Primeiro Reinado Brasileiro Pós Independência Exercícios com Gabarito

01. Fuvest-SP. Pós Independência: No processo de emancipação política ocorrido na América no século XIX, a Independência do Brasil apresenta características que a tornaram singular. Explique em que consistiu essa singularidade.


02. O que foi a “Noite da Agonia”?


03. UFMG. Pós Independência: A opção pelo regime monárquico no Brasil, após a independência, pode ser explicada:

a) pela atração que os títulos nobiliárquicos exerciam sobre os grandes proprietários rurais.
b) pela crescente popularidade do regime monárquico entre a elite colonial brasileira.
c) pela pressão das oligarquias aliadas aos inte­resses da Inglaterra e pela defesa da entrada de produtos manufaturados.
d) pelo temor aos ideais abolicionistas defendidos pelos republicanos nas Américas.
e) pelas transformações ocorridas com a instauração da Corte portuguesa no Brasil e pela elevação do país a Reino Unido.


04. Vunesp. A independência do Brasil, proclamada em 1822, foi reconhecida pelos Estados Unidos da América em maio de 1824 e por várias nações européias até o ano de 1826.

Em sua opinião, qual foi a razão dessa demora e qual a relação que tem com o Congresso de Viena (1815)?


05. Fuvest-SP. Pós Independência: Sobre a dívida pública externa do Brasil independente, é certo afirmar que começou a ser contraída:

a) nos primeiros anos da República, por iniciativa do Ministro da Fazenda Ruy Barbosa, preocupado com a escassez monetária.
b) por ocasião da Guerra do Paraguai, para financiar os enormes gastos decorrentes do conflito.
c) logo após a independência, destinando-se o pri­meiro empréstimo a indenizar Portugal pela perda da colônia.
d) quando se implantaram os primeiros planos de valorização do café, a partir do convênio firmado em Taubaté, em 1906.
e) logo após a Revolução de 1930, a fim de se enfren­tar o abalo financeiro resultante da crise de 1929.


06. Fuvest-SP. Pós Independência: A Inglaterra atuou a favor do Brasil para a obtenção do reconhecimento de sua independência, mas exigiu a extinção:

a) dos contratos comerciais com os países da Santa Aliança.
b) do tráfico negreiro.
c) da escravatura.
d) do Pacto Colonial.
e) do acordo comercial de 1810.


07. Mackenzie-SP. A nação independente continuaria na dependência de uma estrutura colonial de produção, passando do domínio português à tutela britânica.
Emília Viotti – Da Monarquia à República

A respeito do período abordado no texto, assinale a alternativa correta.
a) A independência brasileira rompeu com o arca­ísmo econômico e social do país, mudando o modelo econômico.
b) A fachada liberal ocultava a miséria, a escravidão e a dependência econômica, mesmo após a eman­cipação política.
c) As camadas populares viram seus interesses contemplados pelo novo governo.
d) A soberania da nação não foi atingida por concessões econômicas a potências estrangeiras, nem mesmo com o Tratado de 1827, com a Inglaterra.
e) As condições institucionais favoreceram a mobilidade social e política de todos os segmentos sociais, inclusive dos escravos.


08. Pós Independência: Sem um exército brasileiro, qual a solução de D. Pe­dro I para combater as províncias que não aceitavam a independência?


09. Pós Independência: Nas lutas conhecidas como Guerras da Independência e no reconhecimento externo da Independência, o Brasil foi auxiliado pelo(a):

a) França.
b) Espanha.
c) Itália.
d) Estados Unidos.
e) Inglaterra.


10. Pós Independência: Podemos afirmar que a Independência do Brasil foi completa? Explique.


11. Fuvest-SP. Pós Independência: Os Estados Nacionais que se organizam depois das independências no Brasil e nos países americanos de colonização espanhola, entre as décadas de 1820 e 1880, são semelhantes quanto à:

a) adoção de regimes políticos e diferentes com relação às posições implementadas sobre a es­cravidão negra.
b) decisão de imediata abolição da escravidão e diferentes com relação à defesa da propriedade comunal indígena.
c) defesa do sufrágio universal e diferentes com relação às práticas do liberalismo econômico.
d) defesa da ampliação do acesso à terra pelos camponeses e diferentes com relação à submissão à Igreja Católica.
e) vontade de participar do comércio internacional e diferentes quanto à adoção de regimes políticos.


12. Pós Independência: Relacione o reconhecimento da independência do Brasil pelos Estados Unidos e a Doutrina Monroe.


13. Udesc. Durante o processo de Independência do Brasil, na segunda década do século XIX, houve resistência e luta armada em diversas regiões. Assinale a única alternativa que indica onde ocorreu derramamento de sangue nes­se período, pela conquista da emancipação política.

a) São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
b) Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
c) Goiás, Mato Grosso e Tocantins.
d) Bahia, Maranhão e Pará.
e) Alagoas, Pernambuco e Ceará.


14. PUC-PR. Instalado em 1822, o Império do Brasil encontrou di­ficuldades no reconhecimento de sua independência por parte dos Estados europeus. Essas dificuldades existiam devido:

a) ao fato de o Brasil ter pesadas dívidas em várias capitais européias.
b) ao fato de ter estabelecido a forma monárquica de governo.
c) à sua própria organização interna, pois a Cons­tituição de 1824 afastava o voto direto, secreto e universal.
d) à política reacionária e antinacionalista definida no Congresso de Viena e praticada por várias potências européias.
e) à negativa do governo de D. Pedro I em restituir a Província Cisplatina aos seus povoadores de origem castelhana.


15. UCB-DF. Pós Independência: Apesar das desconfianças dos brasileiros, quanto à disposição de D. Pedro em romper os laços que uniam o Brasil a Portugal, no dia 7 de setembro de 1822, o príncipe regente declarou a independência. Sobre o 7 de setembro de 1822, julgue cada afirmativa, assina­lando Verdadeira ou Falsa.

( ) A independência resultou das aspirações da elite agrária, que manteve o tripé colonial, isto é, o latifúndio, a monocultura e a escravidão ao longo de todo o Império.
( ) A atitude de Fernando Henrique Cardoso, ao convi­dar para o palanque o astro de futebol Ronaldinho, durante a comemoração do 7 de setembro de 2000, está associada em nossa história à tradicio­nal união entre o poder constituído, a elite, com as classes populares, haja vista que desde a luta pela independência o povo foi peça fundamental desse processo.

( ) As atitudes liberais do jovem imperador D. Pedro I, no transcorrer do I Reinado, foram positivas no plano econômico, pois consolidaram o processo de industrialização no país, iniciado com seu pai D. João VI.
( ) A independência do Brasil, comparada com outros países da América Latina, apresentou algumas particularidades que nos distanciaram dessas nações, tais como a adoção da monarquia como forma de governo e o fato de possuirmos um mo­narca de origem européia no comando político.
( ) A partir de 1824, os conflitos entre a aristocracia rural brasileira e os portugueses se acirraram, sendo que um dos fatores responsáveis foi a intran­sigência de D. Pedro I em defender os interesses dos brasileiros, em detrimento dos portugueses que viviam no Brasil.


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas dos exercícios sobre a Pós Independência do Brasil para Enem e Vestibular:

01. A singularidade reside na presença de portugueses – D. João e D. Pedro – no processo de independência e na manutenção do regime monárquico.

02. Foi a noite de 11 para 12 de novembro de 1823, quando os deputados constituintes se negaram a sair do recinto da Assembléia após o decreto de D. Pedro I mandando fechá-la.

03. E;

04. A demora reside na intransigência de Portugal, apoiado pelos países do Congresso de Viena, representantes do pensamento do Antigo Regime. Dessa forma, o Congresso de Viena era contra as independências latino-americanas e apoiava uma política de recolonização.

05. C;

06. B;

07. B;

08. D. Pedro I contratou a ajuda militar de mercenários estrangeiros, como Lord Cochrane e Lord Grenfell.

09. E;

10. Não. Nos primeiros anos após a independência, o Brasil foi governado por D. Pedro, que também era herdeiro do trono português, o que deixava no ar um clima de possível reaproximação entre Brasil e Portugal. Além do mais, a independência política do Brasil não foi acompanhada da independência econômica, já que o país continuou dependendo do mercado e do capital externos.

11. E;

12. Os Estados Unidos foram a primeira nação a reconhecer a independência do Brasil com base na Doutrina Monroe, visando a assegurar seus interesses econômicos sobre a América Latina.

13. D;

14. D;

15. V, F, F, V, F

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário