosfato
b) guanosina trifosfato
c) creatina–fosfato
d) miosina–fosfato
e) actina–fosfato


Questão 07 Energia para a Contração Muscular: UFRJ. Dentre os compostos que regulam o fluxo sangüíneo das artérias coronárias (vasos que nutrem o músculo cardíaco) está a adenosina. A adenosina é um produto de degradação do ATP e é formada segundo a seguinte seqüência de reações: ATP → ADP → AMP → Adenosina. A adenosina promove a vasodilatação das artérias coronárias, o que aumenta o fluxo sangüíneo através do músculo cardíaco.

Explique por que em situações de exercício intenso é vantajoso que a regulação local da vasodilatação seja exercida pela adenosina, e não por outros vasodilatadores produzidos por outras vias metabólicas também presentes no organismo.


🔵 >>>  Confira a lista completa de exercícios sobre Fisiologia.


Gabarito com as respostas das questões sobre a Energia para a Contração Muscular:

01. A energia da contração vem da oxidação da glicose, que consome O2 e libera CO2. O músculo converte a energia química da glicose em energia mecânica.


02. A;

03. B;

04. E;

05. B;

06. C;


07. A regulação local da vasodilatação pela adenosina é vantajosa porque a via de degradação do ATP é a mais intensa durante o exercício físico. Desse modo, a formação de adenosina fornece um sistema de auto regulação em que, quanto mais ATP for consumido, mais dilatação ocorrerá, porque haverá mais adenosina.

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário