Presidente Getúlio Vargas Exercícios com Gabarito – 02

11. Fuvest-SP. Presidente Getúlio Vargas:
… o que avulta entre os fatores da revolução de 1930 é o sentimento regionalista, na luta pelo equilíbrio das forças entre os estados federados. Minas Gerais, aliando-se ao Rio Grande do Sul, combatia a hege­monia paulista, que a candidatura do Sr. Júlio Prestes asseguraria por mais quatro anos.
Barbosa Lima Sobrinho, A verdade sobre a revolução de outubro – 1930 (1933).

a) Explique a questão do regionalismo político no período que antecedeu 1930.

b) Apresente a situação política de São Paulo na federação, depois da tomada do poder, por Getúlio Vargas, em 1930.


12. PUC-PR. O fato é que de obra de ficção o documento foi transformado em realidade, passando das mãos dos integralistas à cúpula do Exército. A 30 de setembro, era transmitido pela “Hora do Brasil” e publicado em parte nos jornais.
Fausto, Bóris. História do Brasil. São Paulo. Edusp, 1996.

O documento a que o texto se refere ajudou Getúlio Vargas a dar o golpe que criou o Estado Novo. Trata-se do:
a) Plano Bresser.
b) Plano Qüinqüenal.
c) Plano de Metas.
d) Plano Nacional de Desenvolvimento.
e) Plano Cohen.


13. UFV-MG. Presidente Getúlio Vargas: Durante a Era Vargas, notadamente no período de 1934-37, houve uma polarização ideológica entre a direita fascista, nucleada em torno do Movimento Integralista de Plínio Salgado, e a esquerda aliancista, tendo à frente o PCB de Luís Carlos Prestes. A respeito do Integralismo, qual das características abaixo não fazia parte de seu ideário?

a) Nacionalismo
b) Militarismo
c) Monopartidarismo
d) Liberalismo
e) Anticomunismo


14. UEA-AM. De acordo com a crença intelectual popularizada (…) por intelectuais nacionalistas, principalmente os do ISEB, havia duas burguesias. Uma era entreguista, diretamente ligada ao capital internacional, e a outra era nacionalista, oposta à ação de interesses estran­geiros.

Assinale a alternativa correta a respeito da “aliança populista” na Era Vargas.
a) A burguesia nacionalista sempre defendeu a nacionalização da economia brasileira, embora aceitasse a participação do capital estrangeiro em setores estratégicos.
b) A burguesia assumia a posição nacionalista ape­nas para poder construir os interesses internacio­nais, numa época de intenso nacionalismo.
c) Era chamada de entreguista aquele setor da burguesia brasileira que se preocupava com o equilíbrio entre as economias regionais.
d) A burguesia entreguista era assim chamada para catacterizar a sua adesão às políticas do Estado apenas para beneficiar-se das ações oficiais na economia.
e) Os intelectuais do ISEB acreditavam numa bur­guesia interessada num desenvolvimento nacional redistributivo, mas o interesse dela era, acima de tudo, o capital.


15. Mackenzie-SP. Presidente Getúlio Vargas:
Sobre o Estado Novo, implantado por Vargas em 1937, é incorreto afirmar que:

a) o nacionalismo econômico e o intervencionismo estatal foram traços marcantes desse período da Era Vargas.
b) a forte centralização política mantinha, por meio do DIP e do DOPS, o controle da opinião pública e a repressão aos inimigos do regime.
c) a CLT representou uma conquista nas relações entre o capital e o trabalho, embora a manipulação e o paternalismo do governo impedissem um sindicalismo livre.
d) o regime tinha, dentre suas bases de sustentação, as forças armadas e a burocracia estatal.
e) o liberalismo econômico e a neutralidade brasileira, durante a Segunda Guerra Mundial, consolidaram o governo Vargas após o conflito.


16. UFAM. Presidente Getúlio Vargas:
Em relação às mudanças socioeconômicas ocorridas durante a Era Vargas, podemos dizer que estas foram marcadas por:

a) Gradual declínio da burguesia industrial e pela ascensão das tradicionais oligarquias agrárias.
b) Crescente predomínio do setor rural sobre os grupos urbanos.
c) Ascensão do agrarismo e ruralização da sociedade.
d) Aumento do poder da burguesia industrial sobre as tradicionais oligarquias agrárias e crescente hegemonia das cidades sobre o campo.
e) Todas as alternativas acima estão corretas.


17. UFR-RJ. A proclamação a seguir é do movimento que, em nome da Aliança Nacional Libertadora, os comunistas defla­graram ao final de 1935 contra o governo Getúlio Vagas (1930–1945) e que trouxe conseqüências que marca­ram as décadas seguintes da História do Brasil.

O Rio Grande do Norte, desafrontado dos dias amargos em que viveu tiranizado por um governo forjado na prostituição dos princípios republicanos de outrora, hasteia-se soberbo, (…) abrindo caminho largo no solo abençoado da Pátria à entrada triunfal do Cavaleiro da Esperança – Luiz Carlos Prestes. (…) A Aliança Nacional Libertadora assegura garantias plenas a todos os cidadãos, sem distinção de credo político ou religioso (…)
Proclamação dos revoltosos de Natal (RN) em 24 de novembro de 1935, apud: ALVES FILHO, I. Brasil, 500 anos em documentos. Rio de Janeiro: Mauad, 1999. 2. ed., p. 446.

a) Explique o aparecimento do nome de Luiz Carlos Prestes na proclamação dos revoltosos.
b) Cite uma conseqüência do fracasso do levante de  1935 para a História brasileira dos anos 30.


18. Presidente Getúlio Vargas: O breve período constitucional de Getúlio Vargas esteve associado a diversas agitações e a uma polari­zação política explorada pelo presidente que realizou um golpe (1937) e instaurou uma ditadura no país, o Estado Novo. Assinale a alternativa que corresponda à polarização política mencionada acima.

a) A atuação de dois grupos antagônicos: AIB (Ação Integralista Brasileira), de caráter comunista, e ANL (Aliança Nacional Libertadora), de tendência fascista.
b) A atuação de tenentes, defensores do naciona­lismo, e de oligarcas, defensores do chamado entreguismo.
c) A atuação da ANL (Aliança Libertadora Nacional), defensora de Vargas, e a oposição da AIB (Ação Integralista Brasileira), defensora da redemocrati­zação.
d) confrontação entre duas forças políticas emergen­tes: o comunismo da Aliança Nacional Libertadora e o nazifascismo da Ação Integralista Brasileira.
e) A atuação de intelectuais defensores da democra­cia por oposição aos comunistas propagadores do partido único.


19. PUC-MG. São características do modelo autoritário do Estado Novo (1937-1945), implantado por Getúlio Vargas, exceto:

a) ampliação dos poderes do chefe do Executivo Federal.
b) estabelecimento de formas de controle da vida política.
c) estrutura corporativa dos mecanismos de inserção no sistema político.
d) sistema de cooptação dos estados através da adoção do federalismo.


20. FGV-SP. Presidente Getúlio Vargas: Em 21 de dezembro de 1941, Getúlio Vargas recebeu Osvaldo Aranha, seu ministro das Relações Exterio­res, para uma reunião. Leia alguns trechos do diário do presidente:

À noite, recebi o Osvaldo. Disse-me que o governo americano não nos daria auxílio, porque não confiava em elementos do meu governo, que eu deveria subs­tituir. Respondi que não tinha motivos para desconfiar dos meus auxiliares, que as facilidades que estávamos dando aos americanos não autorizavam essas descon­fianças, e que eu não substituiria esses auxiliares por imposições estranhas.
VARGAS, Getúlio, Diário. São Paulo / Rio de Janeiro, Siciliano/Fundação Getúlio Vargas, 1995, vol. II, p. 443.

A respeito desse período, podemos afirmar:
a) As desconfianças norte-americanas eram com­pletamente infundadas porque não havia nenhum simpatizante do nazifascismo entre os integrantes do governo brasileiro.
b) Com sua política pragmática, Vargas negociou vantagens econômicas com o governo americano e manteve em seu governo simpatizantes dos regimes nazifascistas.
c) Apesar das semelhanças entre o Estado Novo e os regimes fascistas, Vargas não permitiu nenhum tipo de relacionamento diplomático entre o Brasil e os países do Eixo.
d) No alto escalão do governo Vargas havia uma série de simpatizantes do regime comunista da União Soviética e de seu líder Joseph Stalin.
e) As pressões do governo norte-americano levaram Vargas a demitir seu ministro da Guerra, o gene­ral Eurico Gaspar Dutra, admirador dos regimes nazifascistas.


 🔵 <<< Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas dos exercícios sobre o Presidente Getúlio Vargas:

11. a) O sistema federativo estabelecido pela Constituição de 1891 e a “Política dos Governadores”, instituída por Campos Sales, favoreciam a existência de regionalismos estaduais e consequentemente, do
poder local, mesmo com a predominância da política do café-com-leite (hegemonia de São Paulo e Minas Gerais) em nível federal.
b) Após a Revolução de1930, São Paulo perdeu a hegemonia política na esfera federal e apesar do potencial econômico, o Estado não desfrutava de prestígio junto ao novo governo. Tal situação pode ser apontada como um dos fatores da Revolução Constitucionalista de 1932.

 

12. E;

13. D;

14. A;

15. E;

16. D;

 

17. a) A proclamação de Luís Carlos Prestes se deve à sua liderança frente à Coluna Prestes, à presidência da ANL (Aliança Nacional Libertadora) e por ter sido um dos articuladores da Intentona Comunista de 1935.
b) Em 1937, utilizando-se do Plano Cohen que atribuía aos comunistas uma eventual tomada de poder, Getúlio Vargas instituiu o Estado Novo.

 

18. D;

19. D;

20. B

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário