Presidente General Eurico Gaspar Dutra Questões

01. UECE. General Eurico Gaspar Dutra: A respeito das posições assumidas pelo governo do general Eurico Dutra, pode-se dizer corretamente:

a) no contexto da redemocratização, Dutra instalou um governo amplo, democrático, que permitia todas as manifestações políticas, inclusive dos comunistas.
b) Dutra, apesar de ter sido eleito pelo voto popular, reforçou as instituições e métodos do Estado Novo, fechando o Congresso e outorgando uma nova Constituição.
c) apesar do apoio aos EUA durante a guerra, Dutra procurou manter uma posição independente no plano internacional.
d) alinhando-se totalmente com o bloco liderado pelos EUA, no contexto de fermentação da Guerra Fria, Dutra procurou meios para perseguir ou neutralizar a influência dos comunistas.


02. General Eurico Gaspar Dutra: O Plano Salte priorizava como metas de governo: saúde, alimentação, transporte e energia. O Plano corresponde ao governo de:

a) Jânio Quadros.
b) Juscelino Kubitschek.
c) Eurico Gaspar Dutra.
d) Getúlio Vargas.
e) João Goulart.


03. UEL-PR. General Eurico Gaspar Dutra: O processo de redemocratização, instaurado no Brasil, em 1946, foi ameaçado durante o governo de Eurico Gaspar Dutra, em razão da sua posição política, uma vez que o presidente:

a) alinhou-se à União Soviética, o que provocou pressões políticas e econômicas dos Estados Unidos.
b) cassou os mandatos dos representantes do Par­tido Trabalhista Brasileiro, por ser um partido de oposição ao seu governo.
c) perseguiu os integralistas e tornou ilegal a Ação Integralista Brasileira, prendendo, inclusive, o seu líder Plínio Salgado.
d) desenvolveu uma política econômica planificada, que provocou insatisfação das multinacionais instaladas no país.
e) colocou o Partido Comunista do Brasil na ilegali­dade, rompendo inclusive relações diplomáticas com a URSS.


04. UFMG. General Eurico Gaspar Dutra:
Leia este trecho:
Durante o governo do general Eurico Gaspar Dutra, foi criada, em 1948, uma Comissão Técnica Mista com o objetivo de promover o desenvolvimento eco­nômico brasileiro atrelado aos capitais e interesses norte-americanos. Essa comissão, chefiada pelo economista brasileiro Otávio Gouveia de Bulhões e pelo norte-americano John Abbink, produziu em 1949 um documento conhecido como relatório Abbink. Segundo os princípios do liberalismo, o relatório dizia que o crescimento econômico nacio­nal deveria se dar pela dinamização da iniciativa privada, pela contenção da especulação imobiliária nos principais centros urbanos e, sobretudo, pela expansão e modernização dos meios de transporte e da produção de energia.
BERTOLLI FILHO, Cláudio. De Getúlio a Juscelino. 1945-1961. São Paulo: Ática, 2000. p. 16.

Algumas propostas apresentadas por essa Comis­são Técnica Mista tiveram desdobramentos que se efetivaram ainda durante o governo Dutra. Entre esses desdobramentos, inclui-se a:
a) expansão da malha rodoviária e a abertura do Brasil a empresas multinacionais norte-ameri­canas produtoras de automóveis, caminhões e tratores.
b) nacionalização de todas as companhias estran­geiras de energia elétrica que atuavam no País, visando a diminuir o custo de operação das empresas nacionais.
c) privatização das empresas estatais, alocadas, a partir de então, nas mãos da iniciativa privada, com base numa política de subsídios fiscais.
d) adoção de um plano econômico governamental de investimentos, que priorizava as áreas de saúde, alimentação, transporte e energia.


05. UFES. General Eurico Gaspar Dutra:
A história econômica da presidência de Dutra pode ser dividida em duas fases: 1946-47 e 1947-50. No primeiro período ensaiou-se o retorno aos princípios do liberalismo do laissez faire, uma política que foi abalada pelo rápido esgotamento das reservas brasileiras de divisas e do resultante déficit no ba­lanço de pagamentos em 1937. A reintrodução de controles cambiais, em junho de 1947, marcou o começo da transição para o segundo período com o aceleramento da ‘industrialização espontânea’ e uma inclinação para formas rudimentares de plane­jamento geral dos gastos federais.
SKIDMORE, Thomas E. Brasil: de Getúlio a Castelo Branco (1 930-1964). Rio de Janeiro: Editora Saga, 1969, p. 96.

Considerando que o governo do presidente Euri­co Gaspar Dutra (1946-1950) transcorreu numa conjuntura internacional demarcada pelo início da Guerra Fria, cite e caracterize quatro fatos políticos significativos, contemplando as duas fases mencio­nadas no texto.


06. (UFRJ).
“(…) Como é do conhecimento geral, foi hoje promulgada uma nova Constituição Federal, estatuto que os órgãos competentes na matéria consideram melhor atender às exigências do momento atual.
Percebendo as lacunas e os defeitos do Estatuto de 1934 (Constituição), inspirado em princípios que colidem com a agitação mundial a que não podemos fugir, novos rumos são traçados ao nosso regime democrático, (agora) melhor aparelhado para a continuidade federativa.

(…) Teremos força e coesão para cumprir as atribuições que nos são próprias em defesa da ordem interna, da integridade política, da soberania nacional. E esta a nossa missão”.
Rio de Janeiro,10 de novembro de 1937 Eurico Gaspar Dutra, Ministro da Guerra. (CARONE, Edgard. A Segunda República (1930-1937). São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1973. p. 76-78.)

O trecho acima foi extraído da proclamação do General Eurico Gaspar Dutra ao Exército e às Forças Armadas; procura explicar a situação vigente, em âmbito nacional e internacional, posicionando-se em face dela e do golpe de Estado que resultou na decretação da Constituição de 1937.
O texto contém vários elementos ligados à crise da sociedade liberal do Mundo Ocidental Capitalista.

Identifique e analise dois elementos do texto ligados à situação interna brasileira, articulando-os a dois outros vinculados à situação internacional, seja no continente americano, seja na Europa.


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas das questões sobre o Presidente General Eurico Gaspar Dutra:

01. D;

02. C;

03. E;

04. D;

05. Considerando que o texto básico subdividiu o governo em duas fases, cujo marco intermediário situa-se em 1947, podemos citar alguns fatos políticos relevantes, correspondentes aos períodos estabelecidos:
– reafirmação política da posição brasileira de alinhamento sem restrições à liderança dos Estados Unidos;
– promulgação da Constituição de 1946, como importante instrumento de normalização das relações políticas institucionais e da  democracia representativa, com o restabelecimento das eleições diretas;
– após manobras políticas e judiciais, o governo conseguiu a cassação do registro do Partido Comunista Brasileiro, em dia 7 de maio de 1947;
– em setembro de 1947, no Rio de Janeiro, ocorreu a assinatura do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR), instrumento diplomático destinado a promover a defesa hemisférica contra agressões externas;
– inspirado pela política anticomunista, em 20 de outubro de 1947, o governo brasileiro rompe as relações diplomáticas com a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS);
– início de uma política intervencionista, a partir do segundo semestre de 1947, destacando-se a elaboração do Plano Saúde, Alimentação, Transporte e Energia, ou Plano Salte, como tentativa de  coordenar os gastos públicos, mediante programa plurianual de investimentos;
– em agosto de 1948, começou a funcionar a Missão Abbink para diagnosticar problemas da economia brasileira, inclusive quanto ao emprego de recursos externos no setor petrolífero.

06. O texto critica (…) os defeitos do Estatuto de 1934 (Constituição) (…)â de base liberal que permitiu a formação da ANL (Aliança Nacional Libertadora) de base socialista e antifascista, responsável pela revolta conhecida como Intentona Comunista de 1935€. A reação do governo Var € – gas foi o Golpe do Estado Novo€ gerando um governo autoritário retratado na Constituição de 1937, conforme demonstrado no texto quando afirma que (…) novos rumos são traçados (…) Esta ação articula-se com o contexto internacional no qual a Crise de 1929 enfraqueceu o Liberalismo, verificando-se a ascensção das forças fascistas, na Italia e na Alemanha (conforme nossa Carta de 37) e socialistas, na URSS.

Deixe um comentário