Início / Geografia / Fenômenos e Mudanças Climáticas Exercícios

Fenômenos e Mudanças Climáticas Exercícios

01. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (UFRGS) Considere as afirmações a seguir sobre o fenômeno El Niño – Oscilação Sul e suas duas fases (El Niño e La Niña).
I. Os fenômenos
El Niño e La Niña decorrem de variações das condições normais do oceano e da atmosfera na região do Pacífico tropical.
II. Os elementos meteorológicos mais atingidos pelos efeitos associados aos fenômenos
El Niño e La Niña, no clima do Brasil, são a precipitação pluvial e a temperatura do ar.
III. Somente os efeitos do fenômeno
La Niña podem alterar as variáveis do balanço hídrico, pois nos anos de La Niña há uma tendência de redução dos défcits hídricos em todo o estado do Rio Grande do Sul.
IV. Durante o fenômeno
El Niño, costuma haver precipitações pluviais abundantes nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, principalmente na primavera e no início do verão, devido às passagens rápidas de várias frentes frias nessas regiões.
Quais estão
CORRETAS ?
A) Apenas I e II D) Apenas II e IV
B) Apenas I e III E) Apenas III e IV
C) Apenas II e III

 


02. (UEL-PR) As notícias da chegada do furacão Isidore assusta os cubanos. O estado de alerta máximo foi decretado nas províncias de Pinar del Rio, Havana, Matanzas, Villa Clara e Cienfuegos e no município de Isla de la Juventude. A temporada de riscos de ciclones no país vai de 1º de junho a 30 de novembro. Setembro é considerado o segundo mês mais perigoso, depois de outubro. Nos últimos 200 anos, 24 furacões atingiram Cuba em setembro e 37 em outubro. O município de Pinar del Rio foi um dos locais mais afetados durante a passagem do Isidore. O mar invadiu cerca de 200 metros da costa, o que não ocorria desde 1964. Centenas de pessoas ficaram em abrigos, à espera do fm da chuva, que durou mais de 20 horas.
CALSAVARA, Kátia. Furacão ameaça até novembro. Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 out. 2002. Turismo, p. F4.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre as relações entre clima e sociedade, é CORRETO afirmar:
A) Em Cuba, anualmente, o risco de ciclones ocasiona a invasão da costa pelo mar, o que provoca o aumento das taxas de precipitação, deixando centenas de pessoas desabrigadas.
B) Furacões, a exemplo do Isidore, promovem a estabilização das taxas de precipitação pluviométrica nos locais por onde passam, trazendo alguns benefícios para a agricultura cubana.
C) Ciclones e furacões são fenômenos climáticos passíveis de previsão e, por isso, medidas preventivas podem ser tomadas, diminuindo a probabilidade de ocorrência de catástrofes.
D) Anualmente, em Cuba, entre os meses de junho e novembro, é decretado estado de alerta máximo, o que tem diminuído sensivelmente a incidência de ciclones e furacões na área.
E) Eventos climáticos catastróficos, como furacões, têm suas consequências danosas neutralizadas quando o poder público decreta estado de alerta máximo.

 

 

03. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (PUC RS) No dia 28 de março de 2004, parte do litoral catarinense e do gaúcho foram atingidos por um fenômeno inicialmente classificado pelos especialistas como ciclone extratropical e denominado Catarina, o qual apresentou ventos que ultrapassaram os 100 km/h. Quanto ao movimento desses ventos, em âmbito planetário, é CORRETO afirmar que:
A) as áreas ciclonais apresentam baixas pressões, com temperaturas baixas, sendo zonas dispersoras de ventos.
B) os furacões aparecem sempre em áreas tropicais, apresentando ventos violentos, divergentes, originados em alta pressão.
C) os tornados, furacões e ciclones pertencem aos ventos da circulação geral da atmosfera, sendo regulares e constantes.
D) nas áreas anticiclonais, as baixas pressões provocam dispersão dos ventos, inibindo a formação de furacões.
E) as áreas ciclonais, que apresentam convergências de ventos em função de se localizarem nas baixas pressões, podem originar ciclones e furacões, sendo caracterizadas como áreas receptoras.

 


04. (UFRGS) Os ciclones são violentas perturbações atmosféricas em centros de baixa pressão. Seus tipos mais conhecidos são os furacões e os tornados. Com relação a essa temática, são feitas as seguintes afirmações:
I. Os furacões são tempestades que se formam nos oceanos temperados (águas frias), em pontos com ocorrência de altas pressões atmosféricas.
II. O centro dos furacões é conhecido por “olho da tempestade”, e nele inexiste chuva, os ventos são leves, e o céu é praticamente limpo.
III. Os tornados estão associados a baixas pressões, e a sua área de ocorrência limita-se aos continentes do Hemisfério Norte.
Quais estão
CORRETAS?
A) Apenas I.
B) Apenas II.
C) Apenas III.
D) Apenas I e III.
E) Apenas II e III.

 


05. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (VUNESP–2009) Observe a imagem de satélite e o mapa.

Assinale a alternativa que identifica o fenômeno climático representado, a área de ocorrência e a causa principal que favorece sua formação.
A) Ciclone; Mar das Caraíbas; áreas oceânicas com predominância de ventos fracos, mas constantes, fenômeno típico de áreas tropicais.
B) Tufão; Antilhas; formação de frentes frias em áreas oceânicas, fenômeno típico de altas latitudes.
C) Tornado; América do Norte; formação de ciclones extratropicais nos oceanos, fenômeno típico de áreas polares.
D) Furacão; Caribe; áreas oceânicas onde a temperatura da água é mais elevada, fenômeno típico de áreas tropicais.
E) Tromba-d’água; América Central; formação de frentes frias e úmidas nas áreas oceânicas, fenômeno típico de áreas temperadas.

 

Atividades sobre as Zonas Climáticas da Terra.

 

06. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (UFBA–2010)
Mudanças Globais: efeito em cascata

Com base na sequência de acontecimentos apresentados e nos conhecimentos sobre as mudanças globais, pode-se afirmar:
01. A Revolução Industrial, ao longo do tempo histórico, abriu um período de profundas transformações ambientais que desaguaram na crise da noção de progresso, mas, por outro lado, possibilitou às sociedades humanas se adaptarem, aos poucos, às adversidades impostas pela natureza.
02. O efeito estufa representa um dos impactos ambientais de grande preocupação na atualidade e consiste na retenção de partículas de gases, em especial o CO
2, do vapor-d’água em suspensão na troposfera e do calor irradiado pela superfície, alterando gradativamente o ciclo hidrológico das regiões.
04. A construção de grandes barragens nos cursos dos rios provoca impactos pela migração da população e da fauna local, além de submergir extensas áreas outrora ocupadas, reduzindo o fluxo de água doce nas desembocaduras dos rios.
08. O aquecimento global tem ocasionado catástrofes naturais de grandes impactos, como terremotos, maremotos e
tsunamis, que ocorrem em áreas geologicamente estáveis.
16. A desertificação que vem ocorrendo no Brasil independe da interferência do homem, pois os solos estão mais expostos à erosão, aumentando, consequentemente, a evapotranspiração, o que provoca a redução do volume das chuvas e das amplitudes térmicas diárias.
32. A proliferação de várias doenças, causando muitas epidemias, em muitos casos, está associada às atuais modifcações ambientais e, em especial, ao clima que, em consonância com certos hábitos, como a deposição do lixo a céu aberto, reforçam mais esse problema.
Soma ( )

 

 

07. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (UERJ–2008)
Mudanças climáticas afetarão mais os países mais pobres

FOLHA S. PAULO, 2007. (Adaptação).

O relatório elaborado pelo IPCC – Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática – alerta para os perigos de alterações climáticas e suas consequências, como os descritos na reportagem.
De acordo com os prognósticos, essas consequências serão mais sentidas nos países pobres em função do seguinte fator:
A) emissão de gases poluentes em níveis elevados.
B) políticas de proteção ambiental de eficácia reduzida.
C) escassez de água em regiões de baixa qualidade de vida.
D) exploração dos recursos vegetais em áreas mais populosas.

 


08. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (FGV-SP–2010)
Fenômeno
El Niño está de volta e pode afetar o clima.
Disponível em: <www.noticias.ambientebrasil.com.br/ noticia/?id=46775>.

No Brasil, um dos efeitos esperados para o fenômeno do El Niño é:
A) o aumento das chuvas e das temperaturas na região Sul.
B) a forte diminuição das temperaturas no inverno da região Sudeste.
C) a diminuição do período seco na região Nordeste.
D) o aumento das chuvas na região Norte.
E) redução do período chuvoso na região Centro-Oeste.

 


09. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (FUVEST-SP–2007)
Geleiras na Groelândia

As geleiras da foto podem ser utilizadas como indicadores da tendência de aumento das temperaturas globais, pois:
A) o maior aporte de sedimentos nas partes baixas das geleiras representa aumento da precipitação pluvial em detrimento da precipitação nival (niveal).
B) o maior aporte de água doce no mar interfere nas temperaturas e pode ser calculado a partir da retração dos lagos glaciais.
C) a área de recuo do gelo indica aumento de temperatura e pode ser identificada pela maior exposição dos depósitos glaciais típicos.
D) a maior precipitação nival (niveal) representa desequilíbrio nas temperaturas globais e pode ser identificada pelo aumento dos
icebergs.
E) a ampliação de escavação dos vales glaciais pode ser precisamente medida, indicando desequilíbrio nas temperaturas globais.

 

10. Fenômenos e Mudanças Climáticas: (ENEM) Nos últimos 50 anos, as temperaturas de inverno na península antártica subiram quase 6 ºC. Ao contrário do esperado, o aquecimento tem aumentado a precipitação de neve. Isso ocorre porque o gelo marinho, que forma um manto impermeável sobre o oceano, está derretendo devido à elevação de temperatura, o que permite que mais umidade escape para a atmosfera. Essa umidade cai na forma de neve. Logo depois de chegar a essa região, certa espécie de pinguins precisa de solos nus para construir seus ninhos de pedregulhos. Se a neve não derrete a tempo, eles põem seus ovos sobre ela. Quando a neve finalmente derrete, os ovos se encharcam de água e goram.
Scientific American Brasil, ano 2, n. 21, 2004, p. 80. (Adaptação).

A partir do texto, analise as seguintes afirmativas:
I. O aumento da temperatura global interfere no ciclo da água na península antártica.
II. O aquecimento global pode interferir no ciclo de vida de espécies típicas de região de clima polar.
III. A existência de água em estado sólido constitui fator crucial para a manutenção da vida em alguns biomas.
É correto o que se afirma:
A) apenas em I. D) apenas em II e III.
B) apenas em II. E) em I, II e III.
C) apenas em I e II.

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia sobre Fenômenos e Mudanças Climáticas:

01. A; 02. C; 03. E; 04. B; 05. D;  06. Soma = 39
07. C; 08. A; 09. C; 10. E

Veja também:

simulado com questões sobre as Zonas Climáticas da Terra

Atividades sobre as Zonas Climáticas da Terra

01. Zonas Climáticas da Terra: (UFSM-RS–2008) Observe os mapas: Principais massas de ar atuantes no …

exercícios e simulados sobre Pedologia com gabarito

Pedologia: Formação e Tipos de Solos Questões

01. Pedologia: (FURG-RS–2007) A formação dos solos é condicionada essencialmente pelo clima, que, mesmo agindo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Por favor desabilite o Bloqueador de anúncios nesta página e nos ajude a manter o site online.