América Latina no Século XX Atividades – 02

1) América Latina no Século XX Atividades: (FUVEST/2013) A Revolução Mexicana, iniciada em 1910, arrastou-se por quase dez anos e envolveu diversos projetos políticos e sociais.
a) Identifique e analise uma das principais reivindicações dos zapatistas durante essa Revolução.
b) Cite e analise duas das principais mudanças sociais trazidas por essa Revolução.

 

 

2) América Latina no Século XX Atividades: (UEM/2014) Sobre a história dos países que compõem a América Latina, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
(01) Nos anos de 1960, influenciados pela vitória da Revolução cubana, surgiram movimentos guerrilheiros armados em vários países latino-americanos.
(02) Em suas origens, a chamada teologia da libertação, doutrina da Igreja Católica que prega a libertação da alma, relaciona-se ao Caudilhismo latino-americano.
(04) No século XIX, o México conquistou o território do Texas, até então dominado pela Inglaterra. Somente no início do século XX, os Estados Unidos conseguiram reaver aquele território e incorporá-lo à nação norte-americana.
(08) Entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, o subdesenvolvimento dos países da região chegou a ser atribuído à incapacidade do povo, considerado inferior e indolente devido à mestiçagem.
(16) No início do século XIX, a Espanha tinha possessões coloniais na América que ocupavam mais da metade dos territórios deste continente e que se fragmentaram em vários Estados após a independência.

 

 

3) (Unicamp/2014) Em 1942, os estúdios Disney reduziram   desenho “Alô Amigos”, que apresenta a personagem Zé Carioca. Dois anos depois surgiu uma nova animação: The Three Caballeros, conhecida no Brasil como “Você já foi à Bahia?”. Nos desenhos citados, o Brasil e a América Latina são mostrados de forma simpática, através de estereótipos.
Para entender esses desenhos e o esforço de Walt Disney, devemos considerar o seguinte contexto:
a) a Segunda Guerra Mundial e a política de boa vizinhança.
b) o avanço da Guerra Fria e o episódio da Crise dos Mísseis de Cuba.
c) a política do “Big Stick” e os resultados da diplomacia do dólar.
d) o avanço do populismo e a tentativa de Truman de barrar esta influência.

 

 

4) América Latina no Século XX Atividades: (UFU/2011) Em 1876, depois de alguns anos de rebeliões populares, resistência regional à consolidação do governo central e lutas internas entre as elites liberais, Porfírio Díaz chegou ao poder e governou a frágil nação até 1910. Díaz tinha originalmente construído sua reputação como homem do povo, especificamente como líder militar de uma aliança popular que tinha combatido e derrotado os invasores europeus. Entretanto, ele cada vez mais se imaginava um Bismarck ou Napoleão do Novo Mundo, decidido a restaurar a ordem e a estabilidade no México e buscar a modernidade e o desenvolvimento econômico através do autoritarismo.

(GERSTLE, Gary. “Raça e Nação nos Estados Unidos, México e Cuba, 1880-1940”. In. PAMPLONA, Marco A. e DOYLE, Don H (orgs.). Nacionalismo no novo mundo; a formação de Estados-Nação no século XIX. Rio de Janeiro: Record, 2008)

A respeito do projeto de modernização do México, idealizado por Porfírio Díaz e seus conselheiros científicos, marque a alternativa incorreta.
a) Alguns membros da elite porfiriana defendiam que a nação mexicana precisava incorporar de algum modo as massas indígenas, e ressuscitaram, assim, uma narrativa nacionalista sobre os astecas.
b) O ideal de embranquecimento da população estava presente nas preocupações dos conselheiros, que atrelavam a ideia de vigor nacional à necessidade de uma população predominantemente branca.
c) O Estado porfiriano integrou as populações indígenas com o intuito de embranquecê-las a partir de políticas de incorporação que atendiam às reivindicações políticas das tribos.
d) Contingentes cada vez maiores de índios e mestiços deixavam áreas rurais isoladas em direção às regiões comerciais,
industriais e de mineração, atraídos pelo projeto de modernização econômica.

 

 

5) América Latina no Século XX Atividades: (Unimontes/2012) O famoso guerrilheiro Che Guevara pegou em armas pelo ideal socialista em/na:
a) Argentina, Cuba e Bolívia.
b) Cuba, México e Argentina.
c) Cuba, África e Bolívia.
d) Colômbia, Venezuela e Cuba.

 

A Crise Capitalista e o Nazi-Fascismo Atividades.

 

6) América Latina no Século XX Atividades: (UFG/2012) Em 1951, o governo peronista projetou a construção de um monumento para homenagear os trabalhadores argentinos, intitulado “O descamisado”. Desde 1952, com a
morte de Eva Perón, atribuiu-se ao monumento a função de homenagear também a primeira-dama argentina. Ao associar essas duas homenagens, o monumento:
a) exprimia o protagonismo político dos operários no regime peronista.
b) expressava as origens populares dos líderes do regime peronista.
c) aludia ao caráter assistencialista identificado ao governo peronista.
d) explicitava o princípio socialista presente no regime peronista.
e) definia o lugar marginal da elite socioeconômica argentina no governo peronista.

 

7) (UFU MG/2008) O trecho abaixo é a tradução de um fragmento de diálogo entre Demetrio e Luis Cervantes, personagens da obra literária Los de Abajo, de Mariano Azuela, que
tem a Revolução Mexicana como tema.

Demétrio – Olha, antes da revolução tinha eu até minha terra pronta para semear e, se não houvesse o choque com don Mônico, o cacique de Moyahua, a estas horas andaria eu com muita pressa, preparando a terra para o plantio […] Tinha minha casa, minhas vacas […], ou seja, nada me faltava.
Luis Cervantes – […] se acaba a revolução, acabou tudo. Lástima de tanta vida segada, de tantas viúvas e órfãos, de tanto sangue vertido! Tudo, para quê? Para que uns quantos velhacos se enriqueçam e tudo fique igual ou pior que antes. Você é desprendido, e disse: ‘Eu não ambiciono mais que voltar a minha terra.’ […] Enquanto você anda por aqui por don Mônico, o cacique, você se levantou contra o caciquismo que assola toda a nação. […] Não lutamos […] senão contra a tirania mesma. Isso é o que se chama lutar por princípios, ter ideais. Por eles lutam Villa, Natera, Carranza; por isto nós estamos lutando.

(AZUELA, Mariano. Los de Abajo. Edición crítica de Jorge Ruffinelli (Coord.). Espanha: ALLCA XX / Brasil: Scipione Cultural, 1997. p. 42-43)

Sobre a Revolução Mexicana, considere os trechos acima e marque a alternativa correta.
a) Com a vitória das forças camponesas, o controle exercido pelos chefes políticos locais (caciquismo) que usavam esse poder para explorar os camponeses foi extinto, sendo instituído o voto secreto para eleição de prefeitos e câmaras municipais.
b) Os princípios e ideais mencionados por Luís Cervantes referem-se às ideias socialistas que Emiliano Zapata e Pancho Villa tentavam implantar no México, reproduzindo uma aliança operário-camponesa inspirada no marxismo.
c) Sob as lideranças de Emiliano Zapata, no sul, e Pancho Villa, no norte, a luta camponesa foi, paulatinamente, constituindo um movimento revolucionário de cunho popular, que reivindicava a reforma agrária e o fim do latifúndio, do caciquismo e da servidão a que eram submetidos os camponeses.
d) A Revolução Mexicana foi um conjunto de movimentos revolucionários populares e burgueses, unificados sob uma direção comum. Essa direção conduziu a luta contra as
oligarquias e o imperialismo norte-americano após a queda de Porfírio Díaz.

 

8) América Latina no Século XX Atividades: (UFTM-MG/2008) A charge refere-se à política externa norte-americana na América Latina, no contexto do imperialismo, expressa:


a) na repressão à independência do Haiti, realizada por ex escravos que chegaram a implantar a primeira república negra.
b) na intervenção militar em alguns países, que garantiu aos americanos o controle de territórios e a defesa de seus interesses.
c) na tentativa de aliança com vários países por meio de ajuda financeira, a fim de combater o comunismo no continente.
d) na assinatura de acordos comerciais e financeiros com vantagens recíprocas, inaugurando a diplomacia do dólar.
e) no apoio à independência de Cuba, Porto Rico e Panamá, assegurando a soberania desses países e também os negócios americanos.

 

9) América Latina no Século XX Atividades: (MACK-SP/2010) Durante o período, de 1930 até 1960, uma grande parcela dos países latino-americanos, ao protestar contra as distorções do sistema oligárquico de poder, vivenciou a experiência política conhecida como populismo. A respeito dessa corrente política, é correto afirmar que
a) os partidos populistas eram partidos de massa, apoiados em uma base popular formada pelas classes médias urbanas, pelo operariado e pelos trabalhadores do campo.
b) as lideranças populistas utilizavam a demagogia para atrair o capital externo, por meio de comícios e de propaganda, mas sempre obedecendo às diretrizes do partido.
c) foi um fenômeno urbano, característico da passagem da sociedade rural para a urbana e industrial, favorecendo a burguesia industrial de cada país.
d) apresentavam um discurso extremamente nacionalista, opondo-se à exploração imperialista e ao sistema capitalista.
e) o Estado passou a fazer concessões aos trabalhadores por meio de leis trabalhistas e, para obter seu apoio político, permitiu maior liberdade sindical.

 

10) América Latina no Século XX Atividades: (UFSCar-SP/2009) Em relação à Guerra do Chaco (1932-35), entre Bolívia e Paraguai, é correto afirmar:
a) foi declarada pelo governo boliviano, a fim de canalizar a atenção da população para uma guerra externa, desviando-a dos conflitos populares internos, junto com o sentimento nacional contra a Standard Oil, que contrabandeava petróleo da Bolívia para a Argentina, aliada do Paraguai.
b) a vitória foi boliviana, porque a Bolívia tinha superioridade econômica em relação ao Paraguai, mantendo ainda uma organização política e social estável e favorável ao governo,
além do fato de seu exército ter sido treinado por altos oficiais vindos da Alemanha.
c) justifica-se a derrota paraguaia pelo fato de seu exército ter sido composto por populações indígenas acostumadas a viverem em terras frias e de ar escasso dos altiplanos andinos, mas que tiveram que enfrentar batalhas na região inóspita, quente, seca e arenosa do Chaco.
d) no fim do conflito, o Paraguai ficou com sua economia destroçada, com sua população reduzida, com mais de 65 mil soldados mortos, e seu território diminuído, com pelo menos 240 mil quilômetros quadrados de terras confiscadas pela Bolívia.
e) como consequência da guerra, os índios aimarás e quéchuas rebelaram-se contra a segregação e humilhação imposta nos campos de batalha pelos oficiais militares brancos e mestiços, conquistando na Bolívia uma lei de integração social, étnica e econômica, que permanece até hoje.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas dos exercícios de História Americana sobre a América Latina no Século XX Atividades:

1) a) A principal reivindicação dos zapatistas era o direito de posse das terras pelos indígenas e camponeses que haviam sido expropriados, pois desde o processo de independência do México, a maior parte dos camponeses já havia sido expropriada, bem como a maior parte dos indígenas. De fato, após a vitória de Porfírio Diaz, em 1876, a grande propriedade agrária foi ampliada e camponeses e indígenas mal contavam como cidadãos.
b) Em 1917, após a promulgação da nova Constituição, houve várias mudanças sociais, tais como:
– Nacionalização do solo e do subsolo
– Devolução das terras comunais aos indígenas – os ejidos
– Separação entre a Igreja Católica e o Estado
– Reconhecimento de direitos trabalhistas
– Os latifúndios foram limitados e a terra começou a ser devolvida às comunidades camponesas
Entre estas mudanças, a devolução das terras comunais aos indígenas e o reconhecimento dos direitos trabalhistas trouxeram às camadas mais desfavorecidas da população mexicana, pela primeira vez, a possibilidade de ter seus direitos reconhecidos e serem tratados como cidadãos.

2) (01 + 08 + 16 = 25); 3) a; 4) c; 5) c; 6) c; 7) c; 8) b; 9) c; 10) a

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.