História do Brasil Simulado sobre a Nova República

01. Simulado sobre a Nova República: (PUC Rio–2011) Democracia foi palavra de ordem da oposição política ao regime militar brasileiro (1964-1985). Como expressão da consolidação da ordem democrática, diversas ações e instituições foram implementadas no Brasil após 1985. Sobre estas, não é CORRETO afirmar que:
A) a privatização de diversas empresas estatais, entre elas a Companhia Siderúrgica Nacional, foi parte da reforma do Estado.
B) as eleições diretas para presidente mobilizaram milhões de pessoas, no movimento das “Diretas Já!”, e foram implementadas em 1989.
C) a Constituição de 1988 aprovou a liberdade de organização partidária e sindical e ampliou a cidadania política para os analfabetos e maiores de 16 anos.
D) o impeachment se apresentou como novo instrumento político e foi utilizado para retirar o mandato do presidente Collor, em 1992.
E) o orçamento participativo foi praticado em vários municípios brasileiros visando a ampliar a participação popular nas decisões sobre os usos das verbas públicas.

 

 

02. (Fatec-SP) Sobre o Governo José Sarney (1985-1990), pode-se afirmar:
A) Para manter a ordem social, lançou mão de um governo autoritário, abolindo conquistas políticas anteriores.
B) Durante os cincos anos desse governo, o país enfrentou recordes de taxas de inflação, diversascrises ministeriais (só da Fazenda foram quatro) e vários planos econômicos que alteraram as regras da economia.
C) Cancelou a moratória, que havia sido requerida no governo anterior.
D) Devido às grandes agitações sociais, Sarney não conseguiu renegociar a dívida externa, e a redução dos juros só foi possível com o auxílio do FMI.
E) No fim desse governo, foi aprovado o Plano Cruzado, que contribuiu para que Sarney deixasse o cargo com prestígio e apoio integral do PMDB.

 

 

03. (UFPR) A economia brasileira, a partir dos anos noventa do século XX, registrou uma série de mudanças estruturais.
Entre elas, podemos considerar como INCORRETA:
A) a flexibilização dos monopólios e a desregulamentação dos mercados.
B) a estabilidade monetária e a consagração do Plano Real.
C) a consolidação do Mercosul como um forte grupo de pressão para a conquista da soberania e desenvolvimento autossustentado dos países do Cone Sul.
D) a reestruturação do sistema produtivo, com o desenvolvimento da informática e da robotização.
E) o desemprego estrutural, a precarização das relações trabalhistas e a fragilização da estrutura sindical.

 

 

04. (UFMG) Assinale a alternativa em que o contexto destacado está CORRETAMENTE relacionado a uma manifestação cultural de resistência, de setores da sociedade brasileira, aos problemas vivenciados na época.
A) Era Vargas/ Desfiles de escolas de samba com enredos que criticavam Getúlio e seus assessores.
B) Governo JK / Telenovelas cujas tramas buscavam explicitar os problemas econômicos e sociais gerados pela política desenvolvimentista.
C) Governo FHC / Grupos de rap com denúncias do racismo, da falta de oportunidades econômicas e da miséria que assolam as grandes cidades.
D) Governos Militares / Pornochanchadas cinematográficas com roteiros que desmoralizavam as Forças Armadas e o regime implantado em 1964.

 

 

05. Simulado sobre a Nova República: (FUVEST-SP–2010) A partir da redemocratização do Brasil (1985), é possível observar mudanças econômicas significativas no país. Entre elas, a:
A) exclusão de produtos agrícolas do rol das principais exportações brasileiras.
B) privatização de empresas estatais em diversos setores, como os de comunicação e de mineração.
C) ampliação das tarifas alfandegárias de importação, protegendo a indústria nacional.
D) implementação da reforma agrária sem pagamento de indenização aos proprietários.
E) continuidade do comércio internacional voltado prioritariamente aos mercados africanos e asiáticos.

 

Simulado sobre o Regime Militar e a Luta pela Conquista de Direitos.

 

06. Simulado sobre a Nova República: (Enem–2010)
A chegada da televisão
A caixa de pandora tecnológica penetra nos lares e libera suas cabeças falantes, astros, novelas, noticiários e as fabulosas, irresistíveis garotas-propaganda, versões modernizadas do tradicional homem-sanduíche.
SEVCENKO, N. (Org.). História da Vida Privada no Brasil 3. República: da Belle Époque à Era do Rádio. São Paulo: Cia das Letras, 1998.

A TV, a partir da década de 1950, entrou nos lares brasileiros provocando mudanças consideráveis nos hábitos da população. Certos episódios da história brasileira revelaram que a TV, especialmente como espaço de ação da imprensa, tornou-se também veículo de utilidade pública, a favor da democracia, na medida em que:
A) amplificou os discursos nacionalistas e autoritários durante o Governo Vargas.
B) revelou para o país casos de corrupção na esfera política de vários governos.
C) maquiou indicadores sociais negativos durante as décadas de 1970 e 1980.
D) apoiou, no Governo Castelo Branco, as iniciativas de fechamento do Parlamento.
E) corroborou a construção de obras faraônicas durante os governos militares.

 

 

07. (Enem–2010) A primeira instituição de ensino brasileira que inclui disciplinas voltadas ao público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) abriu inscrições na semana passada. A grade curricular é inspirada em similares dos Estados Unidos da América e da Europa. Ela atenderá jovens com aulas de expressão artística, dança e criação de fanzines. É aberta a todo o público estudantil e tem como principal objetivo impedir a evasão escolar de grupos socialmente discriminados.
ÉPOCA, 11 jan. 2010 (Adaptação).

O texto trata de uma política pública de ação afirmativa voltada ao público LGBT. Com a criação de uma instituição de ensino para atender esse público, pretende-se:
A) contribuir para a invisibilidade do preconceito ao grupo LGBT.
B) copiar os modelos educacionais dos EUA e da Europa.
C) permitir o acesso desse segmento ao ensino técnico.
D) criar uma estratégia de proteção e isolamento desse grupo.
E) promover o respeito à diversidade sexual no sistema de ensino.

 

 

08. (UFLA-MG–2007) No contexto histórico que se sucedeu à morte de Tancredo Neves (21 de abril de 1985) e à posse de José Sarney, um dos desafios deste foi o da recuperação da economia, então com uma inflação próxima dos 200% ao ano. É nesse contexto que foi implantado o Plano Cruzado. Uma figura bastante conhecida do Plano Cruzado foi a dos “fiscais do Sarney”. As alternativas a seguir estão ligadas a essa “figura”, EXCETO:
A) Donas de casa observavam permanentemente as prateleiras dos supermercados, munidas de tabelas de preço da Sunab, à procura de mercadorias ilegalmente remarcadas.
B) Congelamento das poupanças e contas bancárias em todo o país.
C) Proprietários e gerentes de estabelecimentos comerciais foram presos por violar o congelamento dos preços após denúncias.
D) Milhares de pessoas passaram a vigiar os preços no comércio e a denunciar as remarcações feitas.

 

 

09. (UFPel-RS–2007)
Lei do Máximo, de 29 de setembro de 1793.
Fixa limites para os preços e salários, aprovada sob pressão popular pela Convenção Nacional.
Plano Cruzado
“[…] Se, por um lado, lançou o Plano Cruzado congelando preços e salários, reduzindo bruscamente a inflação que penalizava os trabalhadores de baixo poder aquisitivo, por outro foi extremamente inoperante em relação às elites quando estas iniciaram o boicote ao Plano e passaram a reter produtos provocando a escassez no mercado, assim pressionando para a elevação dos preços através da formação de mercado paralelo. Com isso, a corrosão dos salários se manifestava na prática, sem entrar, contudo, nos cálculos oficiais da inflação.”
AQUINO, Rubim et al. Sociedade Brasileira: uma história através dos movimentos sociais. Da crise do escravismo ao apogeu do neoliberalismo. Rio de Janeiro: Record, 2000.

A legislação brasileira contemporânea imitou aquela estabelecida pela Convenção Nacional. As conjunturas históricas a que correspondem os textos, respectivamente, são:
A) a da Revolução Francesa e a do Governo Sarney.
B) a da Revolução Industrial e a do Governo Collor de Mello.
C) a da Revolução Americana e a do Governo Itamar Franco.
D) a da Revolução Inglesa e a do Governo Fernando Henrique Cardoso.
E) a do Império Napoleônico e a do Governo João Figueiredo.

 

 

10. Simulado sobre a Nova República: (Mackenzie-SP) Entre os fatores que favoreceram a vitória, por reduzida margem de votos, de Fernando Collor de Mello sobre Luiz Inácio Lula da Silva, no segundo turno das eleições em 1989, apontamos:
A) As táticas amendrontadoras de Collor sobre o eleitorado conservador, o confronto ideológico e o apoio da mídia.
B) A oposição do governo norte-americano ao candidato Collor de Mello, já que este se posicionava contra o
modelo neoliberal.
C) A proposta social de Collor, francamente favorável à reforma agrária, e a defesa de um maior papel do Estado na economia.
D) A convicção de Lula de privatizar estatais e o discurso moralizante assustaram os segmentos mais ilustrados da classe média.
E) Lula e Collor tinham em comum o apoio da massa, mas a proposta de Luiz Inácio Lula da Silva de abertura total do mercado impediu o apoio da burguesia nacional à sua candidatura.

 

 

11. (Enem–2010)

QUINO. Toda Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 1991.
Democracia: regime político no qual a soberania é exercida pelo povo, pertence ao conjunto dos cidadãos.
JAPIASSÚ, H.; MARCONDES, D. Dicionário Básico de Filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

Uma suposta “vacina” contra o despotismo, em um contexto democrático, tem por objetivo:
A) impedir a contratação de familiares para o serviço público.
B) reduzir a ação das instituições constitucionais.
C) combater a distribuição equilibrada de poder.
D) evitar a escolha de governantes autoritários.
E) restringir a atuação do Parlamento.

 

🔵 >>> Veja também a segunda parte desta lista.

 

Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.

 

Gabarito com as respostas do Simulado sobre a Nova República para alunos e professores:

01. A;
02. B;
03. C;
04. C;
05. B;
06. B;
07. E;
08. B;
09. A;
10. A;

11. D

Deixe um comentário