A Economia Cafeeira no Brasil Questões com Gabarito

01. UFMG. A Economia Cafeeira no Brasil: Após a Revolução Praieira de 1848 em Pernambuco, o reinado de D. Pedro II foi marcado por uma paz que se prolongou por algumas décadas.

Todas as alternativas apresentam afirmações corretas sobre o Segundo Império no Brasil, exceto:
a) a Conciliação, ao amenizar as lutas partidárias, funcionou como fator importante na contenção da idéia republicana.
b) D. Pedro II impôs-se como imperador não tanto por sua seriedade e moral impecáveis, mas pelo fato de a elite latifundiária e escravista considerar a monarquia como poderoso fator de estabilidade.

c) o Brasil permaneceu isolado do resto da América, não só na forma de governo, mas também econo­micamente, ao desprezar os países latino-ameri­canos e permanecer voltado para o Atlântico.
d) o crescimento da produção cafeeira e a Era Mauá dinamizaram a economia nacional, a qual criou bases internas sólidas e deixou de depender do mercado externo.
e) o fortalecimento do governo central garantiu a repressão às idéias republicanas da esquerda liberal no período das Regências.


02. UFTM-MG. A Economia Cafeeira no Brasil:
Observe os dados da tabela:

imigração para o brasil tabela

Os fatores que favoreceram a situação apresentada na tabela foram:
a) a abolição do tráfico negreiro e a doação de mini­fúndios com a Lei de Terras.
b) a crise do escravismo e a expansão da lavoura cafeeira no Sudeste.
c) o apogeu do extrativismo da borracha na Amazônia e o fim da escravidão.
d) a consolidação da industrialização brasileira e problemas na Europa.
e) a necessidade de ocupar regiões no Sudeste e o sucesso do sistema de parceria.


03. UFRN. A Economia Cafeeira no Brasil: O crescimento da produção cafeeira alterou a socieda­de brasileira do século XIX, sem modificar a estrutura econômica herdada do Período Colonial. Justifique essa afirmativa, ressaltando as alterações ocorridas e os elementos estruturais que permaneceram.


04. Mackenzie-SP. Considere as seguintes afirmações.

I. A atividade mineradora exigiu, durante o século XVIII em Minas, grande quantidade de trabalha­dores escravos. Com a expansão cafeeira, no início do século XIX, o excedente de mão-de-obra deixado pela decadente economia mineira pôde suplementar a carência de braços na lavoura.
II. Além de seu valor como mão-de-obra e como mercadoria, o escravo representava para seus senhores, nos séculos coloniais, a oportunidade de distinção social e autoridade política, segundo a mentalidade senhorial da época.
III. A desagregação do sistema escravista em escala mundial, no século XIX, ocasionou, no Brasil, por um lado, o aumento da pressão da diplomacia britânica pela cessação do tráfico, e, por outro, a difusão interna de ideais abolicionistas e republicanos.

Assinale:
a) se apenas I é correta.
b) se apenas II é correta.
c) se apenas III é correta.
d) se apenas I e II são corretas.
e) se I, II e III são corretas.


05. UFJF-MG. A Economia Cafeeira no Brasil: No que diz respeito à abolição da escravatura, o Bra­sil passou por um lento processo de mudanças que culminou com a Lei Áurea, em 1888. Acerca desse processo, assinale a alternativa incorreta:

a) A Lei do Ventre Livre, defend ida majoritariamente por deputados das principais províncias cafeeiras, proporcionava a liberdade somente aos filhos dos escravos nascidos no Brasil.
b) O movimento abolicionista cresceu nas zonas urbanas como também as pressões escravas, através de fugas e rebeliões.
c) A Lei dos Sexagenários, que concedeu liberdade aos escravos com mais de 60 anos, teve alcance pouco significativo, podendo ser avaliada como uma concessão para frear o movimento abolicionista.
d) a Lei Eusébio de Queirós, que extinguiu o tráfico negreiro, resultou, sobretudo, das pressões ingle­sas, da necessidade de expansão dos mercados consumidores e da preocupação com a defesa dos direitos humanos.


06. (UNESP). A Economia Cafeeira no Brasil: A expansão da economia do café para o Oeste Paulista, na segunda metade do século XIX, e a grande imigração para a lavoura de café trouxeram modificações na história do Brasil, como:

a. o fortalecimento da economia de subsistência e a manutenção da escravidão.
b. a diversificação econômica e o avanço do processo de urbanização.
c. a divisão dos latifúndios no Vale do Paraíba e a crise da economia paulista.
d. o fim da república oligárquica e o crescimento do movimento camponês.
e. a adoção do sufrágio universal nas eleições federais e a centralização do poder.


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas das questões sobre A Economia Cafeeira no Brasil:

01. D;

02. B;

03. O emprego da mão-de-obra imigrante em substituição ao trabalho escravo e a ligação dos barões do café, sobretudo no oeste paulista, à vida urbana, são características das alterações da sociedade.
A manutenção da agroexportação, privilegiando um produto, evidencia a herança do período colonial, no que se refere à economia.

04. E;

05. A;

06. B

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário