Lista de Exercícios sobre o Brasil Colônia Pecuária e Agricultura

01. Brasil Colônia Pecuária e Agricultura: (UNIFESP–2008) Entre aproximadamente 1770 e 1830, a região maranhense conheceu um ciclo de prosperidade econômica, graças:

A) à produção e exportação do algodão, matéria-prima então muito requisitada por causa da Revolução Industrial em curso na Inglaterra.

B) à criação da pecuária e à indústria do charque, para abastecer o mercado interno então em expansão por causa da crise do sistema colonial.

C) ao extrativismo dos produtos florestais, cuja demanda pelo mercado internacional teve lugar exatamente naquele momento.

D) à produção e exportação de arroz, cacau e fumo, cujos produtos começaram a ter aceitação no mercado mundial de matérias-primas.

E) à produção e exportação do açúcar, o qual, com o aumento da demanda, exigiu novas áreas de cultivo, além da nordestina.

 

 

02. (FUVEST-SP–2009) A criação, em território brasileiro, de gado e de muares (mulas e burros), na época da colonização portuguesa, caracterizou-se por:

A) ser independente das demais atividades econômicas voltadas para a exportação.

B) ser responsável pelo surgimento de uma nova classe de proprietários que se opunham à escravidão.

C) ter estimulado a exportação de carne para a metrópole e a importação de escravos africanos.

D) ter-se desenvolvido, em função do mercado interno, em diferentes áreas no interior da colônia.

E) ter realizado os projetos da Coroa portuguesa para intensificar o povoamento do interior da colônia.

 

 

03. Brasil Colônia Pecuária e Agricultura: (PUC RS) O processo de colonização portuguesa sobre o Brasil tem como um de seus pressupostos básicos a manutenção do pacto colonial, que regula as relações entre colônia e metrópole. Esse pacto pode ser definido como um:

A) acordo celebrado entre os portugueses recém-chegados ao Brasil e os nativos, com o objetivo de viabilizar a exploração de pau-brasil e a utilização da mão de obra indígena para a realização desse trabalho.

B) acordo feito entre os proprietários de terras na colônia, os governadores-gerais e o rei de Portugal, com o objetivo de evitar a concorrência econômica entre metrópole e colônia, definindo-se os bens que cada parte produziria.

C) instrumento de dominação e de imposição religiosa, muito utilizado pelos jesuítas em sua missão de evangelização e de conversão dos indígenas ao catolicismo, o que veio a facilitar a criação das Reduções, como a de São Miguel Arcanjo, no Rio Grande do Sul.

D) instrumento de dominação política e econômica exercida pela metrópole, que se caracterizava pelo monopólio do comércio colonial e pela complementaridade da produção colonial em relação à metrópole, sendo proibida a criação de manufaturas na região colonizada.

E) acordo celebrado entre Portugal, Espanha e suas respectivas colônias, a fim de se evitarem os conflitos territoriais e de se garantir uma maior produtividade das regiões exploradas, evitando-se a concorrência entre elas, que deveriam produzir bens complementares entre si.

 

 

04. (UEL-PR) […] ela foi responsável pelo povoamento do sertão nordestino, da Bahia ao Maranhão. Foi um excelente instrumento de expansão e colonização do interior do Brasil.

Com ela surgiram muitas feiras que deram origem a importantes centros urbanos, como, por exemplo, a Feira de Santana, na Bahia.

Ao instrumento de expansão a que o texto se refere, pode ser associada a:

A) pecuária.

B) mineração.

C) economia extrativa.

D) economia mineira.

E) produção açucareira.

 

 

05. Brasil Colônia Pecuária e Agricultura: (FUVEST-SP–2008) A atividade extrativista desenvolvida na Amazônia, durante o Período Colonial, foi importante, porque:

A) garantiu a ocupação da região e aproveitou a mão de obra indígena local.

B) reproduziu, na região, a estrutura da grande propriedade monocultora.

C) gerou riquezas e permitiu a abertura de estradas na região.

D) permitiu a integração do Norte do Brasil ao contexto andino.

E) inviabilizou as aspirações holandesas de ocupação da floresta.

 

Lista de Exercícios sobre o Brasil Colonial e a Economia Açucareira.

 

06. Brasil Colônia Pecuária e Agricultura: (UFPI–2008) Considerando-se o Período Colonial brasileiro (1500-1822) e tomando-se, nesse recorte, aspectos do cotidiano da sociedade colonial, é CORRETO afirmar que:

A) os sobrados eram armazéns destinados à venda de produtos importados da Europa, sendo sua denominação decorrente do modo como, pejorativamente, alguns brasileiros igualavam esses armazéns às “sobras” do comércio europeu.

B) a Casa-Grande, além de encarnar simbolicamente o poder dos senhores de escravos e engenhos, expandiu-se também, no Brasil Colônia, como símbolo patriarcal.

C) a miscigenação étnica, decorrente de condições históricas típicas no Brasil, contribuiu para a ausência de conflitos entre colonizador e colonizados.

D) uniões formais e duradouras entre nativas indígenas e colonizadores portugueses comprovam a tese, presente em parte da historiografia sobre o Brasil, da cordialidade brasileira.

E) o concubinato nas relações amorosas no Brasil, mais comum na região da capitania de São Vicente, restringiu-se ao Período Colonial, tendo sido completamente banido a partir do início do século XIX.

 

 

07. (Cesgranrio) A pecuária, apesar de ter desempenhado importante papel na ocupação de determinadas áreas do território brasileiro, conservou seu caráter complementar na economia colonial especializada para a exportação, disso decorrendo:

A) seu equilíbrio em relação às atividades agrícolas e extrativas na ocupação efetiva do território.

B) sua subordinação ao capital comercial europeu.

C) a exportação da produção de abastecimento, o que gerou superávit no comércio colonial.

D) a direção estatal da metrópole sobre a pecuária por força do monopólio régio sobre o sal e a carne.

E) constantes crises de abastecimento dos alimentos, cuja produção era preterida pelas culturas de exportação.

 

 

08. Brasil Colônia Pecuária e Agricultura: (FUVEST-SP) No século XVIII, o governo português incorporou a maior parte da Amazônia ao seu domínio.

A ampliação dessa fronteira da colônia portuguesa deveu-se:

A) aos acordos políticos entre Portugal e França.

B) às lutas de resistência das populações indígenas.

C) ao início da exploração e exportação da borracha.

D) à expulsão dos jesuítas favoráveis à dominação espanhola.

E) à exploração e comercialização das drogas do sertão.

 

 

09. (UNESP–2007) Observe o mapa e responda.

mapa brasil mineração

A) O meridiano de Tordesilhas, enquanto esteve em vigor, obstruiu a efetiva ocupação do interior do território brasileiro.

B) As riquezas do vice-reinado do Rio da Prata atraíram muitos aventureiros em busca de fortuna fácil e que acabaram por se fixar na região Sul do Brasil.

C) A busca por pau-brasil e terras férteis para a cana-de-açúcar impulsionou a derrubada da Mata Atlântica e a fixação do colonizador no sertão nordestino.

D) Apesar do aspecto extensivo da atividade, a pecuária desempenhou importante papel no processo de interiorização da ocupação.

E) O intenso povoamento da região Norte causou sérios problemas para a metrópole, que não dispunha de meios para abastecer a área.

 

 

10. Brasil Colônia Pecuária e Agricultura: (UFPR–2007) Moradores dos “sertões”, instalados além das cidades coloniais, transformaram tais espaços físicos em espaços humanos. […] A presença desses nossos antepassados é de fundamental importância para entendermos por que, no Brasil Colônia, houve mais do que a pura e simples plantation de cana. A “visão plantacionista”, que considera todas as atividades não voltadas para a exportação como irrelevantes, embaçou durante muito tempo a contribuição que milhares de agricultores – responsáveis pela agricultura de subsistência ou pelo abastecimento do mercado interno – deram à história de nosso mundo rural.

DEL PRIORE, Mary; VENÂNCIO, Renato. Uma história da vida rural no Brasil. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006. p. 47-48.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre a organização social do Brasil no Período Colonial, é CORRETO afirmar:

A) Os autores do texto destacam um elemento característico da vida social durante a colônia: a inexistência de núcleos econômicos situados além das cidades coloniais.

B) Confirma-se no texto a exclusividade da lavoura exportadora como atividade responsável pela ocupação dos espaços agrícolas nacionais.

C) No Brasil Colônia, uma característica fundamental da agricultura de alimentos foi a variedade de técnicas e de ferramentas utilizadas para o manejo das terras.

D) A atividade agrícola dos moradores dos sertões era essencial para a produção e o mercado colonial de gêneros alimentícios.

E) A imensa disponibilidade de terras não cultivadas contribuiu para uma ocupação intensiva do solo, o que evitou a dispersão demográfica pelo território nacional.

 

🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.

 

Gabarito com as respostas das atividades de História sobre o Brasil Colônia Pecuária e Agricultura:

01. A;

02. D;

03. D;

04. A;

05. A;

06. B;

07. E;

08. E;

09. D;

10. D

Deixe um comentário