O Golpe da Maioridade Exercícios com Gabarito

01. UERJ. O Golpe da Maioridade:
O Sete de Abril de 1831, mais do que o Sete de Setem­bro de 1822, representou a verdadeira independência nacional, o início do governo do país por si mesmo, a Coroa agora representada apenas pela figura quase simbólica de uma criança de cinco anos.

O governo do país por si mesmo, levado a efeito pelas regências, revelou-se difícil e conturbado. Rebeliões e revoltas pipocaram por todo o país, algumas lidera­das por grupos de elite, outras pela população tanto urbana como rural, outras ainda por escravos. (…) A partir de 1837, no entanto, o regresso conservador ganhou força, até que o golpe da Maioridade de 1840 colocou D. Pedro II no trono, inaugurando o Segundo Reinado. Estava estruturado o Império do Brasil com base na unidade nacional, na centralização política e na preservação do trabalho escravo.
Carvalho, J. Murilo et al. Documentação política, 1808-1840. In: Brasiliana da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional / Nova Fronteira, 2001.

Indique um exemplo de revolta popular ocorrida no Período Regencial e explique por que a antecipação da maioridade de D. Pedro II foi uma solução para a crise


02. Mackenzie. O Golpe da Maioridade, que colocou Pedro II no trono em 1840, representou:

a) a vitória dos liberais, que retornaram ao governo, convidados para formar o primeiro ministério do Segundo Reinado.
b) a ascensão dos conservadores afastados do poder desde o Avanço Liberal.
c) o enfraquecimento do regime monárquico e o crescimento do republicanismo.
d) o declínio da aristocracia rural, já que o novo governo não apoiava a manutenção de seus privilégios.
e) o fortalecimento da democracia, fato comprovado na primeira eleição do Segundo Reinado, a “eleição do cacete”.


03. PUC-RJ. Para muitos brasileiros que vivenciaram o Período Regencial (1831-1840), aquele foi um tempo de im­passes, mudanças e rebeliões. Sobre esse período, é correto afirmar que:

I. a renúncia inesperada do imperador D. Pedro II levou à nomeação de uma regência trina e à implantação, em caráter provisório, de um governo republicano.
II. a antecipação da maioridade de D. Pedro II, em 1840, garantiu o restabelecimento da ordem mo­nárquica e a pacificação de todas as revoltas que ameaçavam a integridade territorial do Império.
III. houve uma série de revoltas envolvendo desde elementos das tropas regulares até escravos, destacando-se, entre elas, a Farroupilha, a Ca­banagem e a Revolta dos Malês.
IV. a ausência provisória da autoridade monárquica estimulou a proliferação de projetos políticos destinados à reorganização do Estado imperial. Assinale a alternativa:

a) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
b) se somente a afirmativa I estiver correta.
c) se somente as afirmativas II, III e IV estiverem corretas.
d) se somente as afirmativas III e IV estiverem cor­retas.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.


04. (UMC). O Golpe da Maioridade, datado de julho de 1840 e que elevou D. Pedro II a imperador do Brasil, foi justificado como sendo:

a) uma estratégia para manter a unidade nacional, abalada pelas sucessivas rebeliões provinciais;
b) o único caminho para que o país alcançasse novo patamar de desenvolvimento econômico e social;
c) a melhor saída para impedir que o Partido Liberal dominasse a política nacional;
d) a forma mais viável para o governo aceitar a proclamação da República e a abolição da escravidão;
e) uma estratégia para impedir a instalação de um governo ditatorial e simpatizante do socialismo utópico.


05. UFRGS-RS. Associe as afirmações apresentadas na primeira co­luna com os movimentos sociais ocorridos na primeira metade do século XIX referidos na segunda coluna.

1. Cabanada
2. Sabinada
3. Cabanagem
4. Balaiada

( ) Foi uma revolta de caráter anti-regencial e federa­lista, contando com o apoio das camadas médias e baixas da sociedade, que queriam manter a Bahia independente até a maioridade de Dom Pedro II.
( ) Iniciou como um movimento da elite paraense con­tra a centralização política. Transformou-se numa rebelião popular de índios e camponeses que chegou a tomar o poder durante quase um ano.
( ) Foi um movimento popular de caráter restaurador ocorrido em Pernambuco e Alagoas. Os revolto­sos defendiam o retorno de Dom Pedro I e eram favoráveis à recolonização do Brasil.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses de cima para baixo é:
a) 1 – 2 – 4
b) 1 – 3 – 4
c) 4 – 1 – 2
d) 4 – 2 – 1
e) 2 – 3 – 1


06. Observe o mapa a seguir:

mapa da localização das revoluções regenciais brasileiras

As revoltas regenciais exibiram a fragilidade política do Brasil na medida em que a própria ideia de nação passou a sofrer ameaça em meio aos conflitos regionais e projetos separatistas.

A alternativa política para a instabilidade apresentada exigiu o fortalecimento do poder central, visando reprimir os movimentos revoltosos. Assinale a alternativa seguinte que melhor representa essa alternativa.
A) A Constituição de 1824.
B) O Ato Adicional de 1834.
C) A criação das Assembleias Provinciais.
D) A criação do município neutro do Rio de Janeiro.
E) O Golpe da Maioridade.


07. U. Católica Dom Bosco-MS – O golpe da maioridade referido na ilustração constitui:

tirinha golpe da maioridade

a) uma estratégia usada por Portugal, visando recolonizar o Brasil;
b) uma imposição da família Orleans e Bragança, a fim de dar continuidade à monarquia portuguesa no Brasil;
c) o resultado da campanha realizada pelos liberais, com o objetivo de retornar ao poder;
d) o recurso usado pelos farroupilhas para centralizar o poder na figura do rei;
e) uma expressão pejorativa que os progressistas usavam para criticar a ascensão de D. Pedro II ao poder.


08. (UNESP)
“Por subir Pedrinho ao trono,
Não fique o povo contente.
Não pode ser coisa boa
Servindo com a mesma gente.
Quem põe governança
Na mão de criança,
Põe geringonça
No papo de onça.”
(Versos anônimos. In: Lilia Moritz Schwarcz, As Barbas do Imperador.)

a) A qual episódio da História do Brasil os versos fazem referência?


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas das questões sobre o Golpe da maioridade para passar no Enem e Vestibular:

01. Revoltas populares:

• Sabinada (Bahia)

• Balaiada (Maranhão)

• Cabanagem (Grão-Pará) A maioridade de D. Pedro II foi a solução para a crise, teve como consequência a restauração do Poder Moderador, além de ser o mecanismo encontrado pelas elites imperiais para restabelecer a ordem, pôr fim às revoltas descentralizadoras que ameaçavam a unidade do Império e aos confrontos gerados pelas Regências.

02.  A;

03. D;

04. A;

05. V, F, V, V, V;

06. E;

07. C;

08. Ao Golpe da Maioridade (1840), que pôs fim ao Período Regencial por meio da antecipação ilegal da maioridade de D. Pedro II.

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário