Exercícios de Geografia da América do Sul

1) Geografia da América do Sul: (UFSM) “Nas últimas décadas, o processo de urbanização tornou mais evidente o abismo entre as elites brancas e ricas, e os pobres, índios e mestiços. As divisões regionais são mais recentes. O Altiplano dos Andes, onde fica a capital é habitado sobretudo por índios que vivem da agricultura de subsistência. Algumas províncias souberam se aproveitar do processo de abertura da economia (…), para atrair capital externo e desenvolver a economia local”.

“Revista Veja”, edição 1909 – ano 38, nº 24 – 15 de junho de 2005. p. 79 (adaptado)

O texto se refere a um dos países mais pobres da América do Sul, marcado pela desigualdade social e pela problemática da racionalização do setor petrolífero e do gás natural, que estão na origem da crise política e institucional vigente. Selecione a alternativa que apresenta esse país.

a) Peru

b) Equador

c) Bolívia

d) Venezuela

e) Colômbia

 

 

2) Geografia da América do Sul: (Mackenzie) O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, voltou ontem a concentrar a atenção internacional ao tornar-se o primeiro chefe de Estado a fazer uma visita oficial ao Iraque desde o fim da Guerra do Golfo, em 1991. A viagem faz parte de seu tour pelos países membros da OPEP (…)

(“O Estado de São Paulo” – 11/08/2000)

A visita do presidente venezuelano justifica-se:

a) pela necessidade de obter apoio interno, uma vez que sua eleição é contestada por vários grupos de oposição venezuelanos.

b) pelo fato da Venezuela ser membro da OPEP e o 3º maior exportador mundial de petróleo e temer um aumento da produção e consequente queda de preços do produto.

c) pela necessidade de conseguir importar petróleo a preços subsidiados, aliviando a pressão inflacionária na Venezuela.

d) para tentar reduzir os preços internacionais do petróleo, favorecendo as exportações venezuelanas do produto, principalmente para os EUA.

e) para se antepor ao isolamento da Venezuela junto à comunidade internacional, que questiona a lisura da eleição de Chávez.

 

 

3) (UTFPR) A porção do continente sul americano denominada América Platina é assim chamada por conter os rios formadores da ______________________________, estando situada na parte ____________ daquele continente. Apenas os estados ___________________ do Brasil fazem parte dessa área cujo relevo apresenta __________________ ________________________________.

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas acima.

a) Bacia do Rio Uruguai – central – do Centro Oeste – depressões alagadas.

b) Bacia do Rio Paraná – sul – do Centro Oeste – extensas planícies alagadas.

c) Bacia do Rio Amazonas – norte – da região Norte – montanhas e depressões.

d) Bacia do Rio da Prata – sul – da região Sul – planícies, planaltos e cordilheiras.

e) Bacia do Rio Paraguai – central – setentrionais – montanhas e planícies.

 

 

4) Geografia da América do Sul: (Fatec) “O tipo de colonização mercantilista e exploradora deixou marcas profundas nas sociedades latino-americanas. Algumas dessas marcas permanecem até hoje. Como exemplo, podemos mencionar a utilização dos melhores solos agrícolas para o cultivo de gêneros de exportação, ficando os piores para a produção dos alimentos consumidos pelos próprios habitantes. Ou ainda a concentração da população predominantemente perto do litoral e dos portos que davam acesso às metrópoles e que, hoje, dão acesso aos mercados estrangeiros.”

(VESENTINI, José W. & VLACH, Vânia. Geografa crítica, 7ª série. 3ª ed. São Paulo: Ática, 2007, p. 76. Adaptado.)

Outra dessas marcas sociais características da colonização de exploração nos países latino-americanos é

a) a independência tecnológica dos países latino-americanos.

b) a enorme concentração de terras em territórios e em reservas indígenas.

c) as elevadas taxas de natalidade causadas pela seca nas regiões desérticas.

d) a grande desigualdade social e econômica entre as várias regiões nacionais.

e) o imperialismo norte-americano exercido sobre suas colônias latino-americanas.

 

 

5) Geografia da América do Sul: (PUC-RJ) Dos movimentos ligados às lutas sociais na América Latina, um deles se projetou na América do Sul, a partir dos anos de 1980, quando passou a cunhar discursos libertadores, nacionalistas e emancipatórios na região, originados nos ideais liberais e anti-imperialistas do início do século XIX. Tal movimento vem se espalhando, na atualidade, nos países sul-americanos, consolidando-se como uma importante força geopolítica continental chamada:

a) Maoísmo.

b) Castrismo.

c) Laoísmo.

d) Senderismo.

e) Bolivarianismo.

 

Geografia da América Central Simulado

 

6) Geografia da América do Sul: (Udesc) Assinale a alternativa que apresenta os dois países da América Latina que não têm fronteira com o mar.

a) Paraguai e Colômbia

b) Equador e Peru

c) Venezuela e Uruguai

d) Bolívia e Paraguai

e) Uruguai e Equador

 

 

7) Geografia da América do Sul: (FUVEST – adaptado) Em setembro de 2007, aconteceram passeatas em diversas cidades do País, como forma de protesto contra a privatização da Vale (Companhia Vale do Rio Doce, antiga CVRD). Outros movimentos pró-reestatização de empresas públicas que foram privatizadas têm ocorrido na América Latina. Identifique um país em que isto aconteceu  recentemente e explique o fato.

 

 

8) (PUC-Rio – modificado) “A democracia na América Latina”, de Best of Latin Amecican, Cagle Cartoons, El Universal, Cidade do México. 1º de setembro de 2005. Fonte: www.politicalcartoons.com

A América Latina vem passando, desde o início da última década, por processos de redemocratização que reativaram projetos socioeconômicos há muito desejados pelos povos da região. Porém, existem disparidades entre os desejos por justiça social dos povos latinos e as possibilidades político-econômicas de se chegar, mais rapidamente, à justa equidade socioespacial. Em relação a esse momento singular na região, responda às questões a seguir.

a) Identifique o país da América Andina onde os movimentos sociais históricos levaram ao poder executivo do Estado Nacional um descendente de ameríndios, em 2006, e explique de que maneira a sua ação política vem colocando em xeque a globalização em seu país.

b) Explique dois fatores ligados às ações paramilitares e/ou econômicas dos narcotraficantes que caracterizam a atual crise de governabilidade vivenciada pela Colômbia.

 

 

9) Geografia da América do Sul: (UNICAMP) Os processos dominantes de contra-reforma agrária no continente latino-americano foram responsáveis por uma dinâmica progressiva de concentração da riqueza e, especificamente, da terra. Processos de desagregação social provenientes da excessiva acumulação de miséria resultaram na exclusão de contingentes consideráveis, tornando ‘exilados internos’ cidadãos sem oportunidades de integração produtiva no mercado de trabalho formal. Grande parte deles são provenientes de uma expulsão estrutural do campo, cada vez mais fechado ao acesso à terra ou a políticas de reprodução da agricultura, sobretudo alimentar, o que circularmente atinge o abastecimento do mercado interno nacional de consumo basicamente popular.

(Adaptado de Ana Maria Motta Ribeiro, Sociologia do narcotráfico na América Latina e a questão camponesa, em Ana Maria Motta Ribeiro e Jorge Atílio Silva Iulianelli (orgs.), “Narcotráfico e Violência no Campo”. Rio de Janeiro: DP&A, 2000, p. 23).

a) Explique como a intensificação da concentração de terras se colocou como obstáculo à agricultura camponesa na América Latina.

b) Dificuldades de manutenção das famílias camponesas no campo têm reforçado o estabelecimento da prática de cultivo de plantas narcóticas como um agronegócio (narcoagronegócio). Por que o narcoagronegócio tornou-se uma atividade alternativa para os camponeses da América Latina?

c) Cite dois países da América do Sul onde o cultivo da coca (Erythroxylum coca) é tradicional entre os camponeses.

 

 

10) Geografia da América do Sul: (UNESP) Na atualidade, a Venezuela possui 24 milhões de habitantes, PIB de 90 bilhões de dólares e renda “per capita” de 3808 dólares. É uma das potências petrolíferas mundiais, mas 80% da população são pobres e 33% encontram-se abaixo da linha de pobreza.

a) Cite três fatores que explicam a pobreza da maioria da população deste país.

b) Qual é o maior importador do petróleo venezuelano? Qual a região do globo cujas reservas petrolíferas superam as da Venezuela?

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia sobre a Geografia da América do Sul:

1) c;

2) b;

3) d;

4) d;

5) e;

6) d;

7) A Bolívia reestatizou a exploração e o refno do petróleo e do gás natural em maio de 2006, por decreto-lei, revertendo privatizações da década de 1990.

 

8) a) A Bolívia. Em dezembro de 2005, o líder cocalero Evo Morales venceu, com maioria absoluta e apoio político e financeiro do venezuelano Hugo Chávez, as eleições presidenciais bolivianas, tornando-se o primeiro presidente de origem indígena do país. Ao assumir o poder em 22 de janeiro de 2006, a plataforma política do partido que o representa (MAS – Movimento ao Socialismo) passou a ser discutida nacionalmente e no exterior, colocando em tensão países e investidores diversos em relação ao “Risco-país” que a Bolívia passaria a representar, na economia global. Como forte opositor à erradicação do cultivo da coca defendida pelos Estados Unidos, Evo Morales diverge, frontalmente, do sistema socioeconômico capitalista, que é a força motriz da globalização econômica. Dentre os pontos mais polêmicos da plataforma política desenvolvida por Morales, destacam-se:

– A nacionalização de indústrias estratégicas e dos recursos naturais (hidrocarbonetos).

– O controle estatal total das propriedades onde estão presentes os recursos energéticos.

– A redução dos preços de produtos para o consumo de massa.

– A saúde e educação gratuitas para toda a população.

– O aumento dos impostos para as classes média-alta e alta.

– As resistências à consolidação da ALCA.

– O suporte político e administrativo ao cultivo da folha de coca, reforçando o PIB “subterrâneo”.

– A redistribuição de terra.

b) Em relação à crise de governabilidade na Colômbia ligada a fatores paramilitares e/ou econômicos dos narcotraficantes, pode-se destacar:

– A fuga de divisas do país frente aos imensos lucros ilegais obtidos com a produção transformação, circulação e consumo da droga, em escala internacional.

– O financiamento ao contrabando, principalmente de armas.

– A concentração da propriedade rural (os narcotraficantes apropriaram-se de 4,3% da terra cultivável na Colômbia).

– A concentração da propriedade urbana (20% aproximadamente das transações em propriedade raiz)

– O progressivo crescimento do mercado de trabalho a serviço das máfias (250 mil empregos, equivalentes a 3% da força trabalhista do país).

– A reversão no crescimento dos PIB: o regular cresceu 3% e o “subterrâneo” 7%, nos anos de 1990 e 2000.

– A invasão da economia formal pela informal (os cartéis da coca, através de testas-de-ferro, passaram a controlar empresas variadas que vão desde farmácias até redes de TV, emissoras de rádio e linhas aéreas).

– O financiamento à narcoguerrilha e ao terrorismo nacional e internacional.

– Uma rede de suborno e corrupção que atravessa todo o Estado, particularmente as agências estatais encarregadas de seu controle e repressão.

– A influência política e um eficiente esquema de informação dos narcotraficantes fragmentam, geograficamente, os países produtores, constituindo encraves políticos e militares e, em alguns casos, estabelecendo territórios livres junto com grupos guerrilheiros.

– A divisão político-administrativa criada pelo Estado é substituída por zonas produtoras de drogas, divididas de acordo com os interesses da máfia e da guerrilha, onde as leis, a autoridade e até mesmo a moeda nacional não têm validade.

– O Estado de direito, além de perder o controle sobre a economia, perde hegemonia, legitimidade e autoridade, com narcotraficantes financiando campanhas para senadores e deputados e golpes de Estado.

 

9) a) No período colonial a terra era um bem de produção, com a produção em larga escala para atingir os mercados metropolitanos.

b) Trata-se de uma forma agregadora, inserindo os “exilados internos” ou excluídos, que encontram no narcoagronegócio, uma forma de subsistência.

c) Peru, Bolívia, Equador, Colômbia.

 

10) a) Má distribuição de renda, predomínio de jovens, população ativa pouco ou mal qualificada.

b) E. U. A. Oriente Médio.

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário