Lista de exercícios sobre as Características do Renascimento

01. Características do Renascimento: (Enem–1999) […] Depois de longas investigações, convenci-me por fim de que o Sol é uma estrela fixa rodeada de planetas que giram em volta dela e de que ela é o centro e a chama. Que, além dos planetas principais, há outros de segunda ordem que circulam primeiro como satélites em redor dos planetas principais e com estes em redor do Sol. […] Não duvido de que os matemáticos sejam da minha opinião, se quiserem dar-se ao trabalho de tomar conhecimento, não superficialmente mas duma maneira aprofundada, das demonstrações que darei nesta obra. Se alguns homens ligeiros e ignorantes quiserem cometer contra mim o abuso de invocar alguns passos da Escritura (sagrada), a que torçam o sentido, desprezarei os seus ataques: as verdades matemáticas não devem ser julgadas senão por matemáticos.

COPÉRNICO, N. De Revolutionibus orbium caelestium.

Aqueles que se entregam à prática sem ciência são como o navegador que embarca em um navio sem leme nem bússola. Sempre a prática deve fundamentar-se em boa teoria. Antes de fazer de um caso uma regra geral, experimente-o duas ou três vezes e verifique se as experiências produzem os mesmos efeitos. Nenhuma investigação humana pode se considerar verdadeira ciência se não passa por demonstrações matemáticas.

VINCI, Leonardo da. Carnets.

O aspecto a ser ressaltado em ambos os textos para exemplificar o racionalismo moderno é:

A) a fé como guia das descobertas.

B) o senso crítico para se chegar a Deus.

C) a limitação da ciência pelos princípios bíblicos.

D) a importância da experiência e da observação.

E) o princípio da autoridade e da tradição.

 

 

02. (Enem–2001) O franciscano Roger Bacon foi condenado, entre 1277 e 1279, por dirigir ataques aos teólogos, por uma suposta crença na alquimia, na astrologia e no método experimental, e também por introduzir, no ensino, as ideias de Aristóteles. Em 1260, Roger Bacon escreveu: Pode ser que se fabriquem máquinas graças às quais os maiores navios, dirigidos por um único homem, se desloquem mais depressa do que se fossem cheios de remadores; que se construam carros que avancem a uma velocidade incrível sem a ajuda de animais; que se fabriquem máquinas voadoras nas quais um homem […] bata o ar com asas como um pássaro. […] Máquinas que permitam ir ao fundo dos mares e dos rios.

apud. BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV-XVIII, São Paulo: Martins Fontes, 1996. vol. 3.

Considerando a dinâmica do processo histórico, pode-se afirmar que as ideias de Roger Bacon:

A) inseriam-se plenamente no espírito da Idade Média ao privilegiarem a crença em Deus como o principal meio para antecipar as descobertas da humanidade.

B) estavam em atraso com relação ao seu tempo ao desconsiderarem os instrumentos intelectuais oferecidos pela Igreja para o avanço científico da humanidade.

C) opunham-se ao desencadeamento da Primeira Revolução Industrial ao rejeitarem a aplicação da matemática e do método experimental nas invenções industriais.

D) eram fundamentalmente voltadas para o passado, pois não apenas seguiam Aristóteles, como também baseavam-se na tradição e na teologia.

E) inseriam-se num movimento que convergiria mais tarde para o Renascimento, ao contemplarem a possibilidade de o ser humano controlar a natureza por meio das invenções.

 

 

03. Características do Renascimento: (UFTM-MG–2007) O Renascimento Cultural teve sua origem nas mudanças políticas, econômicas e sociais ocorridas a partir da Baixa Idade Média. Foram transformações dos padrões de comportamento, das crenças, das instituições, dos valores espirituais e materiais transmitidos coletivamente e que atingiram a alta burguesia e a nobreza, excluindo os demais segmentos da sociedade.

MOTA, Myriam; BRAICK, Patrícia. História: das cavernas ao Terceiro Milênio.

Entre as transformações a que as autoras se referem, é CORRETO mencionar:

A) a afirmação dos Estados liberais, sob controle da burguesia, a partir da retomada do estudo do Direito Romano nas universidades.

B) o desenvolvimento das atividades mercantis, que fez surgir uma nova camada social interessada em valorizar o indivíduo e a razão.

C) o fortalecimento da autoridade dos doutores da Igreja Católica, que defendiam a fé como meio de compreensão da realidade material.

D) a ascensão política das camadas populares, que questionaram a visão de mundo centrada em Deus e incentivaram a crítica e a experimentação.

E) a consolidação do sistema fabril, substituindo as corporações medievais, devido às novas exigências da economia autossuficiente.

 

 

04. (UFG–2007) Não houve preocupação com as consequências da revolução copernicana senão depois de Giordano Bruno ter extraído dela certas conseqüências filosóficas. Bem depressa Giordano Bruno estava a afirmar a infinidade do mundo. Rejeitava, pois, por completo, a noção de “centro do universo”. O Sol, perdido o lugar privilegiado que Copérnico lhe atribuía, era um sol entre outros sóis, uma estrela entre estrelas.

DELUMEAU, Jean. A civilização do Renascimento. Lisboa: Editorial Estampa, 1994. p. 147 (Adaptação).

O texto refere-se à importância dos pronunciamentos de Giordano Bruno para a constituição da noção moderna de Universo, que se relaciona com:

A) a definição de um Universo concebido como fechado e finito.

B) o abandono da ideia de um Universo criado por Deus.

C) a ruptura da concepção geocêntrica do Universo.

D) a percepção de que o Universo é contido numa esfera.

E) a compreensão heliocêntrica do Universo.

 

 

05. Características do Renascimento: (PUC Rio–2011) Meu falecido pai, de memória abençoada, fez todo esforço para que eu pudesse alcançar excelência mental e técnica. O fruto dos meus estudos e trabalhos alcançou o seu desejo mais querido. Mas você pode perceber que, para a educação, as condições não eram favoráveis como são hoje. Nem eu tive professores tão capazes como você. Nós ainda estávamos na idade das trevas. […] Agora, pela graça de Deus, a luz e a dignidade foram restituídas às letras e eu vivi para vê-lo. Hoje as antigas ciências estão restauradas […] As línguas restituídas: o grego […]; o hebraico e o latim […] Hoje o mundo está repleto de homens sábios […] Mas lembre-se disso, a sabedoria de nada lhe servirá se você não amar e temer a deus […] Seu pai, Gargantua.

RABELAIS, François. Carta de Gargantua a Pantagruel, 1532.

São características do humanismo renascentista indicadas nesse texto, EXCETO:

A) a crítica à Idade Média, percebida como período de trevas.

B) a valorização de uma educação laica e a abertura das bibliotecas monásticas.

C) o desejo de renovar a fé cristã mediante a tradução e circulação dos textos sagrados.

D) a retomada do patrimônio cultural e literário da Antiguidade Clássica.

E) o otimismo em relação aos avanços humanos no campo da educação.

 

Lista de exercícios sobre as Características do Mercantilismo.

 

06. Características do Renascimento: (UFMG) O Renascimento teve o seu berço na Itália em razão de vários fatores, EXCETO:

A) a existência de uma economia que possibilitou investimentos na produção cultural.

B) a preocupação da burguesia de obter afirmação social, transformando-se nos grandes mecenas.

C) a presença de uma tradição clássica muito forte, pois a região foi o centro do Império Romano.

D) a influência da cultura bizantina e sarracena com a chegada de intelectuais, quando da tomada de Constantinopla em 1453.

E) a supremacia militar do Império Italiano na Europa, o que permitia o controle das principais rotas e do mercado financeiro.

 

 

07. (UFMG) Leia este trecho, em que se faz referência à construção do mundo moderno:

[…] os modernos são os primeiros a demonstrar que o conhecimento verdadeiro só pode nascer do trabalho interior realizado pela razão, graças a seu próprio esforço, sem aceitar dogmas religiosos, preconceitos sociais, censuras políticas e os dados imediatos fornecidos pelos sentidos.

CHAUÍ, Marilena. Primeira filosofia. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 80.

A partir da leitura desse trecho, é CORRETO afirmar que a formação do mundo moderno se caracteriza por:

A) uma nova postura com relação ao conhecimento, a qual transforma o modo de entendimento do mundo e do próprio homem.

B) uma ruptura com as concepções antropocêntricas, a qual modifica as relações hierárquicas senhoriais.

C) uma ruptura com o mundo antigo, a qual caracteriza um distanciamento do homem face aos diversos movimentos religiosos.

D) adaptações do pensamento contemplativo, as quais reafirmam a primazia do conhecimento da natureza em relação ao homem.

 

 

08. Características do Renascimento: (UFU-MG) Sempre que se evoca o tema do Renascimento, a imagem que imediatamente nos vem à mente é a dos grandes artistas plásticos e de suas obras famosas […] As artes plásticas acabaram se convertendo num centro de convergência de todas as principais tendências da cultura renascentista.

E, mais do que isso, acabaram espelhando, através de seu intenso desenvolvimento nesse período, os impulsos mais marcantes do processo de evolução das relações sociais e mercantis.

SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. São Paulo: Atual, 1994. p. 25.

De acordo com o trecho anterior, o papel central das artes plásticas na cultura renascentista está relacionado aos “impulsos mais marcantes do processo de evolução das relações sociais e mercantis” porque:

I. expressavam o caráter sacro e piedoso do humanismo, revalorizando a tradição medieval e procurando reconciliar razão e fé, que se encontravam dissociadas a partir do predomínio do racionalismo burguês nas transações mercantis.

II. expressavam o desejo da nascente burguesia de construir uma nova imagem da sociedade em que ela teria papel central, contrapondo-se aos valores da sociedade medieval que privilegiavam o clero e a nobreza.

III. expressavam o ideal de beleza relacionado ao sentido de permanência atemporal, imutável, tomado de empréstimo às artes do mundo antigo e que serviam como contraponto à velocidade e à intensidade das inovações e das transformações vividas pelas sociedades europeias modernas.

IV. expressavam como a cultura tornou-se um campo de luta privilegiado, onde a produção artística deveria transmitir valores e princípios importantes para a consolidação da sociedade moderna, como o antropocentrismo, a razão, a positividade da riqueza material, o desejo de conhecimento e o domínio sobre a natureza e sobre o espaço geográfico.

Assinale a alternativa que contém as afirmativas CORRETAS.

A) Apenas II e III

B) Apenas I e III

C) Apenas III e IV

D) Apenas II e IV

 

 

09. Características do Renascimento: (FUVEST-SP–2006) As guerras que, há algum tempo, horrorizaram a Europa, as pestes e fomes na Espanha, as rebeliões na Nova Espanha foram causadas por qual cometa? Nenhum. Portanto, os males que porventura aconteçam não serão causados pelo cometa de agora, ainda que as autoridades se empenhem em prová-lo.

SIGÜENZA Y GONGORA, Carlos de., astrônomo mexicano, 1680.

Com base no texto, é CORRETO afirmar que:

A) essa perspectiva nada tinha de inovadora, pois a ciência moderna já havia sido reconhecida pelas autoridades civis e eclesiásticas na Espanha desde o início do século XVII.

B) a opinião do autor é de exclusivo caráter político, não se podendo estabelecer relações com debates e posições sobre astronomia e ciência moderna.

C) a perspectiva crítica sobre a relação entre a passagem dos cometas e as catástrofes terrenas fazia parte dos manuais religiosos dos jesuítas desde o início do século XVII.

D) a visão do autor surpreende, pois, no México colonial, não havia universidades, imprensa ou uma vida cultural que possa explicar afirmações semelhantes.

E) a visão do autor era a de um estudioso que, mesmo vivendo no México colonial, tomava posição na defesa dos conhecimentos científicos mais avançados produzidos na Europa.

 

 

10. Características do Renascimento: (Unimontes-MG–2007) Leia os textos.

A experiência, que é a madre das coisas, nos desengana e de toda dúvida nos tira.

Duarte Pacheco

Demasiada luz é agressiva; demasiada sombra impedese que se veja.

Leonardo da Vinci

Não existe beleza extraordinária que não tenha alguma peculiaridade na proporção.

Francis Bacon

Que bela obra de arte é o homem, tão nobre no raciocínio, tão vário na capacidade […] no entendimento é como um deus.

William Shakespeare

Todos esses autores viveram no início da Idade Moderna e seus pensamentos, expressos nesses textos, revelam a valorização do / da(s):

A) estética barroca e da crença inabalável nas explicações religiosas.

B) experimentação, observação, equilíbrio, comprovação dos fatos e humanismo.

C) teorias acerca do poder dos reis e da origem e do funcionamento do universo.

D) ressurgimento da vida urbana e da proliferação das universidades.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas das atividades de História sobre as Características do Renascimento:

01. D;

02. E;

03. B;

04. C;

05. B;

06. E;

07. A;

08. D;

09. E;

10. B

Deixe um comentário