Simulado sobre a Geografia da Região Sul do Brasil

01. Geografia da Região Sul: (UEM-PR–2009) Sobre localização geográfica, unidades de relevo e vegetação do Paraná, assinale a(s) alternativa(s) CORRETA(S).
01. Entre os estados da região Sul, o Paraná é o que apresenta a menor extensão geográfica banhada pelo Oceano Atlântico.
02. A mata de restinga constitui a principal formação florestal paranaense, aparecendo associada às Matas de Araucária nas regiões de menor altitude.
04. O Rio Paraná se constitui na maior unidade hidrográfica do estado, tendo sua nascente formada pela junção dos rios Pirapó e Ivaí, na região Norte.
08. A Ilha do Mel, que faz parte do arquipélago de Fernando de Noronha, destaca-se como santuário ecológico na zona litorânea paranaense.
16. As unidades fisiográficas da paisagem no estado do Paraná são o litoral, a Serra do Mar, o primeiro planalto, o segundo planalto e o terceiro planalto.
Soma ( )

 

 

02. (UPE–2011) A região Sul é uma das cinco macrorregiões, onde se encontra dividido o Brasil. Os estados que a compõem totalizam uma área de mais de 500 000 km2, por isso é considerada a menor do país. Sobre as características geográficas mais destacadas dessa região, assinale VERDADEIRO (V), ou FALSO (F).
( ) Trata-se de uma região que, do ponto de vista físico geográfico, é ocasionalmente atingida, sobretudo durante o inverno, por movimentos intensos do ar atmosférico, denominados anticiclones extratropicais. Esses ventos fortíssimos acarretam, em geral, sérios prejuízos econômicos, sobretudo na porção ocidental de Santa Catarina e Paraná.
( ) As áreas de florestas dessa região foram colonizadas por imigrantes eslavos, italianos e alemães, com pequenas e médias propriedades rurais, voltadas, fundamentalmente, à policultura.
( ) A região dos Campos foi ocupada desde o Brasil Colonial por latifúndios escravocratas e utilizada, de início, para a pecuária extensiva e, depois, para o cultivo de trigo e soja.
( ) A porção oeste dessa região, tradicionalmente produtora de arroz, atravessou uma grave crise econômica neste século, resultante de alterações climáticas desfavoráveis ao cultivo desse produto; em face desse fenômeno, deixou de ser a maior produtora nacional, perdendo espaço, assim, para o Maranhão.
( ) O clima da região é dominantemente subtropical, caracterizado por fracas amplitudes térmicas anuais e com chuvas bem distribuídas ao longo do ano; esse clima condicionou, sobremaneira, o cultivo do chá-mate

 

 

03. (UFMG–2007) Considerando-se a organização geoeconômica da região Sul brasileira, é INCORRETO afirmar que:
A) a indústria da região metropolitana de Porto Alegre conserva profundos vínculos com a agropecuária regional, que lhe fornece importante percentual da matéria-prima processada.
B) a proximidade geográfica do Sudeste contribui para tornar a região metropolitana de Curitiba importante área receptora dos impulsos da desconcentração industrial paulista.
C) o grau de modernização da agricultura sulina é predominantemente baixo, sobretudo nas sub-regiões de criação avícola e suína e nas de cultivo de soja.
D) o norte do Paraná é ocupado, hoje, pela soja e outros cultivos, que, gradativamente, substituíram os cafezais.

 

 

04. (FURG-RS–2010) Sobre a dinâmica da população da região Sul assinale a alternativa CORRETA.
A) Atualmente, a região Sul possui o melhor índice de desenvolvimento humano, e isso se dá pela facilidade de administrar e distribuir os recursos para a menor região do Brasil, em termos de dimensões e de número de população.
B) Entre as décadas de 1940 e 1960, o Paraná atraiu um baixo fluxo migratório nas regiões Norte e Oeste do Estado, devido à baixa produtividade da terra.
C) Na década de 1970, ocorreu um intenso processo de urbanização, mesmo assim a população rural era superior à urbana.
D) A região Sul foi a primeira a intensificar sua ocupação por apresentar boas condições de produção agrícola e pecuária.
E) A partir dos anos 1970, com a implantação do novo modelo agrícola baseado nas lavouras mecanizadas, a população deslocou-se em grande parte rumo às fronteiras agrícolas no Norte e no Centro-Oeste do país.

 

 

05. Geografia da Região Sul: (UFRGS) Alguns tipos de poluição das águas têm causas naturais, mas a maioria é provocada pelas atividades humanas. O mapa a seguir mostra áreas em que ocorrem problemas que afetam os recursos hídricos dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

questões sobre a Geografia da Região Sul para enem e vestibular

Com base nos dados apresentados no mapa, preencha as lacunas do texto a seguir.
As áreas do mapa em que os recursos hídricos são contaminados por efluentes com agrotóxicos derivados das lavouras de arroz são as de número ___________; as contaminadas pelos resíduos provenientes de abatedouros de porcos e aves são as de número ___________; e as contaminadas pelos rejeitos oriundos de atividades mineradoras são as de número ___________.

A alternativa que preenche CORRETAMENTE as lacunas do texto, na ordem em que aparecem, é:
A) 1, 2 e 3.
B) 1, 3 e 2.
C) 2, 1 e 3.
D) 2, 3 e 1.
E) 3, 2 e 1.

 

Exercícios sobre Bacias Hidrográficas e Questões Hídricas.

 

6. Geografia da Região Sul: (UFG) Observe a figura.

Disponível em: <http://commons.wikipedia.org>. Acesso em: 3 de mar. 2010.
A vegetação predominante do Brasil Meridional era a Mata de Araucárias ou Mata dos Pinhais, um tipo de conífera que outrora forneceu produtos muito utilizados na Região Sul e em outras áreas do país. Com base nesta afirmação:
a) indique uma característica da vegetação de araucárias e uma característica do clima subtropical;
b) cite dois produtos do extrativismo vegetal dessa região.

 

 

07. UEM-PR – A respeito da formação das cidades na região Sul e da sua rede urbana, conforme aparece no mapa, assinale o que for correto.

Geografia da Região Sul para concursos públicos
01. No domínio dos Campos Gerais, a distribuição linear e com orientação basicamente longitudinal da rede urbana, abrangendo as cidades de Piraí do Sul, Castro, Ponta Grossa, Curitiba e Lapa, está associada ao ciclo da erva-mate.
02. No norte do Paraná, a distribuição espacial linear e com orientação basicamente latitudinal das principais cidades, como Londrina, Apucarana, Maringá, Cianorte e Umuarama, está relacionada ao período áureo do ciclo do café e à colonização planejada.
04. Na Campanha Gaúcha, a rede urbana apresenta um caráter disperso, rarefeito, com raros núcleos urbanos de grande porte, como Alegrete, Uruguaiana, Santa Maria, Bagé, Santana do Livramento. Esse padrão de distribuição está associado, historicamente, à economia pastoril.
08. Na região do vale do Itajaí, a disposição linear e concentrada da rede urbana abrangendo as cidades de Gaspar, Blumenau, Brusque, Indaial, Timbó, Ibirama e Rio do Sul, situadas nos fundos de vales margeando os cursos dos rios, está relacionada à estrutura geomorfológica do relevo catarinense.
16. A presença de uma densa rede urbana nas regiões metropolitanas de Porto Alegre e de Curitiba está relacionada à importância das atividades industriais e terciárias.
Dê, como resposta, a soma das afirmativas corretas.

 

 

08. Cefet-PR. A vocação para a atividade agrária da região Sul do Brasil revela uma característica importante do modelo de ocupação do território nacional. Essa característica consiste no(a):
a) grande concentração fundiária e no aumento do trabalho assalariado no campo;
b) utilização da mão-de-obra familiar em produção, ligada ao setor agro-industrial;
c) grande número de trabalha dores em monoculturas tropicais de exportação;
d) maior concentração de gado bovino criado em sistemas extensivos;
e) manutenção da maioria da população ativa nas ocupações primárias.

 

 

09. Acafe-SC. Assinale a única expressão que completa corretamente o texto:
Na última década, o crescimento acelerado dos bolsões de miséria nas grandes cidades da Região Sul se deve, principalmente:
a) ao seu rápido desenvolvimento industrial, criando novos mas insuficientes empregos, somado ao constante êxodo rural;
b) à desvalorização das terras cultiváveis, especialmente nas áreas de terra roxa;
c) à tomada de grande número de fazendas pelo MST;
d) à deficiência geral do ensino nas escolas públicas;
e) à inflação galopante, que torna a aquisição de moradias cada vez mais difícil para os mais pobres.

 

 

10. Geografia da Região Sul: UFRJ. De certas áreas rurais da Região Sul partem importantes fluxos emigratórios em direção às novas fronteiras agrícolas do Brasil. Tanto as motivações desses emigrantes quanto as áreas que eles escolhem como destino são diferentes daquelas dos emigrantes das regiões agrícolas mais pobres do país.
A partir do texto:
a) Apresente as circunstâncias que explicam a emigração das áreas agrícolas da Região Sul.
b) Que condições, encontradas nas atuais fronteiras agrícolas brasileiras, justificam as áreas de destino escolhidas pelos emigrantes da Região Sul?

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia sobre a Geografia da Região Sul:

01. Soma = 17;
02. F, V, V, F, F;
03. C;
04. E;
05. A;

6.
a) Características da vegetação de araucárias:
– adaptação ao clima de temperaturasbaixas no inverno;
– ocorrência em altitudes superiores a 1.000 m;
– ambientes com alta umidade (chuvas e/ ou vales onde formam florestas-galerias);
– formato de guarda-chuva invertido (retenção de umidade e sustentação de precipitação nival);
– principais ocorrências em solos férteis (terra roxa);
– aciculifoliada (folhas duras e pontiagu das em formato de agulhas/espinhos);
– árvores separadas por sexo (machos e fêmeas);
– pinhões que alimentam os animais de pequeno porte.
– Características do clima subtropical:
– estações do ano bem marcadas;
– grandes amplitudes térmicas anuais;
– chuvas bem distribuídas durante todo o ano;
– índices pluviométricos acima de 1250 mm anuais;
– temperatura média anual em torno de 18 ºC.

b) Produtos do extrativismo vegetal da região:
– a erva-mate (folhas)/chimarrão;
– a madeira (da imbuia, do ipê, do cedro ou do pinheiro-do-paraná);
– pinhão;
– canela;
– xaxim.

 

7. 30;
08. B;
09. A;

10.
a) O processo de modernização das áreas a) agrícolas da Região Sul causou a crise da pequena propriedade familiar ao selecionar os proprietários com melhores condições de acesso ao crédito.
b) Distância, onde existem terras mais baratas servidas por infra-estrutura de transportes,
além do acesso a linhas de crédito especial.

Deixe um comentário