Exercícios sobre o Regime Militar – 02

01. Exercícios sobre o Regime Militar: (Fatec-SP–2007)

Caminhando e cantando

E seguindo a canção

Somos todos iguais,

Braços dados ou não.

Nas escolas, nas ruas,

Campos, construções

Caminhando e cantando,

E seguindo a canção. […]

Geraldo Vandré, 1968.

 

Os festivais da canção eram ocasiões nas quais novas vozes e novos compositores passavam a ser conhecidos pelo público. Era o momento das torcidas, dos cartazes na plateia, de poder, de alguma forma, demonstrar a insatisfação contra o regime militar. Porém, em 13 de dezembro de 1968, no mesmo ano em que os jovens se atreviam a cantar e aplaudir “Pra não dizer que não falei das flores”, o governo militar anunciou à nação o Ato Institucional n.º 5. Por esse ato:

A) ficavam suspensos todos os direitos civis e constitucionais e autorizava-se o presidente a decretar o recesso do Congresso Nacional.

B) iniciava-se a abertura política no Brasil, com a liberação do pluripartidarismo e a anistia geral e irrestrita.

C) a censura prévia foi definitivamente abolida e retornaram as eleições diretas para os governos estaduais.

D) foram convocados deputados e senadores para a elaboração de uma nova Constituição, a vigorar no ano seguinte.

E) tornou-se indireta a eleição para os governos estaduais e para os prefeitos de capitais consideradas de segurança nacional.

 

 

02. (UEG–2007) O estabelecimento de regimes militares é um fenômeno frequente na história política brasileira do século XX, tal como ocorreu entre 1930-1945 e entre 1964-1985. Acerca desses dois contextos, julgue a validade das proposições a seguir.

I. Em ambos, a Carta Constitucional foi reformulada, foram suspensas as eleições livres diretas e foram feitas intervenções nos governos estaduais.

II. Nos dois casos, o regime ditatorial foi implantado através de golpes militares, registrando momentos de endurecimento com suspensão dos direitos civis.

III. Nos dois casos, foi implantada uma política populista, permitindo a mobilização independente dos trabalhadores.

Assinale a alternativa CORRETA:

A) Apenas as proposições I e II são verdadeiras.

B) Apenas as proposições I e III são verdadeiras.

C) Apenas as proposições II e III são verdadeiras.

D) Todas as proposições são verdadeiras.

 

 

03. Exercícios sobre o Regime Militar: (PUC Minas) Nos idos de 1967, o general Costa e Silva assume o poder. Apesar da tensão política presente naquele momento, uma Frente Ampla é constituída e se apresenta como um órgão:

A) parlamentar, integrado por deputados adesistas, que formam a base de sustentação do governo.

B) extraparlamentar, constituído por políticos tradicionais que defendem o retorno à ordem democrática.

C) institucional, organizado por governadores dos estados favoráveis à nova ordem política estabelecida.

D) eclesial, estabelecido pela alta cúpula da Igreja Católica, que, sob os acordes do rosário em família, apoia a luta anticomunista.

 

 

04. (UEL-PR–2007) Em 1964, houve uma ruptura institucional no Brasil com o Golpe Militar que implantou o regime autoritário por um período de mais de duas décadas. Com base nos conhecimentos referentes a esse período histórico, assinale a afirmativa CORRETA.

A) Foi uma fase de censura, de repressão política e de fortalecimento dos serviços secretos de informação.

B) Durante o regime militar, prevaleceu a estagnação econômica, com baixos índices de crescimento da economia.

C) Embora a sustentação do regime fosse militar, os presidentes eram civis.

D) Foi o período do desenvolvimento neoliberal, caracterizado pelo fim dos monopólios estatais.

E) Naquele período, o Legislativo foi fechado, ficando proibida qualquer organização partidária.

 

 

05. Exercícios sobre o Regime Militar: (UERJ / Adaptado)

Passeata dos Cem Mil no Rio de Janeiro, junho de 1968. FREIRE, Américo et al. História em curso. Rio de Janeiro: FGV, 2004. (A) superação da ordem colonial e resgate da memória social.

Exercícios sobre o Regime Militar com gabarito

Protesto em Paris, maio de 1968. MOCELLIN, R; CAMARGO, R. de. Passaporte para a História. São Paulo: Editora do Brasil, 2004.

Em 1968, vários países foram palco de movimentos que expressaram insatisfações em relação ao sistema estabelecido. Tanto no Brasil quanto na França, estudantes e intelectuais se destacaram nas manifestações públicas de protesto. Dois objetivos que esses grupos pretendiam alcançar estão apontados em:

A) Valorização da contracultura e supressão dos organismos políticos

B) Democratização de instituições vigentes e crítica à cultura dominante

C) Recuperação das propostas stalinistas e contestação ao mundo burguês

D) Unificação dos movimentos sociais por meio da luta armada e combate às estruturas burocratizantes.

 

Exercícios sobre o Período Liberal Democrático.

 

06. Exercícios sobre o Regime Militar: (FGV-SP) “No fundo, chegamos à conclusão de que fizemos a revolução contra nós mesmos.” Essa lamentosa frase de Ademar de Barros sintetizava o ânimo de alguns conspiradores civis com os rumos do governo militar. Após duras críticas ao regime, Ademar chegou a exigir a renúncia do presidente Castelo Branco em um manifesto à nação. Em junho de 1966, teve seus direitos políticos cassados por dez anos.

CAMPOS, Flávio. Oficina de História: história do Brasil. Carlos Lacerda, outro importante civil articulador do golpe de 1964, reagiu contra o regime por meio:

A) da criação, no Rio de Janeiro, do Comitê pela Anistia, em 1968, com o apoio de militares e civis cassados pelo regime de exceção.

B) da defesa de eleições diretas para a Presidência da República e governos estaduais e apoiou, em 1968, contraditoriamente, o AI-5.

C) de um mandado de segurança apresentado, em 1969, ao Supremo Tribunal Federal, reivindicando o afastamento de Costa e Silva.

D) de uma representação ao Congresso Nacional, exigindo a imediata reconsideração acerca do AI-2, que criou o Arena e o MDB.

E) da organização da Frente Ampla, em 1967, que contou com a participação dos ex-presidentes Juscelino Kubitschek e João Goulart.

 

 

07. (UFSJ-MG–2011) Embora algumas pessoas possam se mostrar chocadas e incrédulas ante o fato de que padres estivessem envolvidos em atividades terroristas, essa descoberta não foi surpresa para observadores políticos de São Paulo. O consulado geral tinha recebido numerosas informações de que esse fenômeno estava ocorrendo […] A explicação básica do envolvimento dos padres é a convicção, proclamada em declarações de militares, de que existe um estado de guerra e, portanto, a violência é necessária. Embora essa justificativa seja simplista e infeliz, ela parece sufciente para aqueles que acreditam estar vivendo sob uma ditadura brutal.

TELEGRAMA do consulado geral dos Estados Unidos em São Paulo ao Departamento de Estado, de 6 de novembro de 1969. Citado por GASPARI, Elio. A ditadura escancarada. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

Com relação ao período citado, de implantação e recrudescimento da ditadura civil-militar de 1964, é CORRETO afirmar que

A) as agremiações e grupos liberais cassados e reprimidos durante o governo socialista de João Goulart partiram para a revanche no novo regime.

B) as esquerdas unificadas em torno do Partido Comunista Brasileiro optaram pela luta armada, obrigando o Estado a reagir de forma violenta.

C) as cassações, a repressão policial e os interrogatórios com o auxílio de tortura só atingiram indivíduos que participavam da luta armada.

D) as cassações, a repressão policial e a tortura por militares e policiais atingiram indivíduos de diversas origens e posições ideológicas.

 

 

08. Exercícios sobre o Regime Militar: (UNESP–2010) Um editorial do jornal Folha de S.Paulo gerou polêmica e protestos no início de 2009. No entender do editorialista […] as chamadas “ditabrandas” – caso do Brasil entre 1964 e 1985 – partiam de uma ruptura institucional e depois preservavam ou instituíam formas controladas de disputa política e acesso à Justiça […]

FOLHA DE S. PAULO, 17 fev. 2009.

O termo “ditabranda” reporta-se ao:

A) golpe político aplicado por Getúlio Vargas; encerramento da chamada República Velha; repressão ao Partido Comunista; políticas econômicas de cunho nacionalista; suicídio de Vargas e divulgação da carta-testamento.

B) período do coronelismo na política brasileira; ocorrência de fraudes nas eleições, através do chamado voto de cabresto; polícia política constituída por capangas e jagunços.

C) período de Juscelino Kubitschek; imposição do crescimento econômico através da industrialização; slogan governamental “50 anos em 5”; tempo de democracia restrita, com voto censitário.

D) golpe político-militar que instalou a ditadura; imposição de Atos Institucionais; extinção dos partidos existentes; instituição do bipartidarismo – Arena e MDB; repressão à oposição e censura à imprensa.

E) período de redemocratização; eleições diretas para o Executivo, Legislativo e Judiciário; urbanização acelerada e enfraquecimento do poder dos presidentes da República.

 

 

09. (UECE) Em 1968, o governo militar do presidente Costa e Silva editou o Ato Institucional n.° 5 (AI-5) com o objetivo de combater a subversão, sob pretexto de defender a segurança nacional. Sobre esse mecanismo jurídico do regime autoritário, é CORRETO afirmar:

A) Foi aprovado com apoio total do Congresso Nacional, já que expressava a convicção geral de que a luta armada precisava ser derrotada.

B) Submetia ao Congresso todas as decisões do presidente, evitando assim os desmandos que tinham levado o país ao caos e à ditadura.

C) Apesar de ter fechado o Congresso e suspendido o processo eleitoral, tornou a tortura e a perseguição aos comunistas crimes inafiançáveis.

D) Permitia uma concentração de poder ainda maior nas mãos do Executivo, favorecendo a tortura e a ação de grupos paramilitares de perseguição aos comunistas.

 

 

10. Exercícios sobre o Regime Militar: (UFPE) Durante o regime militar (1964-1984), os governos decretaram vários atos institucionais, o que permitiu o aparecimento de um processo crescente de arbitrariedade, autoritarismo e desrespeito aos direitos humanos. Em relação a esse regime, podemos afirmar que:

A) os atos institucionais foram os instrumentos legais que o regime militar teve em mãos para garantir a ordem política democrática.

B) nesse período de regime militar, em que vigoraram os atos institucionais, o Congresso Nacional funcionou plenamente, e os atos de corrupção parlamentar foram punidos.

C) a opção por um regime militar simbolizou o caminho escolhido pelas elites políticas, aliadas a interesses internacionais, para enfrentarem a crise social, política e econômica, face à crescente organização de parcelas da sociedade civil que reivindicavam os direitos de cidadania.

D) os vinte anos de regime militar introduziram o Brasil na modernidade e garantiram que os militares, aliados a um Congresso Nacional que funcionou com plena liberdade no cerceamento à livre expressão, evitassem a adesão do país ao comunismo.

E) entre os atos institucionais publicados durante a vigência do regime militar, o AI-5 foi o símbolo maior das medidas autoritárias necessárias à passagem ao regime democrático, alcançado imediatamente após sua publicação.

 

🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.

 

Gabarito com as respostas dos Exercícios sobre o Regime Militar:

01. A; 02. A; 03. B; 04. A; 05. B; 06. E; 07. D; 08. D; 09. D; 10. C

Spread the love