Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo Questões

01. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / STN – 2013) Não é um gasto atribuível ao custo do intangível gerado internamente:

a) materiais e serviços consumidos pelo ativo intangível.
b) gastos com treinamento de pessoal para operar o ativo intangível.
c) custos de benefícios a empregados, relacionado ao ativo intangível.
d) amortização de licenças utilizadas na geração do ativo intangível.
e) taxas de registro de direito legal.

 


02. (ESAF / STN – 2013) A empresa Produtividade S.A. teve, no último período, um anormal alto volume de produção. Dessa forma, a entidade deve alocar o custo fixo:
a)
em sua totalidade de formar a atribuir o custo efetivo do produto produzido aos estoques.
b) diminuindo-o, de maneira que os estoques não sejam mensurados acima do custo.
c) pelo método UEPS, de forma a reconhecer o custo mais próximo do valor de reposição.
d) até o limite da normalidade nos estoques e o restante reconhecer nos lucros acumulados.
e) reconhecendo-o em sua totalidade diretamente no resultado do período, afetando todos os produtos vendidos no período.

 


03. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / STN – 2013) A Companhia FlyAir, detentora de 10 aviões, tem previsto em seus contratos, por determinação de legislação federal, vistoriar suas aeronaves em intervalos de dois em dois anos. Os gastos por aeronave, nesse intervalo de tempo, são estimados em R$3.000.000,00. Dessa forma deve a empresa:
a)
reconhecer uma provisão no valor de R$ 30.000.000,00, uma vez que a companhia já tem estimativa do custo das revisões.
b) contabilizar a obrigação de longo prazo, gerando um Contas a Pagar de R$ 30.000.000,00.
c) ativar o valor de R$ 30.000.000,00 como custo das aeronaves para que já seja feito o reconhecimento do valor do custo de manutenção das aeronaves durante o seu desgaste.
d) desconsiderar os valores não reconhecendo qualquer provisão, uma vez que não há obrigação presente.
e) evidenciar em nota explicativa a obrigatoriedade de constituição da provisão e os valores que afetarão no futuro os resultados da companhia.

 


04. (ESAF / STN – 2013) São condições para o reconhecimento de provisões
a)
a existência de uma obrigação presente, legal ou não formalizada, consequente de um evento passado, ter uma provável necessidade de saída de recursos que incorporem benefícios econômicos para liquidar a obrigação e que permita ser efetuada uma estimativa suficiente de segurança do valor da obrigação.

b) identificação de uma obrigação passada como consequência de um evento financeiro, representando uma provável exigência de saída de fluxo de caixa, que poderá impactar em eventos futuros mesmo que a probabilidade para a definição efetiva de valor não seja formada por uma base de cálculo determinada por um critério definido e aceito de forma corrente.
c) verificação da probabilidade ainda que remota da identificação de uma obrigação futura consequente de um evento presente, que exista uma provável necessidade de saída de recursos que incorporem benefícios econômicos para liquidar a obrigação e que possa ser feita uma estimativa confiável do valor da obrigação.
d) ocorrência de um evento presente com possibilidade remota de que a entidade venha a incorrer em saídas de recursos financeiros no futuro, sem a existência de uma obrigatoriedade legal mesmo que não seja efetuada em uma base confiável para definição de valor.
e) perspectiva de um evento presente resultar em obrigação, mesmo que seja baseado em eventos remotos, e ainda que a possibilidade de estimativa do valor venha a ser efetuada em bases suficientemente seguras para atender à competência de exercício.

 


05. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / STN – 2013) A Cia. Iluminada participa com 4% do capital ordinário da Cia. Hércules. Nessa participação societária permanente, a investidora não possuía influência significativa. Na ocasião da aprovação das contas e distribuição do resultado da Cia. Hércules, também foi aprovada a distribuição de R$ 500.000 a título de dividendos aos seus acionistas. A empresa investidora, ante esse fato, deve registrar um débito:
a)
em Resultado com Investimentos a crédito de Ganhos com Participações Societárias Permanentes.
b) em Participações Societárias Permanentes a crédito de Receitas não Correntes – Investimentos.
c) de Dividendos a Receber a crédito de Outras Receitas Operacionais – Dividendos e Rendimentos de Outros Investimentos.
d) de Disponibilidades a crédito de Ganhos e Perdas com Participações Permanentes em Outras Sociedades.
e) de Conta de Resultado a crédito de Resultados com Investimentos Permanentes em outras Sociedades Coligadas.

 

Atividades de Ciências Contábeis sobre Balancete.


06. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / STN – 2013) O valor desembolsado para o registro de uma nova patente deve ser reconhecido:
a)
em despesas antecipadas.
b) como um intangível.
c) no ativo imobilizado.
d) em gasto de investimento.
e) na conta de outra despesa operacional.

 

07. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / AFRFB – 2012) Nas operações de mercadorias, o valor dos gastos com transportes, quando estes são feitos sob a responsabilidade do comprador,
a)
aumentam o valor das mercadorias compradas.
b) são registrados a débito de uma conta de despesa.
c) diminuem o valor dos estoques de mercadorias.
d) não geram efeitos no custo das mercadorias vendidas quando estes são realizados.
e) não afetam o valor dos estoques de mercadorias.

 


08. (ESAF / ATRFB – 2012) A firma Mobiliada S.A. possui móveis e utensílios adquiridos em dezembro de 2010 por R$ 40.000,00. Incorporados ao grupo imobilizado em janeiro de 2011, esses bens são depreciados com valor residual de 5%, considerando-se uma vida útil de 10 anos como é costumeiro. No exercício de 2012, no balanço de 31 de dezembro, a empresa deverá apresentar esses móveis com valor contábil de:
a)
R$ 40.000,00.
b) R$ 32.400,00.
c) R$ 32.000,00.
d) R$ 30.400,00.
e) R$ 30.000,00.

 


09. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / ATRFB – 2012) A empresa Confiante Ltda. apresenta a seguinte movimentação com créditos a receber e clientes: No balanço de 2010, em 31/12: tinha créditos a receber de R$ 2.800,00 e provisão para perdas prováveis de R$ 84,00. Durante o exercício de 2011, contabilizou o recebimento de créditos R$ 980,00; a baixa por não recebimento R$ 120,00; a incorporação de novos créditos a receber R$ 1.700,00; o desconto de duplicatas no banco R$ 500,00. Em 31/12/2011, para fins de balanço, deverá fazer um nova provisão para perdas prováveis, no montante de:
a)
R$ 51,00.
b) R$ 84,00.
c) R$ 87,00.
d) R$ 102,00.
e) R$ 171,00.

 


10. Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo: (ESAF / AFRFB – 2014) A Cia. Solimões Industrial adquire um terreno por R$2.000.000 nas proximidades de suas instalações, para valorização. Na tomada de decisão pelo negócio, foi considerada a
oportunidade das condições negociadas, o início de obras governamentais nas proximidades para ampliação da malha rodoviária
e a construção de um entreposto de produtos agrícolas e a consequente valorização de imóveis naquela região. Ao registrar a aquisição desse imóvel, a empresa deve classificar esse bem como Ativo:
a)
Diferido.
b) Imobilizado.
c) Investimento.
d) Intangível.
e) Realizável de Longo Prazo.

 

🔵 >>> Não deixe de ver nossa lista completa de atividades de Ciências Contábeis.

Gabarito com as respostas das questões de Ciências Contábeis sobre Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo:

01. B

02. B

03. D

04. A

05. C

06. B

07. A

08. B

09. C

10. C

Deixe um comentário